Seguimento Meteorológico Livre 2017

Estado
Fechado para novas mensagens.


joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
8,499
Local
Arronches, Portalegre (272m)
Parece que vai chover bem mas só la para cima para o litoral norte!!!
35mm para Viana do castelo, isso para mim por exemplo é um bom acumulado porque estou habituado a ter acumulados grande parte das vezes, inferior a 20mm, mas para eles pouco serve para combater uma seca. Não nos podemos esquecer que grande parte da região norte depende das nascentes e não de barragens como o sul. Se isto continuar assim, apesar das barragens no sul estarem num ponto extremamente crítico, é bem possível que o norte fique igual ou pior que o sul (como é o caso de Viseu). A região sul só está numa situação pior porque o inverno de à 2 anos foi seco, ao contrário do norte onde foi chuvoso, provavelmente se o tivesse sido também no sul, pelo menos em termos hidrológicos não estavamos numa situação tão grave.
 

cepp1

Cumulus
Registo
26 Jul 2017
Mensagens
246
Local
Leiria
35mm para Viana do castelo, isso para mim por exemplo é um bom acumulado porque estou habituado a ter acumulados grande parte das vezes, inferior a 20mm, mas para eles pouco serve para combater uma seca. Não nos podemos esquecer que grande parte da região norte depende das nascentes e não de barragens como o sul. Se isto continuar assim, apesar das barragens no sul estarem num ponto extremamente crítico, é bem possível que o norte fique igual ou pior que o sul (como é o caso de Viseu). A região sul só está numa situação pior porque o inverno de à 2 anos foi seco, ao contrário do norte onde foi chuvoso, provavelmente se o tivesse sido também no sul, pelo menos em termos hidrológicos não estavamos numa situação tão grave.

Falei com a minha família porque vou a Viana no próximo fim de semana ea minha mãe trabalha na Protecção civil, meteorologia é com ela e já me disse que vou apanhar chuvinha a estadia toda. Parece me que o acumulado dos dias (de acordo com o que ela me disse) poderá passar os 35 mm.
 

joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
8,499
Local
Arronches, Portalegre (272m)
Falei com a minha família porque vou a Viana no próximo fim de semana ea minha mãe trabalha na Protecção civil, meteorologia é com ela e já me disse que vou apanhar chuvinha a estadia toda. Parece me que o acumulado dos dias (de acordo com o que ela me disse) poderá passar os 35 mm.
Sim, ainda falta quase uma semana para o evento, muita coisa mudará até lá, tanto pode chover mais do que está previsto agora, como menos. De qualquer das maneiras, segundo o GFS o sul ficaria a ver navios e depois é AA até às 384h, como é a saída das 06z não se dá grande crédito mas mais uma vez se assim fosse, seria chuva que de nada valia.
 

cepp1

Cumulus
Registo
26 Jul 2017
Mensagens
246
Local
Leiria
Sim, ainda falta quase uma semana para o evento, muita coisa mudará até lá, tanto pode chover mais do que está previsto agora, como menos. De qualquer das maneiras, segundo o GFS o sul ficaria a ver navios e depois é AA até às 384h, como é a saída das 06z não se dá grande crédito mas mais uma vez se assim fosse, seria chuva que de nada valia.

Num Outono/Inverno em Portugal normal o AA estaria numa posição diferente o tempo todo???
 
  • Gosto
Reactions: joselamego

jamestorm

Cumulonimbus
Registo
12 Jan 2010
Mensagens
2,446
Local
Lisboa e Alenquer
Num Inverno normal há sempre AA a estas latitudes que influencia tempo seco e frio em Portugal, mas num Inverno normal esse tempo seco e solarengo é intercalado por períodos de chuva, por vezes semanas de chuvas intensas. Por isso Anti ciclone sempre cá esteve, mas não desta forma tão prolongada e forte . :((

Num Outono/Inverno em Portugal normal o AA estaria numa posição diferente o tempo todo???
 

bandevelugo

Cumulus
Registo
3 Jan 2008
Mensagens
319
Local
Lisboa
Concerteza e sem inibições.

A diminuição da precipitação tende a reduzir a quantidade de água disponível à população e ao ecossistema. As barragens ajudam mas um dos seus propósitos, produção de energia, contribui para a redução da quantidade de água armazenada. Pode-se sempre fazer furos mas sem precipitação para alimentar os aquíferos, o resultado é o mesmo -> A redução da precipitação tende a reduzir a quantidade de água disponível. Em PT não há reservas naturais secundárias de água como glaciares.

O aumento da população leva a um aumento do consumo de água. Mais, sociedades desenvolvidas, como PT, tendem a gastar mais água por capita do que nações pobres. A indústria e a agricultura moderna podem ter mais eficiência que a agricultura de subsistência mas gastam quantidades massivas de água.

O aumento da temperatura tende a aumentar a evapotranspiração. Quanto isto ocorre simultâneamente com uma diminuição gradual da precipitação maus cenários são inevitáveis.

A utilização do argumento do 'o clima sempre mudou' é, à falta de melhor termo, bastante ignorante. Já que é assim eu gostaria de falar com pessoas que experienciaram esses climas tão diversos e mutáveis. Há 1 milhão de anos atrás quantas pessoas existiam? E quantas cidades haviam? Lisboa era mais bonita ou mais feia do que é hoje?

Eu gostava de viver nesse mundo em que se pode perder >25% da precipitação e aumentar as temperaturas sem haver consequências reais. Até parece que a maioria dos >7.5 MM de pessoas do globo vive em países em que há (quase) sempre água na torneira. Em alguns uma torneira é um luxo irrelevante. Nem canalizações há.

Quantas pessoas é que ainda hoje em dia vivem da agricultura de subsistência e como tal dependem de um clima estável?



A estatística anterior relaciona-se com esta:



Já escrevi que a utilização do 'o clima sempre mudou' é bastante ignorante? Só para confirmar. O problema não se cinge à temperatura e a precipitação. Há também isto -> https://www.theguardian.com/environ...oil-acutely-degraded-due-to-agriculture-study

Nos países 'ricos' o leque de soluções é tendencialmente maior. Nos 'pobres' o que ocorre é mais ou menos isto -> http://foreignpolicy.com/2017/06/06/the-making-of-a-climate-outlaw/ / & / http://foreignpolicy.com/2017/05/31/the-watson-files-somalia-climate-change-conflict-war/

Só para confirmar.... Já escrevi que o 'clima sempre mudou e sempre mudará e como tal é irrelevante' é um argumento bastante ignorante? Bom, dizem que não há 2 sem 3.

Nada do que refere estava em causa no post que escrevi, nem na minha frase que citou.

Se o seu objetivo era lançar os membros do meteoPT uns contra os outros, conseguiu-o na perfeição, teve o Rozzo que intervir.

Não pode é querer colar-me às questões do "aquecimento global" e suas causas, que hoje em dia é tanto uma matéria do foro científico como do político (e até religioso). Portanto, assunto em que não me meto.

E que os recursos naturais são para dividir por um número crescente de pessoas com um nível de vida cada vez maior, já se sabe desde pelo menos os anos 60 - e, no limite, só se resolverá com o acesso a esses recursos noutros locais do Sistema Solar.É isso que estão a tentar as principais potências mundiais (países, empresas, associações).

Já sobre o artigo científico que citei e que divulga as conclusões sobre as secas passadas na península Ibérica, nada tem para dizer. É que nele se encontram conclusões interessantes: há variações significativas nos ciclos de seca entre as várias regiões da península Ibérica, sua intensidade, duração, etc.

Nesta série longa analisada, apesar da evapotranspiração aumentar (em virtude do aumento da temperatura média), a precipitação não tem variado significativamente e até há regiões ibéricas com sinais de diminuição da "agressividade" das secas (por exemplo o NW).

Sobre isto, que aparentemente contradiz a vox populi e o que se ouve por aí (e pelo MeteoPT) não tem mesmo nada a dizer???? Ou não compreendeu?
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,545
Local
Açores
Já sobre o artigo científico que citei e que divulga as conclusões sobre as secas passadas na península Ibérica, nada tem para dizer.

Nada do que refere estava em causa no post que escrevi, nem na minha frase que citou.

Não citei a intervenção toda propositadamente. Mas acho que o intuito da minha resposta ia dar ao mesmo.

O argumento que citei é tão vago e irrealista que raramente devia ser usado numa discussão séria.

A seca atual é pior que a de '44-45. Do que consegui ver a população era 20% inferior e o nível de desenvolvimento estava muito longe do que é agora. Publicaria novamente o que escrevi anteriormente.

Nesta série longa analisada, apesar da evapotranspiração aumentar (em virtude do aumento da temperatura média), a precipitação não tem variado significativamente e até há regiões ibéricas com sinais de diminuição da "agressividade" das secas (por exemplo o NW).

Sobre isto, que aparentemente contradiz a vox populi e o que se ouve por aí (e pelo MeteoPT) não tem mesmo nada a dizer???? Ou não compreendeu?

Contrariamente à acusação já me fartei de escrever sobre isso em outros tópicos.

O regime de precipitação no NO peninsular é altamente influenciado por rios atmosféricos, eventos de curta duração e elevados acumulados. Chover 100 mms em 3 dias e chover 100 mms em 20 dias é muito diferente. Mais do que a quantidade de chuva interessa descrever o regime e respetivas alterações..

O aumento da temperatura do ar pode aumentar a água precipitável e por consequência os acumulados aquando dos rios atmosféricos. Como tal, o NO pode assistir periodicamente a eventos de precipitação excepcionais mesmo com o planeta a aquecer. Mas não é por aí que o AG fica excluído. Muito pelo contrário.

Como vê, não tenho por hábito fugir às questões.

Se o seu objetivo era lançar os membros do meteoPT uns contra os outros, conseguiu-o na perfeição, teve o Rozzo que intervir.

Errado. Respondi diretamente como pediste. Não inventes intenções.
 
  • Gosto
Reactions: 4ESTAÇÕES e dahon

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,545
Local
Açores
Bom exemplo (e recorrente):


Como era Nova Iorque há 50 milhões de anos? Ou há 50 mil anos? Há 100 mil anos atrás quantas pessoas iam às praias de Miami?

O argumento é tão desprovido de sentido que para combatê-lo só se pode usar respostas igualmente bacocas.

Se a importância de uma mudança ou evento é minimizada devido ao seu longo período de retorno isto quer dizer que não há problema se Lisboa voltar a ser destruída por um terramoto? De que se queixam? Há 250 anos atrás isso ocorreu e estamos todos aqui.

:facepalm:
 
  • Gosto
Reactions: 4ESTAÇÕES
Estado
Fechado para novas mensagens.