Monitorização do Clima de Portugal 2016

Tópico em 'Climatologia' iniciado por guisilva5000 3 Jan 2016 às 19:01.

  1. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    4,706
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    Para melhor perceber a anomalia de temperatura:

    04/04/16
    [​IMG]

    A precipitação também é algo de destacar, principalmente Foía:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Thomar, joralentejano e james gostaram disto.
  2. Skizzo

    Skizzo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    24 Set 2007
    Mensagens:
    1,362
    Local:
    Porto (centro) - cerca de 7km da costa
  3. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,679
    Local:
    Arroja, Odivelas (140m); Várzea da Serra (900m)
    Agrava-se a seca a sul e aumentam os contrastes entre o Noroeste e o Sudoeste.
    Num país "tão pequeno", consegue-se observar chuva extrema no Gerês e a seca severa no sotavento algarvio.

    [​IMG]

    "Os valores da quantidade de precipitação acumulada no período entre 1 de Outubro 2015 e 31 de Março de 2016 variaram entre 200mm em Neves Corvo e 1899mm em Cabril".

    Faro, em Janeiro, Fevereiro e Março acumulou uns míseros 42,8mm.

    Vamos lá ver se o episódio de instabilidade que promete durar a semana toda, vem quebrar as tamanhas desigualdades, ou se pelo contrário as acentua.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Skizzo

    Skizzo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    24 Set 2007
    Mensagens:
    1,362
    Local:
    Porto (centro) - cerca de 7km da costa
    Vai aumentar porque mesmo que chova em Faro, chove sempre mais a norte.
     
    joralentejano gostou disto.
  5. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    4,706
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    Possivelmente o dia mais quente do ano, 07 de Abril:

    [​IMG]

    Portimão, Alcácer do Sal e Alvega a ganharem, ultrapassando os 26ºC.

    Cabo Raso com rajada de 83,5 km/h, duas de Lisboa a rondar os 70km, uma perto dos 80 km/h e nas estações amadoras muitas zonas ultrapassaram os 70 km/h... onde estava o aviso para Lisboa?

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    joralentejano e Thomar gostaram disto.
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,541
    Local:
    Porto
    Um ano muito estranho.

    Cacela, Castro Marim e Huelva com cerca de 300 mm.

    Tavira e Jerez de La Frontera ou Cádis à volta dos 250 mm.

    Não há actividade nenhuma a sudoeste do Cabo de São Vicente.

    Penso que tal se deverá ao fortíssimo El Niño.
     
    joralentejano e Thomar gostaram disto.
  7. trovoadas

    trovoadas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    3 Out 2009
    Mensagens:
    2,063
    Local:
    loule-caldeirao
    São valores muito muito baixos, diria normais mas como estamos no 2º ano o resultado será uma seca bem grave. Esperemos que os próximos dias amenizem um pouco esta situação.
    Dá que pensar que num mês no Minho chove quase tanto como em mais de 2 anos em alguns pontos na Península. A seca e a desertificação em grande parte do Sul da Península são mesmo uma realidade.
     
    guisilva5000, Topê e joralentejano gostaram disto.
  8. Topê

    Topê
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    4 Dez 2015
    Mensagens:
    920
    Local:
    Negrais
    Permite-me discordar mas ainda é uma tese para se comprovar, e essa prova só surgirá daqui a umas décadas, basta um ciclo de dois,três anos com um padrão chuvoso para que esse cenário mude de figura, até porque a seca agora está circunscrita mesmo ao Sotavento algarvio e como é uma região com um regime de pluviosidade de maior instabilidade e muito dependente de cut-offs o próprio ecossistema algarvio está adaptado a essas características, estando no meu entender preparado para anos secos, como para anos húmidos, o cenário aridez julgo que realisticamente é mais que improvável, o Algarve continua a ser espectacular em meses como Março,Abril verdejante .
    A Leste de Gibraltar até Múrcia sabemos que é uma região muito seca e sempre o foi.
    Considero que o Golfo de Cadiz e o Algarve não irá de todo sofrer uma desertificação desse género, continuará a ser uma região com uma flora riquíssima e não semi-árida como acontece nas margens do Mar de Alborão, existe ainda uma diferença climática bem vincada entre essas duas regiões. Sinceramente acho que o Algarve não corre risco nenhum em ter um clima idêntico á costa do Cabo da Gata ou Nijar.
     
  9. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    9,550
    Local:
    Olhão (24 m)
    Nos últimos 10 anos, a seca tem sido uma constante no sul e no futuro cada vez será pior. Os episódios de chuvas torrenciais serão mais graves, tipo 1 de Novembro ou pior e depois largos períodos de seca. Estamos talvez a passar uma década tipo anos 80, bom era vir anos chuvosos como o final da década de 80 mas isso já é sonhar muito alto.

    Claro, não era preciso ser bruxo para saber-se que o Sotavento Algarvio entraria em seca severa em Março, basta comparar os dados e ver a antevisão que estava no site do IPMA, aplicar o cenário 3 e voilá.

    Melhor mesmo é o Algarve ir começando a rezar para que o próximo ano hidrológico seja generoso, senão os alarmes vão soar quanto à falta de água e aí entraremos outro capítulo algo surreal com 3 barragens e faltar a água das torneiras...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    joralentejano e Topê gostaram disto.
  10. Topê

    Topê
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    4 Dez 2015
    Mensagens:
    920
    Local:
    Negrais
    Tem havido anos secos nesta ultima década, o que virá ai, ninguém sabe, pois o clima no Algarve é caracterizado por uma extrema irregularidade a nível de pluviosidade e tem sido a ausência de cut-offs a sudoeste ou depressões de sudoeste que têm sido a causa dessa escassez de precipitação.
    A generalização para o sul do territorio é que não concordo pois o sul é grande, consideramos sul do territorio além do Algarve as regiões com Alto Alentejo, Baixo Alentejo, e margem sul do Tejo, considero que o Alto Alentejo e toda a costa Alentejana e o barlavento algarvio não têm tido um maior numero de secas em relação a outras décadas e estarão longe de situações limites sejam elas as quais forem.
    O Sotavento algarvio de facto é uma região que não é beneficiada pelas frentes e depressões que atravessam o nosso territorio da mesma forma que o restante pais, mas estou convencido que é uma região em que o próprio ecossistema de adaptou a essa realidade e existem regiões com problemas de pluviosidade e de secas bem mais graves que o Sudeste de Portugal.
    Mas vamos ver a verdade é que só daqui a uns 30,40 anos é que conseguiremos medir alterações desta ordem esperemos que estejamos cá no forum para as testemunhar:)
     
    frederico gostou disto.
  11. blade

    blade
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    23 Ago 2012
    Mensagens:
    372
    Local:
    grande lisboa (Best city in the world)
    Lol?
    Vem ai uma das semanas mais chuvosas que tenho visto nos últimos anos e o pessoal anda aqui a pensar na seca, eu sei que muitas vezes se torna um bocado desilusão mas desta vez com tantos dias para uma zona tão vasta de certeza que vai ser bom :cheers:
     
    rafathunderstorm, Topê e luismeteo3 gostaram disto.
  12. trovoadas

    trovoadas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    3 Out 2009
    Mensagens:
    2,063
    Local:
    loule-caldeirao
    Ainda existem claras diferenças com essas regiões não fossemos nós estar abertos ao Atlântico. Certo é que se nota uma diferença colossal em alguns ecossistemas. Ou seja estamos a ter uma transformação no Algarve central ou nas zonas mais húmidas da serra que se estão a tornar um pouco como as zonas do nordeste/leste. Por exemplo se me falares da zona de Alcoutim ou V.R.S António não se notam grandes diferenças, mais ou menos a vegetação sempre foi aquela. O mesmo no barrocal e Algarve litoral. Talvez o declínio do sobreiro e os incêndios dos últimos anos sejam os principais responsáveis mas acho que isso é consequência de diversos factores como as secas, maior irregularidade nas precipitações, temperatura, insolação, etc
    No geral o Caldeirão parece-me ser a região mais afectada talvez por ter os ecossistemas mais sensíveis. É como uma planta que está habituada a ter sempre a raíz em água se apanha a terra um pouco mais seca murcha logo (parece-me uma analogia válida;)).

    Em todo o caso esperemos que os próximos dias amenizem qualquer coisa e tragam alguma água às barragens e ribeiros que é o que precisamos.
     
    joralentejano, frederico e Topê gostaram disto.
  13. trovoadas

    trovoadas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    3 Out 2009
    Mensagens:
    2,063
    Local:
    loule-caldeirao
    Preocupa-me também a situação do aquífero Querença-Silves que me parece estar em níveis muito muito baixos talvez nos níveis de 2005. A pressão sobre este aquífero é certo que irá aumentar este Verão. Parece-me certo que não faltará água nas torneiras este Verão mas chegaremos a Setembro mesmo no "red-line" e com o pensamento que o próximo ano hidrológico será chuvoso. E é certo que terá de chover bem pois o déficit será enorme.
     
    joralentejano, frederico e Topê gostaram disto.
  14. Topê

    Topê
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    4 Dez 2015
    Mensagens:
    920
    Local:
    Negrais
    É natural que assim seja o Sudeste do Algarve e mesmo do Baixo Alentejo, por vezes parece que ficam numa especie de enclave meteorológico, e como temos tido precipitação praticamente devido a entradas de superfícies frontais de Noroeste é lógico que esta região veja o pais quase todo com chuva e eles com pouca chuva. Se tivéssemos lá também diríamos o mesmo possivelmente, mas estou convencido que neste longo evento até esta região irá ter chuva digna desse nome e há boas possibilidades da depressão cavar a sul e entrar pela costa Algarvia acima das 150h .
     
    joralentejano gostou disto.
  15. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,541
    Local:
    Porto
    Neves Corvo está com 200 mm. É mesmo catastrófico. Não admira que naquela zona a azinheira esteja a morrer. Daqui a meia dúzia de anos a azinheira terá desaparecido de vez de vastas áreas do Baixo Alentejo. É uma catástrofe ambiental e ninguém fala disto.

    A mudança de padrão ocorreu logo no início dos anos 80.

    1987, 1988 e 1989 ainda conseguiram anular as secas anteriores.

    1996 também anulou a seca de 1994.

    2010 veio anular a seca de 2005.

    Para esta década ser salva teríamos de ter dois ou três anos de NAO negativo fortíssimo.

    O problema também é gravíssimo na Andaluzia Ocidental, que tem uma das zonas mais chuvosas da Península Ibérica, as serras a oeste de Cádis. O Noroeste de Marrocos também é muito chuvoso e está em forte seca este ano. Há vários anos que não há actividade no Golfo de Cádis.

    O trimestre Abril-Maio-Junho, se acumulasse mais de 100 mm salvaria um pouco os ecossistemas. Já aconteceu em anos recentes no sotavento algarvio. No entanto, os estragos na agricultura já estão feitos. A amendoeira praticamente não deu flor, e a folha não tem força, as árvores estão com a floração atrasada e «sem força» para rebentar. Será um ano muito mau de fruta. As papoilas floriram com um mês de antecedência, as ervas e flores do campo estão um mês adiantadas.
     

Partilhar esta Página