Monitorização do Clima de Portugal 2016

guisilva5000

Super Célula
Registo
16 Set 2014
Mensagens
5,145
Local
Belas
Acumulados do dia 3 de Janeiro, Lamas de Mouro a ganhar no IPMA

heixFGV.png
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,751
Local
Açores
Nas regiões autónomas as noites tropicais ocorreram com maior frequência, tendo-se registado o maior número de noites tropicais em Ponta do Sol (87 dias) e no Funchal (79 dias) na ilha da Madeira. Nos Açores as estações que registaram a maior ocorrência deste fenómeno foram Angra do Heroísmo (55 dias) e Ponta Delgada (47 dias).

É a temperatura mínima, que para isso deve ser igual ou superior a 20º Celsius, que define noite tropical. Os valores das temperaturas mínimas registados por todo o País na última semana e meia ultrapassaram, de resto, ou igualaram, os maiores valores absolutos anteriormente observados para um mês de Julho em algumas estações. Isto é, afinal, algo que se inscreve no padrão das últimas três décadas para o território continental: o do aumento do valor médio das temperaturas mínimas.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) comparando com o valor normal verifica-se que, em 2014, as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, registaram desvios positivos em quase todas as estações, excepto a estação do Arieiro/Madeira.

Salienta-se que os maiores desvios ocorreram na Região de Autónoma da Madeira nomeadamente, na Ponta do Sol (+57 dias) e no Funchal (+52 dias). Em 2014, no continente, o valor médio anual de dias com precipitação intensa (≥10mm) foi 35 dias, tendo variado entre os 12 dias em Mértola e os 68 em Braga, valor mais elevado ocorrido em todas as estações do país. Na Região Autónoma dos Açores, 50% das estações registaram valores superiores ao valor médio anual de dias com precipitação intensa (29 dias), registando-se o valor mais elevado em Santa Cruz das Flores (48 dias).

http://www.correiodosacores.info/in...-noites-tropicais-estao-a-aumentar-nos-acores
 
  • Gosto
Reactions: Thomar e StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Primeiros 6 dias de Janeiro com acumulados de fazer inveja ao Dezembro passado. Persistem no entanto valores muito baixos na região Sul.

99YY4ov.gif


A precipitação na Serra da Estrela evidencia uma verdadeira ilha de acumulados elevados, mas de traçado bastante complicado que vou tentar analisar mais em pormenor. A par de valores superiores a 150 mm encontram-se no entanto valores muito menores em locais próximos, quer a maior altitude, Torre, quer a menor, Fundão e estações amadoras nos vales de sudoeste e na vertente noroeste. A validação dos registos dessas estações tem de ser feita com uma análise num longo período de tempo.
A perda de estações chave como Aldeia do Souto, Manteigas, Covilhã e mesmo Pampilhosa da Serra diminui bastante a possibilidade de verificação das estações não oficiais.

Nota: Lamas de Mouro e Ponte de Lima já tiveram numerosas falhas horárias de registo/funcionamento. Os totais registados mesmo assim são incluídos no mapa e, por estimativa dos verdadeiros acumulados, traçou-se as isoietas de 150 e 200mm. O acumulado estimado para Lamas de Mouro é seguramente superior a 200mm, pois teve 31 horas sem registo, nomeadamente todo o dia 6 (outras estações tiveram mais de 30mm neste dia); Ponte de Lima teve apenas 8 horas sem registo, estimando-se um acumulado total não superior a 190 mm.
 
Última edição:

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Complementando a distribuição geográfica do total acumulado fica a distribuição no tempo e ordenada por regiões e por latitude/longitude. Permite ter uma ideia das situações que têm afectado o território:

jhGWphn.gif

Imagem reduzida para evidenciar a mancha de precipitação:

lvHRU0V.gif
 

Meteo Trás-os-Montes

Cumulonimbus
Registo
28 Jan 2007
Mensagens
4,393
Local
Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
@StormRic fantástico o seu trabalho!
Sem dúvida uma grande mas mesmo grande mais valia a este forum!
Da minha parte obrigado.
 

guisilva5000

Super Célula
Registo
16 Set 2014
Mensagens
5,145
Local
Belas
Impressionantes os acumulados de ontem na região Norte!

tu9HUfc.png
Sem dúvida, de salientar o novo máximo diário de Janeiro para Bragança (anterior 57,9mm), para Braga (anterior 82,5 mm), para Viseu (anterior 80 mm) e para Vila Real (anterior 78,1 mm) de acordo com os dados de 1971-2010. O StormRic tem dados mais antigos (acho) e é capaz de ver os recordes e os máximos históricos. Um Janeiro sem anticiclone serve sem dúvida para equilibrar os valores da climatologia, tendo em conta a quantidade de anos que tivemos com AA.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Em princípio o recorde diário de Janeiro em Braga são 112mm já com muitas décadas.
O falecido GranNevada uma vez publicou estas normais:

Entre parênteses o máximo diário

1931-1960: 214.3mm (112)
1941-1970: 198.0mm (92)
1951-1980: 217.0mm (92)

E no site do IPMA temos
1971-2000: 192.7mm (82.5)
1981-2010: 176.4mm (82.5)

Falta assim saber até 1930.
Na década actual temos 2013 com 89mm no dia 19 de Janeiro, 311.6mm no total do mês. Em Cabril o máximo desse dia foi 126 mm. Janeiro de 2014 também choveu muito no noroeste mas sem estes extremos diários.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Impressionantes os acumulados de ontem na região Norte!

Felizmente parte dos registos não publicados ontem terão sido devidos a falha na construção da página do IPMA. Assim as estações em que ocorreu a omissão de registos a seguir às 5h da madrugada podem ter o total das horas em falta calculado, mas não a série horária.

Sem dúvida, de salientar o novo máximo diário de Janeiro para Bragança (anterior 57,9mm), para Braga (anterior 82,5 mm), para Viseu (anterior 80 mm) e para Vila Real (anterior 78,1 mm) de acordo com os dados de 1971-2010.

Em princípio o recorde diário de Janeiro em Braga são 112mm já com muitas décadas.

:thumbsup: muito interessante esse estudo de Braga, não conhecia.

Relembro que os máximos diários publicados em Normais se referem a acumulados das 9h às 9h, por isso os valores do resumo diário do IPMA, das 0h às 0h, não podem ser comparados com estes. Farei o cálculo das 9h às 9h para poder ter uma ideia. Sempre mais importante, na minha opinião, são os totais correntes em 24 horas pois é a partir destes que se pode realmente fazer previsões de cheias e inundações e avaliar eventos históricos.
 

Bracaro

Cirrus
Registo
5 Jan 2014
Mensagens
49
Local
Bracara - Gallaecia
De realçar que três das estações com mais precipitação acumulada estão junto ao Rio Cávado: Montalegre, Cabril e Braga. Contudo não me parece que tenham havido problemas de inundações nestas zonas. Não sei se tem a ver com as muitas barragens que existem no Cávado e nos seus dois maiores afluentes: Homem e Rabagão.
É uma pena não haver uma estação meteorológica no coração do Gerês mas a maior altitude do que Cabril. Montalegre e Lamas de Mouro estão precisamente nos extremos do Parque Nacional, seria interessante ver os registos numa estação na Portela de Leonte, por exemplo.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Na década actual temos 2013 com 89mm no dia 19 de Janeiro, 311.6mm no total do mês. Em Cabril o máximo desse dia foi 126 mm. Janeiro de 2014 também choveu muito no noroeste mas sem estes extremos diários.

O valor deste mês poderá ultrapassá-lo, portanto.
Ontem das 9h às 9h, Braga registou algo entre 70,3mm e 98,4 mm, não sendo possível saber o valor exacto por faltar o detalhe horário das 5:00 às 16:00; mas mais depressa me inclino para o acumulado de dia 4, 87,1 mm das 9h às 9h, ser o máximo deste mês; o acumulado do mês situa-se em 378,3 mm (desde as 9:00 de dia 31/12 até às 14:00 de hoje).
O que é espantoso é estar modelado nesta altura a continuação dos episódios chuvosos, nomeadamente a 13, 17 e 19, e que poderão elevar o acumulado do mês com pelo menos mais uma centena de milímetros. Veremos se se confirma.

Mas para se ver como as comparações de máximos diários são voláteis nas conclusões, Braga teve um acumulado em 24 horas de 104,6 mm, das 19:00 de dia 9 às 19:00 de ontem, este sim exacto. É tudo uma questão da hora do dia em que termina o pico de 24 horas de um evento.

Outros extremos em 24 horas, no presente Janeiro:
135,3 Penhas Douradas (até às 18:00 de dia 4)
123,9 Arouca (15:00 dia 4)
121,1 Luzim (12:00 dia 4)
120,6 Cabril (21:00 dia 10)
109,6 Nelas (23:00 dia 10)
107,7 Montalegre (21:00 dia 10)
105,1 Bragança (22:00 dia 10)
103,0 Lamas de Mouro (10:00 dia 4)
94,3 Viseu (aeródromo) (até à 1:00 de hoje dia 11)
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Gráfico da evolução do acumulado em 24 horas na estação de Cabril, este Janeiro.

O gráfico inicia-se às 9:00 do dia 1, com o acumulado desde as 9:00 do dia 31, e termina às 15:00 de hoje:

I0Aaolw.gif


Os dois picos principais foram atingidos às 10h do dia 4 e às 21h de ontem. Achei interessante a repetição do padrão com um intervalo de um pouco mais de seis dias.
 
  • Gosto
Reactions: Thomar