Astronomia - Seguimento 2007

Tópico em 'Astronomia' iniciado por Rog 3 Abr 2007 às 11:12.

  1. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Nos ultimos dias parece que toda a gente descobre e dá a conhcer novos planetas porque será ?? :rolleyes: :rolleyes:
     
  2. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Porque os meios são outros, foram lançados satélites com outra capacidade de obter imagens com maior resolução e maior amplitude de espectro. :rolleyes:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Astrônomos observam maior explosão de supernova no espaço
    da Folha Online


    Registros do telescópio Chandra revelaram uma enorme explosão do que seria a mais brilhante supernova já observada pelos astrônomos, informou a Associated Press.

    [​IMG]

    Reprodução artística mostra explosão de supernova SN 2006gy, uma das mais brilhantes
    A explosão da estrela teria brilhado quase cinco vezes mais do que centenas de supernovas já vistas anteriormente, disse o coordenador da equipe, Nathan Smith, da Universidade da Califórnia em Berkeley.

    Smith disse que a estrela, batizada como SN2006gy, "é de um tipo especial de supernova que nunca antes havia sido encontrado".

    Ele classificou a massa da supernova como "uma aberração" com 150 vezes mais massa do que o Sol.

    O evento arrancou suspiros da equipe que teve acesso à reprodução das imagens registradas pelo telescópio espacial Chandra.

    A descoberta, anunciada nesta segunda-feira pela Nasa, foi monitorada de vários telescópios posicionados na Terra e no espaço.

    "Esta [supernova] está muito acima do que qualquer outra", disse Smith à Associated Press. "É realmente impressionante."

    Fonte: Folha de São Paulo
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Para os interessados em Astronomia, e vendo um céu limpo aqui fica a carta do céu desta noite (centrada pelas coordenadas de Lisboa).

    [​IMG]

    Logo ao anoitecer entre o Oeste e o Noroeste Vénus está bem visível como "estrela" da tarde. Por esta hora já é possível ver a Sueste o gigante dos Planetas, Júpiter com um brilho inconfundível de mag. -2,5. Saturno também com mag. 0,8 também é visível. Boas observações!:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #19 Rog, 10 Mai 2007 às 23:41
    Última edição: 11 Mai 2007 às 10:42
  5. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Encontrado planeta com temperaturas que chega a 2000ºC

    Para manter a temperatura, o planeta deve absorver toda a luz que chega de sua estrela, o que significa que sua superfície deve ser mais escura que carvão



    LONDRES - Uma equipe de cientistas determinou a temperatura do planeta mais quente já descoberto, e que chega a 2.000º C. Segundo um dos responsáveis pelo cálculo, o físico Joseph Harrington, acredita que, nessa temperatura, o planeta deve brilhar como uma brasa no espaço, emitindo uma tênue luz vermelha.

    "HD 149026b é simplesmente o planeta mais bizarro e exótico", disse Harrington. "É relativamente pequeno, muito denso, e agora descobrimos que é extremamente quente".

    Usando o telescópio espacial Spitzer, da Nasa, a equipe de Harrington determinou quanta luz o planeta emite, e com isso deduziu a temperatura. Os resultados estão publicados na edição desta semana da revista científica Nature.

    Descoberto em 2005, HD 149026b é um pouco menor que Saturno. No entanto, tem mais massa que o planeta dos anéis, levando os cientistas a supor que tenha um núcleo com até 90 vezes a massa da Terra. Ele contém mais elementos pesados - com átomos mais complexos que hidrogênio e hélio - do que todos os planetas do Sistema Solar somados.

    Para manter a temperatura detectada pelos cientistas, HD 149026b deve absorver toda a luz que chega de sua estrela, o que significa que sua superfície deve ser mais escura que carvão, o que é algo sem precedentes, no que diz respeito a planetas. HD 149026b também deve devolver toda a energia que absorve ao espaço, sob a forma de radiação infravermelha.

    fonte: EStadão
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Nasa apresenta telescópio que vai substituir Hubble

    [​IMG]

    Protótipo em tamanho natural do JWST é exibido em Washington
    A Agência Espacial Americana (Nasa) apresentou um novo telescópio espacial que deve substituir o Hubble, lançado há 17 anos.
    Medindo 24 metros de comprimento por 12 de altura, e ainda com um espelho de 6,5 metros de diâmetro, o novo equipamento será quase três vezes maior que o Hubble, e segundo cientistas, terá capacidade de "enxergar" até os limites do Universo.

    O telescópio, com custo estimado de US$ 4,5 bilhões, foi batizado de James Webb Space Telescope (JWST), em homenagem a um antigo diretor da Nasa.

    Um protótipo em escala natural está sendo exibido no Smithsonian National Air and Space Museum em Washington.

    Lançamento

    De acordo com a Nasa, o JWST deverá ser lançado em junho de 2013 e será posicionado a 1,5 milhão de quilômetros da Terra.

    Até lá, o Hubble vai continuar em atuação, com uma missão de reparos programada para 2008.

    Instalado em 1990, ele foi responsável por imagens inéditas do Sistema Solar, de estrelas e planetas distantes, e até de galáxias remotas formadas logo após o Big Bang.

    Mas cientistas argumentam que o JWST vai permitir que eles observem o espaço mais a fundo, e esperam conseguir mais dados sobre a origem do Universo.

    "Precisamos de um telescópio muito maior para 'voltar no tempo' e observar o nascimento do Universo", disse Edward Weiler, diretor do Goddard Space Flight Centre da Nasa.

    bbc
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Imprensa espanhola:


    Isto parece que aconteceu no dia 10, pois as notícias são do dia 11 de Maio.

    Estas notícias não teriam especial interesse, se não fosse uma outra história. A parte mais interessante. Não vem nas notícias em lado nenhum, soube através de um forum de aviação, que no dia 10 aterrou de emergência um avião MD83 da MapJets no aeroporto de Faro porque colidiu com qualquer coisa a 33 mil pés. Apresenta vários pequenos rasgos na fuselagem, e não há qualquer vestígio de restos de pássaros ou sangue como é habitual num bird-strike.

    Assunto a seguir, embora nenhuma comunicação social tenha ainda pegado no assunto.
     
  8. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Re: Astronomia - Seguimento Maio 2007

    Astrônomos dos EUA descobrem "planeta bizarro"

    Astrônomos profissionais e amadores anunciaram nesta quarta-feira a descoberta de um planeta "bizarro" fora do sistema solar, cuja massa supera em mais de 13 vezes a de Júpiter.
    O planeta, conhecido como XO-3b, é "uma esquisitice" se comparado com os mais de 200 planetas extra-solares encontrados até agora, disse Peter McCullough, um astrônomo do Space Telescope Science Institute em Baltimore, Maryland, em um comunicado.

    "É o maior e mais maciço planeta já encontrado numa órbita tão próxima, e dada a proximidade orbital da estrela, ficamos surpresos de que esta órbita não seja circular, mas significativamente elíptica", disse McCullough.

    Ele e outros cientistas apresentaram suas descobertas nesta quarta-feira em um encontro da Sociedade Astronômica Americana, em Honolulu, no Havaí.

    "Este planeta é realmente esquisito", disse Christopher Johns-Krull, astrônomo da Universidade Rice.

    O tamanho do XO-3b fica na fronteira entre os planetas e as "anãs marrons", que são objetos maciços menores que as estrelas.

    "Ainda há um intenso debate entre os astrônomos sobre como classificar as anãs marrons", disse Johns-Krull.

    "Algumas pessoas acreditam que qualquer coisa capaz de fundir deutério, que na teoria ocorre por volta de 13 massas de Júpiter, é uma 'anã marrom'. Outros dizem que não é a massa que importa, mas se o corpo se forma sozinho ou como parte de um sistema planetário", afirmou.

    O planeta foi descoberto pelo Projeto XO, que reúne astrônomos amadores e profissionais, usando um telescópio situado no Havaí, no monte Haleakala.

    Os astrônomos amadores observam estrelas consideradas possíveis planetas, editando a lista de tempos em tempos. Os astrônomos profissionais, então, analisam as observações com dois telescópios maiores no Texas para confirmar a presença de um planeta em trânsito.

    Fonte: Terra on-line
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    (c) Diário Notícias

    [​IMG]



    Links úteis:
    http://www.skatelescope.org/
    http://en.wikipedia.org/wiki/Square_Kilometre_Array
     
  10. mocha

    mocha
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Dez 2006
    Mensagens:
    1,596
    Local:
    Barreiro
    Tempestade de pó em Marte oculta luz do sol
    2007/07/05 | 08:51
    É a fonte de alimentação da bateria dos robots Spirit e Opportunity

    Uma tempestade de pó em Marte está a obstruir há uma semana a luz do sol, que alimenta dois robots e a dificultar as suas operações, anunciaram hoje cientistas responsáveis.

    A tempestade, que se prevê durar mais uma semana, está a ocultar a luz solar, que é a fonte de alimentação da bateria dos robots Spirit e Opportunity.

    A equipa responsável por esta missão, que já trabalhou em condições semelhantes, garante que os dois aparelhos não estão em perigo de falhar.

    Esta tempestade é a mais forte que atingiu Marte desde que os dois robots pisaram o seu solo em lados opostos do planeta em 2004.

    «A tempestade está a afectar os dois robots e a reduzir o nível de energia do Opportunity», disse John Callas, responsável pela missão da NASA.

    O Opportunity está desde 30 de Junho reduzir operações para conservar energia.

    As condições meteorológicas atrasaram também, pelo menos até 13 de Julho, a descida do Opportunity a uma cratera para estudar a origem geológica do planeta.

    in Portugal Diário
     
  11. duncan

    duncan
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    24 Set 2006
    Mensagens:
    150
    Local:
    palmela
    boas,uma curiosidade,sabiam queo o Brian May o guitarrista dos Queen é licenciado em astrofísica e está neste momento a terminar o doutoramento nesta área,e soube pelo sua página que escreveu á poucos meses atrás um livro sobre esta temática.:rolleyes:
     
  12. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Desconhecida de todo.. áreas um pouco opostas, mas vamos lá ver, que também teremos por cá membros com fascínio por meteo que tem gosto por outras áreas como música ou outras sem qualquer elo de ligação à meteorologia ou ciência em geral.:)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Segundo li algunres, estavam a pensar enviar um desses robots para o fundo de uma cratera com possibilidade de não poder voltar a sair.. querem ver que a tempestade ainda dá um empurraonzinho para dentro da cratera:p
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Interessante. Também devido à dimensão de Portugal seria difícil entrar num projecto de grande nível sem ser por cooperação com outros paises.

    Fica-se a aguardar é pelo telescópio há muito estudado para a Achada do Teixeira (perto do Pico Ruivo) considerado como um local com boas condições para instalar um observatório. Há alguns anos se não me engano, foi até proposto ao governo português a implementação de um observatório mas com comparticipação de parte do valor do investimento, foi recusado e parece que estes acabaram por rumar para as Canárias ou Hawai.
    Não sei, mas este local na Madeira penso que não teria condições tão boas como em Canárias ou Hawai, mas seria uma boa alternativa, com vantagem de ter estrada e electricidade a poucos km.

    Um projecto mais pequeno está a ser desenvolvido pela UMa (Universidade da Madeira) para a intalação de um pequeno observatório.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Sonda vai tentar desvendar origem do Sistema Solar

    A sonda americana Dawn, que será lançada neste domingo da Flórida (sudeste), explorará Vesta e Ceres, dois grandes asteróides, para tentar mostrar os mistérios das origens do nosso sistema solar, nascido há 4,6 bilhões de anos.
    O primeiro dos objetivos desta missão é "compreender os primeiros momentos do nascimento do sistema solar", tentando entender a formação dos dois maiores asteróides em órbita ao redor do sol, entre Marte e Júpiter, explicou a Nasa.

    O segundo objetivo da Dawn (que significa "amanhecer" em inglês) é determinar a natureza dos elementos que formam planetas do tipo terrestre. A sonda de 1,21 tonelada e que mede 1,64 metro de altura e 1,27 de largura é dotada de três instrumentos científicos: uma câmera de altíssima definição e dois espectômetros.

    A última missão desta sonda robótica é tentar verificar por que Vesta e Ceres tiveram sua formação e se desenvolveram de modo tão diferente, o que permitiria compreender o papel da água na evolução dos asteróides. Ceres, descoberto em 1801, tem forma esférica com diâmetro de 960 km. É composto de 25% d'água, sob a forma de gelo grosso que recobre um núcleo rochoso.

    Em 2006, Ceres foi classificado como um "planeta anão", segundo uma nova definição estabelecida pela União Astronômica Internacional para caracterizar alguns asteróides do sistema solar. Vesta, descoberto em 1807, é menor que Ceres, mas é o terceiro maior asteróide do sistema solar. Com um diâmetro médio de 520 km, é uma rocha de forma irregular, sem marcas de água, com um núcleo formado de ferro.

    A enorme cratera no pólo sul de Vesta (460 km de largura e 13 km de profundidade), produto de uma colisão, será especialmente estudado durante a missão Dawn. Os astrônomos estimam que 5% de todos os meteoros encontrados na Terra tenham vindo deste grande choque de Vesta.

    "O que nos interessa é saber como eram os ancestrais dos nossos planetas, compreender a evolução destes corpos celestes primitivos que são os elementos básicos que formam a Terra", explicou Chistopher Russel, um astrônomo da Universidade da Califórnia e principal cientista da missão.

    Dawn será posto em órbita em torno de Vesta em outubro de 2011 e, em seguida, retoma seu périplo em abril de 2012 para contornar Ceres, onde só chegará em fevereiro, percorrendo um total de 5,1 bilhões de km. A sonda é dotada de um motor elétrico de propulsão iônica que apresenta a vantagem de consumir muito pouco combustível - 273 l no total - e de garantir uma propulsão pouco possante, mas constante, que permite atingir progressivamente altas velocidades.

    Depois de abandonar a missão Dawn em duas oportunidades, a Nasa finalmente relançou o projeto em 2006, então estimado em 449 milhões de dólares. Trata-se da nona missão robótica de exploração das dez previstas no programa Discovery da NASA, várias com destino a asteróides como Stardust, o que permitiu trazer partículas de cometas a Terra em 2006.

    O lançamento da Dawn será realizado no domingo com um foguete Delta II, a partir da base militar de Cabo Canaveral, na Flórida. A janela de lançamento começa às 20h04 GMT e termina às 20h33 GMT. Se o lançamento não for possível nesse dia, seria efetuado em 11 de julho. Inicialmente, o lançamento estava previsto para sábado, mas foi adiado devido ao risco de tempestades em Cabo Cañaveral.

    fonte
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página