Trovoada e Raios/Descargas eléctricas/Relâmpagos

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Isso é a energia libertada pelo raio, em quiloamperes. O menos e o mais representam os polos, como deve ser óbvio, a sua intensidade é maior quanto maior for o número, ou seja, se o número for maior, mais probabilidade tem de fazer por exemplo uma central eléctrica disparar, ou até queimar coisas em casa. Acho que 247 kAmp são 247000 volts, portanto ainda foi intensa.
Aqui ontem caiu uma de 108 kAmp, e houve problemas nalguns sítios. Aqui em casa a luz ficou a piscar imenso tempo. Há até mais fortes, mas isso depende de como as centrais filtrem a corrente.

Boas jonas

Esse valor representa a corrente da descarga eléctrica e, por isso é que vem representado pela unidade Ampere.
Nesse caso serão 247300A (amperes) de corrente que passaram entre a nuvem e o solo no canal ionizado pela grande diferença de potencial (volts).

Na página das DEA tem lá um link com alguma informação:

https://www.ipma.pt/pt/enciclopedia/otempo/observacao.remota/index.html?page=dea.xml

https://www.ipma.pt/pt/educativa/observar.tempo/index.jsp?page=trovoada.xml


E depois há sempre o Google e a Wikipedia :p

http://en.wikipedia.org/wiki/Lightning
http://en.wikipedia.org/wiki/Lightning#Ground-to-cloud


Na Wikipedia tem assim:

"An average bolt of negative lightning carries an electric current of 30,000 amperes (30 kA) [...]"

Traduzindo:

Um raio, de polaridade negativa, em média, transporta uma corrrente de 30000A.

Sendo assim, esse está claramente superior à média, deve ter sido um valente raio.

Cumprimentos

Muito obrigado aos dois.:thumbsup:
Graças a este episódio brutal de trovoadas, estas ganharam um novo adepto. :D:thumbsup:
CptRena, acredita foi mesmo brutal,poderosas explosões,infelizmente não tive como gravar,surgiram demasiados contratempos,foi pena.Segundo apurei,os outros 2 raios mais fortes foram de -229 e -165.
Cumprimentos.:thumbsup:
 
Última edição:

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
No outro dia encontrei uma tese de mestrado bastante interessante, lembrei-me de partilhar. :thumbsup:

Titulo: ANÁLISE DE PADRÕES TEMPORAIS E ESPACIAIS DE DESCARGAS ELÉCTRICAS ATMOSFÉRICAS EM PORTUGAL CONTINENTAL

Link: http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/9371/1/igotul001895_tm.pdf

Boa, não conhecia esse paper.

Já tinha metido aqui no fórum um tópico acerca da climatologia da convecção em PT continental, onde partilhei algumas ideias que eu tinha acerca do assunto, e o paper do Prof Marcelo Fragoso acaba por ir de encontro a algumas ideias que eu já tinha assim como vem a satisfazer algumas duvidas que eu também colocava na altura.
http://www.meteopt.com/forum/climat...s-fenomenos-convectivos-em-portugal-5180.html


Há um outro estudo, neste caso não do IGOT/CEG mas sim do departamento de Geofisica da FCUL, que eu já li e é muito bom...agora infelizmente não o consigo encontrar mas talvez já alguém o tenha colocado aqui no fórum.

Realço aqui um factor muito importante na analise destes estudos, o período de analise é muito curto ( na ordem dos 5-10anos) o que não é satisfatório se quisermos determinar uma climatologia efectiva da trovoada em PT continental.
Um exemplo flagrante é a fraca ocorrência no Inverno, se repararem esse estudo de poucos anos apanha logo uns 2 ou 3 Invernos sequíssimos...aposto que em condições normais pelo menos o litoral teria muito mais actividade.
 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Sim, o período de analise é manifestamente curto, não te esqueças que o IPMA pouco facilita na partilha de dados, talvez tenham sido os dados possiveis, não sei, de qualquer dos modos ficou uma tese à maneira.
Fiquei perplexo com o valor da DEA(positiva) mais intensa no dito período(2003-2009) em PC, uns estrondosos 409,5 kAmp em Fevereiro de 2003 perto das Caldas da Rainha.
Que bomba, uma DEA desta magnitude é muito pouco frequente. :trovao:
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
TROVOADAS EM PORTUGAL CONTINENTAL: Novos estudos de investigação

New developments on lightning reseaarch in Portugal
http://raiden-project.ul.pt/

Trovoada0.JPG


Trovoada1.JPG


Trovoada2.JPG


Trovoada3.JPG


Trovoada4.JPG


Trovoada5.JPG


Trovoada7_link.JPG


Cada vez gosto mais da meteorologia... :D
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Grande iniciativa do IGOT/CEG-UL, em conjunto com o IPMA.

Pena estes projectos não serem mais...e que o estado da investigação em Portugal esteja como está.:(
 

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Grande iniciativa do IGOT/CEG-UL, em conjunto com o IPMA.

Pena estes projectos não serem mais...e que o estado da investigação em Portugal esteja como está.:(

Os professores/Investigadores do IGOT/CEG têm dado um excelente contributo, falo na área da climatologia em particular, porventura são pessoas que conheces(pessoalmente), Marcelo Fragoso, Maria João Alcoforado e Antonio Lopes.
As dezenas de estudos que realizaram nos últimos 20 anos falam por si.
O IPMA só teria a ganhar em trabalhar em conjunto com eles, e vice-versa,claro.
 
  • Gosto
Reactions: Gerofil

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Os professores/Investigadores do IGOT/CEG têm dado um excelente contributo, falo na área da climatologia em particular, porventura são pessoas que conheces(pessoalmente), Marcelo Fragoso, Maria João Alcoforado e Antonio Lopes.

Nem mais :thumbsup: Eu tive o prazer de tirar a licenciatura com o primeiro e o último na FLUL (1986/1990). A componente científica trabalhada foi sobretudo na vertente da Geografia Física, tanto em termos de climatologia como de geomorfologia.


IGOT
 
Editado por um moderador:
  • Gosto
Reactions: jonas_87

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Nem mais :thumbsup: Eu tive o prazer de tirar a licenciatura com o primeiro e o último na FLUL (1986/1990). A componente científica trabalhada foi sobretudo na vertente da Geografia Física, tanto em termos de climatologia como de geomorfologia.

Epa curioso:thumbsup:
Foi graças ao Prof.Antonio Lopes e respectivos estudos que comecei a interessar-me por climatologia local, mais propriamente o fenomeno das inversões térmicas nos vales,aprendi muito com ele.
O Prof.Marcelo Fragoso foi o meu orientador no trabalho final de conclusão de licenciatura.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Conheço sim, o Marcelo Fragoso foi meu professor, estou agora no 3ºano de Geografia e conheci alguma gente interessante na área de Geografia física.

Neste ano estou a concluir algumas cadeiras que deixei de geografia humana...aquilo não corre muito bem, tem andado complicado e a acusar alguma falta de organização interna que depois se reflecte em coisas desagradáveis, mas aconselho a todos os que gostam de meteorologia/ambiente e não tenham muita pachorra para programação e matemáticas puras a escolher geografia em vez de MOG, porque a formação é bastante boa, e o geografo acaba com uma visão do ambiente físico cientificamente apurada e integrada com a parte das relações com o meio humano.

A única coisa chata são as cadeiras de humana, eu apoiava que o curso fosse dividido em física/humana logo desde o inicio, embora cada ramo devesse ter englobado noções gerais e de PGT, porque é útil perceber as varias interacções.
 
  • Gosto
Reactions: Gerofil

WHORTAS

Nimbostratus
Registo
16 Dez 2010
Mensagens
923
Local
Barosa - Lra (29 metros)
interessantes Estatisticas e info no Wu

Wu news
 
  • Gosto
Reactions: CptRena e jonas_87

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
A descarga electríca ocorrida esta tarde, proximo da Golegã, merece o devido destaque, pois tratou-se de uma descarga com um poder descomunal, uma das mais potentes dos ultimos anos em territorio nacional.
Pena não existirem relatos sobre esta mesma descarga...deve ter sido algo incrivel e assustador.

14nmwt0.jpg


Localização da DEA

sv58ah.jpg


wqr19i.jpg
 
  • Gosto
Reactions: CptRena e Agreste

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Se uma descarga de 100 kAmp, ao cair perto, já é grande estouro, nem consigo imaginar um de 400 kAmp, pobres habitantes de Charneca e Fojo, que cagaço que deve ter sido.