Seguimento Rios e Albufeiras - 2021

meteo_xpepe

Cumulus
Registo
2 Mai 2016
Mensagens
203
Local
Vila Ruiva, Cuba (250m)
Boa recuperação na albufeira do Alqueva! Está agora nos 77%!

Destaque para a evolução dos caudais.


T9FBwFz.png


Houve noticias de cheias no cais de Mértola, com 500m3/s a passar em Paul do Lobo. Agora imaginem se não houvesse Alqueva a fazer bloqueio aos quase 700m3/s que passavam em Monte da Vinha + todos os caudais dos afluentes do Alqueva.
Pontualmente, a Mértola teriam chegado não 500m3/s, mas uns 2000m3/s.

Já agora, desde 2014 que o Alqueva não atinge a cota dos 150m. (Cota máxima. 152m). Se chegasse a esse valor, era muito bom!
Acredito que com mais algumas chuvas previstas estes dias possa chegar mesmo aos 150.0m - para essa cota o volume armazenado é cerca de 3800hm3.
A recuperação é mesmo boa: dia 3 145.74m / dia 4 146.14m / dia 5 - m / dia 6 147.35m / dia 7 147.74m
Passou de 2852,40hm3 par 3223.31hm3 em 96h. Com o NPA aos 152.00m e 4150.00hm3
 

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
3,779
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
Quando fiamos o armazenamento de um dos maiores rios a Espanha, não podemos pedir que andem a nosso gosto.
A única solução era demolir belver e Fratel e construir um grande armazenamento.
1 - O Rio Tejo é o maior rio da Península Ibérica, em que 818 km passam em território espanhol e apenas 189 km em território português. Para além disso, é quase impossível armazenar muita água no rio Tejo em Portugal porque as margens não são assim tão ravinosas como do lado espanhol e o rio, quando chega à fronteira portuguesa (na base da barragem de Cedilho), já anda à volta dos 80 metros de altitude em relação ao nível do mar. :w00t: A acrescentar a isto tudo vale a pena salientar que, ao contrário do Tejo espanhol, que atravessa zonas bastante despovoadas, o Tejo em Portugal atravessa zonas densamente povoadas e em que algumas casas estão quase ao nível do rio, como Vila Velha de Ródão, Abrantes, Constância, Belver, Amieira do Tejo, etc., já para não falar de ter que se construir um montão de novas estradas, uma nova linha da Beira Baixa (ainda por cima, agora com a abertura da linha de Covilhã à Guarda e da concordância das Beiras, prevista para este mês, esta tornar-se-á fulcral para toda a rede ferroviária nacional) e um montão de novos bairros feitos de raiz. Seria incomparavelmente mais complicado que o Alqueva ou qualquer barragem do Tejo espanhol... :facepalm:

2 - Os espanhóis usam a água do Tejo não só para abastecer cidades como Madrid mas também para regar todo um império agrícola no deserto do Levante, através dos transvases (a água usada para abastecer as populações vem das centrais de dessalinização). Portugal não tem essa necessidade, pelo menos para já, simplesmente porque o nosso país não tem nenhuma região com clima árido e muito menos a zona do Vale do Tejo, e nem tem tanta agricultura como o Levante (o Alqueva chega e sobra para alimentar os campos agrícolas alentejanos). :rolleyes:
 

slbgdt

Cumulus
Registo
31 Jan 2015
Mensagens
447
Local
Barcelos
1 - O Rio Tejo é o maior rio da Península Ibérica, em que 818 km passam em território espanhol e apenas 189 km em território português. Para além disso, é quase impossível armazenar muita água no rio Tejo em Portugal porque as margens não são assim tão ravinosas como do lado espanhol e o rio, quando chega à fronteira portuguesa (na base da barragem de Cedilho), já anda à volta dos 80 metros de altitude em relação ao nível do mar. :w00t: A acrescentar a isto tudo vale a pena salientar que, ao contrário do Tejo espanhol, que atravessa zonas bastante despovoadas, o Tejo em Portugal atravessa zonas densamente povoadas e em que algumas casas estão quase ao nível do rio, como Vila Velha de Ródão, Abrantes, Constância, Belver, Amieira do Tejo, etc., já para não falar de ter que se construir um montão de novas estradas, uma nova linha da Beira Baixa (ainda por cima, agora com a abertura da linha de Covilhã à Guarda e da concordância das Beiras, prevista para este mês, esta tornar-se-á fulcral para toda a rede ferroviária nacional) e um montão de novos bairros feitos de raiz. Seria incomparavelmente mais complicado que o Alqueva ou qualquer barragem do Tejo espanhol... :facepalm:

2 - Os espanhóis usam a água do Tejo não só para abastecer cidades como Madrid mas também para regar todo um império agrícola no deserto do Levante, através dos transvases (a água usada para abastecer as populações vem das centrais de dessalinização). Portugal não tem essa necessidade, pelo menos para já, simplesmente porque o nosso país não tem nenhuma região com clima árido e muito menos a zona do Vale do Tejo, e nem tem tanta agricultura como o Levante (o Alqueva chega e sobra para alimentar os campos agrícolas alentejanos). :rolleyes:

Alto Lindoso, Vilarinho das Furnas, Aguieira, Alqueva por exemplo, não foram feitas sem sacrifícios.
É simples, ou sacrifícios ou um rio Saudável.
O tejo abastece o levante sim, mas na cabeceira do rio, em Buendia e Entrepenas.
 
  • Gosto
Reactions: joselamego

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
3,779
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
Alto Lindoso, Vilarinho das Furnas, Aguieira, Alqueva por exemplo, não foram feitas sem sacrifícios.
Certo, todas essas barragens foram feitas com sacrifícios, mas nada comparável com o que seria feito numa barragem no Tejo português. Mesmo o majestoso lago de Alqueva apenas submergiu uma aldeia (a da Luz) e parte da Amieira, Vilarinho das Furnas também submergiu uma aldeia, Aguieira também... No entanto, não houve estradas fundamentais ou inteiros caminhos de ferro submersos, como aconteceria no caso do Tejo, e vários bairros debaixo de água também, com muito mais gente que Vilarinho das Furnas ou a Luz, e a aldeia submersa do Alto Lindoso até está do lado espanhol, na Galiza, mas foi só uma. :shocking:

O tejo abastece o levante sim, mas na cabeceira do rio, em Buendia e Entrepenas.
Aí enganas-te profundamente... Existem sim transvases que partem de barragens como Alcântara ou Valdepeñas, que estão longe de estarem na cabeceira do rio. ;)
 

srr

Nimbostratus
Registo
10 Jan 2012
Mensagens
962
Local
Abrantes
""Como foi dito anteriormente o Tejo "nasce" em Constância..
No rio onde temos armazenamento de albufeiras.""

Sendo assim o Tejo devia terminar em constância, e a partir de Constância chamar-se : RIO ZEZERE

O um facto, mudou o curso dos caudais e da história: Há que alterar o Nome

E em lisboa o Rio Tejo chamar-se-á : Rio Zêzere ( era uma guerra, pegada, muita letra de musica ficava desatualizada.)
 
Última edição:

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,633
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Alto Lindoso, Vilarinho das Furnas, Aguieira, Alqueva por exemplo, não foram feitas sem sacrifícios.
É simples, ou sacrifícios ou um rio Saudável.
O tejo abastece o levante sim, mas na cabeceira do rio, em Buendia e Entrepenas.

Pelas razões explicadas pelo @"Charneca" Mundial a construção de uma grande barragem e consequente albufeira no Tejo português é completamente incomportável, diria até impossível. Não estamos a falar de deslocalizar uma ou duas aldeias, estamos a falar sedes de concelho com milhares de pessoas. Os contras de qualquer estrutura desse tipo seriam muito piores que eventuais prós. Temos que aceitar que no Tejo não podemos controlar nada, apenas nos afluentes.
 

srr

Nimbostratus
Registo
10 Jan 2012
Mensagens
962
Local
Abrantes
Msantos; Claro, nada a fazer;

È como a espuma branca e a agua castanha malcheirosa, que temos que gramar aqui em Abrantes;

Quem já o denunciou oficialmente, foi processado ( e está com graves problemas )
 
  • Gosto
Reactions: efcm e joselamego

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,633
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
O Tejo e o Douro chegam a Portugal já próximos dos 100 m, o declive é baixo no nosso território, mas não percebo do assunto para saber se isso é bom ou mau para barragens

O Tejo tem um vale muito aberto e com baixas altitudes, qualquer barragem alta implicaria a submersão de áreas enormes com óbvias implicações em todos os níveis. Se por exemplo a Barragem do Fratel tivesse a altura do Alqueva podiam esquecer Vila Velha de Ródão, a Linha da Beira Baixa e milhares de hectares de terrenos agrícolas etc...
 
Última edição:

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
3,779
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
Msantos; Claro, nada a fazer;

È como a espuma branca e a agua castanha malcheirosa, que temos que gramar aqui em Abrantes;

Quem já o denunciou oficialmente, foi processado ( e está com graves problemas )
A espuma branca nada tem a ver com Espanha, mas sim com a Celtejo, que está em território português. Mas sim, é verdade que há bastantes esgotos na região de Madrid a deitarem os efluentes para afluentes do rio Tejo e esse é um problema que se conhece há bastantes anos, mas o que é que isso tem a ver com as barragens em si? :intrigante:
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,633
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Msantos; Claro, nada a fazer;

È como a espuma branca e a agua castanha malcheirosa, que temos que gramar aqui em Abrantes;

Quem já o denunciou oficialmente, foi processado ( e está com graves problemas )

Isso é outra história e os culpados presume-se saber quem são... :unsure:
 

N_Fig

Cumulonimbus
Registo
29 Jun 2009
Mensagens
3,438
Local
Coimbra (Figueira da Foz aos fins de semana)
O Tejo tem um vale muito aberto e com baixas altitudes. Se por exemplo a Barragem do Fratel tivesse a altura do Alqueva podiam esquecer Vila Velha de Ródão, a Linha da Beira Baixa e milhares de hectares de terrenos agricolas...
Sim, o vale do Tejo é muito mais aberto e largo que o do Douro, apesar de estarem a altitudes semelhantes
 

joralentejano

Super Célula
Registo
21 Set 2015
Mensagens
7,189
Local
Arronches (272m) | Leiria
Sim, o vale do Tejo é muito mais aberto e largo que o do Douro, apesar de estarem a altitudes semelhantes
O Vale do Tejo até Abrantes, principalmente, é parecido com o do Douro, ou seja, é rodeado por locais de declive mais acentuado e por isso menos aberto.
De Abrantes até Constância já tem ali umas partes com terreno mais plano, mas ainda existem alguns locais com declive e de Constância para Sul já é só praticamente planície e é exatamente a partir dessa zona que surgem maiores inundações.
O mapa topográfico mostram bem isso:
nHKmTsk.png