IPMA - Novidades, dúvidas, sugestões e críticas

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por J.S. 8 Jul 2008 às 00:24.

  1. 1337

    1337
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Jun 2010
    Mensagens:
    1,819
    Local:
    Ponte de Lima (centro)
    Verdade, o que quer dizer que nos outros países também têm o mesmo tipo de problemas, mas sabe-se lá porquê, aqui para resolverem algum problema já se sabe como é. Agora não venham com as desculpas dos orçamentos, porque isso não pode ser desculpa para tudo..
     
  2. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,334
    Local:
    Montijo/Lisboa
    É sempre muito fácil falar lá de fora...
    Então quer dizer que passas os dias todos ligado a ver todas as páginas dos Institutos de Meteorologia estrangeiros a confirmar que NUNCA há falhas no radar deles. Certo? Porreiro!

    Menos hipocrisia... Certamente há falhas tão ou mais recorrentes que as do nosso IPMA na maior parte deles, mas simplesmente não é do nosso país e não andamos em cima, não é?

    O IPMA teve, tem e terá problemas, pelos mais diversos motivos, e nem me cabe a mim nem a nós defender directamente o IPMA, podem perfeitamente endereçar o vosso "repúdio" fundamentado ou não para os contactos do IPMA, força!
    Mas bolas, fechar os olhos e ignorar o esforço de abertura e evolução que nos tempos mais recentes até nos tem surpreendido (pela positiva) é realmente de má vontade...
    Mas cada um com a sua sentença...

    Agora, chega de lamechices de uma vez por todas, querem queixar-se, contactem o IPMA, e-mail, telefone, facebook, o que quiserem, mas poupem este espaço a tanto melodrama.

    Assunto terminado de vez!?!??!
     
  3. SpiderVV

    SpiderVV
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2010
    Mensagens:
    7,585
    Local:
    Portalegre (400m) / Lisboa (60m)
    Já agora só para acabar, e para acabar com o "é só a nós, nos outros países é tudo moderno".

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    DaniFR, jmbneto e rozzo gostaram disto.
  4. SpiderVV

    SpiderVV
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2010
    Mensagens:
    7,585
    Local:
    Portalegre (400m) / Lisboa (60m)
    O radar de Arouca voltou desde as 15 UTC.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  5. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Resultados da verificação dos valores apresentados no quadro de resumo do Boletim Climatológico de Abril.

    Este é o quadro original:
    [​IMG]

    Os valores foram transcritos para este quadro:
    [​IMG]

    E neste quadro são apresentadas as propostas de correcção baseadas nos dados publicados diariamente na página do IPMA:

    [​IMG]


    Conclusões:

    1- A amarelo no último quadro estão as correcções sugeridas, nomeadamente:

    - Algumas estações não estavam identificadas de forma completa, prestando-se a confusão com outras de mesma designação, especialmente Viana do Castelo que é na verdade Chafé; Vila Real, não se sabendo o significado de "/CC", pode ser confundida com Vila Real (cidade) mas é na verdade só "Vila Real"; Viseu e Leiria deve ser acrescentado "aeródromo" pois há outras estações com as mesmas designações; Coimbra, Évora e Faro é menos importante o nome completo porque não funcionam de momento outras estações exactamente com o mesmo nome; Santarém deve acrescentar-se que é "Fonte Boa" ou confunde-se com a outra estação; Portalegre é "cidade", senão é a outra estação; Lisboa/geofísico está errado, os dados apresentados são da Gago Coutinho, aliás Geofísico esteve sem registo de dados por alguns períodos; Setúbal pode ser especificada.

    - Todos as datas dos dias de temperatura máxima extrema estão, obviamente, com um dia a mais, pois segundo o critério de usar a data do dia climatológico a máxima de um dado dia é registada no dia seguinte, com data do dia seguinte, o que para divulgação ao público pode ser considerado absurdo. Corrigi todas as datas para os verdadeiros dias em que foram registadas. Para aquelas estações em que a data recua para 31 de Março, haverá que localizar o verdadeiro valor do extremo da máxima diária num dia civil de Abril, que é o que faz sentido para o público em geral.

    - Curiosamente o critério de localização da data de um extremo pelo dia climatológico não é usado para a intensidade máxima do vento. Porquê não sei responder. Faz parecer que se estiver a ser usado o dia climatológico (não é referido qual o período usado para este parâmetro) todas as intensidades máximas ocorreram entre as 0h e as 9h, por identificação exacta com os valores nos resumos diários de mesma data.

    - Todos os acumulados desde as 9h do dia 31 de Março às 9h do dia 30 de Abril estão correctos, excepto uma pequena diferença para Pedras Rubras, mas com uma enorme diferença para Portalegre (cidade), de 69,0 mm para 80,6mm. No entanto para todas as estações, incluindo Portalegre, os máximos diários das 9h às 9h estão correctos.

    - A localização correcta, na minha opinião, das datas dos máximos diários de precipitação das 9h às 9h devia referir que dois dias civis estão abrangidos no período em causa e dar ênfase a qual dos dias corresponde a maior parte do acumulado. Nalguns casos, como Leiria e Beja, a precipitação caíu toda na data anterior à indicada. Mais uma vez para uma informação ao público em geral, isto é confuso e presta-se a erros de interpretação, evitáveis.

    2- Indico os máximos diários de precipitação e datas segundo o critério das 0h às 0h, o qual climatologicamente não tem mais vantagens do que qualquer outro período fixo, apenas é mais claro do ponto de vista do público.

    3- Finalmente apresento aquilo que deveria ser a informação dos extremos de precipitação, usando um intervalo de 24 horas flutuante. As vantagens do ponto de vista da utilidade para identificar a localização no tempo das intempéries e suas consequências são, na minha opinião, insuperáveis. Dá-se inclusivamente o caso de o valor anunciado como máximo do mês em todas as estações, 60,4 mm em Vila Nova de Cerveira, não ser realmente o máximo, especialmente por que é apresentado como "máximo em 24 horas". Se pelo menos fosse apresentado como "máximo diário" ainda seria aceitável. Acresce ainda que esta estação só tem valores registados para menos de duzentas horas no mês, como tal, com a série do mês incompleta, não devia ser considerada, salvo com uma ressalva a indicar isto mesmo
    Mas o verdadeiro extremo da precipitação em 24 horas vai na verdade para Beja, com 65,4 mm das 23h de dia 8 às 23h de dia 9, valor muito perto aliás do que apareceu para esta estação no resumo diário do dia 9, publicado no dia 10 na página do IPMA, 65,1mm. Ora este valor tendo sido visto pelo público, origina descrédito nos valores publicados, do resumo diário ou do boletim, se não houver uma explicação.

    - Com fundo rosa são assinalados os extremos da precipitação em 24h que são superiores, como é esperado, aos extremos dos dias climatológicos, pouco úteis estes. Não só Beja apresenta uma diferença substancial de 40,9 mm para 65,4 mm, mas também, por exemplo, Braga de 38,0 para 49,9mm ou Viseu de 33,7 para 48,9mm e ainda Portalegre de 20,4 para 33,8mm.

    Espero com estas sugestões poder ajudar a melhorar a qualidade da informação que o IPMA publica, a qual já é, a todos os títulos, notável, e num progresso de diversificação e modernização assinalável, merecedor de parabéns.
    Sou particularmente entusiasta da disponibilização on-line contínua de dados de observação e de análise periódica.

    Muito meritório tem sido também o esforço de manutenção da rede de estações, o qual obviamente nunca terá fim, é uma tarefa contínua e difícil de concretizar devido à não abundância de meios, compreensível na situação actual de contenção de despesas.
     
  6. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,334
    Local:
    Montijo/Lisboa
    Uma sugestão, de algo que seria pertinente e útil no site do IPMA, e que facilitaria a vida a muitas pessoas, seria ter um "almanaque" de extremos, ao estilo do presente no site da AEMET:

    http://www.aemet.es/es/serviciosclimaticos/datosclimatologicos

    Nomeadamente as secções de valores normais e extremos climatológicos, referindo os períodos disponíveis, etc..

    Digo isto, pois apesar de haver informação de normais e de extremos no site do IPMA, tem pouca informação, e organizada de forma muito pouco prática para quem procura extremos. Neste formato é fácil pesquisar por estações e obter normais e extremos de diversas variáveis, em particular os extremos absolutos.

    A forma como no site do IPMA estão apresentadas as normais não está mal, mas apenas apresenta as duas mais recentes normais, e os extremos correspondentes a esses períodos. É sempre extremamente difícil encontrar registos absolutos, e encontrar essa informação de forma fácil e acima de tudo coerente. Anda espalhada entre normais, boletins mensais, etc. É sempre muito chato quando há algum evento como este, ter uma referência de extremos absolutos para as estações, para fazer simples análises.

    Acho que era crucial ponderar isto e apresentar esta informação com uma plataforma completa e coerente ao público.
     
    #981 rozzo, 12 Mai 2015 às 14:07
    Última edição: 12 Mai 2015 às 14:21
  7. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,334
    Local:
    Montijo/Lisboa
    O post que coloco não é propriamente nem para defender o IPMA, nem muito menos para criticar a AEMET, entidade que acho que tem um excelente site e comportamento.
    É apenas para relembrar a conversa de há uns dias, quando se dizia muito mal do IPMA e que "lá fora é que fazem as coisas bem", a propósito dos radares estarem com problemas, e de claramente ser tendenciosa a crítica, pois raramente estamos realmente atentos ao que se passa lá fora.

    Ora uma das coisas que mais se critica são os Avisos do IPMA, que sim têm muitas dificuldades, mas... Reparem como nem tudo é perfeito lá fora... Um exemplo da sequência de Avisos da AEMET relativamente ao episódio de calor extremo (recorde) hoje em Valência:

    [​IMG]

    Naturalmente não faz qualquer sentido passar às 19h do nível mais extremo para o tudo ok, para depois às 00h passar para amarelo. Algum erro ou resultado de algum automatismo. Acontece.. Em todo o lado!
     
  8. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
  9. SpiderVV

    SpiderVV
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2010
    Mensagens:
    7,585
    Local:
    Portalegre (400m) / Lisboa (60m)
    Estava devidamente actualizada na simbólica. A descritiva é escrita manualmente e costuma apenas ser atualizada às X horas de cada dia, e presumo que por acaso também seja menos visitada.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Mas a que é citada e transcrita nos meios de comunicação social, especialmente imprensa escrita, é a descritiva. É essa que os jornalistas vão ler e que depois colocam nas notícias.
     
    Mr. Neves gostou disto.
  11. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Onde exactamente? Está lá uma previsão diferente da descritiva?
    E não está actualizada, continua lá a previsão de meteorologista da 1:31 de dia 24 para as capitais de distrito. A numérica é que é automaticamente actualizada e curiosamente não se aplica às capitais.
    [​IMG]
    [​IMG]

    o símbolo para Beja lê "aguaceiros fracos".
     
    #986 StormRic, 24 Mai 2015 às 22:31
    Última edição: 24 Mai 2015 às 22:46
    Mr. Neves gostou disto.
  12. Mr. Neves

    Mr. Neves
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Jan 2013
    Mensagens:
    3,752
    Local:
    Tondela-290m
    De facto é verídico que os aguaceiros fracos colocado na previsão simbólica e na descritiva não foi o que se sentiu esta tarde no Alentejo e parte do Algarve. Aliás prova disso é o aviso amarelo que o IPMA emitiu onde refere aguaceiros dispersos mas fortes e acompanhados de trovoadas (e mais uma vez dois avisos num único aviso).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  13. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Que dados é que tens para presumir isto?
     
  14. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,879
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Esse aviso foi emitido a que horas? Já não fui a tempo de o ver. Qual era o período de aplicação? A última actualização dos avisos foi às 14:26 e estão todos verdes.
     
    Mr. Neves gostou disto.
  15. Mr. Neves

    Mr. Neves
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Jan 2013
    Mensagens:
    3,752
    Local:
    Tondela-290m
    Eu também não sei quando foi exatamente mas eu só recebi o avisos do IPMA no meu mail às 15:55h. E todos os aviso começavam às 15:00:00(UTC) e terminavam às 19:59:59 (UTC).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página