Monitorização Clima de Portugal - 2012

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Janeiro muito seco agrava situação de seca meteorológica
2012-02-09
(IM)

Os valores de precipitação registados no mês de janeiro no continente foram muito inferiores aos respetivos valores normais (1971-2000), com um total mensal de 20.4mm, (17% do valor normal) que se traduz numa anomalia de -96.9mm e que corresponde ao 7º menor valor registado de precipitação desde 1931 (o menor valor foi de 2.8mm em 1935).

Em resultado destes níveis de precipitação o mês classifica-se como muito seco a extremamente seco.

Os baixos valores de precipitação registados resultam da localização do anticiclone dos Açores que, estendendo-se em crista para o território continental, vem impedindo que este seja influenciado normalmente por superfícies frontais, responsáveis pela precipitação nesta época do ano.

Desta forma a situação de seca meteorológica intensificou-se em todo o território do continente, pelo que de acordo com o Observatório de seca do IM, a percentagem do território em situação de seca meteorológica, apresenta a seguinte distribuição: 11% em seca severa, 76% em seca moderada e 13% em seca fraca.

Relativamente aos valores da temperatura do ar, destaca-se que o valor médio da temperatura mínima do ar foi inferior ao valor normal (1971-2000) em -1.56ºC.

Durante o mês ocorreram valores de temperatura mínima inferiores a 0ºC, verificando-se que o número de dias com estas condições foi maior nas regiões do interior Norte e Centro, destacando-se a estação meteorológica de Bragança que registou 28 dias de temperatura mínima inferior ou igual a 0ºC.

Mais em: IM
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Tempo frio e seco deverá manter-se pelo menos até dia 23

O Instituto de Meteorologia (IM) anunciou hoje que o tempo frio e seco deverá manter-se pelo menos até ao dia 23, prevendo-se uma subida da temperatura mínima e um aumento da nebulosidade a partir do dia 21.
De acordo com informação do IM, "prevê-se para os próximos dias, em particular até dia 23, a manutenção de tempo frio e seco, sem ocorrência de precipitação significativa". No entanto, refere a nota, "existe uma tendência para o enfraquecimento do anticiclone e uma mudança da direção do vento para oeste a partir do dia 21, com previsão de subida da temperatura mínima e aumento da nebulosidade".
O IM refere que, apesar de desde o início do mês de fevereiro se ter registado uma persistência de tempo frio e seco, com temperaturas mínimas nalguns locais com valores negativos, "não foram, no entanto, ultrapassados os menores valores históricos observados, ficando mesmo bastante aquém do menor valor observado no continente em fevereiro de 1954, -16ºC nas Penhas da Saúde".

DESTAK
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,714
Local
Olhão (24 m)
Fevereiro mais seco desde 1931 em Portugal Continental

O balanço climatológico do mês de Fevereiro permite caraterizá-lo como excecionalmente frio e seco no território continental.

Com um valor médio de precipitação de 2.2mm, o mês de fevereiro registou um valor de precipitação cerca de 50 vezes inferior ao valor normal (100,1 mm), o que permite classificá-lo como extremamente seco, colocando-o mesmo como o fevereiro mais seco desde que se iniciaram os registos continuados de observação, em 1931.

Esta situação ficou a dever-se à influência de cristas anticiclónicas sobre o território do continente, que foram atuando como bloqueio à influência e atravessamento das superfícies frontais que habitualmente afetam o território continental nos meses de inverno.

Como decorrência da quase ausência de precipitação neste mês, a situação de seca meteorológica intensificou-se em todo o território nacional, encontrando-se no final do mês a totalidade do território continental em situação de seca severa (68%) e extrema (32%), os dois níveis de maior severidade deste fenómeno climático.

A temperatura do ar registou igualmente valores extraordinariamente baixos, nomeadamente na temperatura mínima, com uma anomalia média de cerca de -5ºC em relação ao valor normal, o que posiciona este fevereiro como o segundo com temperatura mínima do ar mais baixa, desde 1931. Destaca-se ainda a ocorrência de vários dias com temperatura mínima inferior a 0ºC em muitas localidades e o registo de novos valores mínimos absolutos.

As baixas temperaturas persistiram neste mês de Fevereiro durante longos períodos, tendo-se registado situações prolongadas de ondas de frio em várias estações da rede do Instituto, tendo em alguns casos atingido mais de 18 dias consecutivos.

Os valores médios da temperatura média e máxima do ar também foram inferiores aos respetivos valores normais, em -0,26ºC e -2,49ºC respetivamente, sendo o valor da temperatura média do ar, de 7,6ºC, o 5º mais baixo desde 1931.

Fonte: IM http://www.meteo.pt/pt/media/notici.../pt/media/noticias/textos/clima_fev_2012.html
 

Dan

Staff
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
9,790
Local
Bragança (675m)
No que concerne às mínimas, o mês passado apenas ficou atrás do Fevereiro de 1956.

Minimas_de_fev.png


Relatório de Fevereiro
 

N_Fig

Cumulonimbus
Registo
29 Jun 2009
Mensagens
3,457
Local
Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
Foi o 2º com a temperatura mínima mais baixa, foi o 5º mais frio, teve uma onda de frio que durou 20 dias, uma onda de calor com 8 dias, uma estação (Mirandela) que esteve tanto em onda de frio como em onda de calor este mês,:confused:... À exceção de chuva este mês teve mesmo tudo e isso só é mais uma particularidade: 2,2mm, cerca de 2% da precipitação normal, o Fevereiro mais seco de sempre:(.
 

Lousano

Cumulonimbus
Registo
12 Out 2008
Mensagens
3,635
Local
Lousã/Casais do Baleal
Foi o 2º com a temperatura mínima mais baixa, foi o 5º mais frio, teve uma onda de frio que durou 20 dias, uma onda de calor com 8 dias, uma estação (Mirandela) que esteve tanto em onda de frio como em onda de calor este mês,:confused:... À exceção de chuva este mês teve mesmo tudo e isso só é mais uma particularidade: 2,2mm, cerca de 2% da precipitação normal, o Fevereiro mais seco de sempre:(.

Não entendi nada. Muito confuso.
 

N_Fig

Cumulonimbus
Registo
29 Jun 2009
Mensagens
3,457
Local
Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
Não entendi nada. Muito confuso.

-Temperatura mínima: a 2ª mais baixa;
-Temperatura média: a 5ª mais baixa;
-Uma onda de frio que durou 20 dias;
-Uma onda de calor que durou 8 dias;
-Mirandela esteve em onda de frio 12 dias e em onda de calor 7 dias;
-Um mês com bastantes particularidade, mas sem chuva;
-A precipitação média foi de 2,2mm, 2% do normal, o valor mais baixo desde o início dos registos.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Inverno excecionalmente frio e seco

O Inverno climatológico de 2011/2012 (dezembro, janeiro e fevereiro) foi caracterizado por tempo frio e por reduzida precipitação em Portugal continental.

A persistência excecional de um anticiclone de bloqueio na região atlântica entre o Continente e os Açores que se estendeu em direção à Europa Central, desde meados de dezembro 2011 até final de fevereiro 2012, motivou a quase ausência de precipitação.

Durante este período registaram-se em média no continente 64mm, o que corresponde a cerca de 18% da precipitação normal (1971-2000), valores que levam a classificar o inverno de 2011/2012 como o mais seco desde 1931.

Em termos de temperatura o ar este período foi particularmente caracterizado pelos baixos valores da temperatura mínima, colocando este inverno como o terceiro com mais baixos valores de temperatura mínima desde que se iniciaram os registos continuados no continente.

Durante os meses de inverno verificaram-se vários dias com temperatura mínima inferior a 0ºC em muitas regiões, inclusivamente com registo de valores mínimos absolutos em fevereiro, assim como a ocorrência de uma onda de frio prolongada também em fevereiro.

Neste inverno, como consequência da fraca precipitação ocorrida, o território continental entrou em dezembro em situação de seca meteorológica que se tem vindo a intensificar. No final de fevereiro o território encontrava-se na sua totalidade em situação de seca, nos dois níveis mais elevados de severidade - severa (68%) e extrema (32%).

http://www.meteo.pt/pt/media/notici...a/noticias/textos/rel_clima_inverno_2011.html
 

N_Fig

Cumulonimbus
Registo
29 Jun 2009
Mensagens
3,457
Local
Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
MARÇO MUITO SECO NO CONTINENTE E ILHAS

2012-04-05 (IM)
No mês de março em Portugal Continental os valores da precipitação registados foram em média cerca de 1/3 dos valores normais, o que faz deste mês o sexto março mais seco desde 1931.

Contudo, na região de Lisboa e no sul do país os valores mensais da precipitação estiveram próximos dos valores normais, consequência dos elevados valores da precipitação verificados no final do mês que contribuíram para atenuar a situação de seca extrema nestas regiões.

Como consequência, o mês de março pode caracterizar-se como muito seco a extremamente seco nas regiões do Norte e Centro, excetuando a região de Lisboa que foi normal, e seco a normal nas regiões do sul, com exceção da região de Sines onde foi chuvoso.

A seca meteorológica mantém-se em todo o território do continente, com um ligeiro desagravamento nas regiões do sul, distribuindo-se por 57% em seca extrema, 41% em seca severa e 2% em seca moderada.

Igualmente no Arquipélago da Madeira a precipitação foi muito inferior ao normal, sendo de destacar a ausência de precipitação no Funchal durante todo o mês, situação excecional que se verificou apenas em 2 anos desde que existem registos (1897 e 1927).

Também na temperatura se observou uma anomalia relativamente aos valores normais para este mês no continente, apresentando os valores médios da temperatura máxima um desvio de +2,83%, o que a coloca como a sexta mais alta desde 1931 no mês de março. É de realçar a ocorrência de temperaturas máximas superiores ou iguais a 25ºC em muitos locais do território.

Como consequência das temperaturas elevadas persistentes verificou-se a ocorrência de duas ondas de calor , a primeira, no período de 8 a 15 de março, que atingiu a região Norte e o vale do Tejo e Alto Alentejo, e a segunda na última semana do mês, na região Norte e Centro e na zona de Sines.
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
O abril mais frio desde o início do século
2012-05-09
(IM)

O mês de Abril, em Portugal Continental, foi o mais frio deste século, com uma temperatura média de 11.96ºC, que representa uma anomalia de -1.20ºC em relação ao valor normal de 1971-2000. Foi na temperatura máxima que se registaram as maiores diferenças, em relação ao normal, com um valor médio no Continente de 16.36ºC (anomalia de -1.82ºC em relação ao valor normal) o que corresponde ao 7º valor mais baixo desde 1931 (valor mais baixo 14.84ºC em 1986). O valor da temperatura mínima (7.56ºC) registou uma anomalia de -0.58ºC face ao valor normal.

A quantidade de precipitação em Portugal Continental em abril (76.6mm) foi muito próximo do valor médio 1971-2000 (78.9mm), classificando-se este mês como normal nas regiões do Norte e Centro, exceto na região do Gerês e de Bragança onde foi chuvoso, e na Serra da Estrela onde foi muito chuvoso. Na região Sul foi normal a seco exceto em Sagres onde foi chuvoso.

É de salientar, no período de 5 a 7 de abril, a ocorrência de queda de neve nas terras altas do interior Norte e Centro acima de 600 metros.

A situação de seca meteorológica em Portugal Continental mantém-se, havendo no entanto um desagravamento da sua severidade em todas as regiões do território do Continente, incluindo o desaparecimento de áreas em situação de seca extrema. Assim em 30 abril o território do continente deixou de apresentar classe de seca meteorológica extrema, verificando-se 59% do território em seca severa, 39% em seca moderada e 2% em seca fraca.
Fonte: IM
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,167
Local
Oeiras / VN Poiares
Dia de ontem extremamente quente em Portugal continental, tendo Aveiro batido o valor máximo registado num mês de maio (anterior máximo de 32,7ºC, no dia 29/05/2009, registos desde 1980).
Viana do Castelo (Chafé) e Porto (Pedras Rubras) ficaram perto do maior valor registado num mês de maio.

Vários locais do litoral norte e centro registaram temperaturas máximas superiores a 35ºC, valores que raras vezes se atingem em agosto, quanto mais num dia de meados de maio:

fgR3R.jpg
 

J.S.

Cumulus
Registo
26 Nov 2005
Mensagens
400
Local
Middelburg, Holanda
Algarve (Temperaturas máximas dia 15.05.2012):

m_ximas_15_05_2012.JPG

No Algarve em Norinha, 13-5 37,8 C e 12-5 36,6 C.
Alte: 37,4 e 37,0 C.

Dados de Sagralg (Rede agrometeo). Muito interessante e talvez temperaturas mais altas 14, 15 e 16 de maio? Vamos a ver!

Quais foram as maximas desde 10-5-2012 em Amareleja? Algem sabe???

Hmm...um meterologista pergunta-me sobre o record de Portugal (Tmaxima) do mes Maio??? Outra vez: algem sabe? Obrigado!!