Aquecimento Global

Tópico em 'Climatologia' iniciado por Minho 23 Set 2007 às 19:38.

  1. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    6,805
    Local:
    Fatima
    Micael Gonçalves e guisilva5000 gostaram disto.
  2. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    [​IMG]

    Seria um desastre para os defensores do AG. Os céticos têm os conceitos mais facilmente comunicáveis e a ausência de causalidades a seu favor.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores

     
    Collapse Signature Expand Signature
    luismeteo3 gostou disto.
  4. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores

     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expand Signature
    luismeteo3, lserpa e guisilva5000 gostaram disto.
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    [​IMG]

    Daqui a uns anos usar a média 1991-2020 será bastante estranho com tanto ano quente incluído :D Um aquecimento de 0.70º por século não é desastroso.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    guisilva5000 gostou disto.
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Collapse Signature Expand Signature
    guisilva5000 gostou disto.
  8. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    E do artigo (cuja leitura recomendo) a diferença entre o RSS/'crentes' e o UAH/'céticos' (se bem que o Roy Spencer acredita um pouco no AG mas não dá muita importância à ação humana).

    [​IMG]

    Curiosamente, ou talvez não, a atualização do UAH (v6) reduz as anomalias da versão anterior (v5). Uns gostam de aquecer e outros de arrefecer. Há coisas engraçadas não há? :D

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #1688 Orion, 14 Jul 2017 às 15:31
    Última edição: 14 Jul 2017 às 15:38
  9. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    :D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    6,805
    Local:
    Fatima
    Pirâmide de Gelo: Descoberta a fórmula para levar água a zonas secas
    Tamara Lopes

    19:48
    A 'Ice Stupa' permite a conservação da água quando a temperatura do ar aquece, sendo posteriormente fornecida às populações, nos meses de maior calor.

    O aquecimento global é um fenómeno causado por inúmeras emissões de gases, principalmente devido à queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, que intensificam o efeito de estufa, provocando, entre várias adversidades, o desaparecimento dos glaciares.

    Por norma, os glaciares são permanentes, variando apenas as suas dimensões. A sua base vai derretendo, conduzindo a água para as zonas montanhosas mais próximas, até que sejam acumuladas camadas anuais sucessivas recongelando a neve.


    Todavia, as mudanças climáticas nem sempre permitem que os glaciares se comportem da mesma forma, causando secas ao longo do verão nas zonas montanhosas. E isto é o que acontecia numa zona de Ladakh, na província de Jammu-Caxemira, que se situa a uma altitude de 2,500 a 4 mil metros acima do nível do mar, no oeste da cordilheira dos Himalaias, até que Sonam Wangchuk, um engenheiro indiano, desenvolveu uma solução.

    De solução passou a projeto e consiste numa pirâmide de gelo, ou, conforme é conhecida localmente, Ice Stupa, quepermite a conservação da água, quando a temperatura do ar aquece, sendo posteriormente fornecida às populações, nos meses de maior calor.

    A força gravitacional é a técnica utilizada para conseguir conduzir a água para zonas secas. Desta forma, a água começa a congelar a temperaturas de 20 graus negativos, atingindo uma altura máxima de 16 metros, com um volume sustentado até ao mês de maio, altura do ano em que as temperaturas do ar atingem os 20 graus positivos.
    http://www.jornaleconomico.sapo.pt/...-formula-para-levar-agua-a-zonas-secas-186732
     
    4ESTAÇÕES e Thomar gostaram disto.
  11. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    12,454
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Micael Gonçalves e guisilva5000 gostaram disto.
  12. Micael Gonçalves

    Micael Gonçalves
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Mai 2017
    Mensagens:
    38
    Local:
    Portugal
    Se acontecer como nos casos anteriores, e com esta notícia parece ser o caso, todo o Iceberg Larsen C vai-se desfazer ao longo dos próximos meses..
     
    luismeteo3 gostou disto.
  13. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    7,594
    Local:
    Leiria (Guimarota)
    A questão é que esta plataforma de gelo em questão é muito maior do que as Larsen A e B que já se perderam respectivamente em 1995 e 2002 e poderá desestabilizar o gelo continental da Península Antárctica e acelerar ainda mais o degelo já que as Larsen funcionavam como escudo. :(
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    6,805
    Local:
    Fatima
    Seca corta a água às fontes de Roma
    24.07.2017

    Uma das primaveras com menos chuva dos últimos 60 anos está a ter forte impacto em grande parte de Itália. A ilha da Sardenha pretende que seja declarado estado de desastre natural. Em Roma o fornecimento de água poderá sofrer interrupções de oito horas diárias, já a partir de quarta-feira, e algumas das suas famosas fontes podem ser desativadas

    A escassez de chuva e as crónicas fugas nos aquedutos estão a ter forte impacto sobre os agricultores de grande parte de Itália este verão. A capital, Roma, pode sofrer cortes diários nos fornecimentos de água já esta semana.

    A situação surge depois de Itália ter tido uma das primaveras com menos precipitação dos últimos 60 anos. Em certas partes do país o nível foi 80% inferior ao normal, segundo indicaram no domingo meteorologistas na Sky TG24 TV. A Sardenha é uma das regiões mais atingidas e está a tentar obter o estatuto de zona atingida por desastre natural.

    A associação de agricultores Coldiretti estima que a situação já tenha provocado 2300 milhões de euros de prejuízo no setor. A produção de leite está a sofrer um decréscimo diário. Entre os mais atingidos estão os produtores de tomate no sudeste, na região da Apúlia, e os produtores de uva e de azeitonas de grande parte do país. A província de Parma, onde é produzido o famoso queijo parmesão, também está muito afetada.

    Na capital, o fornecimento de água poderá sofrer interrupções de oito horas diárias, em bairros alternados, já a partir de quarta-feira. Muitas das famosas fontes da cidade podem ser desativadas. A ACEA, empresa responsável pelo fornecimento de água à cidade, alertou para o racionamento iminente, depois de o governador da região do Lácio ter ordenado, na semana passada, que se deixasse de recorrer à água do lago Bracciano.

    26 DIAS DE CHUVA EM VEZ DE 88
    Situado a 40 quilómetros de distância de Roma, o lago era usado apenas como reserva para o fornecimento de água na cidade, mas nos últimos anos tal passou a acontecer com regularidade. A situação levou o deputado Michele Meta, do Partido Democrata (centro-esquerda), a questionar se a ACEA, empresa maioritariamente detida pela autarquia, “não tem soluções melhores do que o racionar o fornecimento de água na capital?”

    Nos últimos seis meses, Roma teve apenas 26 dias com chuva, comparativamente com os 88 registados em igual período de 2016. O problema é agravado pelas significativas fugas existentes no sistema de fornecimento de água, que em algumas áreas ainda é assegurado com recurso a aquedutos dos tempos do Império Romano.
    http://expresso.sapo.pt/internacional/2017-07-24-Seca-corta-a-agua-as-fontes-de-Roma
     
    Zulo gostou disto.

Partilhar esta Página