Radar meteorológico no norte do país (Serra da Freita, Arouca)

Minho

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2005
Mensagens
4,091
Local
Melgaço
Já neste forum tinha manifestado a estranheza pelo facto do INMG não ter disponível informação de um radar meteorológico no norte. Vai daí, enviei-lhes um e-mail a colocar a questão. Obtive a seguinte resposta:

(...)No seguimento do e-mail enviado por V. Exa., informamos que o Instituto de Meteorologia não não possui informação de radar para o norte do país, na medida em que não tem disposto de capacidade orçamental que lhe permita, como pretende futuramente, executar a obra de instalação de um radar meteorológico no norte do território do continente (...) :(

Deste modo, resta-nos aguardar a ver se sobram alguns euros do aeroporto da Ota. Afinal com as derrapagens orçamentais, não há-de ser assim tão difícil desviar um dinheirito para comprar um radar meteorológico :D .
 

Minho

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2005
Mensagens
4,091
Local
Melgaço
Radar meteorológico para o Norte só em 2012

95462958.jpg


A rede nacional de radares está incompleta. Depois da cobertura do Centro e do Sul, o Norte terá de esperar mais cerca de quatro anos pela entrada em funcionamento do equipamento que pode ajudar a prevenir cheias e inundações.

Os radares meteorológicos são ferramentas de vigilância do Instituto de Meteorologia (IM) que, entre outros dados, avaliam a água em suspensão na atmosfera o que permite fazer previsões sobre onde e quanto vai chover em determinado local. Porém, a cobertura nacional tem alguns pontos em falta.

Os dois radares em funcionamento (Coruche/Cruz do Leão e Loulé/Cavalos do Caldeirão) asseguram o centro e sul do país com um alcance que chega aos 300 quilómetros. A torre instalada em Coruche funciona desde Junho de 1998 e o radar de Loulé começou a fornecer dados em Janeiro de 2005.

O próximo radar a ser instalado deverá ficar situado no concelho de Arouca (distrito de Aveiro) e deverá entrar em funcionamento no início de 2012. Hoje, segundo informações do IM, as medições na região são feitas com os actuais equipamentos que chegam ainda a algumas zonas e também é possivel recorrer ao apoio dos radares espanhóis instalados em Valadolid e Corunha. Aliás, a colaboração entre os dois países neste domínio funciona nos dois sentidos, sendo igualmente habitual o recurso de Espanha aos equipamentos instalados em Portugal. Mais a Sul, quando necessário, o IM pode solicitar dados recolhidos em Cáceres e Sevilha.

Ainda de acordo com fonte do instituto, os Açores serão servidos pelo equipamento instalado pelos EUA na base área das Lajes e a Madeira permanece a descoberto.

Estes equipamentos permitem recolher "ecos" de possível chuva e podem ser um dos indicadores de alerta para eventuais cheias e inundações. Porém, apesar destas informações serem lidas com um eventual factor de risco, não são o único dado tido em conta para a análise de uma situação de alarme. A informação recolhida terá de ser avaliada num contexto onde são também tidas em conta questões como marés, limpezas dos rios, estados das albufeiras, entre muitos outros.

(C) Público
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Cá para mim ainda o antecipam mas se não acontecer mais nenhuma desgraça pelo meio durante os próximos 4 anos é uma tristeza 4 anos para montarem um radar que tristeza :angry::angry: se houver mais trombas de água na capital vão ver como eles atecipam a sua colocação e entrada em funcionamento se houvesse boa vontade para tal num mes o serviço estaria feito mas pronto é o que há é o que temos que aturar.

Nós podiamos ter a melhor rede de radares da Europa ou até mesmo do mundo bastava colocar um radar nos Açores outra na Madeira e mais dois cá mas pronto temos 2 já é bem bom...ao menos assim serviriamos a Europa de uma forma positiva.

E não me vai da ideia que mais tarde ou mais cedo os Estados Unidos colocam um radar nas Lajes...a ilha é cada vez mais deles e menos nossa.

 

Rog

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2006
Mensagens
4,515
Local
Norte Madeira (500m)
Ainda de acordo com fonte do instituto, os Açores serão servidos pelo equipamento instalado pelos EUA na base área das Lajes e a Madeira permanece a descoberto.

A Madeira permanece a descoberto...:disgust:
Pois a Madeira que se desenrasque...
Os EUA já têm um radar, ao que se supõe, a alguns anos nos Açores, as ilhas assim, minimamente têm cobertura de radar... o Norte, embora mal servido, também em caso de necessidade recorre aos espanhóis..
a Madeira... o radar é olhar para cima...
Estou a ver que qualquer dia fazemos um peditório para instalar novos radares porque por este andar...
 

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,470
Local
Alcochete/Lisboa
Atenção, o que falámos aqui há dias do radar da Serra da Freita estava errado...
O radar do IM não passou ainda do "papel" penso eu..
O radar que foi avistado penso que pertence à Marinha.. Portanto ainda há bastante tempo até termos o do IM..
;)
 

Stinger

Nimbostratus
Registo
22 Mar 2008
Mensagens
1,403
Local
Gondomar (188m)
Atenção, o que falámos aqui há dias do radar da Serra da Freita estava errado...
O radar do IM não passou ainda do "papel" penso eu..
O radar que foi avistado penso que pertence à Marinha.. Portanto ainda há bastante tempo até termos o do IM..
;)

Exacto lá existe uma base com radar mas da força aerea portuguesa
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
No relatório de Julho do IM vem uma imagem interessante.

radar.gif


Pelos vistos o IM usa internamente dados do radar da Corunha da AEMET para ter alguma informação enquanto não existe radar em Arouca. Não é perfeito como a maioria já viu seguindo os radares espanhóis, mas é melhor do que nada. Seria interessante que no futuro fosse uma rede toda interligada pois ajudaria a resolver os "buracos negros".
 

Fil

Cumulonimbus
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
3,926
Local
Bragança (740 m)
Desculpem lá a pergunta, mas porque se investiu em Loulé? O radar de Coruche cobre todo o território continental a Sul do Douro...

Boa pergunta. Talvez alguém em Lisboa tenha achado que a cobertura do estreito de Gibraltar é mais importante que a da região mais populosa do país? :rolleyes: Pode ter tido a haver com compromissos internacionais, mas seria o radar de Loulé mais prioritário que um radar para a região mais pluviosa do país? Para uma cobertura aceitável de todo o continente acho que dois radares bem posicionados bastavam.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Desculpem lá a pergunta, mas porque se investiu em Loulé? O radar de Coruche cobre todo o território continental a Sul do Douro...


Boa pergunta. Talvez alguém em Lisboa tenha achado que a cobertura do estreito de Gibraltar é mais importante que a da região mais populosa do país? :rolleyes: Pode ter tido a haver com compromissos internacionais, mas seria o radar de Loulé mais prioritário que um radar para a região mais pluviosa do país? Para uma cobertura aceitável de todo o continente acho que dois radares bem posicionados bastavam.



Em tempos havia um user do fórum que era observador do IM e que deu uma explicação que na altura considerei como bastante aceitável num cenário de escolhas/decisões limitadas por restrições orçamentais da altura.

Os radares não são apenas para cobrir o que se passa no território, mas também o que se aproxima de nós, para haver maior antecipação em detectar algo de extremo. Penso que até é por isso que o novo radar vai estar em Arouca e não mais para o interior.

E atendendo que houve uma série de anos com depressões convectivas violentas vindas de SW, um radar no Algarve pode considerar-se como essencial. Investiguem vocês e digam-me quais foram as maiores tragédias que ocorreram em Portugal, por exemplo, devido a inundações rápidas ? E onde estavam localizadas ?

Além disso, as regiões do norte estão urbanisticamente mais bem preparadas para chuva intensa, não que os seus políticos ou autarcas sejam brilhantes, não são, a mediocridade é generalizada de norte a sul com raras excepções, estão melhor preparadas devido à maior regularidade da precipitação a norte.

Aqui para baixo constrói-se em locais que não lembra ao diabo. A norte a falta de memória meteorológica não atraiçoa tanto. Penso que isso é inegável, ou seja, por exemplo os 100mm que caíram recentemente em Braga em pleno mês de Julho, se fossem numa cidade como Albufeira, Setúbal ou Lisboa, acabariam provavelmente em catástrofe ou perto disso.

Com isto não estou a dizer que ache bem esta situação, antes pelo contrário, acho vergonhoso não haver um radar no norte, humilhante para o país que tentamos ser, pois dinheiro mal gasto neste país não tem faltado, e o norte do país tem sido terrivelmente prejudicado nesta e em muitas outras situações. Aquele tópico sobre a região mais pobre da Europa que o Flaviense pôs no fórum diz tudo, é uma vergonha.

Mas ao contrário da maioria, eu não penso que esta realidade seja apenas culpa das lideranças macrocéfalas centralistas de Lisboa. A minha opinião é a de que também tem havido muito défice em qualidade e liderança a norte, e que perdem mais tempo a culpar Lisboa do que tentar mudar as coisas.