Monitorização Clima Global - 2008

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,204
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Actividade solar num mínimo dos últimos 50 anos!


"2008 September 24


Active Region 1002 on an Unusually Quiet Sun

Credit: SOHO Consortium, EIT, ESA, NASA
Explanation: Why has the Sun been so quiet recently? No one is sure. Our Sun has shown few active regions -- that house even fewer associated sunspots -- for over a year now, and such a period of relative calm is quite unusual. What is well known is that our Sun is in a transitional period between solar cycles called a Solar Minimum, where solar activity has historically been reduced. The stark lack of surface tumult is unusual even during a Solar Minimum, however, and activity this low has not been seen for many decades. A few days ago, however, a bona-fide active region -- complete with sunspots --appeared and continues to rotate across the Sun's face. Visible above, this region, dubbed Active Region 1002 (AR 1002), was imaged in ultraviolet light yesterday by the SOHO spacecraft, which co-orbits the Sun near the Earth. Besides the tranquility on the Sun's surface, recent data from the Ulysses spacecraft, across the Solar System, indicate that the intensity of the solar wind blowing out from the Sun is at a fifty year low. Predictions hold, however, that our Sun will show more and more active regions containing more and more sunspots and flares until Solar Maximum occurs in about four years."

in http://antwrp.gsfc.nasa.gov/apod/ap080924.html
 


Johnny Storm

Cirrus
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
28
Local
Lisboa
Então ACE = Accumulated Cyclone Energy :p

Só não percebo é como, olhando para estes gráficos, tiras essa conclusão. Então a energia dos furacões não teve um máximo em 2004 e depois decresceu até 2008?
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,546
Local
Maçores (Torre de Moncorvo) / Algueirão (Sintra)
Re: Há mesmo aquecimento Global?

O ano de 2008 foi o ano mais frio desde 2000, segundo análise de registros da temperatura mundial feita pelo NASA Goddard Institute for Space Studies (GISS) , mas 2008 ainda esta dentre os dez anos mais quentes desde o início da coleta de dados em 1880. Dado o intervalo de incerteza das medições, a equipe do GISS concluiu que 2008 esta entre o sétimo e o décimo ano mais quente registrado (Os 10 anos mais quentes ocorreram todos têm dentro do período de 12 anos de 1997-2008).
O mapa acima mostra anomalias na temperatura global em 2008 em comparação com o período basal de 1950-1980. Temperaturas abaixo da média são mostrados em azul, temperaturas médias são mostradas em branco, e temperaturas acima da média são mostrada em vermelho (Cor cinza indica que não há dados.) A maior parte do mundo esta mais próxima do normal ou mais quente do que o normal. Europa Oriental, Rússia, Ártico e Península Antártica foram excepcionalmente quentes (1,5 a 3,5 graus Celsius acima da média). A temperatura nos Estados Unidos em 2008 não foi muito diferente do que a média de 1951-1980, o que fezo ano de 2008 o mais dentre todos os anos anteriores, na presente década. Grandes áreas do centro e leste do Oceano Pacífico estão mais frias do que a média de longo prazo. Isto esta ligado a um episódio La Niña que se iniciou em 2007.
O gráfico mostra a tendência a longo prazo na temperatura da superfície desde 1880. As temperaturas médias anuais são apresentadas em laranja, e os zig zag da linha indicam o quanto a temperatura global média da superfície varia de ano para ano. Como o clima é tão variável de ano para ano, pode ser mais fácil de detectar as tendências de longo prazo através de médias de vários anos. A linha vermelho escuro mostra a média móvel de cinco anos, que é uma média de cinco anos da temperatura anual centrada em um determinado ano. Mesmo esta média de cinco anos mostra que o clima tem altos e baixos, mas a longo prazo o aumento nas temperaturas globais médias da superfície é óbvio. A barras cinza indicam o intervalo de incerteza. Não surpreendentemente, a incerteza é maior para as medições antigas do que para as medições mais recentes.
No seu relatório sobre as tendências da temperatura, os cientistas na NASA GISS, liderados por James Hansen, atribuem o clima mais ameno de 2008 à persistência do fenômeno La Niña, no período que vai do final de 2008 ao início de 2009. O relatório também descreve como o atraso no início do próximo ciclo de manchas solares, atividade vulcânica das Ilhas Aleutas (Vulcões Okmok e Kasatochi eclodiram em agosto), e taxas de emissão de gases de efeito estufa poderiam influenciar a temperatura global média nos próximos anos.

gisstemp2008mapyh6.png


Fontes

http://data.giss.nasa.gov/gistemp/2008/
http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=36699