Tornados em Portugal

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,234
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
Tornados no mar (trombas) na foz do Douro, Porto, 20 Janeiro 2009

-> Tópico dedicado
 

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
Sobre o tema Tornados gostaria de partilhar com os amigos do tema, algumas coisas:

- Nos Lusíadas (Camões sec XVI) no canto V, estrofes 18 a 22 está descrito em verso, uma tromba marinha de uma foma extraordinária para os conhecimentos da época e que só pode ter sido testemunhada pelo autor.

- De origem Francesa a utilização do termo tromba marinha (sobre o oceano ou em zona costeira) e tromba terrestre (nos Estados Unidos - tornado) correspondem a fenómenos com a mesma origem, embora a sua intensidade em terra seja muito maior.

- Os Tornados pela sua grande frequência e gravíssimos prejuízos que provocam, foram e são estudados nos Estados Unidos como o não são em mais nenhum lugar do Mundo.

- A intensidade do vento e a visualização do fúnil ou da tuba são as caracteristicas mais perceptíveis, mas na realidade a intensíssima variação da pressão - descompressão explosiva (calculam-se variações da pressão superiores a 50 hPa) à passagem de um tornado, provocam para além da condensação do vapor de água do ar húmido, do vento intenso e turbulento que levanta poeira, objectos etc. a explosão por descompressão violenta de edificios e estruturas...
 

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
Será que vamos nós para 2 novas fotos de Jackrabbit em Portugal! A primeira foi Olhão 13 de janeiro de 2008 ea segunda em Palmela Aires em 23 de março de 2007 e, finalmente, uma fotografia de um pó diabo Vouzela tomada em agosto de 2005 :D

1694293.jpg

(c) 2008 João Martins

1131411.jpg

(c) José Canelas

1630059.jpg

(c) Magalhães

Ao ler esta interessante página, não gostei da expressão pó diabo na frase:
"uma fotografia de um pó diabo Vouzela tomada em agosto de 2005"
para nomear um "Dust devil"...oficialmente (?) em Portugal chama-se a este fenómeno remoinhos de vento, o que também não é muito expressivo mas importa distinguir este fenómeno - associado a aquecimento diferenciado da superficie do Globo, em dias de forte aquecimento diurno, do fenómeno das trombas marinhas, terrestres e/ou tornados que por sua vez estão associados a nuvens convectivas, em situações muito especiais.

Cumpts
 

trepkos

Nimbostratus
Registo
10 Out 2008
Mensagens
1,564
Local
Eborae
O verão passado numa das tardes que passava no cimo de uma torre de vigia de incêndios a olhar o horizonte, em Julho, vi um 'dust devil' ou um remoinho com dimensões consideráveis, visto como eu o vi e a distância que estava, durou apenas alguns segundos.
 

squidward

Cumulonimbus
Registo
4 Abr 2007
Mensagens
2,381
Local
Azambuja

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Fotografia do tornado tirada perto de Olhos de Água (Alcanena) Santarém 09-04-2008


Fotos dos estragos do tornado que passou por Alcanena















era um F3 nao?:w00t:
o pior sao mesmo os estragos materiais...era melhor se tivesse ocorrido numa area desabitada mas ninguem manda nestas coisas:(
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,050
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)

Nuno Figueiredo

Cumulus
Registo
29 Mai 2006
Mensagens
241
Local
Cascais
Boa tarde pessoal, descobri este vídeo no youtube, alguém tinha conhecimento desta situação?

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=htzrT-NCY9g"]YouTube- Tornado na Serra das Minas,Sintra-Portugal[/ame]

:thumbsup:
 

Charlie Moreira

Cumulonimbus
Registo
5 Dez 2006
Mensagens
2,593
Local
VALONGO
ora ca esta o tornado na minha terriola!!!


* 28 Dezembro 2002

Em Gondomar, um tornado varreu a freguesia de Fânzeres, destelhou casas, derrubou varandas e marquises e até levantou carros estacionados. Eram seis horas da manhã quando os residentes das ruas das Regadas e Alto dos Barreiros acordaram em grande sobressalto com os estrondos de trovões e do desabar de partes das suas residências. Uma fortíssima ventania rebentou janelas e portas e pôs os interiores das casas de pantanas, semeando o pânico e a destruição.

“Ouvi um barulho ensurdecedor. Levantei-me da cama e quando saí do quarto quase apanhava com a porta da cozinha que o vento arrancara e lançara contra mim. Na sala de estar os móveis foram arrastados e até as portas de alumínio que dão para a varanda saltaram para a rua”, contou ao Correio da Manhã Celso Sousa, de 33 anos, um dos moradores de um terceiro andar da Rua das Regadas.

“Eu olhava espantado para aquilo quando ouvi a minha mulher e a minha filha, de cinco anos, a gritarem no quarto. Os vidros caíram na cama, a caixilharia voou para as traseiras do prédio. Felizmente não se feriram. O vento foi de tal modo violento que até uma máquina de lavar roupa foi levada da marquise do segundo andar deste prédio até ao outro lado da rua”, diz ainda Celso Sousa, ainda mal refeito do susto por que passou.

No exterior, carros estacionados foram levantados pela força do vento e até um pequeno camião foi arrastada cerca de 30 metros. Cabos e postes de electricidade emaranharam-se, as árvores foram arrancadas. O tornado durou escassos minutos mas os seus estragos não deixaram de espantar os próprios Bombeiros de Gondomar que deslocaram para o local 25 homens e oito viaturas. Na rua, a confusão era total. Os mais calmos ajudavam os que se encontravam em estado de choque, os mais afoitos já prestavam os primeiros auxílios aos que deles mais apelavam. Para agravar o pandemónio, um poste caiu sobre uma carrinha, fazendo com que o condutor caísse sobre a buzina que não parava de tocar.

Apesar do aparato, não se registaram quaisquer danos pessoais, mas algumas famílias viam com desespero os seus haveres destruídos.

in correio da manha

http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.a...hannelid=00000009-0000-0000-0000-000000000009