Seguimento Incêndios - 2015

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por Duarte Sousa 1 Jan 2015 às 00:07.

  1. meteocenter

    meteocenter
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    9 Jul 2015
    Mensagens:
    1
    Local:
    Aveiro
    O eucalipto é uma praga mas estando instalada os incêndios descontrolados não tem que ser uma inevetibilidade pelo menos nos locais onde a floresta é encarada como industria que dá emprego e rendimento. Nas regiões aonde ainda não chegou deveria haver políticas que evitassem a sua plantação.

    Mas nos casos em que é uma realidade que já não se pode mudar não basta ficar sentado à espera das coisas. Podemos falar no exemplo do concelho de Mortágua que desafia toda a lógica quando se fala disto. Tem uma mancha florestal de eucalipto que assusta, um oceano de eucaliptos, experiementem por exemplo fazer a nacional 234 passando pelo luso e entrando em mortágua pelo sul até faz impressão a paisagem de eucaliptos.

    Contudo após uns trágicos incêndios algures nos 80's ou início 90's emprendeu um plano florestal inovador e duas décadas depois nunca mais houve grandes incêndios apesar das ignições serem como nos outros lados.

    Sorte? Talvez alguma mas um concelho rural que tem 450km de estradas pavimentadas, 300km caminhos florestais principais que são arranjados no final das chuvas de Inverno, e 1600km caminhos secundários, 80 pontos de água estratégicos, e 400 bocas de incêndio distribuidas pelo concelho, alguns corta-fogos, etc, tudo devidamente catalogado em planos e devidamente operacional no início da época, ajudam a explicar parte das coisas.

    A outra parte é o dispositivo de vigilância que envolve sector público, recursos da camara municipal e gnr por exemplo, e sector privado, associação florestal e empresas ligadas à madeira que durante 4 meses tem diversas brigadas que actuam 24 horas por dia. Não só vigiam, dissuadem incendiários, por exemplo movimentos suspeitos de veiculos são reportados à GNR e acompanhados, e estão também equipadas para 1ª intervenção rápida. A isso juntam-se equipas populares informais organizadas a nível das juntas de freguesia ou mesmo pequenas associações nas aldeias, sobretudo em noites de meteorologia complicada, calor, baixa humidade e vento, há vigilância popular voluntária. E quando ocorrem incêndios há uma participação muito maior da população, não são profissionais, mas por exemplo tractores, pickups, privados ocorrem de imediato a pontos estratégicos carregados com bidões de água por exemplo. Os Bombeiros são muito acarinhados e apoiados pela população, quer a residente quer a emigrada. Maquinaria pesada (máquinas arrasto, escavadoras, etc) da CM é de imediato colocada em alerta quando ocorre um incêndio, bem como maquinaria de empresas privadas.

    Relativamente à limpeza que é o maior dos problemas está longe de perfeito porque é uma coisa muito difícil a limpeza de tão grandes áreas em terrenos muitas vezes acidentados mas bastante pontos acima do que é mais habitual em Portugal. Há alguma censura social, se por exemplo alguém tem uma area descuidada no meio de outras relativamente bem cuidadas, é "olhado de lado" e chamado à atenção, "ó amigo, veja lá se trata disso tábem?".

    Isto só é possível porque se fez muita coisa durante várias décadas de forma integrada. Além disso há uma central de biomassa no concelho que consome muitos residuos florestais, há industria ligada à floresta, produção pellets, serrações, aglomerados, etc. Isso cria rendimento e dá emprego, taxa desemprego no concelho é bastante mais baixa que a média nacional, muito por contribuição da fileira florestal.

    Quando tudo é pensado como deve ser as coisas não tem que ser inevitáveis mesmo com a praga do eucalipto. É claro que também é preciso alguma sorte e um dia tudo o que referi seja desmentido, mas a sorte trabalha-se para ela.
     
  2. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    988
    Local:
    Baião
    StormRic, vou escrever este post com cuidado para não ferir susceptibilidades e para não fender ninguem, muito menos a ti!
    Acompanho este forum ha uns anos e sei que és um dos mais ativos e ativos no bom sentido. com criterio técnico!
    Mas acredita que nesta matéria de comportamento do fogo/incêndios florestais/DFCI estás muito por fora do conhecimento existente e da envolvência da questão!
    Tu, como 99% dos Portugueses vê labaredas, mas não vê incêndios! Vê destruição, não vê oportunidades!
    Mantenho aquilo que escrevi sobre as fotos, as "belas fotos"...acrescento mais (sem qualquer tipo de provocação), se retirar das fotografias as casas e a população e me cingir ás chamas, retiro as " " das belas fotos!
    Relativamente ao video de Espanha...passa se na Andaluzia e o que se vê são Bombeiros Florestais. a maior parte das QAR (Quadrilhas de Atuação Rápida) da Junta da Andaluzia, mas também se vê pessoal das BRIF (Brigadas de Reforço de Incêndios Florestais). Estes ultimos apenas atuam em GIF's (Grandes Incêndios Florestais), são especialistas no combate. Ja tive o previlégio de trabalhar com alguns (das bases da Galiza, Canárias e Catalunha)!
    Sabes porque estão a filmar e a tirar fotos?
    Porque as imagens são belas!
    Não te digo para compreender, apenas para respeitar!
    Nem todos compreendem...talvez por isso sejamos poucos!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. Tiago Gomes

    Tiago Gomes
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Jul 2015
    Mensagens:
    4
    Local:
    Guarda, Portugal
    Bom dia a todos, eu sou novo no fórum e gostava de partilhar convosco esta conversa do seguimento de incêndios.
    Já repararam no número de ignições de hoje? Segundo o site da ANPC, às 11h45 contavam-se 52, um número que nos últimos dias só tem sido atingido à tarde. A maioria continua a ser na zona litoral norte e centro.
    Mas parece-me também que teremos qualquer coisa séria em Tábua, Coimbra, onde já se encontram segundo o site da ANPC 179 operacionais e 4 meios aéreos... E começou à cerca de 1h! Eu conheço vagamente o local... Mas acredito que seja complicado.
     
  4. dASk

    dASk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Out 2010
    Mensagens:
    789
    Local:
    Moita, Setúbal
    Estava precisamente a constatar isso, numero de ignições acima do normal em relação aos últimos dias! Prevê-se um dia muito trabalhoso para os bombeiros! E sim tb uma coisa que reparo é que praticamente 1/3 das ignições diárias ocorrem no distrito do Porto.
     
  5. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    O distrito do Porto tem um numero verdadeiramente anômalo de ignições cronicas em determinados sítios , também ajuda , e muito , o imenso eucaliptal desorganizado em que infelizmente se transformou o distrito do Porto . E assustador o caos florestal de alguns montes com enormes extensões de eucaliptos e com vegetação arbustiva ate quase a copa das arvores .

    Outra coisa que eu vejo e a ocorrência de muitos incêndios sempre nos mesmos sítios .

    Não sei exatamente como sera no resto do pais , mas aqui no Minho ( pelo menos na região que eu contacto diariamente ) , não tenho duvidas em afirmar que 2/ 3 dos incêndios ocorrem sempre nos mesmos locais .

    Por que sera ?
    Por que razão nunca foi feita uma investigação a uma coisa tao obvia , que por aqui ate e costume dizer que já esta a arder no sitio do costume ?
     
  6. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    988
    Local:
    Baião
    Ontem coloquei aqui um post a afirmar que hoje os holofotes iriam estar entre Viana e Aveiro!
    Nada de novo!
    Quanto ao numero de ocorrencias e a sua recorrencia...esta TUDO estudado, TUDO definido, TUDO enviado pelos técnicos a quem de direito...
    Mas meus caros companheiros do forum, a decisão é politica!
    E essa decisão tem que retirar dinheiro do combate para a prevenção!
    Dou a minha casa e o meu carro a quem quiser~, se se retirar dinheiro do combate para a prevenção sem a Liga dos Bombeiros "berrar"!
    Claro que se a Liga dos Bombeiros berrar, a população (95%) apoia...quem é o politico que decide contra isto????
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Gerofil gostou disto.
  7. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    5,962
    Local:
    Loures
    Um incêndio no concelho de Tábua (freg. Tábua, Vale do Mato) está a ser combatido por quase 200 bombeiros, cerca de 47 meios terrestres e 5 aéreos. Está a escassos km's de várias habitações de familiares meus :(

    Em Pampilhosa da Serra (freg. Unhais-o-Velho, Póvoa da Raposeira), lavra um outro incêndio com a presença de 78 bombeiros, 17 meios terrestres e 2 aéreos.

    2 dos concelhos que me são mais familiares a arder :hmm:
     
  8. dASk

    dASk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Out 2010
    Mensagens:
    789
    Local:
    Moita, Setúbal
    Eu sempre fui de acordo com essa regra sem investimento na prevenção não há meios nem bombeiros suficientes que sejam capazes de acorrer a todas as situações de forma eficiente. Mas isso tb já faz parte da cultura de um povo, por todo o lado que vou vejo mato alto a par com habitações, sebem que aqui no distrito de Setúbal tenho notado uma maios preocupação com a limpeza das bermas da estrada e asseiros a par c estas para evitar propagação das chamas para além destes. Assim como a limpeza de pasto seco que serve como principal factor da evolução rápida dos incêndios.
     
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Há uma zona, Braga, Porto, etc aonde logo pela madrugada a humidade relativa era muito baixa

    [​IMG]
    http://www.meteopt.com/previsao/modelos/wrf/peninsula-iberica

    E soprava forte o vento leste

    [​IMG]
    http://www.meteopt.com/previsao/modelos/wrf/peninsula-iberica

    São factores que explicam parte dessas anomalias. No outro dia no incêndio de Tomar ao início da noite a nortada diminuiu e entrou uma massa de ar marítimo bastante húmida. Não desvalorizando o significativo dispositivo que se montou rapidamente, essas condições contribuíram muito para que o incêndio tenha sido controlado durante a noite. Com um padrão de leste e baixa humidade duvido muito que o controlassem.
     
    #474 Vince, 9 Jul 2015 às 13:46
    Última edição: 9 Jul 2015 às 13:58
    guisilva5000, Joaopaulo e jonas_87 gostaram disto.
  10. nunessimoes

    nunessimoes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Out 2010
    Mensagens:
    124
    Local:
    Leiria
    IF de Pampilhosa resolvido...
    O de Tábua continua activo nas encostas do rio... Não existem acessos
     
    Duarte Sousa gostou disto.
  11. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    988
    Local:
    Baião
    Na zona de Tomar com o padrão Este não ha historico de incêndios florestais graves...o próprio alinhamento orografico não potencia (passo a repetição) alinhamentos Vento-Declive-Exposição...na zona Cento (Litoral e Médio interior), assim como no Algarve, as Nortadas Sinópticas são responsáveis pelos inc~endios florestais de maiores dimensões!
    Na nossa (tua e minha) zona este padrão de este com baixa termica é terrivel!
    Para lá do Marão (para usar o ditado popular) é o Oeste (Sw tambem) e entradas de Sul (subida da dorsal africana) que fazem soar os alarmes! Lá,em trás Os Montes o Este apenas causa incêndios graves (entenda-se em dimensão) nos invernos e outonos secos (são os fogos dos pastores nas montanhas)!
    Eu e alguns colegas (agora vou provocar :)) que adoram a beleza das fotos que antes referi, temos o país praticamente catalogado com os incêndios tipo, associados a padrões sinoticos tipo e para lá disto sabemos que perante esses cenários as estrategias de combate TEM necessariamente que ser distintas!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. Névoa

    Névoa
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    16 Set 2013
    Mensagens:
    686
    Local:
    Senhora da Hora
    Só um pequeno aparte sobre a questão que se gerou aqui: a beleza não é, e nem ilustra, algo necessariamente alegre ou feliz. Muito pelo contrário, até, está inúmeras vezes ligada ao trágico, e vemos inúmeros exemplos disso nas fotografias jornalísticas. Louvar a qualidade de tais fotos geralmente está ligado ao entendimento de tais tragédias, através justamente da expressão alcançada pela arte, e faz com que repudiemos totalmente a causa de tais horrores, porque a arte tem o dom de nos falar à alma.
     
    #477 Névoa, 9 Jul 2015 às 14:10
    Última edição: 9 Jul 2015 às 14:33
  13. ferreirinha47

    ferreirinha47
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    12 Jan 2009
    Mensagens:
    212
    Local:
    figueiras 179m / Leiria
    Caríssimo AJB, tenho-o como dos senão elemento mais conhecedores de IF neste fórum, tem um nível académico muito superior ao meu de certo e de uma maneira geral concordo consigo em muita coisa, como a beleza das imagens, são belas, podem ser horrivelmente belas, mas são Belas de facto, quanto ao fogo de Tomar de terça feira, eu estive no local uma hora depois da ignição por aí, de facto o padrão Leste em Tomar/Sul não causa grandes problemas, o mesmo não se poderá dizer de Tomar /Norte fronteira do Concelho com Ferreira do Zêzere/Alviazere aí a coisa já muda um bocado com padrão este.
    Mas vamos então ao IF da Portela, a ignição foi bastante forte o vento NO moderado a forte em confluência com a orografia (Vale do Zêzere e Nabao) fez um coktail explosivo ate lhe digo impossível de dominar tal a velocidade com que o fogo andou nas sua cabeça o flanco esquerdo estava um pouco mais fácil o direito (Vale do Zêzere) estava brutal, mas a prioridade era casas o que deixou o monstro aumentar À sua vontade , mas sobretudo as projeções meu amigo em 30 anos de Operacional foi coisa que so vi paí 3 a 4 vezes, coisas impensáveis mesmo o que tornou o combate muito duro mesmo, concordo consigo no uso do fogo controlado , concordo consigo na prevenção, mas ás vezes dá a sensação que é sempre contra o combate,
    Por fim parece-me que este tipo de ocorrências são cliclicas mais ou menos de 10 em 10 anos nos mesmo sítios, la esta falta de prenvenção não se aprende com os erros mas isso é so uma impressão minha, amigo, são opiniões e como lhe disse muita vez concordo com a sua, abraço
     
  14. nunessimoes

    nunessimoes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Out 2010
    Mensagens:
    124
    Local:
    Leiria
    Novo IF na zona de Coimbra... Góis...
     
  15. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    988
    Local:
    Baião
    Não sou nada contra o combate, acredita (podes me tratar por tu se quiseres), nem o poderia ser! Sou contra a forma como se combate incêndios florestais em Portugal (90%), isso sim sou frontalmente contra!
    A questão de arder de 10 em 10 anos ou de 5 em 5, etc...é a recorrencia de fogo e é maior (Minho/Douro litoral) ou menor (interior Centro/Sul e Algarve) de acordo com a produtividade da zona, a ocupação humana e o clima (que influencia a produtividade florestal naturalmente).
    Tambem participo no combate por vezes...dai não ser contra o combate, (reforço) apenas como se faz combate (não todo como acima referi) :)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    ferreirinha47 gostou disto.

Partilhar esta Página