Cotação do Petróleo bate recordes

Weatherman

Cumulus
Registo
27 Nov 2006
Mensagens
145
Local
Vouzela
Os preços do petróleo atingiram, esta sexta-feira, novos recordes, com o barril no mercado de Nova Iorque a chegar aos 127,42 dólares e em Londres a atingir os 126,34 dólares.

A subida reflecte o aumento da procura chinesa de petróleo, um país em grande crescimento económico e que pressiona em alta os consumos mundiais de combustíveis fósseis.

Segundo os analistas, o aumento das importações chinesas também decorreu do sismo Sichuan, que interrompeu o fornecimento de energia eléctrica nas centrais de gás.

O aumento dos preços ficou ainda a dever-se ao receio de uma interrupção no fornecimento de petróleo por parte da Nigéria, principal produtor africano.
Fonte:TSF

Mais uma subida:angry::angry:
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,661
Local
Olhão (24 m)
Combustíveis: A económica tentação de atravessar a fronteira

Gasolineira em Ayamonte sempre cheia de clientes, muitos deles portugueses

Na semana em que os combustíveis atingiram máximos históricos, o «barlavento» fez-se à estrada e foi comparar os preços na fronteira do Guadiana. Se escolher os dias certos, pode poupar 15 euros por depósito.

Não fosse o colapso no sistema bancário que, na passada quinta-feira, atingiu todo o sistema de pagamentos electrónicos em Ayamonte (Espanha), e (ainda) maior teria sido o lucro daquela que é uma das gasolineiras que mais vende em toda a Península Ibérica.

«No se puede pagar con tarjeta» [não se pode pagar com cartão], dizia em tom atarefado o funcionário do posto BP frente ao Centro Comercial Plaza de Ayamonte, o que levava a maior parte dos consumidores portugueses a abrir a carteira, olhar para os trocos e ver quanto podiam investir em combustível.

«Só tenho 20 euros comigo, mas estava a contar atestar o depósito», dizia uma consumidora portuguesa. Ao menos, ainda se poupa alguma coisa», desabafava para o funcionário que pouco se parecia importar com a situação.

E poupou mesmo. Enquanto os biocombustíveis não chegam ao Algarve e os preços dos combustíveis nacionais não param de subir, são às centenas os algarvios que continuam a procurar alternativas à escalada dos preços, mesmo que isso signifique atravessar a fronteira.

A situação é de tal modo evidente que, durante um périplo feito pelas gasolineiras de Vila Real de Santo António, o «barlavento» não encontrou uma única viatura a abastecer nos cerca de dez minutos que permaneceu junto a cada posto.

Pelo contrário, em Espanha, o ambiente que se vive na bomba de gasolina junto ao centro comercial Plaza de Ayamonte é de permanente azáfama e os abastecimentos são demorados, já que ninguém quer regressar a Portugal de depósito vazio. O mesmo cenário acontece uns metros mais abaixo no posto espanhol… da Galp.

Mas vamos às contas, tomando como base de referência os preços fixados na passada quinta-feira, nos postos de Portugal (Vila Real de Santo António) e Espanha (Ayamonte).

O primeiro destaque terá de ir para a gasolina sem chumbo 95, onde as diferenças de preços, entre os dois países, ascendem praticamente aos 36 cêntimos (70 escudos) por litro.

Já no caso do gasóleo normal (que em Portugal atingia o valor máximo de 1,32 euros), Espanha conseguia, na semana passada, fixar o preço 25 cêntimos abaixo da tabela nacional, cifrando o litro do chamado «gasóleo A» na barreira dos 1,078 euros.

Nos restantes combustíveis nobres – gasóleo extra e sem chumbo 98 – as diferenças entre as duas margens do Guadiana oscilavam entre os 20 e 26 cêntimos, respectivamente.

Outra nota de destaque terá novamente de ir para a gasolina sem chumbo 95, que em Vila Real de Santo António estava a ser vendida 11 cêntimos mais cara que o gasóleo, ao passo que em Espanha a diferença de preços entre os dois produtos era inferior a um cêntimo.

Fonte: Barlavento Online




Preços em Ayamonte onde abasteço o carro:



Façam as contas e vejam lá se não compensa.
 

Thomar

Cumulonimbus
Registo
19 Dez 2007
Mensagens
2,394
Local
Cabanas - Palmela (75m)
Já que se fala na BP... :angry: :brucelee: :angry:

Aqui vai mais um aumento para esta noite!... :suicidio: :brucelee: :nono:

Publicação: 16-05-2008 17:29 | Última actualização: 16-05-2008 17:59

Sobe, sobe

BP aumenta, a partir da meia-noite, o preço do gasóleo em dois cêntimos e um cêntimo a gasolina

Os preços dos combustíveis voltam a aumentar em Portugal já a partir da meia-noite de hoje.

A BP vai aumentar pela segunda vez esta semana os preços. A gasolina sem chumbo vai subir um cêntimo. O gasóleo dois cêntimos. Contactada pela SIC, a Galp não confirma se vai também proceder a novos aumentos. Esta é já a 18ª vez que os combustíveis sobem desde o início do ano. Só desde 29 de Abril, a gasolina e gasóleo da petrolífera britânica já subiram 9 cêntimos.

Nos Açores, também vão aumentar os combustíveis a partir da meia-noite.Trata-se do sexto aumento do preço em sete meses. Desta vez são mais dois cêntimos por litro de gasolina, gasóleo e gás butano.


Noticia da SIC (http://sic.aeiou.pt/online/noticias)
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
pelos zuumszmmmss que se ouve na televisão, tanto faz internacional ou nacional e radios ,o preço do petroleo brevemente deve atingir os 200 dolares,o que irá ser muito benefico para a economia:lmao::shocking::sad::lmao::suicidio:
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,661
Local
Olhão (24 m)
Fazendo contas poupa-se quase 41 centimos por litro em Ayamonte na BP, do que em Portugal, onde isto vai parar,:huh:, o governo não desce o ISP vamos manifestar contra esta roubalheira começando pelo governo é ele o culpado de tudo isto, não é das petrolíferas.
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
Que me desculpem. OUTRO AUMENTO!! só mesmo a gozar com os portugueses:angry::suicidio::suicidio::suicidio::suicidio::angry::intrigante::brucelee::suicidio:
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,661
Local
Olhão (24 m)
Mais um aumento na Galp, mais 3 cêntimos para a gasolina e mais 2 cêntimos para o gasóleo.

Isto vai lindo um litro de gasolina a 1,50 € equivalente a 300 escudos:surprise:.

O petróleo na passada 6ª feira atingiu os 135 doláres, onde isto vai parar.

Por isso, faço este apelo aos membros e visitantes do fórum, vamos fazer boicote.

APELO A TODOS OS PORTUGUESES

URGENTE_1_2_3_JUNHO_DIAS SEM ABASTECIMENTO NA GALP_BP_REPSOL

PASSEM A PALAVRA
Vamos fazer a diferença!
Isto tem que começar por algum lado!
Vamos passar a palavra e não ser indiferentes, temos que fazer com que as coisas mudem!
A subida vertiginosa do preços dos combustíveis tem que parar e temos que fazer com que baixem!
Para tal vamos combinar três dias nacionais seguidos de NÃO ABASTECIMENTO NA BP, GALP, REPSOL!

Esses dias serão o 1 -2 -3 de Junho que vem!

VAMOS FAZER A DIFERENÇA!

Nesses dias abasteçam em outros postos de combustíveis tais como a Esso, Total, Continente (antigo Carrefour), Intermarché, Jumbo e Eleclerc!
Juntos teremos força para baixar os lucros destes gigantes!
Agora é só passar a palavra com urgência!
Estou farto de ser levado na hora de pagar!
CHEGA!
SEJAMOS UNIDOS PORTUGUESES E TODOS OS QUE TENTAM SOBREVIVER EM PORTUGAL!

NÃO ESQUEÇAM 1 - 2 - 3 de JUNHO que vem Não Abasteçam na BP, GALP e REPSOL!
FORÇA PORTUGAL!
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,059
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
O aumento dos preços veio para ficar:

Ler entrevista a economista-chefe da Agência Internacional de Energia:

http://futureatrisk.blogspot.com/2008/05/entrevista-fatih-birol-aie.html

Estive a ler a entrevista, e aconselho a todos a sua leitura.
E a frase mote resume na integra a situação mundial do petróleo:

"Deixemos o petróleo antes que ele nos deixe"
Fatih Birol

Ontem, à conversa com um amigo meu, estivemos a discutir o seguinte:

A BP (por exemplo) é uma companhia internacional. É suposto que tente ter os mesmos lucros nos diferentes países que ocupa lugar.
Assim sendo, e partindo deste principio, esta empresa deverá ter aproximadamente os mesmos lucros em Espanha e em Portugal.
Logo, e se em Espanha os preços do combustivel são bem menores, e o lucro da companhia "é o mesmo", a que se deve esta diferença emntre Espanha e Portugal?

Certamente dever-se-ão aos impostos que são lucros directos para o estado.
Concluindo, é contra a BP e a Galp que devemos protestar, ou contra o próprio estado, que deveria aliviar o imposto sobre o combustivel, de forma a que este não aumente tanto?
 

Daniel Vilão

Super Célula
Registo
22 Mar 2007
Mensagens
6,977
Local
Ribafria-Alenquer / Moscavide / Degracia
Concluindo, é contra a BP e a Galp que devemos protestar, ou contra o próprio estado, que deveria aliviar o imposto sobre o combustivel, de forma a que este não aumente tanto?

Na verdade, este é um assunto bastante controverso.
O abuso não deve ser apenas por parte das petrolíferas, mas também por parte do Estado.
Toda a gente sabe que tudo, sem excepção que eu conheça, é mais caro em Portugal do que em Espanha, EUA, entre outros países. Penso que isso acontece porque há muitos impostos em Portugal, mas não deve ser só por essa razão.
Com toda a certeza, deve haver mais razões que eu desconheço para que tudo em Portugal seja mais caro do que em outros países.
 

storm

Cumulus
Registo
17 Set 2007
Mensagens
491
Local
Bombarral
Boas,
Acabou de dar agora na sic que no site http://www.maisgasolina.com/, dá para ver aonde os preços são + baratos (não ouvi bem)

E neste blog http://pt.bloguite.com/mashup/mais-gasolinaestá uma ideia no 1 comentário que talvez resulte ou não.

O que mete mais confusão nisto tudo é que no prós e contras dizeram que o petróleo já está comprado até ao fim de 2 ou 3 anos, e que o preço é bem menor do que é anunciado nos média :huh::confused::angry:

No fim do ano o gasóleo está a 2 €, só pode:angry:
 

José M. Sousa

Cumulus
Registo
16 Mai 2008
Mensagens
258
Local
Lisboa
O que mete mais confusão nisto tudo é que no prós e contras dizeram que o petróleo já está comprado até ao fim de 2 ou 3 anos, e que o preço é bem menor do que é anunciado nos média :huh::confused::angry:

No fim do ano o gasóleo está a 2 €, só pode:angry:

Suponho que se está a referir ao mercado de futuros. Nestes mercados de mercadorias ("commodities") é possível negociar contratos sobre o preço das commodities, neste caso petróleo, para o futuro. Os preços de que ouvimos normalmente falar na TV são para o preço do petróleo no mês seguinte. Mas também há contratos de futuros a 1 ano, ou mais.
Uma das ideias subjacentes a estes contratos é reduzir a exposição a grandes variações do preço. De facto, pode muito bem ter acontecido que a GALP tenha comprado o crude que hoje está a vender sob a forma de gasóleo o gasolina por apenas 50 dólares, por exemplo, não obstante a justificação para o aumento dos preços dos combustíveis ser o aumento do crude que se está a verificar agora.

Quanto ao gasóleo a 2€ no fim do ano, é bem possível.
 

storm

Cumulus
Registo
17 Set 2007
Mensagens
491
Local
Bombarral
Suponho que se está a referir ao mercado de futuros. Nestes mercados de mercadorias ("commodities") é possível negociar contratos sobre o preço das commodities, neste caso petróleo, para o futuro. Os preços de que ouvimos normalmente falar na TV são para o preço do petróleo no mês seguinte. Mas também há contratos de futuros a 1 ano, ou mais.
Uma das ideias subjacentes a estes contratos é reduzir a exposição a grandes variações do preço. De facto, pode muito bem ter acontecido que a GALP tenha comprado o crude que hoje está a vender sob a forma de gasóleo o gasolina por apenas 50 dólares, por exemplo, não obstante a justificação para o aumento dos preços dos combustíveis ser o aumento do crude que se está a verificar agora.

Quanto ao gasóleo a 2€ no fim do ano, é bem possível.

Sim estava-me a referir a mercados futuros, vá tudo a produzir uns pés de milho no seu jardim, para se por no depósito :lmao::D
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
O abuso não deve ser apenas por parte das petrolíferas, mas também por parte do Estado.

Eu não acho que haja grande abuso por parte das petrolíferas. Como disseste, as petrolíferas estão também noutros países onde até ganham mais (EUA por exemplo) e o combustível é mais barato. Há portanto algum abuso por parte do Estado mas isso sempre houve aqui em Portugal e em muitos outros países, sobretudo europeus, agora é que começa a doer e as pessoas tem que se chatear com alguém. Esse "abuso" até certo ponto é compreensível e correcto, estamos a falar de um bem que é importado, poluente, etc,etc, e é também uma forma dos Estados arrecedarem impostos. Quer queiramos quer não, foi a alta fiscalidade sobre os combustiveis que permitiu que na Europa hoje tenhamos um parque automóvel muito mais eficiente, a gastar 6L aos 100 em vez de 10, 15 ou 20L que existem noutros países.

Mas claro que há aqui uns pormenores importantes que os nossos políticos não podem ignorar.

1) Se os preços são mais altos as petrolíferas mesmo mantendo as mesmas margens ganham mais porque a procura embora diminuindo um pouco não diminui de forma elástica em relação ao custo porque estamos todos dependentes destes produtos, não temos alternativas. Pelo que alguma pressão sobre as petrolíferas nunca será acção mal empregue.

2) No nosso caso, em Portugal temos um outro problema grave, é que em Espanha a fiscalidade é mais reduzida do que cá, ao contrário de outros países, onde até é mais alta que em Portugal. E isso é mesmo um problema sério, pois o que se está a passar é que há actualmente uma sangria enorme de impostos, receita e emprego para Espanha que nesta altura deve estar a ser brutal e só politicos muito distraídos é que podem continuar a fazer de conta que nada se passa.

Não obstante tudo isto, não tenham ilusões, isto mesmo sendo optimista não vai melhorar muito, eventualmente haverá uma ou outra baixa circunstancial por ajustamento no mercado, etc,etc, mas por muita pressão que se faça sobre as petrolíferas ou sobre o estado, nós estamos apenas no início disto tudo, mesmo que baixem impostos ou margens isso serão apenas paliativos.

Daqui a 5, 10 ou 20 anos será muito, mas mesmo muito mais dificil. Até lá temos que nos adaptar, a procurar alternativas energéticas, a ser mais eficientes e poupados.

Debater de forma profunda questões como as redes de transportes públicos, o teletrabalho, etc,etc, serão questões fundamentais nos próximos anos quer em Portugal, quer nos outros países. Por cá eu não vejo debate nenhum nessa área, vejo é o pessoal todo a pragejar com as petrolíferas, vejo o governo a mandar construir mais algumas centenas de quilometros de autoestradas e vejo manifestações contra portagens nas Scut's, etc,etc.

Pessoalmente acho que andam todos muito distraídos face à realidade que nos espera nas próximas décadas.