Clima do Algarve, que futuro ?

Tópico em 'Climatologia' iniciado por algarvio1980 10 Out 2007 às 21:40.

  1. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    827
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Bem, isso é ser um pouco radical. As camarinheiras, felizmente, não desapareceram da costa vicentina! Tenho-me todos os Verões deliciado com o seu fruto muito saboroso nas dunas junto ás falésias em toda a costa entre Aljezur e Odeceixe. É certo que o seu número diminuiu um bocado, mas apenas nos locais onde os pinheiros têm tomado conta do terreno, penso ser esse o principal inimigo das camarinhas!

    Já agora, não percebo os gráficos que dizem não haver sequer um dia de geada na costa vicentina, quando foi lá que assisti a uma das maiores que já vi (Natal, 2006). E as neblinas e nevoeiros matinais, ou cobertura nebulosa durante a manhã, são típicos desta costa pelo menos no Verão, ás vezes por vários dias seguidos.
     
  2. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,115
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Nevoeiro é relativamente comum, embora a parte do litoral portugûes com maior numero de dias de nevoeiro seja o NW.
    No litoral a sul de lisboa as geadas são raras, acontece que há locais acima de tudo vales, onde as temperaturas podem descer bastante...exemplos extremos disso são Aljezur e a Praia da rainha....mas em locais standard...locais com topografia representativa, as geadas são acontecimentos raros, excepto em alguns locais da vartente norte da Arrabida, e obviamente, a E das serras de Grandola-Cercal e a norte das serras de Monchique-Caldeirão;)
     
  3. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    827
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Nesse dia que falo que vi uma grande geada, estava no Rogil, a cerca de 5 km a norte de Aljezur mas em pleno planalto. Passei em Aljezur nessa noite e o carro marcava -5ºC, cheguei ao Rogil com -2ºC. Quando acordei na manhã seguinte, estava tudo branco. Eram 10 da manhã, fui a Aljezur e os campos agrícolas estavam de tal maneira que parecia ter nevado, e o carro ainda marcava 0ºC. Mas isto tudo para dizer que não foi preciso estar no vale encaixado de Aljezur para ver uma geada bem forte, pois no Rogil, em pleno planalto e portanto menos susceptível às inversões térmicas, também estava!
    A minha avó é do Rogil, e por vezes no Inverno refere que os campos ficam com geada naqueles dias com fortes entradas frias.

    Ok, não é comum ver geadas no planalto da costa vicentina. Mas daí a dizer que são ZERO dias de geada por ano como tenho visto... mesmo no planalto, acho muito radical!

    Isto para dizer que tenho a ideia que os dias de geada são sempre contabilizados por baixo. Lembro-me de ir para a escola no Inverno na zona do Seixal, e via geada bastantes vezes, até dias seguidos! E estamos na margem sul...
     
  4. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,115
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    em medias de 30 anos talvez seja valores inferiores a 1 dia....o IM n mete 0 dias, o intervalo menor é <1dia, ou seja, valores medios de 30 anos de p ex 0.5 dias ano..
    Aljezur é um local muito extremado...acontece que locais situados em locais menos susceptiveis a inversões as geadas são tão fracas que permitem, por exemplo, culturas tropicais;)
    O facto das culturas tropicais subsistirem significa que os periodos de grandes frios são razoavelmente incomuns.
     
  5. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,251
    Local:
    Montijo/Lisboa
    Também concordo que haja subestima dos dias de geada nas normais climatológicas, pois nem sei bem como foram feitas, mas não andava de certeza alguém pelas ruas à procura de ervas ou carros com gelo.
    Acredito que estejam os valores dos dias anuais de geada muito mais aproximados ao nº de dias com mínima menor ou igual a 0º, do que com realmente os dias em que se forma alguma geada.

    Mas como disse o stormy realmente essa zona em redor de Aljezur é um pouco particular demais para generalizar para o Algarve todo.
    Ainda assim.. A comparação com Lisboa não é muito boa, pois a zona de Lisboa (margem Norte) é das piores possíveis para geada, devido à quase ausência total de noites calmas.

    No Algarve, há certamente muitos vales interessantes, pois há muito acidente orográfico, e mesmo no litoral, muitos desses vales serão propícios a geadas. E também toda aquela zona em redor de Portimão, e aquele vale plano bastante largo em redor da cidade é propícia a geadas.
    Além claro de todas as serras, e as zonas a elas interiores.
    E mesmo do lado Sul das serras, penso que em noites calmas, a faixa de influência amenizadora do mar, para cortar inversões, não será muito larga.

    Arrisco-me a dizer que a generalidade das regiões do Algarve à mesma distância do mar que Lisboa, terá mais dias de geada que a zona de Lisboa p.ex.
     
  6. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,115
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    O IM tem por dias de geada os dias com Tmin<0º....mesmo Aljezur não tem muitos, embora em inversões fortes possa chegar a -5º, com a mesma facilidade com que tem minimas de 15º em janeiro em situações pré frontais ou fluxo zonal permanente.
    A serra Algarvia tambem poucos tem...e ao contrario do que se pensa a serra de Monchique é mais quente, em média , que a do Caldeirão, porque a serra do caldeirão está mais para interior e o fluxo de NW/W/SW afecta-a pouco, essencialmente o de W/NW...enquanto a serra de Monchique, ou as serras do litoral alentejanp são directamente bafejadas por qualquer fluxo maritimo de W/NW/SW.
    No Sul as areas com mais geadas são vales bem isolados ou planicies com fraca capacidade de drenagem de ar frio, como a depressão do Guadiana e a bacia do Tejo-Sado, sendo que a zona SE da peninsula de setubal de Azeitão até ao Poceirão tambem é favoravel a esses fenomenos.

    Pode-se resumir, grosso modo, que a faixa litoral a S de Lisboa tem invernos quentes, com muito pouca geada, salvo em certas areas de relevo favoravel, até uns 25km para interior...realçando-se o efeito da serra Algarvia e do litoral Alentejano em manter o ar frio no interior do Alentejo, apesar destas em si conterem vales propicios a eventos de geada.

    A norte de Lisboa, todo o sistema montanhoso Sintra-Estrela é analogo em caracter geomorfologico, á serra Algarvia..há areas muito propicias á inversão termica nos vales profundos...e tambem a latitude e a maior proximidade ao interior norte e centro, faz com que o inverno seja mais suceptivel a eventos de frio mais intenso....por outro lado a relativa proximidade ao mar mantem os verões relativamente frescos, muito devido á enorme diferença de SST a norte e sul do cabo raso ( cerca de 2 a 4º em média)..sendo que os fluxos maritimos são mais frios do que a sul deste cabo.
     
  7. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
  8. 1337

    1337
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Jun 2010
    Mensagens:
    1,740
    Local:
    Ponte de Lima (centro)
    isso ja diz tudo
    nem vale a pena falar mais :)
     
  9. meteo

    meteo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    15 Fev 2008
    Mensagens:
    1,864
    Local:
    Oeiras
    Não sei se foi coincidência,mas de facto apanhei nos 2 ultimos anos em 15 dias que estive na Costa Vicentina 3 ou 4 manhãs de nevoeiro ou neblina..E 1 ou 2 dias em que esteve praticamente o dia todo nevoeiro na praia...Dias em que o nevoeiro só se situava poucos metros para dentro de Terra.
     
  10. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,305
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Não sei se o mapa está correcto. Penso que corresponde à normal 1941-1960 que é a base do Atlas do Ambiente... :(
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Golden Fields

    Golden Fields
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Ago 2010
    Mensagens:
    74
    Local:
    Coimbra, Capital do Amor Eterno
    Re: Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Novembro 2010

    :lmao: O complexo de inferioridade é lixado..
    Tens de me dizer qual a semelhança da paisagem mediterrânica do Algarve, paisagens verdadeiramente idílicas cheia de vinhas, oliveiras, laranjeiras, limoeiros, figueiras, amendoeiras, alfarrobeiras, sobreiros,.. com "paisagens britânicas" :rolleyes:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    827
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Acontece algumas vezes no Verão o nevoeiro se manter junto à praia, sim. A maior parte das vezes o nevoeiro dissipa-se quando o sol sobe, mas por vezes consegue-se manter no mar, e só desaparece quando encontra terra, mais aquecida pela radiação que a água. Este ano tive muita pena de não ter fotografado um nevoeiro espectacular. Começava no mar umas dezenas de metros para lá da linha de água e em vez da habitual desordem, formava uma barreira/parede extremamente bem definida e densa logo na fronteira, fronteira essa bastante comprida.

    Eu desde que nasci (há 20 anos) fui todos os Verões para lá, pelo que o clima da região nessa época não tem grandes segredos para mim. E é um clima muito interessante e peculiar. Muito fresco no verão, temperaturas máximas a rondar 23/25ºC, só em dias muito quentes pode chegar aos 30ºC (quando lá estão 30ºC estão quase 40ºC em Lisboa). Já tenho reparado que o pico máximo é sempre por volta das 12:00, ao contrário da maior parte das regiões, onde o pico de calor é as 16:00. Noites normalmente frescas e húmidas.

    Em termos de nebulosidade, ao fim da tarde, começam a formar-se pequenos cumulus na zona interface mar-terra, que se propagam até à Serra Monchique. Aí param, acumulando-se e ao início da noite já temos o céu encoberto. Na manhã seguinte, quando se verificou o fenómeno na tarde/noite anterior, acorda-se com o céu encoberto, começando a abrir normalmente a meio da manhã, podendo nalguns casos estender-se até à tarde. Verifica-se do outro lado da Serra uma barra de céu limpo nessas ocasiões. Isso prova a importância da Serra de Monchique no clima da região.
    Um clima mais húmido a oeste da Serra e mais árido a Este, comprovado pela vegetação típica.

    Um clima para mim espectacular para passar o Verão, só é pena a nortada típica estragar por vezes os planos...
     
  13. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,115
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Bom...isso do nevoeiro estás a generalizar muito, jorge.
    Há mais nevoeiro no litoral a norte de Lisboa do que a sul, e é raro haver muitos dias, ainda por cima seguidos, de nevoeiro...o mais comum é haver uma ou outr ocasião de tempos a tempos, principalmente durante a manhã...mas o efeito orografico da serra de monchique talvez afecte mais essa zona de Aljezur ( efectivamente não é um local onde vá muitas vezes)..

    Na Lagoa de st André o que realmente sobressai é a regularidade impressionante do vento, que no verão prevalece de N, durante a noite e manhã ( 23h-12h) é de NNE/NE e roda para NW tornando-se moderado, entre as 13h e as 22h...dai as maximas sev darem ao final da manhã, com a temperatura a estabilizar ou a descer lentamente a tarde toda.
    Tambem o caracter arenoso dos solos cria alguns nevoeiros de advceção....á noite a entrada de ar maritimo a uns 18-21º ( entre julho e setembro) sobre o solo fresco causa esses nevoeiros baixos...tambem é o solo arenoso que faz com que as noites sejam mais frescas e humidas, especialmente nos vales.
    Geralmente a humidade relativa traz um efeito curioso...tal como no Algarve ou nas ilhas a humidade faz com que valores de 25º pareçam 28-29º...

    Quanto a calor extremo..é relativamente raro, mas quando os ventos sopram de E/SE/NE, em casos em que se forma um vale depressionario entre a depressão termica iberica e as saarianas ou em que o AA está a N/NE, os dias podem ser muito quentes, com valores ainda mais ampliados por efeito fohen da serra de Grandola..isto ocorre mais entre março e junho e entre setembro e novembro.
    .....o frio extremo da-se em fluxo de NE ou E devido ao anticiclone termico europeu/PI, muitas vezes em apófise com o AA, gerando a entrada de ar seco e frio...situações de N/NW com o AA em apófise polar tambem podem ser bastante intensas, mas neste caso o ar frio nos niveis baixos <850hpa, é deturpado pela interacção com o mar.
    A nivel de médias...pela Lagoa estimo que o mês mais quente seja Agosto com uma média de cerca de 21º ( 17.3min/25.3ºmax), e a época mais quente ( média mensal maior que 20º) seja Jul-Set.
    O mês mais frio é Janeiro, com média de uns 11-12º ( min 9.5/max 15.3).
    Estes valores devem ser mais ou menos aplicaveis a toda a costa SW.
     
  14. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    827
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Quando falei em dias seguidos, queria referir mais o conjunto de céu encoberto pela manhã, seja pelo nevoeiro, seja pelo tal efeito barreira provocado pela Serra de Monchique e que permite a acumulação da nebulosidade na encosta Oeste. Esta última situação acontece mais vezes que o nevoeiro, mas este último também é normal acontecer (acredito claro que aconteça mais no litoral centro e norte) com alguma regularidade, talvez 7/8 episódeos por mês. Agora se contabilizarmos os dias em que acordo com o céu encoberto, esses são mais do que os que acordo com céu limpo. Se me lembrar, hei-de fazer uma estatística no próximo verão, pois costumo estar lá cerca de mês e meio no total.:thumbsup:

    Boa explicação, essa do vento levar a que o pico de temperatura seja por volta das 12:00. Realmente, é sempre a essa hora que se costuma levantar o típico vento de Noroeste e que só acalma ao cair da noite.

    Já agora, por vezes também se faz sentir o levante algarvio nessa zona, quando é mais forte, talvez 2 ou 3 episódeos no Verão. Vento forte de SE muito quente e que aumenta a temperatura do ar para valores pouco normais.
     
  15. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,115
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Esse efeito do levante Algarvio é exatamente aquilo que falei do vale depressionario...causa fluxo de E na zona sul...geralmente até á latitude 38-38.5ºN.
    Quanto ao nevoeiro...bom..talvez ai seja um pouco diferente...a costa entre sines e setubal tem a partucularidade de estar a sudeste de uma grande massa terrestre ( a PS e a extremadura), pelo que os verões são 1 a 2º mais quentes que em sines, e eventualmente com menor hr;)
     

Partilhar esta Página