Ciclogénese explosiva - Depressão "Gong" - 19 de janeiro de 2013

rsrocha

Cirrus
Registo
2 Nov 2011
Mensagens
31
Local
Espinho, Aveiro (250m da praia)
Re: Seguimento Litoral Norte - Janeiro 2013


Filmei eram 12h30 no bairro dos pescadores em Espinho. A zona da antiga Brandão Gomes estava interdita ao trânsito por causa dos taipais das obras que ameaçavam voar.

Parecia que estava no deserto com uma tempestade de areia.
 
Editado por um moderador:

Manditu

Cumulus
Registo
18 Jan 2009
Mensagens
171
Local
Caxinas - Vila do Conde (70 metros do oceano)
Re: Seguimento Litoral Norte - Janeiro 2013

ondade1755msines.jpg

Registada uma onda de 17,55 m no ondografo de Sines
 

Norther

Nimbostratus
Registo
25 Nov 2010
Mensagens
1,926
Local
Tortosendo 600m Encosta sul Serra da Estrela
Re: Seguimento Interior Norte e Centro - Janeiro 2013

Boas noites, agora ambiente muito mais calmo depois de uma manha e tarde com vento muito forte que provocou queda de árvores e ramos, caixotes virados e por vezes fazia com que chegassem flocos de neve as localidades que ficam na encosta, infelizmente não subi a serra mas gravei um video junto ao estádio Santos Pinto na Covilhã.

 
Editado por um moderador:

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,862
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
Re: Seguimento Sul - Janeiro 2013

Esta tarde ainda fui ver o mar aqui da zona, mas o vento era tanto, que mal conseguia ficar direito para tirar umas fotos. De fugida, ainda deu para umas fotos antes e durante um forte aguaceiro que caiu:D:

bsnjxyW.jpg


rL5dFi9.jpg


Xsc6FNN.jpg


59lV7cv.jpg
 

criz0r

Cumulonimbus
Registo
11 Abr 2008
Mensagens
4,445
Local
C.Piedade/Belver/Porto
Boa noite colegas, como prometido aqui vão algumas fotos do "Ciclone" Gonq e os seus efeitos em Almada e Costa de Caparica, espero que gostem apesar de lamentar os estragos que foram muitos aqui na minha cidade :(.

Destruição da vedação de um pequeno monte de areia junto ao meu prédio
DSCN0028_zps65296cb9.jpg


DSCN0030-1_zps610cec04.jpg


DSCN0032_zps81c80711.jpg


Queda de Árvore em Almada
DSCN0033_zpsc54c5b78.jpg


Derrocada quase total do Telhado de uma casa abandonada
DSCN0034-1_zps74b35a94.jpg


DSCN0035-1_zpsd4e81fa7.jpg


DSCN0038-1_zps342dd1db.jpg


DSCN0039_zps1024e6ee.jpg


DSCN0040-1_zps67a6cb13.jpg


Inundações á entrada da Costa de Caparica
DSCN0041_zpsc9726d1f.jpg


DSCN0043_zps53e25556.jpg


DSCN0048-1_zps6599a1cf.jpg


DSCN0049-1_zps96219cee.jpg


DSCN0052_zpsf301ae93.jpg


DSCN0053_zps88f19672.jpg


DSCN0054_zpsee62c34a.jpg


Dentro de algumas horas irei postar também alguns vídeos da agitação marítima e do evento em si, mas fica aqui um pequeno resumo do que se passou por aqui nesta noite de Temporal :).
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Ciclogénese explosiva - CICLONE GONG

Local de registo de dados: ESTREMOZ

dia 18 - 01h13 - 11,9 ºC - 1018 hPa
dia 18 - 07h55 - 11,6 ºC - 1015 hPa
dia 18 - 13h11 - 12,5 ºC - 1013 hPa
dia 18 - 13h41 - 12,5 ºC - 1011 hPa
dia 18 - 15h10 - 12,4 ºC - 1010 hPa
dia 18 - 17h00 - 12,2 ºC - 1008 hPa
dia 18 - 18h09 - 11,8 ºC - 1008 hPa
dia 18 - 19h49 - 11,7 ºC - 1006 hPa
dia 18 - 21h20 - 11,8 ºC - 1005 hPa
dia 18 - 22h19 - 11,8 ºC - 1004 hPa
dia 18 - 23h48 - 11,9 ºC - 998 hPa
dia 19 - 00h51 - 12,2 ºC - 995 hPa
dia 19 - 02h00 - 12,3 ºC - 995 hPa (passagem da superfície frontal fria)
dia 19 - 05h26 - 09,4 ºC - 990 hPa
dia 19 - 08h33 - 08,3 ºC - 989 hPa
dia 19 - 09h28 - 07,4 ºC - 988 hPa
dia 19 - 10h52 - 07,2 ºC - 987 hPa
dia 19 - 10h59 - 06,9 ºC - 987 hPa
dia 19 - 11h40 - 06,7 ºC - 988 hPa
dia 19 - 12h27 - 06,6 ºC - 988 hPa
dia 19 - 13h31 - 06,7 ºC - 989 hPa
dia 19 - 13h59 - 06,8 ºC - 989 hPa (período de maior intensidade de vento)
dia 19 - 14h33 - 07,3 ºC - 991 hPa
dia 19 - 15h52 - 07,9 ºC - 993 hPa (primeiras abertas de sol)
dia 19 - 17h24 - 07,7 ºC - 994 hPa
dia 19 - 20h33 - 06,4 ºC - 1000 hPa
 

fsl

Nimbostratus
Registo
6 Ago 2007
Mensagens
708
Local
Oeiras
Em Oeiras a Depressão atingiu um minimo de Pressãp de 990.9 hPa, e a Rajada do Vento um máximo de 95 km/hr


Extremos de hoje


MIN


MAX
Temperatura: 8.6°C às 9:49 15.7°C às 1:05
Humidade: 60% às 16:08 95% às 0:00
Ponto de Orvalho: 3.9°C às 17:05 15.0°C às 0:00
Pressão: 990.9hPa às 7:00 1007.4hPa às 22:59
Precipitação mais intensa: 110.8mm/hr às 2:30
Maior Rajada Vento: 95.0 km/hr às 14:20
Menor Sensação Térmica: 3.9°C às 9:49
Maior Indíce Calor 16.1°C às 0:00
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,045
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Chuva e vento varrem o país e tiram o teto a 92 pessoas

Chuva intensa e vento forte açoitaram o país, este sábado, numa combinação que desalojou dezenas de pessoas e afetou a navegação por mar, ar e terra.

A Proteção Civil contabilizou, até às 20 horas, 8205 ocorrências num país em pantanas, assolado por uma tempestade onde não faltou, sequer, um pequeno sismo ao largo de Aljezur, no termo de um dia caótico. Além de arrancar árvores e destruir muros e colheitas, carros e infraestruturas, provocou inundações, cortou energia elétrica e telecomunicações, fechou as barras à navegação, desviou aviões, fechou linhas de comboio e parou autoestradas. E deixou sem teto pelo menos 92 pessoas.

A maioria em Peniche, cujos serviços sociais tiveram de realojar 60 na Casa Municipal da Juventude. As frágeis construções de madeira e plástico onde moravam 26 famílias foram impotentes para suster a ventania que fustigou o território nacional a 130 quilómetros por hora, acompanhada de bátegas que arrancaram o telhado de zinco de uma casa no Moinho de Vento, Elvas, desalojando o casal residente e o filho. Em Tomar, o vento levou a casa de duas pessoas, uma delas com deficiência, realojadas pelo serviço municipal; ocorrência semelhante deixou sem teto outra pessoa em Abrantes.

Minho varrido

O Minho também não foi poupado, com os deslizamentos de terras e cheias a expulsarem de casa pelo menos 27 pessoas. Em Guimarães, oito famílias, congregando cerca de 20 pessoas, ficaram em casa de familiares e hotéis devido às cheias do rio Ave, na zona em que divide as freguesias de Silvares e Brito. Emília Faria, de Silvares, foi uma delas; acordou às 2.45 da madrugada com o miar dos gatos e já a água estava a 20 centímetros. Pegou "no que estava à mão" e saiu a correr. Não teve tempo de trazer os animais: "A água chegou a meio metro e não tinha onde meter as coisas. Foi roupa, mobílias, frigorífico, perdi tudo". Com 76 anos, não se recorda de inundação assim e tão nefasta.

Em Carapeços, Barcelos, a queda de um muro de suporte, na noite de sexta feira, danificou uma casa de Carapeços, Barcelos. Os seis membros da família residente pernoitaram em casa de familiares. Técnicos da Autarquia avaliaram, ontem, a segurança do muro que pende sobre a habitação.

"Sempre tive medo deste muro, aqui pendurado sobre as casas", dizia Domitilia Coutada, lamentando os prejuízos. "Tinha ali os coelhos e os frangos. Nem lenha tenho para o fogão", lamentou a moradora de Pernido que, com filhos e noras, dorme em casa de familiares. No mesmo concelho, houve necessidade de evacuar casas em Lama e Airó.

No Alto Minho, uma viúva solitária foi realojada devido à derrocada que lhe atingiu a casa. Matilde Barbosa, de 73 anos e moradora no lugar de Cotos, Crasto, Ponte de Barca, dormia quando, pelas 2 da madrugada, um deslizamento de terras lhe entrou casa adentro. "Oh!, meu Deus! Eram portas no chão, tudo virado, assustei-me. Não hei de ter medo? A casa não foi abaixo, mas foram as portas. Para voltar lá, vão ter de ser arranjadas", disse. As portas de Matilde e praticamente o país inteiro.
JN.pt