Seguimento America do Sul - 2007

Tópico em 'América' iniciado por Carlos Dias 24 Abr 2007 às 13:37.

  1. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    10,150
    Local:
    Olhão (24 m)
    Aquilo não foi granizo, foi um iceberg que caiu sobre Bogotá:shocking::surprise::confused::w00t:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. João Soares

    João Soares
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    23 Ago 2007
    Mensagens:
    6,112
    Local:
    Canidelo, Vila Nova Gaia
  4. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Venezuela: 800 pessoas afectadas pelas inundações em Miranda

    As chuvas torrenciais que fustigam o Estado de Miranda (200 quilómetros a leste de Caracas) já afectaram pelo menos 800 pessoas, segundo dados divulgados pelas autoridades venezuelanas. «Temos 800 pessoas afectadas pelas chuvadas que inundaram as casas e provocaram perdas de haveres», confirmou, hoje, Marcos Benavides, director geral de Segurança Pública do Estado de Miranda. Segundo aquele responsável «algumas zonas ficaram isoladas», pelo que a assistência teve que ser prestada em pequenos barcos.
    Por outro lado, o director nacional dos Serviços de Protecção Civil, António Rivero, anunciou que as autoridades estão a calcular os danos causados pelas inundações e que foram enviados alimentos, água e colchões para os deslocados. As autoridades estão a apelar aos habitantes para que não tentem atravessar as correntes de água, a pé nem em veículos, porque «a força das águas poderia arrastá-los» e instou a que se «mantenham distanciados dos postes de electricidade e não manipulem artefactos eléctricos».
    Segundo as autoridades as inundações estão a ser causadas pelas águas dos rios Tuy, Paparo e Curiepe, afectando as comunidades de 30 localidades, principalmente os municípios de Brión, Andrés Bello, Buróz e Acevedo. No sábado, as águas dos rios Tuy e Paparo inundaram três quilómetros das avenidas Andrés Eloy Blanco, Barlovento e a Calle Comércio, de Higuerote, afectando mais de uma dúzia de estabelecimentos comerciais de portugueses, na sua maioria originários da Ilha da Madeira.
    Um português de Higuerote disse hoje à Agência Lusa que a situação se mantém, e que também as casas e lojas da rua Hilário Díaz «foram todas afectadas» e «têm mais de meio metro de água». As autoridades advertem que as chuvas vão continuar durante pelos menos 48 horas.

    Diário Digital
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página