Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Setembro 2015

Estado
Fechado para novas mensagens.

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,552
Local
Açores
É impressão minha ou os modelos do GFS pretendem que uma depressão permaneça durante uns 10 dias sobre o arquipélago dos Açores?? :lol: :facepalm:

Acontece de vez em quando. Como já foi escrito são quase sempre problemáticas. A 18 de Dezembro de 2006 um tornado atingiu a vila da Lagoa, em S. Miguel:

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=254862

A responsável, em parte, foi uma depressão, não muito forte, centrada sobre o arquipélago (tipo como a de agora):

csR1VGX.png


Em 1997, o desastre na Ribeira Quente:

http://www.meteopt.com/forum/topico/escorregamento-da-ribeira-quente-acores-31-outubro-1997.3776/

Qual foi a situação sinótica?

P01oJ2u.png


A 14 de Maio de 2012 fez uma forte trovoada nos Açores. Até teve alerta laranja:

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/tvi24/acores-nivel-de-alerta-de-mau-tempo-volta-a-subir

http://www.meteopt.com/forum/topico/seguimento-acores-e-madeira-maio-2012.6485/page-18

Já sabes como é que vai ser a carta:

fCJPwu6.png


As depressões desse género são fracas mas muito enganosas. Costumam trazer tempo extremo (tornados, trovoadas intensas...). Claro que depende de muito fator. Nem todas são iguais. No outro dia fez uma tromba de água ao largo do Pico e não saiu nas notícias. Imagine-se a quantidade de outros eventos semelhantes que acontecem e ninguém sabe :D
 

Dias Miguel

Cumulonimbus
Registo
26 Jan 2015
Mensagens
2,309
Local
Portalegre
Acontece de vez em quando. Como já foi escrito são quase sempre problemáticas.

As depressões desse género são fracas mas muito enganosas. Costumam trazer tempo extremo (tornados, trovoadas intensas...). Claro que depende de muito fator. Nem todas são iguais. No outro dia fez uma tromba de água ao largo do Pico e não saiu nas notícias. Imagine-se a quantidade de outros eventos semelhantes que acontecem e ninguém sabe :D

Obrigado pelo esclarecimento @Orion, como sempre educativo :) Mas assim fiquei mais preocupado, pois a previsão vai no sentido de uma depressão forte, entre os 999 Hpa de amanhã e os 991 Hpa de sábado... (Fonte: http://www.weathercharts.org/ukmomslp.htm)
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,552
Local
Açores
  • Gosto
Reactions: Candy e Dias Miguel

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Boas..

Para amanhã, quanto á actividade convectiva, esperam-se alguns aguaceiros dispersos no norte, centro e partes do extremo sul.

Análise/Discussão


Em altura um novo vórtice isolado de ar frio avança pelo Golfo de Biscaya, enquanto que uma área de reforço dos geopotenciais avança de sudoeste.
Entre ambos espera-se a intensificação do fluxo de oeste, e a passagem de alguns ligeiros campos de forçamento dinâmico.

Nos níveis baixos e médios, em resposta á dinâmica em altura, espera-se a consolidação de uma area de baixa pressão no oeste da Península, e o estabelecimento de uma circulação de oeste e sudoeste sobre o território.

No norte e centro, durante a tarde
, com o aproximar do vórtice de níveis altos e a diminuição da pressão á superficie, espera-se que uma frente de brisa avance do litoral para o interior, convergindo com uma massa de ar seca já por si caracterizada por fortes gradientes térmicos verticais.
Ao longo desta convergência de brisa é onde se espera que haja um melhor overlay entre a humidade/instabilidade nos níveis baixos e os melhores gradientes térmicos e higrométricos nos níveis médios.
Alem disso, é junto á frente de brisa que se esperam melhores condições de shear, com a circulação a rodar para sul nos níveis baixos e a manter-se de oeste em altura, oferecendo uns 40kts de shear rotacional até aos 8km.

Apesar destas condições serem suficientes para a iniciação de convecção organizada com dinamica suficiente para gerar granizo e microbursts, a escala desta linha de convergência é pequena e os modelos estão hesitantes em mostrar actividade com escala espacial suficiente para garantir um nível amarelo.

No interior sul, a dinâmica mostra-se similar á da região norte no que toca ao shear e á estrutura termodinâmica vertical , mas o foco de interesse desta vez é a região terminal de uma frente quente que se coloca entre o Golfo de Cadiz e o Oceano bem a oeste de Lisboa.
Esta frente quente deverá mover-se para norte até se tornar estacionária aos 37.5/38ºN, com alfuxo de ar humido vindo de sul ( mxr 10-12g/kg nos níveis baixos).
Durante a tarde este ar quente deverá tornar-se instável com CAPE em torno aos 500-1000J/Kg em alguns pontos, mas a maior distancia ao suporte dinamico que se encontra mais a norte coloca alguma duvidas quanto á capacidade de ocorrer iniciação convectiva a uma escala suficientemente abrangente para garantir um nivel amarelo.

Apesar de tudo os modelos parece um pouco mais interessantes, excepto o ECMWF, pelo que não se pode excluir completamente uma célula pontualmente capaz de gerar granizo ou microbursts.

8T31w7l.png
 
Estado
Fechado para novas mensagens.