Radar meteorológico da Madeira

Rog

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2006
Mensagens
4,515
Local
Norte Madeira (500m)
Mariano Gago sem data para instalar radar
Não há previsão para instalação de radar meteorológico na Madeira

Data: 07-04-2010

O ministro da Ciência e Ensino Superior não se compromete com datas para a instalação do radar meteorológico na Madeira.

Mariano Gago revelou ontem na Assembleia da República que está a ser estudado o melhor local para a instalação do dispositivo, o que leva o seu tempo.

O governante respondia assim à pergunta colocada pelo deputado centrista madeirense José Manuel Rodrigues na comissão de Educação, através da qual lembrou que o Instituto de Meteorologia é tutelado por este ministério e recordou os acontecimentos de 20 de Fevereiro para sublinhar a urgência sobre a instalação de um radar na Região, que possa antecipar tempestades.

O ministro revelou ainda que Portugal vai organizar até ao Verão uma conferência internacional sobre previsão meteorológica, na sequência do temporal na Região, onde a comunidade científica vai discutir se a instalação de radares permite antecipar fenómenos meteorológicos extremos como o da Madeira e com que antecedência.

DN-Madeira
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
re: Radar meteorológico da Madeira

Essa conferência parece que seja para colocar as coisas em banho maria...
 

Laredo

Cirrus
Registo
1 Jan 2009
Mensagens
45
Local
Aveiro
re: Radar meteorológico da Madeira

Mariano Gago sem data para instalar radar
Não há previsão para instalação de radar meteorológico na Madeira

Data: 07-04-2010

"...recordou os acontecimentos de 20 de Fevereiro para sublinhar a urgência sobre a instalação de um radar na Região..."

DN-Madeira

Isto é uma treta o radar não iria mudar nada a este nível, pois não consegue dar previsão em tempo útil para proceder a qualquer prevenção necessária a este tipo de acontecimentos...
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
re: Radar meteorológico da Madeira

Isto é uma treta o radar não iria mudar nada a este nível, pois não consegue dar previsão em tempo útil para proceder a qualquer prevenção necessária a este tipo de acontecimentos...

Não sejas parvonío poderemos sempre efectuar evacuação das zonas mais perigosas, aconselhar ao ficar em casa e diminuir desde logo o tráfego nas zonas perigosas, fechar estacionamentos subterrâneos etc.
Não fazer nada é que
não iria mudar nada a este nível
:disgust:
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
re: Radar meteorológico da Madeira

Isto é uma treta o radar não iria mudar nada a este nível, pois não consegue dar previsão em tempo útil para proceder a qualquer prevenção necessária a este tipo de acontecimentos...

Nem 8 nem 80...

O radar pode de facto ser útil na prevenção de certos fenómenos extremos.

Mas entendo o que queres dizer... Ainda se vai olhando para um radar meteorológico como algo milagroso na prevenção de catástrofes... O que acontece é que um radar só permite a possível prevenção a 1 , 2h de eventos. Na realidade um radar terá muito mais impacto ao nível na introdução de dados relevantes a modelos meteorológicos e no lançamento de possíveis avisos e alertas a muito curto prazo!

Ou seja útil, não vital... E sobretudo não milagroso. Há que ter bem a noção da realidade sem cair em extremismos... E entender bem o que é um radar... Algo que se calhar (e permitam-me aqui a pequena "alfinetada), muitos decisores não saberão... :unsure:
 

Rog

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2006
Mensagens
4,515
Local
Norte Madeira (500m)
re: Radar meteorológico da Madeira

Campanha para aquisição de radar

Sociedade Portuguesa de Simulação Ambiental e Avaliação de Riscos quer angariar três milhões de euros


Angariar fundos para a aquisição de um radar meteorológico para a Madeira, é o objectivo da campanha nacional e internacional lançada pela Sociedade Portuguesa de Simulação Ambiental e Avaliação de Riscos (SOPSAR).

A Associação, sediada em Braga, precisa de angariar três milhões de euros para que a Madeira, a única região do país que não tem um radar meteorológico, possa adquirir um equipamento que fez falta no temporal de 20 de Fevereiro.

Em declarações à TSF, a directora executiva da SOPSAR, Cláudia Sil, avança que a resposta à campanha tem sido inferior à esperada, mas a adianta que não vai desistir de "lutar para que a Madeira tenha um equipamento que é fundamental".

Em contrapartida outra campanha lançada pela SOPSAR e destinada à recolha de bens destinados aos desalojados da intempérie tem tido resposta. O objectivo de alcançar 10 toneladas de material está praticamente atingido. Os bens recolhidos têm como destinatário a Cruz Vermelha Portuguesa.

DN-Madeira

http://www.evershinemadeira.org/index.php
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
re: Radar meteorológico da Madeira

Instalação de Radar em fase final de estudo
O processo com vista à instalação do Radar Meteorológico na Madeira está a decorrer a bom ritmo. Nesta altura decorrem estudos para identificar o local mais adequado, adiantou Vítor Prior, director do Observatório Meteorológico do Funchal ao “PEF”. Este responsável adiantou que o Porto Santo, uma das hipóteses iniciais, está colocada fora das opções. Vítor Prior esclareceu que decorrem estudos teróricos de simulação da instalação do radar quer na zona do Areeiro, Paul da Serra e Porto Santo, para ver quais são os picos mais favoráveis à instalação do radar, sendo que “tudo indica que a opção vai recair na Madeira e não no Porto Santo como inicialmente se admitia”,concluiu.

JM

Radar meteorológico prioritário há 20 anos
Infra-estrutura está a ser alvo de uma campanha para angariação de fundos
Data: 21-04-2010

Se a Madeira estivesse equipada com um radar meteorológico a população poderia ter sido avisada para a gravidade da situação ocorrida a 20 de Fevereiro com uma antecedência de pelo menos duas horas. É com esta convicção e para evitar que esse tipo de tragédias voltem a ter as consequências desastrosas que tiveram no último temporal que a Sociedade Portuguesa de Simulação Ambiental e Avaliação de Riscos (SOPSAR) está a desenvolver uma campanha de angariação de fundos para a aquisição de um radar meteorológico e do respectivo sistema de alerta, em parceria com o Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica.

Cláudia Sil, directora executiva da SOPSAR, sublinha que o radar meteorológico faz a caracterização das condições atmosféricas em três dimensões, permitindo detectar mais facilmente o risco que poderá constituir uma determinada situação climatérica. O equipamento torna a previsão muito mais precisa, sendo possível ter uma percepção real, nomeadamente da quantidade de água e da velocidade a que desloca. O actual sistema apenas permite uma visualização a duas dimensões, através de imagens de satélite, o que não permite uma interpretação rigorosa dos dados apresentados.

Cláudia Sil lembra que a instalação deste tipo de radar na Madeira está prevista há muito tempo. Constava num estudo que foi elaborado, há 10 anos, para a instalação de outros três radares no continente e um nos Açores. Foram concretizados dois, em Coruche e Loulé, e outro nos Açores, instalado pela força aérea norte-americana, o qual é explorado pelo Instituto de Meteorologia. A Madeira passou a ser assim o único território português não coberto por este tipo de tecnologia, embora no Norte, onde está em curso a expansão da rede, com instalação de terceiro radar em Arouca, a cobertura seja ainda deficiente.

Apesar de o Governo e o Instituto de Meteorologia já terem assumido a importância e prioridade do equipamento, a verdade é que a falta de orçamento tem adiado a questão.

Se inicialmente, o Porto Santo era a localização pretendida, actualmente decorrem estudos, ainda através de simulações em computador, relativamente às zonas do Paul da Serra e do Areeiro. Contudo, segundo o responsável pelo Observatório de Meteorologia da Madeira, terão também de ser realizados estudos no terreno.

De acordo com Vítor Prior, o radar meteorológico para a Madeira já é falado desde 1988/1989, acrescentando que se trata de um equipamento importante, o qual teria sido um bom apoio para o acompanhamento quase em tempo real da evolução das condições climatéricas verificadas a 20 de Fevereiro, o que é diferente de fazer uma previsão. Neste momento, salientou, não existe forma de medir a precipitação no mar, sendo apenas possível ter a noção dos níveis de pluviosidade quando já se encontra próxima da terra.

Dadas as condições da ilha, Cláudia Sil recorda que uma situação como a que ocorreu a 20 de Fevereiro pode voltar a acontecer em qualquer altura. "Estamos por exemplo agora numa situação atmosférica especial, onde há emissões vulcânicas intensas, e sabe-se, de certa forma, que este tipo de emissões acaba por provocar índices de precipitação superiores ao normal." A campanha da SOPSAR inclui um sistema de alerta que permitirá o envio imediato e através de SMS de possíveis avisos de mau tempo.

A responsável da SOPSAR refere que o equipamento tem um custo de cerca de três milhões de euros. Trata-se de um valor elevado, mas que, ainda assim, conforme salientou, poderá ajudar a prevenir as consequências de um temporal, sobretudo no que se refere a vítimas mortais, sublinhando que "às vezes se gasta muito menos na prevenção do que nos efeitos do desastre".

O que faz a SOPSAR

A SOPSAR define-se como uma associação independente, sem fins lucrativos, que visa promover o avanço da ciência e tecnologia na área da Simulação Ambiental e Avaliação de Riscos, apoiando e incentivando a permuta de informações, experiências e conhecimentos em todas as áreas relacionadas. Nesse sentido, constitui um fórum de conhecimento multidisciplinar e interdisciplinar, tendo por objectivos facilitar o exercício profissional na área, o desenvolvimento de metodologias e procedimentos, o intercâmbio de experiências e a permuta de informações, assim como fomentar o desenvolvimento de testes, normas e a certificação, apoiar a investigação, ensino e formação e promover a organização de seminários e encontros técnicos.

Sílvia Ornelas

Mais duas notícias sendo que o Radar dos Azores não foi instalado pelos EUA para ser explorado pelo IM, mas sim instalado pelos EUA para o seu uso compartilhando assim os dados com o IM, pelo que sei...
 

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
A optar-se por um radar meteorológico para a Madeira e com as dificuldades que se colocam na sua localização, talvez fosse possível ser instalado num navio da nossa armada que se colocaria em ponto estratégico, conforme a conveniência da exploração...
 

actioman

Cumulonimbus
Registo
15 Fev 2008
Mensagens
2,052
Local
Elvas (~300m)
A optar-se por um radar meteorológico para a Madeira e com as dificuldades que se colocam na sua localização, talvez fosse possível ser instalado num navio da nossa armada que se colocaria em ponto estratégico, conforme a conveniência da exploração...

Acho completamente descabida tal ideia! Então agora a Armada portuguesa tem de ter ao serviço do IM um navio e ainda por cima terá de o colocar onde alguém achar que será a necessidade do momento? :shocking:

Por favor Chingula, sejamos sérios nas afirmações que fazemos e ponderemos antes de atirar ideias para o ar, (não vá ainda alguém ouvir coisas destas e ponderar a questão... :rolleyes:).

Qual é o problema? A orografia do terreno? Eu, para nada sou entendido na matéria, mas para uma cobertura eficaz, 1 radar de última geração não chega? E caso seja mesmo necessário, já que se gasta dinheiro em tanta coisa que não é realmente a mais urgente, encaminhem as verbas para isto. É a segurança dos cidadãos, que somos todos nós, que está em causa. Será preciso fazer um desenho, uma manifestação colectiva ou serem ceifadas mais vidas humanas! :huh:
Ele há coisas que realmente me custam a "engolir", mas realmente já temos o caso do nosso minúsculo território continental que continua há anos sem uma cobertura na região norte, por isso não é de admirar muito... Agora radares em barcos da armada... por amor da santa! :disgust:

Enquanto não houver vontade politica para o fazer, surgirão todos os entraves possíveis e imaginários... o habitual! ;)
 

actioman

Cumulonimbus
Registo
15 Fev 2008
Mensagens
2,052
Local
Elvas (~300m)
Se nem teremos o radar no continente, em Arouca, acham que a Madeira irá ter ?

O que lhes poderá dar alguma "sorte" é o facto da actual mediatização (que com o tempo se irá diluindo) e o turismo, deixa que o Alberto João se estiver mesmo interessado tudo fará para que não seja uma situação "esquecida" ;).
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
O que lhes poderá dar alguma "sorte" é o facto da actual mediatização (que com o tempo se irá diluindo) e o turismo, deixa que o Alberto João se estiver mesmo interessado tudo fará para que não seja uma situação "esquecida" ;).

Não só o Dr. Alberto João irá fazer pressão como mais algumas entidades irão fazer a devida presão para que esta situação não passe em claro.

Porque antes de mais a AEMET partilha a informação da zona norte do país ao IM, comentário incorrecto afirmar categoricamente que a zona norte não tem cobertura quanto muito uma zona cega de alguns kilometros.

Segundo devido a orografia da ilha precipitações que fazem em poucas horas derrocadas que põe em risco o normal curso de escoamento da água é uma situação bem mais perigosa que uma chuva de 100mm/24h na cidade do Porto. Até porque não existindo efeito de embate na montanha esses valores são raros de acontecer (caso particular da Madeira), depois como o terreno é mais plano e o Rio é mais fácil de monitorizar é logo muito mais fácil.

Por acaso logo após o temporal o navio de guerra que coordenava as operações de resgate e busca tinha radar e foi uma clara mais valia. Sabem até dava jeito permanecer por cá pela restante missão que podia exercer contudo não estou a ver um navio que coordena missões da NATO achar do estado português um bom investimento ficar na Madeira...
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Porque antes de mais a AEMET partilha a informação da zona norte do país ao IM, comentário incorrecto afirmar categoricamente que a zona norte não tem cobertura quanto muito uma zona cega de alguns kilometros.


Uns quilómetros ? Não sabes o que dizes, para variar. No norte estariam todos satisfeitos se assim fosse.
 

jonhfx

Cumulus
Registo
26 Set 2008
Mensagens
409
Local
Madeira-Calheta
Por acaso logo após o temporal o navio de guerra que coordenava as operações de resgate e busca tinha radar e foi uma clara mais valia. Sabem até dava jeito permanecer por cá pela restante missão que podia exercer contudo não estou a ver um navio que coordena missões da NATO achar do estado português um bom investimento ficar na Madeira...

O radar da fragata Corte Real não é um radar meteorológico:
VASCO DA GAMA CLASS FRIGATE
# 1 Thales DA08 air search D band radar
# 1 Thales MW08 air/surface search F band radar
# 2 Thales STIR 180 fire-control radar "

E na altura que veio o tal navio se a marinha já tivesse o tal NPL ( Navio Polivalente Logístico) fazia mais jeito que a fragata, se bem se lembram tivemos de esperar que material pesado ( ponte móvel chegasse uns dias mais tarde) e fazia um jeito se fosse necessário evacuar a Ribeira Brava.
Podiam era aproveitar o Radar de defesa que esta sendo colocado no Pico do Areeiro e construir o meteorológico lá, se não houvesse problemas de funcionamento, o Ministério da Defesa/Nato que pagasse! :D