Cobras de Portugal

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por PDias 15 Nov 2011 às 10:03.

  1. Lousano

    Lousano
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    12 Out 2008
    Mensagens:
    3,635
    Local:
    Lousã/Casais do Baleal
    Apenas te refiro que são muito comuns no Oeste e já matei centenas delas (de facto gostam de piscinas).
     
  2. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    920
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Obrigado! :thumbsup:

    É bem capaz de ser isso, estive a pesquisar sobre essa espécie e há várias parecidas, apesar de não ter visto nenhuma com a cabeça tão branca. Suponho que dentro da mesma espécie possa por vezes haver alguma diferenciação entre indivíduos... Uma coisa que combina é que essa espécie que dizes fica no centro da sua extensa teia, tal como acontecia na "minha" aranha. Também dizia que a sua picada é dolorosa, apesar de não perigosa para o homem.

    PS: A aranha que o fhff mostrou é muito comum em Sesimbra, também na Costa Vicentina, e a que mais me atormenta em casa. Já vi umas bem grandes. A minha avó uma vez foi picada por uma dessas e teve uma reacção alérgica. Também tenho curiosidade em saber a espécie...
     
  3. bluejay

    bluejay
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Jun 2007
    Mensagens:
    100
    Local:
    Leiria
    As argiope têm alguma variação cromática entre si. A cabeça branca é indicativo disso.

    A aranha do fhff, é uma Hogna radiata :)
     
  4. Azor

    Azor
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Out 2011
    Mensagens:
    1,477
    Local:
    Ilha de São Miguel - Açores (Eiras Velhas)
    Boa tarde,

    as Hornas radiatas mesmo não sendo venenosas picam?

    E já agora quais as espécies de Argiopes que picam com veneno?

    Cumprimentos,
     
  5. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    920
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Todas elas têm veneno... mas o veneno que têm não é fatal para o ser humano. Podem é uns ser mais dolorosos que outros.

    Segundo li, as Argiopes são pouco agressivas, mas no caso de uma picada, ela pode ser dolorosa. Mas isso também depende da sensibilidade de cada pessoa.

    A Hogna Radiata também não é muito agressiva, se não for provocada... a picada pode causar algum desconforto ou pequenas feridas.
     
  6. Azor

    Azor
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Out 2011
    Mensagens:
    1,477
    Local:
    Ilha de São Miguel - Açores (Eiras Velhas)
    Boa noite,

    Bem desculpem a minha ignorância mas nunca pensei que as argiopes pudessem ferrar. Aqui a única espécie de argiope que existe é a argiope bruennichi, aqui conhecida como aranha tigre ou aranha das amoras porque elas só aparecem nos matos silvestres de Julho a Novembro e depois só deixam casulos onde nascerão novamente aranhas para o próximo ano.

    Nunca pensei que fossem venenosas porque as pessoas de cá dizem que elas n fazem mal e inclusivé há muita gente que em meados de Setembro vão para os matos para as colheitas de amoras, e até apanham muitas delas e as crianças pegam nelas com as mãos e puxam -lhes as pernas até morrerem, mas nunca pensei que elas nicassem :surprise:
    Atrás da minha casa é zona de grotas e ribeiras com mato e há muitas delas espalhadas pelas silvas e ervas. Realmente são muito grandes e há exemplares cá até mesmo enormes,mas são só femeas porque os machos sao muito mais pequenos e de cor acastanhada. Essa espécie não é nativa dos Açores mas sim das américas que para cá veio possivelmente nos barcos que faziam ligações entre as américas e os Açores durante séculos a fio.
    Sabendo disto o quero é cada vez mais distância dessas aranhas. Nojo! :disgust:

    Essa é a espécie de argiope que existe em todas as ilhas dos Açores à excepção das Flores:


    [​IMG]

    Aqui podem ver o site que fala destas aranhas nos Açores

    http://terralivreacores.blogspot.com/2008/12/aranhas-dos-aores.html

    http://www.azoresbioportal.angra.uac.pt/listagens.php?lang=pt&sstr=8&id=A00576


    Cumprimentos,
     
  7. Norther

    Norther
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Nov 2010
    Mensagens:
    1,859
    Local:
    Tortosendo 600m Encosta sul Serra da Estrela
  8. kelinha

    kelinha
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Jan 2009
    Mensagens:
    203
    Local:
    London, UK | Pombal, PT
    Boa noite! Bem sei que este tópico é sobre cobras, mas como se falou aqui de aranhas pelo meio... Alguém me sabe dizer que tipo de aranha é esta? Encontrei-a na casa de banho da nossa casa na serra da estrela, quando lá chegámos há 3 semanas atrás... Fiquei curiosa!

    [​IMG]
     
  9. kelinha

    kelinha
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Jan 2009
    Mensagens:
    203
    Local:
    London, UK | Pombal, PT
    Belos exemplares que encontraste pela serra... ja forneceste essas fotos à naturdata? eles iam adorar junta-las à base de dados deles, parece-me!
     
  10. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    9,166
    Local:
    Foros Charneca (Benavente) / Mte. Barca (Coruche)
    Ontem à tarde encontrei uma cobra, que calculo que seja uma cobra de escada, foi na mata do Estádio Nacional (Oeiras) enquanto passeava a minha cadela. A cobra tinha cerca de 50/60cm era castanha e tinha duas listas negras paralelas ao longo do dorso.

    Infelizmente não tinha maquina fotográfica nem telemóvel naquele momento para poder registar o momento. A cobra estava atravessada no meio de um trilho da mata completamente imóvel só reparei nela quando me aproximei até cerca de 1m de distância, passado uns segundos serpenteou para o meio do mato com grande velocidade.:)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. PDias

    PDias
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Jan 2008
    Mensagens:
    332
    Local:
    Merceana - Alenquer (Alt. 167 mts.)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Em relação a essa noticia, há alguns factores a ter em conta.
    Para começar, quase todas as cobras quer sejam venenosas ou constritoras, preferem fugir dos humanos, evitando o confronto a todo o custo, menos quando encurraladas, em que atacam para se defender.
    A víbora-cornuda encontra-se distribuída por todo o território, embora em populações dispersas e isoladas, associadas sobretudo a zonas montanhosas e com baixo grau de ocupação humana.
    Consta da área do Parque Natural de Montesinho e da Serra de Montemuro. É por isso muito complicada de encontrar e os registos de encontros são raros. Isso leva-nos a pensar como será possível haver uma população dessa espécie em Belas, e não haver documentação acerca disso.
    Das várias espécies de serpentes existentes em Portugal apenas quatro podem representar algum perigo em termos de envenenamento por mordedura. No caso das víboras, as estatísticas apontam para que só 1% das pessoas mordidas é que chegam a morrer.
    No entanto, as víboras só mordem se forem deliberadamente importunadas mas, normalmente, optam por fugir quando incomodadas. Em caso de mordedura, independentemente da gravidade dos sintomas, a vítima deverá se dirigir ao hospital mais próximo.
     
  13. ritac13

    ritac13
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    18 Set 2012
    Mensagens:
    1
    Local:
    lisboa
    Olá! Os animais mais perigosos que podes encontrar em Lisboa, são as pessoas, ou seres humanos. Estes são os animais mais perigosos que aqui se pode encontrar. Lisboa é uma cidade, poucos animais " selvagens " tem. Devias ir ao continente africano, à Austrália, a certos locais da América porque aí sim a fauna é variada e há muitos animais perigosos e selvagens e venenosos. Agora dizer que em Portugal há muitos animais estranhos e perigosos, é um perfeito disparate, visto que as espécies não são assim tantas e quase todas inofensivas e há muitos extintos ou em vias de extinção. Eu farto-me de procurar animais na zona de Santarém onde tenho uma quinta e só consegui ver duas cobras, insectos é que há muitos, moscas, abelhas, aranhas, etç.
     
  14. DMigueis

    DMigueis
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    22 Jun 2011
    Mensagens:
    138
    Local:
    Figueira da Foz/Aveiro
    Surpreende-me a parte da notícia dedicada à víbora!

    já tive 3 ou 4 encontros com víboras, uma das vezes ia pondo-lhe o pé em cima, mas apercebi-me a tempo. Noutra, andei um bocado atrás dela e ela sempre a fugir, e eu só percebi que era uma víbora, já depois de ela se ter escondido.
    Em nenhuma das vezes tive problemas. Numa delas, pelo facto de ela se encontrar exposta, e eu estar muito próximo com a máquina fotográfica, ela estava na sua posição de ataque, mas mantive a distância e não tive problemas nenhuns.

    Outra experiência com cobras. Estava eu no monte, sento-me numa pedra, um ou dois minutos com os binóculos na cara. olho para o meu lado, na pedra, e lá estava uma cobra-lisa. Mais uma vez, não tive problema nenhum. tirei umas fotos e lá foi cada um à sua vida.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,017
    Local:
    Sintra
    Não é preciso ir para fora de Portugal, para ver fauna variada.
    Basta conhecer melhor o nosso país e saber o que vamos procurar, quando e como. Às vezes até nem é preciso procurar...
    Mas se quisermos saber de mais, é melhor investigarmos primeiro.

    Por exemplo, ao apontar uma luz branca de intensidade apropriada para uma tela branca (em certos meses do ano), podemos verificar que esta fica repleta de insetos de variadas espécies em pouco tempo. E não é preciso ir para um vale da Peneda Gerês ou da Serra de S. Mamede no pico da Primavera, para tomar esta conclusão. Alguns dos animais até podem nem sequer estar descritos para a Ciência.

    Quanto à possibilidade de encontrar animais estranhos, também não é assim tão baixa. Depende somente, do nosso grau de experiência com a fauna nacional. Mas garanto-lhe que conheço entomólogos, que se fartam de encontrar coisas novas. Nos nossos mares, então, temos uma riqueza bastante elevada e também há muita coisa por descobrir.

    Relativamente aos animais venenosos terrestres, é verdade que comparativamente com continentes muito maiores ou com países tropicais, a P. Ibérica, tem menos diversidade, mas o que me surpreende é que existam animais potencialmente perigosos, relativamente perto das grandes cidades e as pessoas que pensam que é seguro pôr a mão em troncos vazios, em buracos nas rochas ou em pôr os pés em qualquer lado, podem por vezes ter surpresas desagradáveis.


    Os animais não têm culpa, apenas reagem segundo os seus instintos de defesa, nós os humanos, é que nos temos que precaver para evitar este tipo de situações.

    Quanto aos animais extintos ou em perigo de extinção, já existem movimentos e ações concretas, para evitar esse triste cenário, que infelizmente ainda aflige grande parte do nosso país e do mundo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página