Meteorologia de montanha e polémica dos resgastes

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Snifa 24 Fev 2016 às 18:17.

  1. jotackosta

    jotackosta
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Jan 2013
    Mensagens:
    655
    Local:
    Pindo, Viseu (471m) / Gstaad, Suíça (1050m)
    O que mais há é informação sobre normas de conduta e conselhos para evitar comportamentos de risco, sobretudo no Parque Nacional Peneda - Gerês. Essa é uma norma a seguir.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Paelagius e dopedagain gostaram disto.
  2. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    484
    Local:
    Fornelos - Ponte de Lima(200m)
    isso existe, Muita gente que conheço avisa os gips com antecedência, e volta e meia eles ligam a perguntar se está tudo ok. prevenção e interacção primeiro que multas sem nexo é o que eu penso.
     
  3. Stinger

    Stinger
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Mar 2008
    Mensagens:
    1,269
    Local:
    Gondomar (188m)
    .Eu cá acho que isto de pagar tem muito que se lhe diga !!

    A irresponsabilidade existe neste caso por causa da ineficácia do PNPG , existe falta de estrutura e muitas lacunas !

    Se chover muito na serra da freita e se for para lá e cair e precisar de ajuda ainda tenho de pagar ?
    Se vai se aplicar ao geres entao tambem tem de se aplicar em todas as serras do pais ! Temos de ser imparciais !

    Nas praias com aviso laranja de temperatura , entao tem de se multar milhares de banhistas ?

    Se a gnr e afins existem sao para ajudar as pessoas acho que é esse o principio e nao fazer delas "empresas" que só vao cobrar multas !

    Devia sim haver condiçoes de segurança e delimitar toda a serra com trilhos bem visiveis , pontos de comunicaçao , mapas informativos nos percursos dos trilhos .

    Acho que toda a gente nao se importava de pagar de imediato 2 euros fazer inscriçao ( para as autoridades saberem quem está na serra e quais os seus destinos para uma eventual evacuaçao de emergencia ) e ter acesso a uma "segurança" ! Uma situaçao identica aos passadiços do paiva ...

    Acho muito mais importante isto que simplesmente aplicar multas avultadissimas .

    A serra é "nossa" e acho bem as pessoas visitar o que é nosso e usufruir de excelentes paisagens que nos temos em muitas serras e nao "proibir" o acesso a elas fazendo do nosso portugal restrito sem soluçao .
     
    dopedagain gostou disto.
  4. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)

    Eu também já disse que não concordo e deve merecer censura comportamentos irresponsáveis que possam levar a operações de resgate dispendiosas para os contribuintes.
    Mas acho que as regras não devem ser mudadas antes do jogo, chegar à beira dos resgatados e dizer que têm 10 mil euros para pagar. Acho que nem sequer seria constitucional.

    Mas eu, como não sou socialista, estou aberto de futuro a novas formas de Financiamento, quer nas operações de socorro quer nos serviços de saúde etc., que englobe uma maior equidade de financiamento entre Estado / Privados. E que não recaia sobre os contribuintes tudo e mais alguma coisa.
     
  5. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    9,520
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Resgatados no Gerês notificados para pagar multa de 200 euros


    Hoje às 00:40

    Os três montanhistas que salvaram dois homens e um rapaz perdidos na zona das Minas dos Carris, no Gerês, no dia 9 de janeiro, afinal também foram multados, tal como aqueles que provocaram a situação de perigo, envolvendo cerca de uma centena de socorristas.
    Esta terça-feira, receberam notificações no sentido de pagarem a coima mínima de 200 euros e as custas processuais de 51 euros por, alegadamente, terem sido detetados a passar por uma zona de proteção total do Gerês sem autorização. De acordo com os ofícios, aos quais o JN teve acesso, os seis montanhistas - três do grupo de perdidos e três do grupo que os salvou - são convidados a pagar voluntariamente a coima, com um desconto de 25%, sob pena de prosseguir o processo e poder atingir 2000 euros.

    http://www.jn.pt/paginainicial/pais...Montalegre&Option=Interior&content_id=5056201
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Aí está, não foram notificados para pagar o resgate, como é óbvio nem seria possível legalmente, mas notificados para pagar, pelo facto de estar a percorrer uma área interdita. Nisso, nada há a apontar, a lei é para ser cumprida.

    Na notícia há um erro. Não foram notificados para pagar uma multa, mas sim notificados para pagar uma coima.
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  7. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    484
    Local:
    Fornelos - Ponte de Lima(200m)
    Desculpa James discordar, mas nada mais errado, a lei não diz isso e é por isso mesmo que essa multa está mal aplicada e é uma injustiça. Vejamos: No plano de ordenamento do Parque Nacional da Peneda Gerês o artigo 12.1. " i " é muito claro passo a citar:

    " nas áreas de protecção total a actividade só é permitida a) Para fins de investigação científica; b) Para fins de monitorização ambiental ou patrimonial ou realização de acções de salvaguarda e vigilância da área e dos interesses de conservação que levaram à sua classificação ou acções de gestão dos ecossistemas; c) Para demolição de edifícios ou de construções existentes; d) Para fins de beneficiação de trilhos, incluindo respectiva sinalética; e) Para fins de visitação pedestre nos trilhos existentes; f) Para fins de pastoreio tradicional extensivo, quando praticado por residentes, em terrenos que, segundo os usos e costumes, por estes têm sido utilizados; g) Em situação de trânsito pedestre, quando efectuado por residentes; h) Para práticas tradicionais de apicultura, quando exercidas por residentes, para fins de auto consumo; i) Situações de risco ou ocorrência de acidente grave ou catástrofe.

    Esta foi uma situação clara de risco ou ocorrência de acidente grave ao que esses 3 montanhistas ocorreram, deveriam ter deixado de entrar na zona de protecção total para ajudar os outros 3? Não me parece. A multa aos 3 que socorreram os outros 3 em perigo está mal aplicada já que entraram na ZPT para participar e socorrer a uma situação de risco/acidente grave de outros 3 montanhistas. Aos que foram socorridos está bem aplicada sem duvida já que entraram na ZPT de livre e espontânea vontade.
     
    #37 dopedagain, 2 Mar 2016 às 13:07
    Última edição: 2 Mar 2016 às 13:26
  8. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)

    Bem, se esta coima tiver sido aplicada de forma arbitrária, está errado.

    De qualquer forma, eu acho que todas as áreas protegidas deveriam ter planos de ordenamento mais claros e menos vagos.
     
  9. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    9,520
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Concordo, quem ajuda não deve ser penalizado por isso, mesmo entrando numa zona de protecção total, mas por outro lado, ao tentarem na sua boa vontade ajudar, podiam eventualmente colocar-se a eles próprios em risco e depois em vez de 3 montanhistas em apuros seriam 6.

    É uma situação delicada, se ajudam são multados , se não ajudam há o risco dos socorridos ficarem em situações ainda mais complicadas...enfim..
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    dopedagain gostou disto.
  10. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    843
    Local:
    Braga. Lomar

    Desculpa mas não concordo.

    Sei de fonte segura que os 3 montanhistas não entraram para socorrer, já lá estavam nos Carris, por isso estavam a infringir a lei. Alias eles começaram a subir no inicio da manhã.

    É a mesma coisa que te lembrares de ir assaltar um banco, mas quando lá chegas já estão outros a fazer mas tiveste que os socorrer por que durante a assalto eles se aleijaram.
    Todos sabemos que não é permitido ir para lá sem autorização prévia. Simplesmente não há fiscalização e todos se acham no direito de ir, só que desta vez correu mal.

    O que mais me deixa indignado é que os 3 montanhistas têm cargos em associações de cariz cultural e organizam este tipo de actividades. Deviam ser os primeiros a dar o exemplo em não ir para locais sem permissão e foram. Para não falar de levarem com eles muitas vezes pessoas sem experiência.

    Digo-te mais...sei que eles foram sozinhos por conta própria (adrenalina) e nesse dia muita gente se recusou a ir com eles precisamente por causa do mau tempo.

    O que se passou nesse dia e em outros dias é o reflexo do abandono em que está o PNPG. Simplesmente não há fiscalização, porque se houvesse estas situações não aconteciam ou muitas mais multas seriam passadas.
     
    slbgdt gostou disto.
  11. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    484
    Local:
    Fornelos - Ponte de Lima(200m)
    Oos carris não são zona de protecção total, mas sim parcial de tipo 1 onde não necessitas de autorização para lá estar, somente se forem grupos de mais de 10 pessoas. ;) o vale do homem sim o é. podes chegar aos carris por varias rotas sem ir pelo vale do homem! está tudo no plano de ordenamento bem explicito. No próximo fim de semana tenho marcada uma ida aos carris, por o lado espanhol das minas das sombras, e não necessito autorização, alias este ultimo fim de semana quando foi ao PNPG percorri kilometros dentro da zona de protecção parcial tipo 1 na zona do ramiscal sem necessitar qualquer tipo de autorização dado que eramos 2 pessoas somente.


    Em baixo a verde escuro é a ZPT= zona de protecção total, a verde mais claro as zonas de protecção parcial tipo 1, onde se vê claramente que tanto os carris como o pico da nevosa ficam fora.
    [​IMG]

    Já agora e para evitar que users deste fórum se metam em problemas aquando de uma visita fica um mapa onde estão bem explicitas quais as ZPT, ZPP1 e 2 no PNPG.

    http://www.icnf.pt/portal/ap/resource/img/pnpg/mapas/map-pt-gde




    Em relação ás versões não é isso que diz um deles no seu facebook, limito me a comparar a história do mesmo com as leis em vigor.








    Mais não posso dizer porque não estava lá... Forte abraço!
     
    #41 dopedagain, 2 Mar 2016 às 14:54
    Última edição: 2 Mar 2016 às 17:34
    Tiagolco e james gostaram disto.
  12. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    A mim faz-me alguma confusão, quer multas, quer pagamentos de resgates.

    Multas não gosto porque acho que ninguém é dono da natureza, desde que se respeitem regras. Mas obviamente que acabei de me contradizer, se tem que haver regras, tem que haver multas. Se calhar tem mesmo que ser por aí.
    No Domingo fui para Montalegre e como aí havia bem menos neve do que estava à espera segui para a Serra do Larouco (1527m) à tarde. E a subida de uns meros 200 ou 300 metros de altitude foi como entrar noutra dimensão, nevoeiro intenso, visibilidade quase nula, ventania enorme com gotículas em gelo a bater no rosto em que era quase impossível abrir os olhos sem uso de óculos, parecia areia.

    [​IMG]

    Por muito que me esforçasse não era possível brincar com os miúdos na neve mais do que 5 ou 10 minutos de cada vez, estava mesmo agreste. E estava com um carro, confortável, aquecido, numa boa estrada, devidamente limpa de neve. Agora imaginem quem andasse por essas serras a pé durante horas e horas ... nem consigo imaginar bem essas coisas, pois volta e meia para continuar a divertir-me tinha que me refugiar no carro para aquecer.

    Nas serras as condições podem degradar-se de forma incrivelmente violenta e rápida e é uma enorme estupidez algumas pessoas aventurarem-se nessas condições se não souberem disso.

    Agora, outra história, pagamentos de resgates, entra numa área muito mais cinzenta, se formos a pensar bem, é na verdade absurdo. Por muito negligente que seja o comportamento de alguém, se vamos por aí, daqui a nada passaríamos a exigir o pagamento de socorro de alguém que comete um erro num sinal da estrada ou de alguém que tem um enfarte porque comia enchidos.

    No meio disto tudo há de haver algum tipo de compromisso sem fundamentalismos de parte a parte.
     
    james, Tiagolco e dopedagain gostaram disto.
  13. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,740
    Local:
    Arroja, Odivelas (140m); Várzea da Serra (900m)
    Desculpem a minha ignorância, mas só depois de se levantar toda esta polémica, é que eu fiquei a saber que existem áreas de protecção total vulgo áreas proibidas no Parque Nacional da Peneda Gerês.
    No entanto, pergunto, o que significa esta alínea?
    e) Para fins de visitação pedestre nos trilhos existentes;
    Significa que posso percorrer o trilho ao longo do Vale do rio Homem (assinalado no mapa) até aos Carris, sem ter que pedir autorização?

    Até agora, a única restrição que conhecia no parque eram as "portagens" na Mata da Albergaria. Portagens sazonais e sem hora certa para inicio/fim da cobrança. Se o objectivo é a preservação, devia-se proibir o transito automóvel nesse troço.

    Já agora, esta protecção também é sazonal como as portagens? É que no verão nunca vi ninguém a dizer que não se podia tomar banho nas cascatas do rio Homem, que, pelo mapa, estão nessa área de protecção total. E a afluência é mais que muita.

    Concordo que se há zonas assim classificadas, então a lei tem que persistir. Mas as pessoas devem ser informadas disso. Tal como eu, acredito que a esmagadora maioria das pessoas não sabia que existiam estas classificações.

    A minha sugestão passa pela proibição automóvel, (pode passar, mas não pode parar) entre a Portela de Leonte e a Portela do Homem. E facilmente se controla isso, pelo tempo que cada veículo demora a percorrer esse troço.

    No entanto, não concordo que se proíba a actividade pedestre. A melhor forma de conservar os trilhos, é fazer uso deles. ;)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    slbgdt, dopedagain e algarvio1980 gostaram disto.
  14. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    484
    Local:
    Fornelos - Ponte de Lima(200m)
    As áreas de protecção total não são sazonais funcionam o ano todo. Há zonas do rio homem que não estão em ZPT outras sim principalmente toda a zona que vai da nascente do mesmo até perto da portela do homem

    A alínea e) é quando as autorizações para visita são dadas pelo ICNF. Para circular legalmente nas ZPT terá de ser feito um pedido ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. e só com esta devida autorização é que se pode visitar a zona, não o fazendo estão sujeitos a tal multa que este montanhistas levaram que pode ir de 200 euros a 2000.

    E as zonas de protecção total existem porque ?
    passo a citar:

    1 — As áreas de protecção total têm o estatuto de reserva integral e compreendem os espaços onde predominam valores naturais físicos e biológicos cujo significado e importância do ponto de vista da conservação da natureza são excepcionalmente relevantes. 2 — As áreas de protecção total correspondem a áreas de mais elevada proximidade a um estado de evolução natural e menos alteradas pela intervenção humana e englobam, essencialmente, bosques de carvalho e bosques de carvalho em associação com teixiais e azerais, teixiais, turfeiras e complexos geomorfológicos de relevante importância.

    É uma situação complicada, porque de facto para preservar aquela zona da melhor maneira é mesmo evitar a presença humana de outro modo a fauna e flora iria sofrer alterações ou mesmo a migração no caso da fauna, infelizmente não somos todos pacíficos nem respeitadores do meio ambiente! Por outro lado a natureza deveria estar disponível a todos, já que ninguém é dono dela.
     
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Carta de montanhista/caminhante, as companhias de seguro depois que façam a gestão dos riscos por zonas nos prémios de seguro, entre o perfeito anormal e o veterano experiente e ponderado.
    Proibir nunca, assumir o risco e responsabilidade do que se faz, sim! Mas repito, nunca proibir. Pode ser a forma de resolver este problema, até de pagar resgates de irresponsáveis.
     
    actioman gostou disto.

Partilhar esta Página