"Nevões são raros"

Dan

Staff
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
9,793
Local
Bragança (675m)
Governo entende que plano de emergência para mau tempo é adequado


O secretário de Estado da Protecção Civil, José Medeiros, considerou hoje que os planos de emergência distritais que existem estão adequados à baixa frequência de nevões em Portugal

José Medeiros falava à margem da cerimónia de entrega de uma moto para neve ao Grupo de Montanha da GNR da Covilhã, estacionado na Torre, Serra da Estrela - elevando para seis o número daqueles veículos disponíveis na zona.

Desde sexta-feira, a queda de neve bloqueou várias estradas, isolou e dificultou o acesso a diversas localidades no Norte do país.

O presidente da Liga de Bombeiros Portugueses alertou mesmo para a falta de meios em corporações do Interior para lidar com quedas de neve intensas.

No entanto, segundo José Medeiros, a baixa frequência com que cai neve em Portugal, sem ser na Serra da Estrela, «não é de tal ordem que justifique grande alocação de meios».

Os distritos de Castelo Branco e Guarda, que englobam a Serra da Estrela, são os únicos do país com planos distritais de emergência para situações de neve e, de acordo com o secretário de Estado da Protecção Civil, «não são precisos mais».

«Todos os distritos têm planos de emergência, contemplando os vários riscos e, naturalmente, dando maior ênfase aos que têm maior probabilidade de acontecer».

De uma forma geral, a neve não é um desses riscos, «dada a posição geográfica de Portugal», referiu.

«Agora, obviamente é preciso ter atenção, actuar ao nível da prevenção junto das pessoas e com base na previsão meteorológica, posicionar alguns meios ou requisitá-los», a título excepcional, defendeu.

«Estamos todos a fazer uma aprendizagem. Nós não tínhamos um sistema de protecção civil. Tínhamos apenas um sistema virado para o combate de incêndios florestais» e que agora se dedica mais a outros riscos, «como os sismos ou a neve», sustentou o governante.

Sobre os pedidos de mais meios, José Medeiros apelou à racionalidade e anunciou que está em preparação um «guia metodológico para a elaboração dos planos municipais de risco», que depois vão servir para definir as necessidades de equipamento.

A moto de neve hoje entregue à GNR da Covilhã custou 12.500 euros, saídos do orçamento do Ministério da Administração Interna.

«Vai permitir prestar auxílio em zonas de outra forma inacessíveis ou ultrapassar congestionamentos de trânsito», exemplificou Hélder Almeida, comandante distrital da GNR de Castelo Branco.

A Turistrela tem outras três motos de neve estacionadas na Serra da Estrela, disse à Lusa fonte da empresa.

De acordo com a Protecção Civil, há outra mota para neve nos bombeiros da Covilhã e uma sexta mota pertencente à corporação de Seia.

Lusa/SOL

Fonte
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Nevões são raros

O pessoal só se lembra de Santa Bárbara quando troveja :lmao::lmao:

Se calhar era melhor criar uns planozitos a nível nacional não ?? é só uma sugestão, vá se lá saber o que este malacioso aquecimento global nos reserva, não vá cair um nevão de proporções bíblicas e nós aqui assim assim :assobio: sem planos adequados.
 

iceworld

Nimbostratus
Registo
18 Dez 2007
Mensagens
1,052
Local
coimbra ( 85m )
Este é um tema que me tem surgido com muita frequência, ainda mais agora depois de este nevão.
É certo que não somos um país onde ocorram grandes eventos de neve ou frio extremo mas a falta de meios é gritante.
Tal como aqui foi dito pelo MSantos 1 limpa neves para toda a zona do IP4 leva a sempre que o evento seja mais intenso a estrada seja cortada. Ainda este fds passado vi na tv uma pessoa que precisou de assistência e os bombeiros tiveram que ir a pé e depois muito devagar com a ambulância. Tudo porque a ambulância todo o terreno esta avariada há mais de um ano.Imaginem que alguém de uma qualquer Gralheira por este pais necessitava de assistência? Como é vão prestar essa assistência?
Bem sei que são meios dispendiosos mas muitas vezes podem ter outra utilidade.
Os últimos 2 episódios de neve foram ao fds. Mas é uma questão de tempo até acontecer durante a semana.
E falo de acontecimentos "normais" porque mais tarde ou mais cedo seremos brindados com algo mais sério e prolongado.
Estes meios também estiveram indisponíveis ou foram muito insuficientes por exemplo no último grande fogo de Agosto 2005 ou nas cheias de Janeiro de 2001. Isto só para citar acontecimentos aqui na zona...
 

Hazores

Nimbostratus
Registo
11 Out 2008
Mensagens
1,469
Local
AGH,terceira,açores
Re: Nevões são raros

E aí na montanha de Santa Barbara já alguma vez nevou?

bem............

não sei se posso chamar neve, mas à uns 6 anos (não tenho a certeza da data, mas foi quando no pico a neve chegou à estrada) ao amanhecer metade da serra estava branca, durou foi muito pouco tempo quando foi por volta do meio dia já não aparecia nada, masna altura lembro me de terem falado que bem no cimo tinha nevado, o que tenho a certeza é que junto da minha casa ficou tudo branco durante aproximadadmente 1h mas foi de granizo.

ainda me lembro bem:cool:

tal disparate esse ano.
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Sobre este tema gostaria de deixar um breve comentário: alguns poderão acha-lo despropositado, outros podem considerar estúpido mas eu acho absolutamente "on-topic"

Portugal é um país onde os grandes sismos são raros...
 

Z13

Cumulonimbus
Registo
20 Set 2006
Mensagens
3,027
Local
Bragança - 690m
Na minha opinião, mais do que a falta de meios, o que existe é falta de bom senso e de coordenação entre as autoridades. Num país com um PIB como o nosso, não podemos exigir 3 limpa-neves em cada distrito... era bom, mas há coisas mais importantes.

Agora, se com os poucos meios que temos, se os conseguíssemos maximizar, já era muito bom. Neste passado fim de semana, desloquei-me de Bragança para Braga e regressei, sempre com os constrangimentos de ter a A7 e o IP4 cortados... Tive, por motivos inadiáveis, que efectuar as duas viagens, a bordo de um todo-o-terreno, que há muito possuo. As duas estradas que referi ficaram intransitáveis acima de tudo devido a uma série de camiões e de carros ligeiros sem correntes, que atascaram e bloquearam completamente as vias...

Se, ao primeiro nevão, a brigada de trânsito, ou os paineis informativos do IP4 e da A7, proibissem a circulação, em determinado troço, de carros pesados e de ligeiros sem correntes, as estradas não fechavam!!! Os limpa-neves passavam, os 4x4 passavam, os ligeiros com correntes passavam, as estradas ficam limpas mais rapidamente e a maior parte dos "curiosos" iam procurar a neve noutros caminhos!


Em Espanha por mais do que uma vez vi placards electrónicos em determinados "puertos" a avisar que o transito era permitido "só com correntes"...



________
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,099
Local
Caneças (300m) / Várzea da Serra (900m)
Penso que o caso mais gritante de falta de meios é o IP4 que só possui um limpa-neves:disgust::disgust:

Portugal é um país onde os grandes sismos são raros...

Bem, a verdade é que devemos estar preparados para tudo.

Não sei ao certo se será necessário um plano de emergência em caso de nevões.
Mas "gritante", como o MSantos o disse, é o IP4, itinerário principal que liga Trás-os-Montes ao resto do país, estar horas e horas cortado/condicionado devido à neve. E o IP4 não está a 2000m de altitude. Nem a 1500m.

Não sabia que o IP4 tinha apenas um limpa neves. Está então explicado o porquê dos problemas, sempre que a neve cai a cotas médias.

A A24 é outro caso. De Castro Daire norte a Bigorne, toda a autoestrada passa no alto das serras. Serras onde é normal nevar todos os anos. É uma auto-estrada recente, e recentemente não tem nevado. Mas é normal nevar todos os anos como disse. Portanto, será mais um troço a fazer parte das noticias de estradas cortadas sempre que nevar a cotas médias.

E repare-se que não falo das Nacionais entre as aldeias, refiro-me apenas a estradas de grande fluxo.

Talvez aí fosse necessário um melhor e maior plano. E não é preciso gastar dinheiro em projectos ou simulações. Esse dinheiro investido em meia dúzia de limpa-neves, era o suficiente.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Portugal é um país onde os grandes sismos são raros...

:)

O problema é que a memória meteorológica dos políticos e decisores é ainda mais pequena que a da população. Está agora a fazer 11 anos em que vários temporais de Inverno se prolongaram de Dezembro até Janeiro (culminando com o grande nevão de Janeiro de 1997) que trouxeram situações muito complicadas aos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco e Vila Real. Neve, frio e gelo, populações isoladas, escolas fechadas durante semanas, desabamentos de telhados (como o do pavilhão Clube Académico de Bragança e de muita industria), etc.
Mesmo sendo raros, as suas consequências devem obviamente ser acauteladas.
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,701
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Bem, a verdade é que devemos estar preparados para tudo.

Não sei ao certo se será necessário um plano de emergência em caso de nevões.
Mas "gritante", como o MSantos o disse, é o IP4, itinerário principal que liga Trás-os-Montes ao resto do país, estar horas e horas cortado/condicionado devido à neve. E o IP4 não está a 2000m de altitude. Nem a 1500m.

Não sabia que o IP4 tinha apenas um limpa neves. Está então explicado o porquê dos problemas, sempre que a neve cai a cotas médias.

A A24 é outro caso. De Castro Daire norte a Bigorne, toda a autoestrada passa no alto das serras. Serras onde é normal nevar todos os anos. É uma auto-estrada recente, e recentemente não tem nevado. Mas é normal nevar todos os anos como disse. Portanto, será mais um troço a fazer parte das noticias de estradas cortadas sempre que nevar a cotas médias.

E repare-se que não falo das Nacionais entre as aldeias, refiro-me apenas a estradas de grande fluxo.

Talvez aí fosse necessário um melhor e maior plano. E não é preciso gastar dinheiro em projectos ou simulações. Esse dinheiro investido em meia dúzia de limpa-neves, era o suficiente.

A A24 tem muitos Km do seu traçado acima dos 900m, quer no distrito de Viseu nas Serras de Montemuro/Bigorne, quer também no distrito de Vila Real nas Serras do Alvão/Padrela, é provavelmente a autoestrada mais alta do país.
Na minha opinião uma via com a importancia da A24 e com as caracteristicas que tem, tem que ter meios para estar sempre transitavel.

Os nevões não são muito frequentes mas quando ocorrem não podem deixar o distrito de Bragança e muitos concelhos dos distritos de Vila Real e Viseu practicamente isolados...
 

trepkos

Nimbostratus
Registo
10 Out 2008
Mensagens
1,564
Local
Eborae
Verdade seja dita, Portugal não está preparado para nada. Falo aqui de Montemor, o eixo Montemor, Arraiolos, Évora é de elevada actividade sismica, temos tido sorte de serem apenas umas 'cocegas' mas se vêm um grande, ninguem está preparado para nada, grandes trovoadas, tempestades, ventos, até a raríssima neve por aqui, tudo causa o caos porque não há planos para nada, só há muitos planos para os incêndios e mesmo esses tenho dúvidas.

Como já aqui foi dito 'só se lembram de santa bárbara quando há trovoadas', depois é que se fazem os arranjinhos todos, dou-vos um grande exemplo, existe uma estrada que passa dentro do rio almansor e em todos os invernos aquilo enchia à séria, toda a gente o sabia, mas foi preciso morrer gente arrastada com os carros pela forte corrente para começarem a encerrar a estrada sempre que o caudal do Almansor sobe, para conluir apenas digo, Estamos em Portugal e basta.
 

Minho

Cumulonimbus
Registo
6 Set 2005
Mensagens
4,091
Local
Melgaço
Bem os limpa-neves não podem ser assim tão caros. Observem bem um limpa-neves mais rudimentar aquilo não passa de uma pá à frente e um depósito de sal atrás. Aqui na vizinha Galiza na auto-estada das Rias Baixas existem pelos menos dois centros de limpa-neves cada um deles com vários limpa-neves que nestes últimos anos têm estado parados praticamente o ano inteiro. Além disso, existem acessórios (pá frontal + espalhador de sal) que são facilmente adaptados em veículos pesados e até ligeiros! (http://www.saaq.gouv.qc.ca/publications/immatriculation/vehicle_c4445a.pdf) .
 

storm

Cumulus
Registo
17 Set 2007
Mensagens
491
Local
Bombarral
As considerações do Governo são sempre um fartote de rir, enfim:disgust:, as pessoas também deviam ter consciencia que se não estão preparadas para passar pela neve.não deviam seguir por esse mesmo caminho:confused:

E como o Minho referiu nem era preciso mesmo carro limpa-neves, um bom tractor agricola equipado com braços frontais e uma boa pá frontal fazia o trabalho, e com um adubador controlado electronicamente( só debita com o espaço defenido) o trabalho devia ficar igual.
Alias ja vi fotos de na Espanha andar tractor agricola a espalhar sal.