Modelos GFS Meteopt.com

HotSpot

Cumulonimbus
Registo
20 Nov 2006
Mensagens
3,614
Local
Moita, Setubal
Será que Queluz poderia ser contemplado pelo sistema dos modelos GFS - Meteopt :p

38.45 e -9.15 :D

Pode no dia que for capital de concelho :D. Podes usar da Amadora, Oeiras ou Sintra. Se veres com atenção a diferença entre as 3 deve ser mínima.

Entao ja temos nova run (23h30) :w00t:

Agora estamos no horário de Inverno, ficam disponíveis a estas horas:

( Horário de Inverno )

Run 00 - 04:30
Run 06 - 10:30
Run 12 - 16:30
Run 18 - 22:30
 

Jota 21

Cumulus
Registo
20 Set 2007
Mensagens
355
Local
Sintra
Uma perguntinha de leigo na matéria: nas tabelas das runs do GFS o que são o CAPE, o LI (C) e o DAM? Todas as outras eu entendo o que são mas estas três não:(...
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Uma perguntinha de leigo na matéria: nas tabelas das runs do GFS o que são o CAPE, o LI (C) e o DAM? Todas as outras eu entendo o que são mas estas três não:(...

A explicação já foi dada pormenorizadamente algures aqui no forum, mas como não encontrei fica aqui um resumo simples:

CAPE (Convective available potencial energy) - Energia que uma parcela de ar teria se elevada verticalmente a uma certa distância na atmosfera. É expressa em J/Kg. Embora dependente de vários factores, são geralmente indicadores de instabilidade atmosférica (possíveis trovoadas), sendo que quanto maior valor, tendencialmente mais instabilidade é expectável.

LI (Lifted Index) - Diferença de temperatura entre uma parcela elevada adiabaticamente e a temperatura ambiente a uma determinada pressão (geralmente 500hPa). Normalmente valores positivos indicam uma atmosfera estável e negativos uma atmosfera instável.

DAM - Espessura da atmosfera em decâmetros. Em sistemas de altas pressões este valor é geralmente superior que em depressões (situações de instabilidade).

Esta explicação, é apenas um resumo em traços largos.
 

Jota 21

Cumulus
Registo
20 Set 2007
Mensagens
355
Local
Sintra
A explicação já foi dada pormenorizadamente algures aqui no forum, mas como não encontrei fica aqui um resumo simples:

CAPE (Convective available potencial energy) - Energia que uma parcela de ar teria se elevada verticalmente a uma certa distância na atmosfera. É expressa em J/Kg. Embora dependente de vários factores, são geralmente indicadores de instabilidade atmosférica (possíveis trovoadas), sendo que quanto maior valor, tendencialmente mais instabilidade é expectável.

LI (Lifted Index) - Diferença de temperatura entre uma parcela elevada adiabaticamente e a temperatura ambiente a uma determinada pressão (geralmente 500hPa). Normalmente valores positivos indicam uma atmosfera estável e negativos uma atmosfera instável.

DAM - Espessura da atmosfera em decâmetros. Em sistemas de altas pressões este valor é geralmente superior que em depressões (situações de instabilidade).

Esta explicação, é apenas um resumo em traços largos.

Obrigado. Foi uma boa explicação, simples e concisa.
Cumprimentos
 

Mago

Nimbostratus
Registo
25 Out 2006
Mensagens
1,668
Local
Beira Interior
Boa tarde

Gostei bastante desta aplicação dos Modelos GFS, venho dar uma sugestões à versão ainda BETA:

- A disponibilidade em gráficos da forma simples como está em texto sem necessidade de trocar a localidade no browser.

- A integração da aplicação no fórum num dos ménus principais, em que se poderia chamar por tendencia do tempo ou algo assim em que o utilizador coloca a localidade directamente sem sair do fórum.

- A integração de umas nuvens ou sol tal como está nos quadros do freemeteo em cima no grafico da precipitação/temperatura

- Futuramente se for possivel tambem um gráfico com o risco de incêndio mediante os parametros, tipo como está a "cota de neve".

- uma solução para visualizar os dados a partir de um celular ( sei nao é facil)

Relembro que isto são apenas sugestões e não observações, o trabalho está impecável, sou um assíduo visitante desta aplicação. PARABENS!
 

HotSpot

Cumulonimbus
Registo
20 Nov 2006
Mensagens
3,614
Local
Moita, Setubal
Boa tarde

Gostei bastante desta aplicação dos Modelos GFS, venho dar uma sugestões à versão ainda BETA:

- A disponibilidade em gráficos da forma simples como está em texto sem necessidade de trocar a localidade no browser.

- A integração da aplicação no fórum num dos ménus principais, em que se poderia chamar por tendencia do tempo ou algo assim em que o utilizador coloca a localidade directamente sem sair do fórum.

- A integração de umas nuvens ou sol tal como está nos quadros do freemeteo em cima no grafico da precipitação/temperatura

- Futuramente se for possivel tambem um gráfico com o risco de incêndio mediante os parametros, tipo como está a "cota de neve".

- uma solução para visualizar os dados a partir de um celular ( sei nao é facil)

Relembro que isto são apenas sugestões e não observações, o trabalho está impecável, sou um assíduo visitante desta aplicação. PARABENS!

Estamos a trabalhar numa interface integrada para tudo.

Por isso chamamos BETA, ainda em fase de testes e com muito trabalhinho ainda por fazer.

Obrigado pelas sugestões, todas muito válidas, algumas já pensadas por nós e outras inovadoras e muito interessantes.

Assim que tivermos novidades, é neste tópico que vão aparecer. Até lá venham daí mais sugestões.
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,167
Local
Oeiras / VN Poiares
Uma questão com as cotas de neve: sei que não faz sentido físico a colocação de cotas negativas, e compreendo a lógica da colocação de 0 quando esta dá negativa. Mas, como por exemplo nalgumas runs de ontem em Donostia e em Bilbao, é importante saber-se se a cota calculada é de -50, e aí é improvável que haja neve devido ao efeito marítimo, ou então é de -500 e aí é certo que há neve. Será possível isto, ou a fórmula de cálculo só é válida acima de 0?
 

HotSpot

Cumulonimbus
Registo
20 Nov 2006
Mensagens
3,614
Local
Moita, Setubal
Uma questão com as cotas de neve: sei que não faz sentido físico a colocação de cotas negativas, e compreendo a lógica da colocação de 0 quando esta dá negativa. Mas, como por exemplo nalgumas runs de ontem em Donostia e em Bilbao, é importante saber-se se a cota calculada é de -50, e aí é improvável que haja neve devido ao efeito marítimo, ou então é de -500 e aí é certo que há neve. Será possível isto, ou a fórmula de cálculo só é válida acima de 0?

A formula consegue calcular valores negativos, mas não faz sentido apresentar.

O efeito marítimo e uma dor de cabeça por resolver mas com o tempo vai ser melhorado. Este inverno vai ser o tira-teimas e vão ser estudados diversos cenários para melhorar o algoritmo.
 

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,880
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
Sem querer estar a dar trabalho, qual é a possibilidade de criar um modelo para a Fóia? O que já está feito é para a cidade de Monchique, mas seria interessante ver as condições para a Fóia (presumo que deve ter algumas variações, nomeadamente em temperatura, visto a Fóia estar a uma cota superior).

PORTUGAL CONTINENTE;FARO;FOIA;-8.59;37.315
 

HotSpot

Cumulonimbus
Registo
20 Nov 2006
Mensagens
3,614
Local
Moita, Setubal
Sem querer estar a dar trabalho, qual é a possibilidade de criar um modelo para a Fóia? O que já está feito é para a cidade de Monchique, mas seria interessante ver as condições para a Fóia (presumo que deve ter algumas variações, nomeadamente em temperatura, visto a Fóia estar a uma cota superior).

PORTUGAL CONTINENTE;FARO;FOIA;-8.59;37.315

As regras são capital de concelho. Se começo a abrir excepções, vai ficar uma grande confusão. De qualquer forma nos modelos a altitude não tem importância e a distância de poucos quilómetros não representa diferença significativa.

A única coisa que pensei em fazer para abranger mais zonas é a pesquisa por coordenadas, assim já ficavam todos contentes :D

Assim que tiver novidades, coloco aqui. :thumbsup:
 

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,880
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
As regras são capital de concelho. Se começo a abrir excepções, vai ficar uma grande confusão. De qualquer forma nos modelos a altitude não tem importância e a distância de poucos quilómetros não representa diferença significativa.

A única coisa que pensei em fazer para abranger mais zonas é a pesquisa por coordenadas, assim já ficavam todos contentes :D

Assim que tiver novidades, coloco aqui. :thumbsup:

Ok. Se de facto a diferença não fôr significativa, não vale a pena então.
Essa situação da pesquisa por coordenadas é a melhor solução. Cada um pesquisa o local que quiser.
:thumbsup: