Urso-pardo de volta a Portugal?

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,342
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Nao entendo que é "alcateia", pero a resposta é sim. O urso é moitissimo máis exigente que o lobo, sobre todo en hábitat inalterado, e demanda uma grande presença de alimento no outono, justo antes da hibernaçao.
Nao é fácil a instalaçao de uma populación estabel de urso no norte de Portugal a meio prazo. Nim siquiera é estabel a populación comentada de Sanabria, Cabreira, Aquilianos, e a falta de femias é um assunto grave.

Estamos falando de um máximo de 10 ejemplares em esta zona montanhosa, tranquila, de miles de km cuadrados, e apenas frecuentada em moitos lugares...

Alcateia= um grupo de lobos. Penso que isto faz toda a diferença.
Mas não falava de uma população estável de ursos-pardos, mas de uma pequena população.
É normal que sejam os machos os primeiros a aparecer, são claramente animais colonizadores. As fêmeas só aparecem depois.
A questão da alimentação nem é comparável, pois existem inúmeros casos, onde as alcateias estáveis de lobos são as primeiras a desaparecer ( a não ser que haja perseguição directa aos ursos, como foi no caso do Noroeste de Portugal). Nos USA por exemplo, existem ursos-pretos em grande quantidade, lobos é que nem pensar. Em Yellowstone, terra de ursos, por exemplo, tiveram que ser reintroduzidos vários lobos. Portanto, a questão da dieta está explicada...
10 exemplares? Em que ano? Nem sabia que eram tantos!
 

trevinca

Cirrus
Registo
8 Mar 2009
Mensagens
91
Local
Espanha
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá a tudos de novo e mis melhores cumprimentos cara ao ano 2011!

Voy a hablar en español para que mis ideas sean entendidas correctamente.
Sin lugar a dudas, el estudio de Alvares y Domínguez, de Açafa on line, es muy importante. Marca una nueva época, sobre todo, porque supone un nuevo ciclo y postura en relación con el oso lusitano. Quedan ya para la historia, las tesis que situaban la extinción del animal ibérico en Portugal en 1650. Se está hablando ahora de mediados del siglo XIX como fecha posible de tal suceso… Este estudio abre nuevas posibilidades en la forma de entender la Administración el problema del oso ibérico. No sólo en Portugal sino en España: no se olvide que el estudio indica que no es definitivo y que se precisa nuevos estudios locales, y a ambos lados de la frontera. Tampoco alude únicamente a la zona norteña de Portugal, pues refiere de pasada las montañas del distrito de Castelo Branco…
Concretamente, el libro aquí comentado contiene un capítulo sobre la historia del oso europeo hasta 1830, que ahora podéis consultar de manera gratuita en la red. Buscad en google LA DISTRIBUCION DEL OSO PARDO POR LA EUROPA MERIDIONAL A COMIENZOS DEL SIGLO XIX, en la revista española Argutorio, y encontraréis alguna referencia a este foro electrónico y a los antiguos osos de Portugal, tanto en el Norte como en las montañas de Extremadura y Salamanca, muy cerca de Portugal. En concreto, parece ser que uno de los últimos reyes portugueses (D. Carlos) se acercó en alguna ocasión a cazar osos hasta el distrito de Castelo Branco… Esto se comenta también en varios artículos del mismo número 3 de la revista Açafa on line.

Seguiremos comentado.
 

trevinca

Cirrus
Registo
8 Mar 2009
Mensagens
91
Local
Espanha
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá de novo!

Se importante sao as novas da Limia, con caçádas aos ursos até 1930, mais poderá ser a possibel morte do derradeiro urso lusitano.
Tenho informaçoes da Serra do Barroso de que tal facto tivo luar no 1957...
Fai falta corrobarions perifericas do suceso do ano 57, mais a pessoa que faloume delo é muito formal (antigo oficial do Ejército portugués, hoje con uns setenta pico anos...)

Un saludo.

Creio que esta nova podería ser un bo regalo de Reis Magos para a gente do Forum.
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,342
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Obrigado, Trevinca.
São informações interessantes, sem dúvida.
Esses ursos-pardos com presença tão recente em habitats que hoje em dia até estão em melhores condições ( no geral e tendo em conta a região) do que nessa altura ( anos 50 , por exemplo), dizem-nos tudo sobre as potencialidades ecológicas desta região.
 

Seattle92

Nimbostratus
Registo
22 Set 2010
Mensagens
668
Local
Portugal
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá de novo!

Se importante sao as novas da Limia, con caçádas aos ursos até 1930, mais poderá ser a possibel morte do derradeiro urso lusitano.
Tenho informaçoes da Serra do Barroso de que tal facto tivo luar no 1957...
Fai falta corrobarions perifericas do suceso do ano 57, mais a pessoa que faloume delo é muito formal (antigo oficial do Ejército portugués, hoje con uns setenta pico anos...)

Un saludo.

Creio que esta nova podería ser un bo regalo de Reis Magos para a gente do Forum.

Olá trevinca, estás a dizer que alguém caçou um urso no Minho em 1957, ou alguém viu um animal?
 

Bergidum

Cumulus
Registo
22 Dez 2009
Mensagens
118
Local
Comarca del Bierzo. León. España.
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá trevinca, estás a dizer que alguém caçou um urso no Minho em 1957, ou alguém viu um animal?

Sim, eso parece...Moi interessante sem dúbida. Parece mais probabel de todos modos a presença actual de ursos em Montesinho que nas serras do Minho, demasiado lonxanas da distribuçao actual...
Tambén podería ocurrir á súa reintroduçao, como nos Pirineus de Francia,donde estes días están a discutir a liberaçao de um novo exemplar.

http://cronicaverde.blogspot.com/2010/12/consulta-en-los-pirineos-franceses-para.html
 

Seattle92

Nimbostratus
Registo
22 Set 2010
Mensagens
668
Local
Portugal
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

^^

Pois, mas isto é Portugal.

Reintroduções? Podemos esperar sentados :lol::lol::lol:

Ou o urso chega cá sozinho, ou nada feito :lol:
 

Bergidum

Cumulus
Registo
22 Dez 2009
Mensagens
118
Local
Comarca del Bierzo. León. España.
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Tampouco é a mellor soluçao a reintroduçao. Ademais deveria facerse con ejemplares cantabricos, que nao andan sobrados de efetivos. Hai bastantes machos, pero menos femias, que soen ser sedemtarias. A grande noticia sería o avistamento de uma femia em Montezinho, Sª Nogueira,...
 

trevinca

Cirrus
Registo
8 Mar 2009
Mensagens
91
Local
Espanha
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá de novo.

Sim. A pessoa que doume isas novas é portuguesa, viviú nas terras do Barroso e Montalegre nos anos 40 e 50. E un velho militar que estivo em Africa e na India. E uma pessoa con cultura, e vive na Espanha desde fai uns 30 anos.

As referenzas sobre os ursos deste home sao muito boas, mais eu tenho que ser ainda exceptico para nao fazer equivocacions. Porém, ei de falar de novo con el e com outros, en orde a confirmar algunhas novas. O militar viu tambén ursos no Barroso.

Porém, eu prefero pensar que pode haber algunha equivocación no seu relato, si ben o senso geral e que nos anos 40 e 50 na mentalidade dos grupos sociais mais baixos do Barroso e Montealegre ainda andaba o urso... Nao debe esquecerse cos ursos sao citados no 1920 e 1930 na raia pelo doctor Justo em 1993, historiador da cidade de Verín, case na fronteira

Mais ainda, estou completamente dacordo com o Bergidum. O importante agora é co grupo de ursos do Caurel, Bierzo Oeste, Teleno, La Cabrera, Sanabria e possiblemente Montezinho se faga forte. Si chegara a ser, os ursos chegaríam até s serra de Queixa e dali a serra de Larouco (na raia com Portugal) e tambén percorrerian dende Montezinho até a serra do Larouco.

Reintroduçao no Minho? Debería facerse com ursos cantabricos e a coisa e ainda muito dificil...
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,342
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Olá de novo.

Sim. A pessoa que doume isas novas é portuguesa, viviú nas terras do Barroso e Montalegre nos anos 40 e 50. E un velho militar que estivo em Africa e na India. E uma pessoa con cultura, e vive na Espanha desde fai uns 30 anos.

As referenzas sobre os ursos deste home sao muito boas, mais eu tenho que ser ainda exceptico para nao fazer equivocacions. Porém, ei de falar de novo con el e com outros, en orde a confirmar algunhas novas. O militar viu tambén ursos no Barroso.

Porém, eu prefero pensar que pode haber algunha equivocación no seu relato, si ben o senso geral e que nos anos 40 e 50 na mentalidade dos grupos sociais mais baixos do Barroso e Montealegre ainda andaba o urso... Nao debe esquecerse cos ursos sao citados no 1920 e 1930 na raia pelo doctor Justo em 1993, historiador da cidade de Verín, case na fronteira

Mais ainda, estou completamente dacordo com o Bergidum. O importante agora é co grupo de ursos do Caurel, Bierzo Oeste, Teleno, La Cabrera, Sanabria e possiblemente Montezinho se faga forte. Si chegara a ser, os ursos chegaríam até s serra de Queixa e dali a serra de Larouco (na raia com Portugal) e tambén percorrerian dende Montezinho até a serra do Larouco.

Reintroduçao no Minho? Debería facerse com ursos cantabricos e a coisa e ainda muito dificil...

Boa noite Trevinca

Aguardo então a confirmação desse episódio de 1957.
Penso que seria muito interessante fazer uma pesquisa junto das autoridades e povos destas zonas, relativamente aos ursos-pardos, quem sabe não haveriam extraordinárias surpresas! Se com parcas informações, já temos surpresas, imagine-se com um estudo rigoroso, consistente e metódico...
Penso que para haver, por exemplo, a reintrodução de algumas fêmeas de urso-pardo no Parque Natural de Montesinho, teria que haver uma reestruturação na caça que é feita nesta região da P. Ibérica ( englobando sobretudo zonas com presença reconhecida de urso-pardo ou com grande sensibilidade ecológica, tanto em Espanha como Portugal), a plantação de vegetação específica ( pilriteiros, mirtilos, etc...) nos corredores inferiores que passam debaixo da A 52 ( com extensão até largos metros após esta barreira artificial). Fazer um repovoamento, em zonas chave mas algo degradadas com vegetação nativa específica o mais próxima possível da flora climácica primitiva e relançar uma apicultura silvestre na mesma zona para melhorar a polinização das árvores ( permitindo uma frutificação melhor sucedida e mais benéfica para a dieta dos ursos). Alguns apiários podem ficar ao acesso dos ursos propositadamente, enquanto outros fora do seu alcance para assegurar algum equilíbrio. Assim estes plantígrados não se sentem tão tentados em atacar as colmeias dos apicultores ( que em caso de estrago receberão indemnizações). Fazer um reforço ( se for necessário) na população dos ungulados. Não faço muitos comentários, relativamente à sensibilização das gentes locais relativamente a este tema, porque a conclusão parece óbvia e terá que seguir os passos de outros projectos bem sucedidos: começar pelas escolas até aos mais idosos, é preciso criar a ideia de que os ursos-pardos estão nesta região, muito antes do Homem moderno, que têm um papel muito importante a desempenhar no equilíbrio dos bosques, que podem atrair turismo bem orientado e um bom relançamento para a economia da região e que eles mesmos podem participar activamente no projecto ( plantando árvores silvestres, instalando colmeias em zonas chave com uma orientação técnica apropriada, escolhendo uma agricultura biológica e sustentável como futuro, etc...) e receber vários benefícios com isso.
Relativamente ao perigo directo dos ursos para o Homem, não nos podemos esquecer que os javalis, por exemplo, são animais claramente mais conflituosos em diversas situações, frequentes e que contudo nada fazem para aparecer de forma minimimamente consistente nos sensacionalistas Media.
Estatisticamente, é muito mais perigoso conduzir ou andar na rua. E não é por isso que deixamos de o fazer, não é? Além de que me parece que estas gentes estão muito mais habituadas aos animais selvagens, do que nós, gente urbana, temos ideia. E será que o urso-pardo alguma vez deixou de existir na região? Quem sabe nunca e as pessoas vivam com eles e nem o saibam... Estes ursos, acostumados ao Homem, são conhecidos por serem muito elusivos e com hábitos muito secretos.
Resumindo, penso que toda a gente pode participar e seria muito interessante receber também o apoio e simultâneamente apoiar associações e grupos ambientais como o FAPAS que têm trabalhado de forma exemplar para salvar o urso-pardo peninsular.
 

Bergidum

Cumulus
Registo
22 Dez 2009
Mensagens
118
Local
Comarca del Bierzo. León. España.
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Si se assemtaram as populaçoes entre a A6 e a A52, no SW de León, NW de Zamora e E de Ourense, com alguma femia reprodutora, podería pemsarse no salto a Portugal, donde temos tambén o cruce problemático da A52.
O primeiro passo é facer permeable a A6, entre as populaçoes em aumento ao N de esa estrada e as febles populaçoes de machos ao sul. No entorno do porto de Pedrafita (Lugo-León), é bastante permeable, pero nao assim no emtorno do porto de Manzanal, entre Ponferrada e Astorga.
 

Seattle92

Nimbostratus
Registo
22 Set 2010
Mensagens
668
Local
Portugal
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Si se assemtaram as populaçoes entre a A6 e a A52, no SW de León, NW de Zamora e E de Ourense, com alguma femia reprodutora, podería pemsarse no salto a Portugal, donde temos tambén o cruce problemático da A52.

Bergidum, que população é essa?

Há realmente provas que existem ursos actualmente na zona entre a A6 e a A52? Ou há apenas suspeitas que um ou outro macho possam passar (uma ou outra vez) para sul da A6?
 

Bergidum

Cumulus
Registo
22 Dez 2009
Mensagens
118
Local
Comarca del Bierzo. León. España.
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

Bergidum, que população é essa?

Há realmente provas que existem ursos actualmente na zona entre a A6 e a A52? Ou há apenas suspeitas que um ou outro macho possam passar (uma ou outra vez) para sul da A6?

Pois a populaçao da que estamos a falar ultimamente, em territorios das montanhas do SW da provincia de León, NW da de Zamora e E da de Ourense (si tes um mapa a mao poderás verlo, Nos Montes Aquilianos, Serra do Teleno, Serra da Cabreira, Pena Trevinca,.....)

Hai dúas publicaçaos sobre o tema:
-El oso pardo en el noroeste peninsular, de Ramón Grande del Brío, José Piñeiro y otros.
-Y esta última, del año pasado, de José Piñeiro.

v00320090926.gif


Sobre si son sedemtarios ou non, é difícil a súa comprobaçao, som animais que se movem moito, pero o certo é que hai presença aparentemente continua na zona.
 

trevinca

Cirrus
Registo
8 Mar 2009
Mensagens
91
Local
Espanha
Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

No ano 2005 ainda foi vista uma ursa con uma criança a os pés dos Montes Aquilianos-Sierra del Teleno.

Boas noites.-