Seguimento Brasil - 2008

Tópico em 'Brasil e outros países de expressão portuguesa' iniciado por Carlos Dias 4 Jan 2008 às 17:02.

  1. BARROS

    BARROS
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Set 2007
    Mensagens:
    119
    Local:
    jardim peri -zona norte de são paulo
    É verdade. Em Março, muitas áreas do Norte e Nordeste do Brasil viram chuvas muito acima da média, algumas localidades caiu mais de 550mm, quando o normal seria em torno de 300.
    Enquanto isso no sul, uma massa de ar polar causou uma brusca queda de temperatura. Desde 1999 não se registrava temperaturas abixo de zero em Abril. E foi o que ocorreu na Serra Geral. A menor foi em Urupema com -2,6° na manhã de terça-feira. Também geou em muitas localidades do Sul.
     
  2. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,652
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Ciclone deixou mortos e destruição no Rio Grande do Sul



    O ciclone extratropical que atingiu o Rio Grande do Sul na madrugada do sábado causou pelo menos duas mortes. No bairro Lami, na zona Sul de Porto Alegre, a vítima foi Maria Estela da Silva, 80 anos. Ela ficou ilhada na casa atingida pelas águas. Em Serafina Corrêa, na RS-129, o caminhoneiro José André Pinheiro Barneche, 36, morreu ao ser atingido por um eucalipto. Houve estragos e destruição em vários municípios como Porto Alegre, Guaíba, Alvorada, São Sebastião do Caí, Santo Antônio da Patrulha, Caraá e Viamão. No Litoral Norte, os balneários mais atingidos foram Cidreira, Pinhal e Quintão. No final da madrugada, a rede elétrica sofreu o impacto dos ventos que chegaram a 118 km/h em alguns pontos. Os estouros se repetiram até o amanhecer na capital, provocando clarões brancos e esverdeados. A zona sul da cidade foi a mais atingida pelos alagamentos. Durante a madrugada, policiais e bombeiros empregaram cordas e botes salva-vidas para resgatar dezenas de famílias que ficaram ilhadas nos bairros Restinga, Belém Novo, Lami, Serraria, Cristal e Cavalhada. Na zona norte, a ventania arrancou o telhado do hotel Roma. Já na rua Machado de Assis, bairro Partenon, 11 árvores foram arrancadas pelo vendaval, ficando com as raízes à mostra e danificando as calçadas. Foram registrados problemas graves também nas rodovias estaduais e federais. Na RSC-470, em Bento Gonçalves, uma pedra de 7 toneladas deslizou da encosta e deixou o trânsito em meia pista. Na BR-101, em Osório, o tráfego ficou interrompido devido a uma lâmina d’água que encobria a pista. As notícias estão na capa do Correio do Povo deste domingo que está totalmente dedicada à cobertura do ciclone.

    Blog MetSul 24h
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #17 Gerofil, 7 Mai 2008 às 12:50
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  3. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    dados:cptec
    Global T126L28 para os proximos 15 dias


    [​IMG]

    Ensemble - Médio Rodada: 18/05/2008 00Z com Temperatura na Superfície [°C] e Pressão ao nível do mar hPa
    Ate 01/06 sempre 12Z

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    O frio deverá voltar só no fim do mês mesmo,...

    Bom mas agora tem um sistema bem bonito no atlantico,...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    + uma baixa interessante,..
    Ai num corte da carta do cptec.

    [​IMG]


    [​IMG]


    Segue boletim técnico do cptec:

    "Nos próximos cinco dias (19 a 23/05) não há diferenças significativas entre os modelos ETA e GFS sobre o continente em latitudes médias e baixas. Ambos indicam um tempo mais seco em grande parte do centro-sul do país, principalmente entre MS, sul e oeste da Região Sudeste e centro-norte da Região Sul, áreas onde espera-se a atuação de um crista para os próximos dias, tanto em 250hPa quanto em 500hPa, sobretudo a partir da terça-feira (20/05). A umidade do ar poderá chegar a 25% em algumas áreas entre o MS, oeste e norte de SP, Triângulo Mineiro e sul de GO. Áreas de alta pressão em superfície atuarão nos próximos dias na faixa leste do Sudeste e tendem a dificultar a propagação dos sistemas frontais em direção ao Brasil. Com isto os sistemas chegarão no máximo até o sul e leste do RS e deslocar-se-ão para o oceano. Uma frente fria entre quarta e quinta-feira trará condições para pancadas de chuva no sul do Estado gaúcho nestes dias. Também o jato de baixos níveis estará atuante entre o sul da Bolívia, Paraguai e norte da Argentina e atinge também parte do oeste do RS e do Uruguai. Enmbora haja a presença desse jato os valores de umidade do ar na camada próxima da superfície apresenta valores baixos entre RO e norte e sul da Bolívia, ou seja há uma fraca advecção de umidade da Amazônia para latitudes médias. Uma grande área de baixa pressão estará atuante entre o oeste e norte da Argentina até 72h e depois fica restringida entre o norte da Argentina e o Uruguai. A combinação desses sistemas deixará o tempo mais instável no Uruguai, onde haverá acumulados de chuva significativos entre 96h e 120h. Ressalta-se que no sul da Argentina uma ciclogênese se formará em 72h (dia 21/05) e se deslocará para o oceano em 96h e 120h vindo também a alinhar-se com essa baixa pressão. A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) permanecerá atuando sobre o norte da Região Norte e os países limítrofes. Este sistema tem causado mais chuvas na Região Norte do que no Nordeste, pois ele já encontra-se bem mais ao norte. Cavados invertidos, pulsos de leste, tendem a manter instabilidades em parte do litoral leste e faixa leste do Nordeste hoje e ao longo da semana, principalmente na BA, em SE, AL e PE, podendo atingir também o leste da PB. Nas áreas litorâneas desses Estados poderá haver acumulados de chuva com valores significativos para os próximos dias.
    Elaborado pelo Meteorologista Luiz Kondraski de Souza
    Atualizado às 12Z pela Meteorologista: Naiane Araujo"
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Olha só a baixa continua la muito bem pronunciada no satelite hoje,..

    Amigos do BAZ alertaram sobre a possibilidade de mais um ciclone no RS na quinta feira.
    Vamos aguardar
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    E os modelos continuam apontando para uma nova onde de frio no inicio de junho, esperamos que os computadores não mudem de idéia hehehe

    Abraços
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Chuvas Fortes Agora Norte Nordeste

    "Chuvas causam prejuízos e mortes em Alagoas

    O transporte de umidade do oceano para o continente, associado ao calor e áreas de baixa pressão ao longo da coluna atmosférica favoreceu a ocorrência de chuva significativa em algumas áreas do leste da Região Nordeste, principalmente em Alagoas. Na cidade de Porto de Pedras o INMET registrou 93,5 mm.
    Em Paripueira, município próximo a Maceió, as chuvas provocaram deslizamento de terra e 3 mortes. De acordo com a Defesa Civil, a região norte do Estado é a que enfrenta a situação mais crítica, com dez municípios afetados: Branquinha, Murici, Capela, Messias, Rio Largo, São Luiz do Quitunde, União dos Palmares, Paripueira, Flexeiras e Quebrangulo. Nestas áreas, houve alagamentos e várias famílias ficaram desabrigadas.

    Atualizado: 17/05/2008 22:40:30 "

    "ZCIT causa chuvas significativas em Roraima

    A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), faixa de nebulosidade próxima da linha do equador, tem causado chuvas significativas no norte da Região Norte. Na cidade de Boa Vista em Roraima, o INMET registrou entre as 9 horas de ontem (16/05) e as 9 horas de hoje (17/05) 99,0mm de chuva, um volume significativo de chuva para uma cidade.

    Atualizado: 17/05/2008 16:48:52 "
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Parte do tecnico do cptec que decepciona um pouco quem esperava pelo frio,..

    "A frente fria que encontra-se no sul do Uruguai se deslocará pelo oceano, mas favorece as instabilidades observadas entre este país e o RS. Com isto deverá ocorrer pancadas de chuva no extremo sul do Estado gaúcho. Na sexta-feira uma nova frente fria se propagará pela Argentina, Uruguai e atingirá o sul do RS trazendo maiores condições para chuvas. Mas é justamente entre a sexta-feira e o sábado que começam as diferenças entre os modelos ETA e o GFS, sobretudo para a Região Sul do país. O modelo GFS indica a formação de uma área de baixa pressão (ciclone) intensa a leste do Uruguai e a sudeste do RS, mas o modelo ETA não indica este ciclone. De qualquer forma, mesmo que o GFS esteja certo e que se forme este ciclone, ele está mais afastado do continente e não ficará vários dias na região como o ciclone de cerca de 15 dias atrás. Portanto este sistema por enquanto não é muito significativo. Seja como for haverá aumento da nebulosidade no RS e mesmo entre SC e o PR. No domingo a nebulosidade tende a aumentar um pouco inclusive na faixa leste do Sudeste por conta de ventos oceânicos associados com o deslocamento da frente fria e a alta da retaguarda deste sistema pelo Atlântico. O cavado que encontra-se sobre o sul da Região Nordeste tende a facilitar a formação e deslocamento de nuvens altas como cirrus entre o sul do PA, TO, norte de GO e a BA, contribuindo para a manutenção da nebulosidade sobre esta área.
    Elaborado pelo Meteorologista Vlamir da Silva Junior.
    Atualizado às 12z pela Meteorologista: Naiane Araujo
    Atualizado às 18z pela Meteorologista: Mônica Lima."
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,652
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Granizo deixa 2.000 desalojados em Laranjeiras do Sul (PR)

    Uma chuva de granizo que atingiu a cidade de Laranjeiras do Sul (377 km de Curitiba) ontem (14) deixou ao menos 2.060 pessoas desalojadas. Em apenas cinco minutos, o granizo danificou o telhado de 753 casas da cidade. Ao menos quatro pessoas ficaram feridas.
    Segundo a Defesa Civil municipal, a maioria das famílias atingidas, de 17 bairros do município, perdeu móveis e eletrodomésticos. Cerca de 420 pessoas estão abrigadas em ginásios esportivos de duas escolas municipais e o restante dos desalojados foi para a casa de parentes.
    "O granizo caiu por volta das 15h. Mas a chuva continuou durante toda a noite. Sem telhado, todos os móveis foram destruídos", disse Leoni Meletti, secretário de Infra-estrutura e coordenador da Defesa Civil municipal. Quatro pessoas foram atingidas pelo granizo --pedaços de gelo-- e tiveram ferimentos leves. Segundo Meletti, um granizo de 250 gramas caiu sobre a cabeça de uma criança, que foi internada no hospital municipal, mas passa bem.
    Um bairro ficou sem energia elétrica por 30 minutos. A Defesa Civil ainda não quantificou os danos causados às lavouras. Na pressa de tentar cobrir as casas, segundo Meletti, os moradores compraram todas as telhas do estoque da cidade. A prefeitura distribuiu cerca de 26 mil metros de lona plástica para cobrir as casas e comprou cerca de dez mil telhas, em cidades vizinhas e em Curitiba, para iniciar a obra de reforma amanhã. "Vamos precisar de no mínimo mais dez mil telhas para cobrir todas as casas", informou o secretário.
    Segundo Meletti, os prejuízos chegam a R$ 903 mil _R$ 300 mil só em telhas. O meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar, Samuel Braun, afirmou que ontem a chuva atingiu quase todo o Paraná. Não há previsão de chuva para os próximos dias. A partir de hoje, as temperaturas caem e deve gear

    FolhaOnline
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Vicente Limberg

    Vicente Limberg
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Mar 2007
    Mensagens:
    59
    Local:
    Porto Alegre
    Passo Fundo RS : -02,7
    São José dos Ausentes RS : -02,5
    Quarai RS : -02,4
    Lagoa Vermelha RS : -02,2
    Frederico W RS : -02,1
    Santa Rosa RS : -02,0
    Erechim RS : -01,7
    São Marcos RS : -01,6
    Farroupilha RS : -01,3
    Vacaria RS : -01,3
    Bom Jesus RS : -01,0
    Cruz Alta RS : -00,9
    Santo Augusto RS : -00,9
    Soledade RS : -00,8
    Alegrete RS : -00,4
    Uruguaiana RS : -00,4
    Bagé RS : -00,3
    São Gabriel RS : -00,3
    Canela RS : 00,0
    Santana do Livramento RS : 00,2
    Santa Maria RS : 00,6
    Bento Gonçalves RS : 00,6
    São Borja RS : 01,3
    Palmeira das Missões RS : 01,4
    Jaguarão RS : 01,6
    Canguçu RS : 01,8
    Caçapava do Sul RS : 02,2
    Camaquã RS : 02,3
    Chui RS : 02,7
    Rio Pardo RS : 02,9
    Rio Grande RS : 03,0
    São Luiz Gonzaga RS : 03,4
    Porto Alegre RS : 04,3
    Torres RS : 04,9
    Tramandai RS : 06,4
     
  12. Vicente Limberg

    Vicente Limberg
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Mar 2007
    Mensagens:
    59
    Local:
    Porto Alegre
    São Joaquim SC (Cruzeiro) : -05,9
    São Joaquim SC (Inmet) -05,4
    Morro da Igreja SC : -05,3
    Ponte Serrana SC : -04,6
    Caçador SC : -04,4
    São Joaquim SC (aut) : -04,2
    São Joaquim SC (Clim) : -04,0
    Curitibanos SC : -03,2
    Major Vieira SC : -03,1
    Lages SC : -02,4
    Joaçaba SC : -02,4
    Rio do Campo SC : -02,0
    Rio Negrinho SC : -01,8
    Campos Novos SC : -01,0
    Ituporanga SC : -00,8
    Dionisio Cerqueira SC : 00,3
    Urussanga SC : 00,7
    Chapeco SC (aero) : 01,0
    Criciuma SC (Aero) : 02,0
    São Miguel do Oeste SC : 02,2
    Itapoa SC : 02,3
    Florianopolis SC (Hercílio Luz) : 04,0
    Indaial SC : 04,1
    Florianopolis SC (Inmet) : 04,8
    Florianopolis SC (aut) : 05,4
     
  13. Vicente Limberg

    Vicente Limberg
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Mar 2007
    Mensagens:
    59
    Local:
    Porto Alegre
    General Carneiro PR : -05,7
    Palmas PR : -05,0
    Irati PR : -02,7
    Inacio Martins PR : -02,1
    Castro PR (Conv) : -02,0
    Ivai PR : -01,8
    Clevelandia PR : -01,5
    Castro PR (aut) : -01,3
    Curitiba PR (Afonso Pena) : 00,0
    Curitiba PR (aut) : 00,0
    Curitiba PR (Inmet) : 00,1
    Curitiba PR (Bacacheri) : 01,0
    Foz do Iguaçu PR : 01,2
    Maringá PR (Conv) : 03,7
    Maringá PR (aut) : 04,0
    Ilha do Mel PR : 05,8
     
  14. Vicente Limberg

    Vicente Limberg
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Mar 2007
    Mensagens:
    59
    Local:
    Porto Alegre
    Essas foram as mínimas de hoje no sul do Brasil.
     
  15. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,652
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    [​IMG]
    (Foto: Lucas Viana Luz/VC no G1)

    Um tornado com duração aproximada de oito minutos se formou na manhã desta terça-feira (10), em Santarém, no Pará. Apesar de assustar moradores da região, o fenômeno não deixou feridos nem causou danos materiais. O chefe da divisão de meteorologia do Centro Técnico e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) em Belém, Bernardino Simões Neto, disse ao G1 que esse tornado pode ser chamado de tromba d'água por ter ficado principalmente sobre o Rio Tapajós.
    Segundo ele, a intensidade do tornado alcançou a classificação F0 na escala Fujita, que vai até 5. Nessa classificação, o fenômeno apresenta ventos intensos entre 65 e 115 km/h e largura de 3 a 20 metros. “Esses fenômenos são provenientes de nuvens convectivas, formadas por muita umidade e calor excessivo. A formação dessas nuvens estão associadas a vários fenômenos, desde granizo até nuvens funil, que viram tornados ao tocar a superfície terrestre”, afirma Simões Neto.
    De acordo com o meteorologista, são fenômenos difíceis de serem previstos. “Além de ser difícil de prever, é rara a ocorrência desse fenômeno na região Amazônica. Por ser uma área pouco povoada, não temos muitos registros nos últimos 30 anos”, disse Simões Neto.

    G1 Brasil
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página