Seguimento Meteorológico Livre 2016

Estado
Fechado para novas mensagens.

actioman

Cumulonimbus
Registo
15 Fev 2008
Mensagens
2,052
Local
Elvas (~300m)
Tem razão, vi agora isso na wiki. O que acontece é que muitas vezes as pessoas falam em saraiva para designar umas pelotas pequenas e brancas, que nunca ocorrem no calor, ao contrário do granizo, que é transparente ou translúcido, bem ao contrário do que falo, que é branco e opaco. Talvez isso possa ser chamado de grão de gelo, mas nunca ouvi esta designação na linguagem corrente. Por esta e por outras prefiro o termo sleet, mas não sei até que ponto será correto neste caso.

Melhor responder aqui, que no seguimento não é o local correcto.
Um post muito útil para tentar ajudar a diferenciar os diferentes hidrometeoros, que nem sempre é tarefa fácil;

http://www.meteopt.com/forum/topico...-neve-sleet-graupel-granizo-saraiva-etc.4092/
 

Névoa

Nimbostratus
Registo
16 Set 2013
Mensagens
686
Local
Senhora da Hora
Melhor responder aqui, que no seguimento não é o local correcto.
Um post muito útil para tentar ajudar a diferenciar os diferentes hidrometeoros, que nem sempre é tarefa fácil;

http://www.meteopt.com/forum/topico...-neve-sleet-graupel-granizo-saraiva-etc.4092/
Quando falei em sleet, referi-me ao sleet em inglês britânico, e não ao americano que é mais um nome para granizo.
Já tinha lido aquele thread, que é simpático e tem imenso mérito, assim como tanta coisa a este respeito, e sempre fiquei na mesma.
Talvez devido à minha experiência com o clima do sudeste e sul do Brasil é que encontro uma enorme diferença entre granizo e aquelas bolinhas brancas de que falo. No sudeste brasileiro o granizo é grande e totalmente transparente, e ocorre em dias de calor. Aqui no Porto, que eu tenha presenciado, ocorre no inverno, frequentemente em Janeiro, mas já me disseram que também pode ocorrer em dias mais quentes.
Estas bolinhas que falo vêm acompanhadas de chuva e lembram neve pela cor, mas não pela consistência, daí eu preferir o termo sleet.
Há variações climáticas locais e mesmo linguísticas que tornam esta classificação quase impossível.
 
  • Gosto
Reactions: Thomar

Névoa

Nimbostratus
Registo
16 Set 2013
Mensagens
686
Local
Senhora da Hora
Não. Sleet já implica neve misturada com chuva. Recomenda-se nestes eventos a visita a este tópico: http://www.meteopt.com/forum/topico...-neve-sleet-graupel-granizo-saraiva-etc.4092/

Sim, já estávamos a falar disso aqui ;)

Seria saraiva se não fosse branco, digamos assim, além de só ocorrer no frio. É tipo neve presa dentro do gelo, uma vez li isso como critério de classificação para neve granular, salvo erro.

Mas isso não é nada linear mesmo! Por exemplo, no Brasil o tempo é verdadeiramente louco, e as tempestades têm um enorme poder. Acho que foi em 2011, estava lá eu com a minha mãe, a observar o céu depois de uma tempestade fortíssima, num andar bastante alto. Vimos, as duas, flocos brancos e fofos a caírem do céu, parecia mesmo neve.... só que a temperatura era de quase 30C! O que era aquilo, temo jamais saber.
Aliás, o único lugar onde presenciei um nevão foi no sul do Brasil, mas daí sim foi no inverno.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
É uma velha questão, ainda de manhã o aeroporto de Pedras Rubras/Porto reportava "sleet showers" e certamente que o observador se referia a granizo de pequenas dimensões usuais neste tipo de eventos, e não ao sleet "britânico", que é aquilo que usualmente chamamos água neve. Não esquecer que neste tipo de situações com pós-frontais com células de aguaceiros a determinadas cotas na fronteira chega a haver um pouco de tudo.
Já a diferença entre saraiva e granizo não tem nada de complicado, a saraiva acontece em situações de maior instabilidade que a de hoje, a pedra de gelo sobe e desce múltiplas vezes dentro duma célula crescendo por acreção dando-lhe um aspecto mais irregular e distinto, menos homogéneo, em que se notam diferentes camadas, em vez da pequena "bolinha" perfeita de gelo.
 
  • Gosto
Reactions: MSantos e AnDré

Névoa

Nimbostratus
Registo
16 Set 2013
Mensagens
686
Local
Senhora da Hora
É uma velha questão, ainda de manhã o aeroporto de Pedras Rubras/Porto reportava "sleet showers" e certamente que o observador se referia a granizo de pequenas dimensões usuais neste tipo de eventos, e não ao sleet "britânico", que é aquilo que usualmente chamamos água neve. Não esquecer que neste tipo de situações com pós-frontais com células de aguaceiros a determinadas cotas na fronteira chega a haver um pouco de tudo.
Já a diferença entre saraiva e granizo não tem nada de complicado, a saraiva acontece em situações de maior instabilidade que a de hoje, a pedra de gelo sobe e desce múltiplas vezes dentro duma célula crescendo por acreção dando-lhe um aspecto mais irregular e distinto, menos homogéneo, em que se notam diferentes camadas, em vez da pequena "bolinha" perfeita de gelo.

Desculpe ser tão chata, e por favor não me leve a mal, mas granizo, e consequentemente a saraiva, não pode nem ser branco nem ocorrer só no frio, como o fenómeno que aqui tratamos, pois passo a citar, "A saraiva difere de granizo apenas pela diferença de tamanho."

Acho que são mesmo particularidades, e que não há respostas definitivas aqui, embora volte a considerar que isso lembra grãos de neve, o que deve dar alguma pista em relação à sua origem e possibilitar talvez alguma tentativa de classificação.

Quanto a mim, passo então a chamar o fenómeno de whatever (afinal, o que há num nome?) e assim fica tudo bem. :D

Fonte:
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Saraiva
 
Última edição:
  • Gosto
Reactions: lserpa

Meteo Trás-os-Montes

Cumulonimbus
Registo
28 Jan 2007
Mensagens
4,393
Local
Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
Tanto o GFS como o ECMWF um mimo a prazo...

ECM0-240.GIF

gfs-1-300.png


Apesar da distancia temporal... os dois grandes modelos estão de acordo com frio intenso a partir da segunda quinzena de janeiro.

Outros modelos também vêem algo:

gem-1-240.png

cfs-2-240.png

Otimo sinal que assim seja... vários modelos apontam numa mesma direcção... FRIO! :cold:
 

Topê

Nimbostratus
Registo
4 Dez 2015
Mensagens
920
Local
Negrais
Tanto o GFS como o ECMWF um mimo a prazo...

ECM0-240.GIF

gfs-1-300.png


Apesar da distancia temporal... os dois grandes modelos estão de acordo com frio intenso a partir da segunda quinzena de janeiro.

Outros modelos também vêem algo:

gem-1-240.png

cfs-2-240.png

Otimo sinal que assim seja... vários modelos apontam numa mesma direcção... FRIO! :cold:

Sou muito céptico em relação a entradas continentais para o nosso território prefiro as entradas polares,é mesmo ver para crer.
Acho que os modelos irão andar á nora, para modelarem e preverem essa situação, mudando de runs para runs,variando de grandes saidas que nos irão entusiasmar para outras que nos irão desiludir, sendo que normalmente o que acontece é que o AA ou a dorsal estraga-nos a festa fazendo um bloqueio, dando a festa toda para o mediterrâneo, mas pode ser que tenhamos sorte.
 

james

Cumulonimbus
Registo
16 Set 2011
Mensagens
4,541
Local
Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
E, pelos vistos, até o IPMA está céptico. Na sua previsão mensal, acabada de sair, não faz referência a temperatura abaixo da média. Pelo contrário, até afirma o contrário, com temperaturas acima da média até ao fim do mês. E a previsão sazonal, temperaturas acima da média até maio.

Pessoalmente, não tenho grandes expectativas. Pelo menos, as temperaturas nos próximos tempos vão aproximar - se para níveis mais consentâneos com o inverno, o que já não é mau.

P.S. O GFS, para cotas de neve e temperaturas extremas é um ótimo desmancha prazeres. Fiar - mo - nos nele é ótimo para ter belas desilusões.

P.S. Os eventos que nós temos, de longe a longe, de neve e frio extremo a cotas muito baixas , pela experiência que tenho de acompanhar as previsões, são de difícil previsão e quase imprevisíveis. Quando voltar a ocorrer, vão ser isso mesmo, rápidos e imprevisíveis e não vão ser anunciados pelos modelos.
 
Última edição:

Topê

Nimbostratus
Registo
4 Dez 2015
Mensagens
920
Local
Negrais
É a isto que referia anteriormente, vai começar a dança dos modelos tirarem tudo ou porem tudo.
Infelizmente para a nossa posição geografica ocidental tenho sempre muito pouca fé, nestas entradas continentais.
Como vemos a dorsal ou o AA, criam um bloqueio que acaba por beneficiar o mediterrâneo central, nomeadamente Itália.


gasHVY.png
 

Meteo Trás-os-Montes

Cumulonimbus
Registo
28 Jan 2007
Mensagens
4,393
Local
Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
Concordo em absoluto @james...
Apenas coloquei aqui uma vez que os modelos apesar da distancia temporal estão de acordo... as entradas continentais são sequinhas aqui no nosso burgo... logo se se vier a confirmar teriamos cota para praticamente todos, mas não haveria neve para ninguem pois nada passaria do cantábrico e levante... é o mesmo filme repetido todos os anos... mas fica o registo.
 
  • Gosto
Reactions: MSantos e Topê

Topê

Nimbostratus
Registo
4 Dez 2015
Mensagens
920
Local
Negrais
E, pelos vistos, até o IPMA está céptico. Na sua previsão mensal, acabada de sair, não faz referência a temperatura abaixo da média. Pelo contrário, até afirma o contrário, com temperaturas acima da média até ao fim do mês. E a previsão sazonal, temperaturas acima da média até maio.

Pessoalmente, não tenho grandes expectativas. Pelo menos, as temperaturas nos próximos tempos vão aproximar - se para níveis mais consentâneos com o inverno, o que já não é mau.

P.S. O GFS, para cotas de neve e temperaturas extremas é um ótimo desmancha prazeres. Fiar - mo - nos nele é ótimo para ter belas desilusões.

P.S. Os eventos que nós temos, de longe a longe, de neve e frio extremo a cotas muito baixas , pela experiência que tenho de acompanhar as previsões, são de difícil previsão e quase imprevisíveis. Quando voltar a ocorrer, vão ser isso mesmo, rápidos e imprevisíveis e não vão ser anunciados pelos modelos.

Infelizmente o frio a sério é continental e esse vêm de Leste, sendo que dada a nossa posição geográfica no extremo ocidental da Europa á beira do atlântico, faz com que, muito raramente possamos beneficiar dessas entradas. O atlântico ameniza tudo, e estamos muito distantes, por algum motivo, a Irlanda, falamos de um pais cuja a Latitude é extremamente elevada 52º-55ºN, é dos países onde menos neva na Europa. Não há nada a fazer relativo a isto. É mais facil nevar em Israel ou na Líbia que em Portugal a cota zero.
Beneficiamos são de entradas e superfícies frontais frias e dos pós-frontais, sendo que tenho sempre mais esperança que venha uma entrada muito fria polar do Artico da Gronelândia, que beneficiemos das siberianas ou das entradas continentais vindas de Leste .
 

Meteo Trás-os-Montes

Cumulonimbus
Registo
28 Jan 2007
Mensagens
4,393
Local
Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
Exemplificando na perfeição aquilo que foi aqui discutido, na última saída do GFS já cortou no frio e cotas de neve.

É sempre assim, não há volta a dar.
Ainda vai pôr tirar e pôr... até tirar definitivamente... Hahaha... o costume.
 
  • Gosto
Reactions: james

Topê

Nimbostratus
Registo
4 Dez 2015
Mensagens
920
Local
Negrais
Exemplificando na perfeição aquilo que foi aqui discutido, na última saída do GFS já cortou no frio e cotas de neve.

É sempre assim, não há volta a dar.

O nosso padrão típico de Inverno é o que tivemos neste ultimo evento, uma superfície frontal fria Atlântica com um pos-frontal, é ter fé que venha um dia alguma que desça bem mais em latitude, acho isso mais provável que a lotaria das entradas continentais de Leste. É uma lotaria pois pode-se formar uma cut-off, mas é sempre um desvio padrão.
 

Meteo Trás-os-Montes

Cumulonimbus
Registo
28 Jan 2007
Mensagens
4,393
Local
Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
Contudo reparem no diagrama de ensembles... a run de controlo... :rolleyes:

graphe_ens3_kcn4.gif


Válido para Tras os Montes
 
Estado
Fechado para novas mensagens.