Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. Pek

    Pek
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    24 Nov 2005
    Mensagens:
    3,472
    Local:
    Menorca
  2. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,396
    Local:
    Bragança (675m)
    Uma cotovia-montesina na geada, esta manhã.
    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pek, RStorm, MSantos e 8 outras pessoas gostaram disto.
  3. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,283
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Essa foto só prova, o quão rústico as nossas aves são, e conseguem-se observar bem, mesmo em dias, com as condições climatéricas bastante adversas, ainda a semana passada, estive presente numa oservação de aves, num jardim público, no centro de uma cidade, e nessa manhã observámos 28 espécies diferentes de aves, em 2 horas e meia.

    Pica-pau-malhado-grande (Dendrocopos major), foi mesmo uma surpresa, bem lá no alto, deste choupo.

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,956
    Local:
    Sintra


    Este também é grande:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #3319 belem, 14 Jan 2020 às 17:16
    Última edição: 14 Jan 2020 às 17:28
  5. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    O guia mais recente do ICN sobre flora nacional refere que várias espécies se extinguiram nos últimos milénios em Portugal, mas não refere quais.

    Pus-me aqui a pensar em possíveis candidatos e peço a vossa ajuda...

    - O pinheiro-de-Alepo (Pinus halepensis) está identificado como espécie nativa do Sul de Espanha, mas não aparece no guia do ICN. Será que também já terá ocorrido de forma natural no Sul de Portugal, especialmente no Algarve e Alentejo? Este pinheiro é especialmente resistente à seca e é ocasionalmente utilizado em jardinagem. Nos últimos milénios a Península passou por fases mais secas que levaram à expansão da azinheira até ao Norte de Espanha e fases mais húmidas em que houve expansão dos carvalhos para Sul. É possível que numa fase mais seca este pinheiro se tenha expandido para o ocidente peninsular, deixando bosques relíquia que foram cortados para aproveitamento da madeira.

    - O Quercus patrae existe não muito longe da fronteira. Será que existiu nas serras do Norte de Portugal? A verdade é que desde o Neolítico que as nossas serras sofrem uma acção humana intensa, devido à pastorícia. Será que a espécie existiu com uma reduzida área de distribuição e foi extinta devido à acção humana?

    [​IMG]

    - A faia (Fagus sylvatica), ao que parece, já regressou ao Gerês, depois de ter estado extinta em Portugal. A espécie existe em abundância em bosques no Norte de Espanha.

    [​IMG]
     
  6. PedroNTSantos

    PedroNTSantos
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    27 Dez 2008
    Mensagens:
    390
    Local:
    Covilhã [562m]/Algoz (Silves)[49m]
    Não sei até que ponto os estudos com pólen fossilizado podem, ou não, responder a essas questões que levantas. Foram estudos desses que permitiram ter a certeza que o Pinus sylvestris já foi espontâneo na Serra da Estrela (tendo-se depois extinto, até muito recentemente ter sido reintroduzido pelos serviços florestais).
    Tanto quanto sei, nem sempre é possível chegar à espécie através da análise polínica. Uma coisa é certa, muitos pontos do Algarve reúnem condições do ponto de vista teórico para pensar que o pinheiro-de-alepo já possa por cá ter existido, tal como o Gerês tem as mesmas condições naturais das zonas montanhosas do norte de Espanha onde cresce a faia e o Quercus petraea. O mesmo se pode pensar do freixo-europeu (Fraxinus excelsior), só para dar mais um exemplo...
     
    "Charneca" Mundial e frederico gostaram disto.
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    Recordo-me de já ter lido algures que o freixo-europeu terá existido no Gerês. Já o vi numa lista de espécies nativas de Portugal mas no guia mais recente do ICN a espécie não aparece. Em Espanha existe na Galiza.

    [​IMG]
     
    MSantos e "Charneca" Mundial gostaram disto.
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    Outro candidato.

    Acer campestre

    [​IMG]

    [​IMG]
     
    RStorm, MSantos e "Charneca" Mundial gostaram disto.
  9. Pek

    Pek
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    24 Nov 2005
    Mensagens:
    3,472
    Local:
    Menorca
  10. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    Esta espécie, o barrete-de-padre (Euonymus_europaeus) é rara e tem uma distribuição restrita ao nordeste transmontano. Contudo, é possível que no passado possa ter tido uma distribuição mais extensa no Norte e Sul de Portugal.

    [​IMG]

    O potencial da espécie para uso em jardinagem e espaços públicos é enorme.

    [​IMG]
     
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    Esta árvore, Prunus padus, está identificada em Portugal mas é raríssima e corre risco de extinção. No entanto, é possível que no passado tivesse tido ampla distribuição no Norte e Centro do país. Tem muito potencial para uso em jardinagem.

    [​IMG]

    [​IMG]
     
    MSantos, "Charneca" Mundial e JPAG gostaram disto.
  12. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,283
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Já tinha lido em tempos algo relacionada com esta espécies, e já me tinha perguntado se a mesma ainda existia, por cá em Portugal, o mesmo se passa com o sabugueiro, tenho percorrido muitas linhas de água, pelo distrito de Santarém, principalmente, e ainda consigo contar esses mesmo exemplares, pelos dedos de uma mão, e quando os avisto, são exemplares isolados, pois queria fazer centenas e estacas, para plantar, é uma arbusto autóctone, com muito potencial, e que muito contribui para a biodiversidade.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    frederico gostou disto.
  13. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    No Algarve conto pelos dedos das mãos os locais onde há algumas espécies. Basta um incêndio ou uma limpeza de terrenos para haver extinções regionais. A situação de algumas espécies e gravíssima!
     
    MSantos, "Charneca" Mundial e Pedro1993 gostaram disto.
  14. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,283
    Local:
    Torres Novas(75m)
    É mesmo verdade, a questão das limpezas, não falo das que são feitas apenas com recurso a um corta-mato destroçador, pois por muito mal que seja, mas neste caso toda a matéria organica, fica no solo, e todas as plantas autótoctones regeneram novamente, mas quando a mesma limpeza, é feita com retroescavadoras, ou máquinas de rastos, aí o impacto, e a destruição é de larga escala, ficando por vezes dezenas de hectares de encostas, totalmente expostas á erosão, e já não existe regeneração, num período tão próximo, onde todo o material retirado, é amontoado e queimado.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,130
    Local:
    Porto
    Betula pendula

    Está presente em Espanha na Cordilheira Central. Será que existiu na serra da Estrela ou nas serras do Norte?

    [​IMG]

    [​IMG]
     
    MSantos e "Charneca" Mundial gostaram disto.

Partilhar esta Página