Seguimento Rios e Albufeiras - 2012

ac_cernax

Nimbostratus
Registo
12 Jan 2008
Mensagens
1,933
Local
Cernache do Bonjardim - Sertã (400m) Distrito de C
Barragem do Cabril - Rio Zêzere
(Divisão do concelho da Sertã (Castelo Branco) com Pedrogão Grande (Leiria).

Primeiro uma foto tirada e publicada por mim aqui no fórum no dia 15 Janeiro de 2010.



Agora duas fotos tiradas na passada quinta feira, dia 9 de Fevereiro de 2012




É apenas uma pequena comparação, já que cada ano é um ano, mas este não leva bom caminho.
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,045
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Boas fotos, ac_cernax!

De facto, parece mais uma comparação entre a albufeira no verão e no inverno do que propriamente entre dois invernos.

O uso da barragem do Cabril é essencialmente para fins energéticos. É por isso que o volume da barragem varia tanto. (Comportamento em tudo semelhante à barragem de Alto Lindoso).

A 31 de Janeiro, o snirh dizia que a água estava à cota 270,0m.
Entretanto, a 12 de Fevereiro, segundo a REN, a cota era de 268,58m.
Isto, numa altura em que estamos a viver uns dias frios, o consumo energético é consequentemente maior, e a necessidade de energia também.

semttulo2oy.png


No fundo a maior preocupação, pelo baixo volume da barragem neste momento, é essencialmente ao nível energético.

Outras barragens da bacia do Tejo:

semttulo4j.png


As três barragens com o volume mais baixo, são todas barragens com fins energéticos.
 

Paulo M.

Cirrus
Registo
18 Abr 2008
Mensagens
4
Local
Tomar
Seca ainda loge de Castelo do Bode

Seca ainda loge de Castelo do Bode

Portugal Continental está a atravessar um período de seca como consequência da falta de precipitação no nosso território. Durante o mês de Janeiro do corrente ano, a precipitação no território Continental foi 83% inferior à média de precipitação do mês de Janeiro dos últimos 80 anos, o que corresponde ao 7º pior primeiro mês do ano, no que diz respeito à precipitação, desde 1931. O mês de Fevereiro está a ir no mesmo caminho, com a precipitação a ser ainda inferior ao mês de Janeiro, levando alguns locais do pais a ter mesmo uma ausência completa de precipitação.
Como consequência destes baixos valores registados, no final do mês de Janeiro o país registava 76% do território em seca moderada, 11% em seca severa e 13% em seca fraca. No dia 15 de Fevereiro estes valores já estavam agravados, estando 70% do território em seca severa, 5% em seca extrema e 25% em seca moderada. Apesar destes dados serem graves, este não é um fenómeno muito raro no país. Em 1943 a região do Porto esteve 12 meses em seca severa e extrema e a região de Beja esteve 17 meses. Num período mais próximo, o mês de Janeiro de 2005 teve 22% do território em seca extrema.

A falta de chuva para além de preocupar o mercado agrícola nacional, preocupa também a população em geral devido ao abastecimento de água. Algumas barragens nacionais já começam a registar valores baixos de armazenamento de água, como por exemplo a barragem de Alto Lindoso com 37% de volume armazenado ou a Barragem do Cabril com 43%, mas a Barragem de Castelo do Bode ainda tem as suas reservas controladas, com um volume armazenado de 76%. Apesar do valor de água armazenado ser baixo para este período, no ano de 2005, neste mesmo dia do ano, o volume de água armazenado em Castelo do Bode estava nos 72% e durante esse ano de seca em Portugal o volume de água armazenado em Castelo do Bode nunca baixou dos 59%.
O abastecimento de água da Albufeira de Castelo do Bode começa a ser afectado quando o volume armazenado de água chega aos 54%, mas só fica suprimido abaixo dos 27%. Observando os valores é possível verificar que não existe qualquer risco de falta de abastecimento de água proveniente de Castelo do Bode no curto e médio prazo e que mesmo no longo prazo o risco é reduzido. Para se ter uma ideia, se a barragem de Castelo do Bode deixa-se de produzir energia e se o caudal afluente à albufeira fosse nulo, desprezando as perdas indirectas da albufeira a água armazenada daria para mais de 2 anos de abastecimento de água às populações afectas.
Portugal Continental está em seca, mas a albufeira de Castelo do Bode ainda tem muitas reservas para suprir as necessidades de água.

http://castelodebode.blogspot.com/2012/02/seca-ainda-loge-de-castelo-do-bode.html
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Espanha em seca falha caudais mínimos no Douro
Espanha deverá falhar a quantidade mínima trimestral de água no Douro que deixa passar para Portugal, devido à seca. A situação está, porém, prevista num acordo entre Portugal e Espanha, em situações excepcionais como a de agora.

Segundo dados fornecidos ao PÚBLICO pelo Instituto da Água (Inag), Espanha deveria garantir, entre Janeiro e Março de cada ano, um caudal mínimo de 630 hectómetros cúbicos (630 mil milhões de litros) de água no Douro. Do princípio do ano até hoje, já passaram 419 hectómetros cúbicos, sendo muito pouco provável que chova o suficiente para se atingir o caudal mínimo.

Segundo a Convenção de Albufeira – assinada em 1998 para a gestão comum das bacias luso-espanholas –, Espanha pode invocar um regime de excepção quanto aos caudais trimestrais, quando a quantidade de chuva no semestre que termina no mês anterior for inferior a 65% da média.

É o que está a acontecer no Douro. Em Espanha, a precipitação entre o princípio de Setembro e o fim de Fevereiro foi de apenas 97 milímetros. O limite abaixo do qual se aplica o regime de excepção é de 154 milímetros.

Tal como Portugal, Espanha está a enfrentar um forte seca. No trimestre entre Dezembro e Fevereiro, a quantidade de chuva foi a menor desde pelo menos 1947.

A aplicação do regime de excepção para os caudais do Douro foi confirmada ontem pelo director técnico da Confederação Hidrográfica do Douro espanhol, Pedro Matía.

Perante a notícia, autarcas portugueses salientaram a necessidade de se reforçarem as reservas estratégicas em Portugal, para fazer face a situações como esta. “Enquanto Espanha tem mais de 20 barragens na bacia hidrográfica do Douro, em Portugal não há uma única para acorrer a situações de seca como a que estamos a atravessar”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, Aires Ferreira – que sempre defendeu a barragem do Baixo Sabor, agora em construção

A aplicação do regime de excepção não significa que o espanhóis irão “fechar as torneiras” ao rio. A Convenção de Albufeira prevê três tipos de caudais mínimos: anuais, trimestrais e semanais. “Apesar de estarem em excepção, têm mantido os volumes semanais mínimos”, afirma Rui Rodrigues, responsável pelos serviços de monitorização do Inag.

Na bacia do Tejo também já se aplica o regime de excepção, já que a chuva entre Setembro e Fevereiro (140 milímetros) foi inferior ao limite abaixo do qual se acciona o regime extraordinário (183 milímetros). Ainda assim, no caso do Tejo, Espanha já cumpriu o caudal mínimo para o trimestre Janeiro-Março, tendo descarregado 382 hectómetros cúbicos, quando o limite mínimo é 350 hectómetros cúbicos.

Público
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,045
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Ontem, o caudal médio do Lima a chegar à barragem de Alto Lindoso foi de 83m3/s. Hoje de manhã andava pelos 120m3/s.

20 dias com um volume desta ordem e teríamos a barragem cheia.


Também já se nota um bom volume a chegar a Vilarinho das Furnas (rio Homem), embora seja apenas 1/4 do registado no Lima.
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,045
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
6 dias depois e Alto Lindoso a tocar quase nos 60% (valor que deverá ser atingido nas próximas horas, dado ao elevado caudal do Lima).

39006877.jpg


Confesso que nunca pensei que viesse a atingir tal valor este ano hidrológico. :D

Na barragem do Cabril, o caudal do Zêzere já vai diminuindo. Ainda assim é capaz de chegar aos 55%, o que é bem bom dado que andou o inverno todo na casa dos 30%.

Destaque também para a barragem da Aguieira que está completa, e Vilarinho das Furna que ultrapassou os 80% de armazenamento. ;)

------------------------

Do Seguimento Interior norte e Centro - Maio de 2012:
Imagens deste fim de semana que tirei em caminhadas na Serra da Estrela das barragens do Viriato completamente cheia e do Padre Alfredo, esta ultima fecharam as comportas que fazia sair a água para um canal de produção de electricidade devido a seca que atravessávamos e estava praticamente cheia como a uns anos não a via, sabado ainda apanhei queda de neve acima dos 1800m.





Nunca tinha visto a barragem do Padre Alfredo cheia. Até já pensei que fosse uma obra inacabada.
Também na serra da Estrela, a barragem da Lagoa Comprida está cheia, e a barragem de Vale Rossim que esteve vazia o inverno todo (<10%), ainda foi a tempo de quase encher. Nada mau!

---------------------

Também no nordeste a situação de Bragança está para já resolvida.

Água em Bragança: «Situação melhorou muito»
Anunciou o vice-presidente da autarquia

A chuva dos últimos dias repôs as reservas de água em Bragança e afastou no imediato a ameaça de rutura no abastecimento à população, mas a Câmara continua a trabalhar num plano de emergência, anunciou esta quinta-feira o vice-presidente.

Rui Caseiro adiantou que a «situação melhorou muito» neste mês de abril, com a barragem da Serra Serrada «cheia e a transbordar».

Este é o único ponto de armazenamento de água para abastecimento à cidade que, em anos normais, só é utilizado no verão, mas que este ano chegou a ser utilizado no inverno e ainda não tinha conseguido encher devido à falta de chuva.

O município foi obrigado a recorrer com quatro meses de antecedência às reservas, mas as chuvas de abril já repuseram os níveis normais e, neste momento, a cidade está a ser abastecida pelos meios habituais para a época: os efluentes do rio Sabor.

Segundo explicou o vice-presidente da autarquia, «em termos de cenários de um plano de emergência, há pouco tempo Bragança estava num nível três de um a seis, com recurso a sistemas complementares, e neste momento, está no nível um».

«Estamos numa situação muito melhor e, se as condições meteorológicas assim continuarem, com tempo de chuva, estaremos cada vez em situação melhor, no sentido de a Serra Serrada poder garantir o verão», afirmou.

Ainda assim, a autarquia continua a trabalhar num plano de emergência, porque o problema da falta de água mantém-se devido à insuficiência de armazenamento, que só será ultrapassado com a construção de uma segunda barragem, a de Veiguinhas, que foi recentemente aprovada.

Rui Caseiro previa ter o plano de emergência concluído em meados de abril, mas a chuva veio dar mais tempo para a identificação dos meios, que, num cenário de rutura total, terão de ser recrutados nas corporações de bombeiros de todo o país, Exército e também na vizinha Espanha.

«Estão já inventariados meios dos distritos de Bragança, Viseu, Vila Real, foi solicitado também ao Exército que meios teriam disponíveis e aguardamos resposta, assim como estamos a identificar meios de corporações de bombeiros de distritos mais afastados», adiantou.

O município viveu este ano uma situação inédita, devido ao inverno seco que obrigou a recorrer, com quatro meses de antecedência, aos sistemas alternativos de abastecimento à cidade.
TVI24
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
Ainda bem que veio esta chuva, agora é não gastar demasiado porque acredito que isto mais meia dúzia de dias para mesmo de chover para o verão.
 

Norther

Nimbostratus
Registo
25 Nov 2010
Mensagens
1,926
Local
Tortosendo 600m Encosta sul Serra da Estrela
Nunca tinha visto a barragem do Padre Alfredo cheia. Até já pensei que fosse uma obra inacabada.
Também na serra da Estrela, a barragem da Lagoa Comprida está cheia, e a barragem de Vale Rossim que esteve vazia o inverno todo (<10%), ainda foi a tempo de quase encher. Nada mau!




AnDré a barragem do Padre Alfredo nunca a viste cheia porque é utilizada para fins energéticos e agora com a seca fecharam-na.
Fica uma foto da Barragem do Vale do Rossim tirada este fim de semana passado no domingo durante uma caminhada.

 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Re: Seguimento Marítimo 2012 (Ondulação, Temperatura água, Praias, etc)

Boas fotos Mario :thumbsup:

Segundo consta, a barragem do rio da Mula está practicamente vazia, tens fotos de lá ?