Radar meteorológico no norte do país (Serra da Freita, Arouca)

Tópico em 'Instrumentos Meteorológicos' iniciado por Minho 6 Dez 2005 às 21:43.

  1. N_Fig

    N_Fig
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    29 Jun 2009
    Mensagens:
    2,993
    Local:
    Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
    Mas eu continuo a achar que teria sido mais importante um radar no Norte (agora poder-se-ia estar a fazer um radar no Sul).
     
  2. Fil

    Fil
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    3,923
    Local:
    Bragança (740 m)
    Sinceramente essa explicação parece-me muito pouco convincente. Isso do Algarve estar mais exposto a cheias que o Norte é bastante questionável. Seguindo essa lógica governamental, o IP4 deveria ter sido o primeiro IP a passar a auto-estrada, visto ser a estrada mais mortífera do país em relação ao seu TMD, apesar de passar por uma região com cada vez menos gente. Mas não, será a última e o IP4 em si só foi oficialmente terminado há um mês atrás. Aqui temos apenas dois factos: a região Norte é a região mais populosa do país, e é também a mais pluviosa. Num país sério isto daria-lhe automaticamente prioridade em relação a uma região com uma população 9x inferior e que já se encontrava antes com uma cobertura aceitável, e ainda com uma cobertura suplementar do radar de Rota.

    PS: E já agora, é ridículo que a estratégia de "combate" a cheias no sul passe por fazer acções em cima do acontecimento com a ajuda de um radar em vez de serem criadas infraestruturas que ajudem a prevenir as cheias, ou seja lá o que for que é feito no Norte para que as cheias não tenham consequências tão graves. Que diferenças poderá haver entre Braga e Faro e porque os 100 mm seriam mais nefastos nesta última?
     
  3. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Olá a todos! ;)

    De facto, historicamente, a nível de edificações, mesmo nas mais modestas, a arquitectura do Norte do País apresenta maior durabilidade quanto aos materiais de construção utilizados, até a sua vasta área morfologicamente apresenta na sua maioria, aceitáveis condições de estabilidade, o que logicamente não invalida a existência de meios de prevenção de manifestações meteorológicas mais adversas como os radares.

    Quanto ao sul, penso que a sua vulnerabilidade prende-se não tanto pela morfologia do terreno (apesar de também preocupante em muitas áreas), mas sobretudo pelo tipo de construção e materiais usados nas actuais edificações, onde muitas vezes se dá primazia ao aspecto (muitas vezes rebuscado de origens climáticamente mais estáveis) em detrimento da qualidade, o que em situações de catástrofe por vezes regulares denunciam um défice de resposta.

    Regiões diferentes com uma entre outras necessidades comuns!
    Uma cobertura meteorológica eficiente no nosso território - a urgência é para ontem!
    Generalizando, digo aos 4 ventos que o norte de Portugal, em si, é das regiões mais fantásticas a vários níveis. Os Nortenhos que não levem a mal pois considero-os um povo muito querido, mas subscrevo esta ideia:

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. rbsmr

    rbsmr
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    6 Ago 2007
    Mensagens:
    591
    Local:
    Cabeça Gorda, Torres Vedras (140m)
    Peço desculpa pelo meu comentário off-topic mas só para precisar: sim, actualmente o IP4 é o IP com maior mortalidade mas o 1º IP a passar a Auto-Estrada foi o IP5, esse sim com a maior mortalidade de todos os IP. Agora que Bragança seja o único distrito continental sem um quilómetro de auto-estrada é inadmissível!Ir a Bragança ainda continua a ser uma aventura. Sem me pretender alongar, acredito que a verdadeira política de transportes seria investir na ferrovia (eléctrica) uma vez que este meio de transporte é mais amigo do ambiente e que tornará possível cumprir os limites de emissões de gases de estufa!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    Isto deve ser uma grande ajuda para não se ter previsões de alta resolução. Uma vergonha!!!

    Por mais incrível que pareça as melhores previsões para a Madeira são as da CMC. Canadian Meteological Center...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. metpaulo

    metpaulo
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    12 Abr 2008
    Mensagens:
    1
    Local:
    Lisboa
    Não é meu hábito responder a questões colocadas...mas não posso deixar de responder a esta, apenas para esclarecer. Assim:

    1 - A cobertura eficaz de um radar meteorológico depende de inúmeros factores...entre estes, salientarei a natureza da propagação da radiação electromagnética na troposfera. Em condições de propagação normal, isto é, com uma distribuição normal dos campos da temperatura e humidade (essencialmente estes dois campos) na troposfera, a radiação tende a afastar-se do solo à medida que se afasta da fonte emissora (a antena do radar), pelo que a capacidade de detecção de fenómenos que ocorrem junto à superfície diminui com a distância ao radar. Para se ter uma ideia, se o feixe for emitido com uma elevação de 0.5º, o respectivo axóide encontra-se a cerca de 2000m de altitude a apenas 130Km de uma estação de radar situada ao n.m.m.. Assim, penso que fica claro que o radar de Coruche não cobre eficazmente o território até ao rio Douro. De facto, se o que se pretende (quer para fins meteorológicos, quer hidrológicos) é medir o campo da intensidade da precipitação em níveis baixos, não faz sentido esperar que tal seja possível a 200Km da estação!

    2 - Tendo em atenção o que precede fica claro que o território continental necessita de 3 radares Doppler para uma eficaz cobertura meteorológica.

    3 - Idealmente os 3 sistemas de radar deveriam ser instalados em simultâneo (ou quase), tendo em vista proteger as respectivas áreas de cobertura. Todas elas são habitadas por cidadãos portugueses (e não só) e são Portugal.
    No entanto, atendendo a uma sempre necessária gestão de recursos (humanos e materiais), foi necessário obedecer a uma série de critérios a que já tive oportunidade de me referir em tempos. O regime torrencial da precipitação no nosso território, acentua-se para sul...este facto justificou, apenas numa óptica de gestão de recursos, o início pela zona de Lisboa e do Algarve.
    No norte, em especial no noroeste, os valores da precipitação média anual são os mais elevados do território, mas estão essencialmente associados à passagem de sistemas frontais, num regime relativamente "bem comportado". No sul, os fenómenos de cheia repentina podem ser mais gravosos, embora eles também possam ocorrer no norte.

    Por outro lado, a razão pelo qual o radar ficará em Arouca, não se prende apenas com a distância ao litoral...mas também com a localização de parques eólicos. Estes parques de aerogeradores colocal sérios problemas à eficácia da exploração operacional com radares (meteorológicos e não só e em toda a Europa, não apenas em Portugal).
     
  7. Joebernard

    Joebernard
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    28 Out 2007
    Mensagens:
    9
    Local:
    Cascais e Santa Maria, Açores
    Meus caros, mandei este email para o Instituto de meteorologia:

    >>Exmos. Senhores.
    >>Passei no alto da serra da Freita e reparei que o radar supostamente do IM estava a funcionar.
    >>Será que é em regime experimental?
    >>Gostava de saber.
    >>Muito obrigado.


    Recebi a resposta:

    > Boa tarde,
    >
    > No seguimento do email enviado por V. Exa., informamos que o radar que o viu em exploração na Serra da Freita é um sistema de radar VTS, destinado ao acompanhamento dos movimentos de navios ao longo de parte da costa ocidental portuguesa. Não se trata, de um sistema de radar meteorológico.
    >
    > O IM está neste momento a tratar de instalar um sistema de radar na Serra da Freita, a alguns Kms para sul daquele local.
    >
    > Atentamente,
    >
    > Instituto de Meteorologia, I. P.,
    > Gabinete de Comunicação, Imagem e Relações Externas

    Fica desvendado o mistério do radar da serra da Freita.
     
  8. Meteo Trás-os-Montes

    Meteo Trás-os-Montes
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,393
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    A explicação é tão pouco convincente que basta estarmos um pouco mais atentos para verificar que existem sinergias entre o IM e a AEMET na partilha de dados, nomeadamente no radar, foi neste Forum mas já não sei em que tópico ví uma imagem curiosa do IM a usar imagens do RADAR de A Caruña (Galiza), do mesmo modo poderia usar os dados de Sevilha, que esse sim cobre a totalidade do território nacional sul e teriam aptado por cobrir a região norte de Portugal numa primeira fase pois é de longe a zona que mais zonas às escuras tem, e claro onde mais precipitação há! O radar de Sevilha servia perfeitamente para fazer nowcasting ao Algarve (penso que a justificação do radar em Loulé é essa).:rain:

    Não se retira o direito (que tem) à região sul de ter um radar, mas o direito é igual ao da Região Norte e porque não dizê-lo das ilhas também! Tudo se resume na minha opinião a coerência! Não entendo a urgência em cubrir o Norte de Marrocos e deixar o Gerês às escuras! Desculpem não entendo!:disgust:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Meteo Trás-os-Montes

    Meteo Trás-os-Montes
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,393
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    [​IMG]

    O radar de Loulé está off??? :angry:

    Logo agora que vai haver festa no estreito! :angry:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,771
    Local:
    Arroja, Odivelas (140m); Várzea da Serra (900m)
    Não só o radar de Loulé está off, como o de Coruche não está a transmitir dados para a página do instituto de meteorologia.

    Esperemos que os problemas sejam resolvidos com a maior brevidade possível. :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,975
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    o radar de Coruche já está de novo a transmitir :)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. N_Fig

    N_Fig
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    29 Jun 2009
    Mensagens:
    2,993
    Local:
    Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
    Mas o de Loulé continua a não funcionar:disgust:...
     
  13. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    10,147
    Local:
    Olhão (24 m)
    Deve ser alguma conspiração, até o radar de Loulé pifou, acredito que isto foi obra do pessoal do Norte, tanto querem um radar, que sabotaram o radar do Algarve.:angry::angry:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Discordo desta afirmação!
    1º Por melhor informação dos modelos, a Madeira (Arquipélago) tem especificidades muito particulares.
    2º Pode-se caracterizar correctamente os sistemas Globais, Sinopticos ou de qualquer outra escala, num determinado momento mas as coisas são mais complexas.
    3º Pelo estudo (mesmo ligeiro) do Clima do Arquipélago somos confrontados com diferenças enormes de local para local. De clima semi ou quase desértico do Porto Santo ou da Ponta de São Lourenço (cerca de 500 mm/ano de precipitação)...passa-se nas zonas mais elevadas da Ilha da Madeira a precipitações anuais de cerca de 3000 mm/ano, como Areeiro e Bica da Cana...
    4º Se pensarmos que a principal ilha corresponde à Serra da Estrela no meio do Atlantico, onde a corrente marítima das Canárias (retorno da corrente do Golfo) tem uma grande importância assim como a localização e comportamento do chamado Anticiclone dos Açores ou ainda a persistência ou não de depressões (chamadas de gota fria)...etc, etc
    5º Talvez sejamos confrontados em tentar perceber porque o tempo no Funchal, é diferente do Santo da Serra, da Camacha, de Porto Moniz, de Vila Baleira, ou das zonas mais elevadas da ilha da Madeira...que precisamente pelas variantes climatéricas construiu, historicamente, a maravilha da técnica de aproveitamento da água das chuvas das chamadas vertentes Norte para as Zonas mais carentes de água.
    Cumpts
     
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Em Espanha há radares avariados durante semanas e alguns até durante meses. Exprimentem ir ver o radar de Málaga ou Almeria por exemplo.
    Vá lá, não exagerem, problemas acontecem em todo o lado e muitas vezes não se resolvem como quem vai trocar uma lâmpada.
     

Partilhar esta Página