Seguimento Rios e Albufeiras - 2016

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,249
Local
Torres Novas(75m)
Escassez de água na barragem do Roxo faz com que a que chega às torneiras de Beja e Aljustrel saiba mal
Cerca de 35 mil habitantes de Beja e Aljustrel voltam a receber água com sabor a terra e cheiro a mofo. Estação de tratamento não está preparada para anular algas e odores desagradáveis.

1095266


Nos primeiros dias de Dezembro, a reserva de água na albufeira do Roxo rondava os 14 milhões de metros cúbicos, 14,5% da sua capacidade máxima de armazenamento que é de 96 milhões. As afluências à barragem que abastece Beja e Aljustrel têm sido muito reduzidas e, no que é uma situação anómala nesta altura do ano, verifica-se uma perda de qualidade da água - sobretudo ao nível do cheiro - que chega às torneiras de cerca de 35 mil consumidores que, ciclicamente se queixam dos odores desagradáveis.

Este fenómeno, que tem sido recorrente nas épocas estivais e é resultante do baixo nível de armazenamento na albufeira do Roxo, estendeu-se agora ao período Outono/Inverno pelas mesmas razões. A empresa Águas Públicas do Alentejo, S.A. (AgdA), responsável pelo fornecimento de água em alta aos dois concelhos, questionada pelo PÚBLICO, confirma o óbvio: “Não é o primeiro ano em que tal situação ocorre”.

https://www.publico.pt/2016/12/13/l...da-vez-mais-escassa-e-de-ma-qualidade-1754481
 


guisilva5000

Super Célula
Registo
16 Set 2014
Mensagens
5,971
Local
Belas
E o ano termina assim:

"No último dia do mês de Dezembro de 2016 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se um aumento do volume armazenado em 8 bacias hidrográficas e uma descida em 4.
Das 60 albufeiras monitorizadas, 8 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 18 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.
Os armazenamentos de Dezembro de 2016 por bacia hidrográfica apresentam-se inferiores às médias de armazenamento de Dezembro (1990/91 a 2015/16), excepto para as bacias do MONDEGO e TEJO."

mapa_inicial_todo.php


Fonte: http://snirh.pt/index.php?idMain=1&idItem=1.3
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,249
Local
Torres Novas(75m)
Bacias Hidrográficas
Barragens portuguesas à espera que chova

Barragem-de-Alqueva-Vida-Rural-.jpg


A falta de precipitação está a colocar o território nacional novamente numa situação grave. É que de acordo com o mais recente relatório do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH), referente ao passado mês de dezembro, as barragens portuguesas estão outra vez com níveis abaixo da média.

De acordo com o boletim, das 60 albufeiras monitorizadas, apenas oito apresentam “disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 18 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.” Para além disso, ficamos a saber que os armazenamentos do mês de dezembro apresentaram-se “inferiores às médias de armazenamento de dezembro (1990/91 a 2015/16), exceto para as bacias do Mondego e Tejo”.

No caso do Sado, o mais grave, o nível de armazenamento está agora nos 27%. Isto significa que se não chover em breve, o país voltará a uma situação de urgência, já que terão que ser tomadas medidas de controlo das disponibilidades hídricas para que não se chegue aos meses de verão com pouca água para o abastecimento público.


http://www.vidarural.pt/barragens-portuguesas-espera-chova/
 

joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
8,011
Local
Arronches, Portalegre (272m)
A barragem do caia terminou dezembro com um armazenamento preocupante, está a 42,2% da sua capacidade.
A capacidade total de armazenamento é de 203 000, está a 85 665. Abastecer 3 concelhos no próximo verão com este armazenamento é bastante preocupante. O inverno passa e entretanto não chove nada de jeito. :disgust: