O grande Sismo e Tsunami de 1755 em Portugal (M 8.7/9.0)

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por Vince 5 Nov 2009 às 20:04.

  1. Aurélio

    Aurélio
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    23 Nov 2006
    Mensagens:
    4,335
    Local:
    Faro
    Por acaso em relação até está mal ... e apenas percebi isso quando vi videos associados ao da Indonesia em 2004. Aquelas naus não fariam aquele movimento somente se fossem ondas pequenas, pois se fossem como aquelas da Indonésia seria levadas pela enorme massa de água, repito massa de água ;)
     
    StormRic gostou disto.
  2. fablept

    fablept
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Nov 2008
    Mensagens:
    1,251
    Local:
    Ponta Delgada - Açores
    Este documentário está a passar no canal Odisseia, com o título: Catástrofes Extraordinárias, EP1 - A Ira de Deus. Houve uma emissão hoje pelas 03h.
    http://odisseia.pt/programa/0000607262_1/?catstrofes-extraordinrias-ep1-a-ira-de-deus

    O documentário baseia-se no relato de um inglês que vivia na altura em Lisboa, e relata as três fases da catástrofe em Lisboa, o sismo, tsunami, incêndio. A Ira de Deus, a relação entre o sismo ter ocorrido no dia de Todos os Santos à hora em que muitos portugueses encontravam-se nas missas.
    Não tem uma abordagem muito científica, mas gostei da dramatização dos eventos.

    Não é todos os dias que se vê uma produção destas sobre Portugal, recomendo darem uma vista de olhos!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #17 fablept, 13 Mar 2016 às 14:38
    Última edição: 13 Mar 2016 às 14:49
    MSantos, Wessel1985 e CptRena gostaram disto.
  3. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    17,112
    Local:
    Fatima (320m)
  4. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,091
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    9,918
    Local:
    Olhão (24 m)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Wessel1985 gostou disto.
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,091
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    PT e o Japão têm uma infeliz semelhança. Estão a 1 terramoto de distância de se tornarem um país de 3º mundo sem fim à vista.

    2005:

    2009:

    2013:

    O centro-sul litoral seria varrido do mapa. O centro-norte deveria ficar um pouco melhor. Na altura foi 'registada' uma onda de 11 metros na ilha da Terceira por isso algumas ilhas poderiam sofrer bastante (dependeria da direção da onda). Lisboa é a zona mais rica do país. Por isso o resto da atividade económica cairia como um dominó.

    Quanto tempo demoraria a onda a chegar à costa do Algarve? 35 minutos? Se for de noite a letalidade será colossal. De dia o cenário poderá ser ligeiramente melhor mas quando os edifícios começarem a cair e tendo em conta a falta de planos amplamente conhecidos é bom que não depositem grandes esperanças nos esforços das autoridades. Podem até ter muita vontade mas a descoordenação e ineficácia será certamente abismal (o que é previsível). Nestas alturas vai ser, como geralmente é, cada um por aí. Pensar consome tempo. Tem que ser tudo automático :p
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    9,918
    Local:
    Olhão (24 m)
    Há uns anos atrás, em pleno Verão, foi dado um alerta de onda gigante nas praias do Algarve. Sabes aonde ficaram as pessoas? Saíram da praia mas ficaram à espera da onda, mais afastadas.

    Um tsunami, em pleno Agosto a atingir a costa algarvia fazia muito mais vítimas do que essas projecções, as inúmeras praias repletas de gente, o caos instalado para sair das praias, muitas morreriam dentro dos carros a tentarem escapar ao tsunami. Quem avisará as pessoas na praia que vem um tsunami? Alguma vez, as autoridades já fizeram um simulacro na praia em pleno Agosto a testar a capacidade dos meios, como correrá a evacuação da praia, só fazem simulacros nas escolas, no resto, anda tudo a leste, um tsunami em pleno Agosto a atingir o Algarve vai ser uma catástrofe. .
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Wessel1985 e luismeteo3 gostaram disto.
  8. Prof BioGeo

    Prof BioGeo
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Dez 2006
    Mensagens:
    642
    Local:
    Moura, Alentejo
    Penso nisto frequentemente. Costumo ir para a praia de Cabanas de Tavira e sempre que lá estou dou por mim a pensar: o que acontecia se houvesse agora um sismo que pudesse causar um tsunami? Como é que as pessoas iam sair daqui? Como é que as pequenas embarcações, sempre cheias de gente e num vai-vem louco tinham capacidade para evacuar a praia? Adoro a praia de Cabanas de Tavira, mas a sério que isto me arrepia muito. Espero sinceramente nunca viver um cenário destes... espero que nunca ninguém tenha que viver um cenário destes...
     
  9. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,091
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Não sabiam que era um exercício? Dificilmente o resultado seria outro. Para onde é que as pessoas iam? De calções e biquíni para os montes mais próximos? :D Provavelmente nem faziam a mínima para onde ir.

    Não há propriamente grande preparação possível para fortes sismos e é pior em PT continental porque não é um fenómeno usual.

    Realisticamente ninguém gosta de ouvir algo como isto: Fujam com tudo o que puderem no menor tempo possível sabendo que tudo o que deixarem para trás poderá ser destruído.

    Para os interessados, aqui estão várias simulações (julho de 2016).

    E já de vez:

    [​IMG]

    Os algarvios estão mal habituados com a tranquilidade sísmica.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #24 Orion, 30 Mar 2017 às 00:07
    Última edição: 30 Mar 2017 às 00:13
    luismeteo3 gostou disto.
  10. weatherbox

    weatherbox
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    31 Out 2016
    Mensagens:
    117
    Local:
    Ibéria
    Não foi um exercício, foi uma ilusão ótica em Agosto de 1999 num dia bastante quente com uma inversão térmica no mar do Algarve que por refração atmosférica criou uma miragem rara chamada Fata Morgana.

    Como não havia registo da ocorrência de qualquer sismo intenso as coisas foram bastante desordenadas sem ninguém saber o que se fazer. Embora muita gente tivesse quase a certeza que era um fenómeno ótico e nem ligaram, outras ficaram preocupadas pois nessa altura passavam imagens na TV do grave sismo em Izmit, Turquia, ocorrido uns dias antes.

    O que parece depois ter precipitado os acontecimentos foi um relato ou vários de pilotos a aterrar em Faro que falavam de realmente algo invulgar avistado no mar, e aí acabou por ser dado um alerta em muitas praias e as rádios foram passando a informação.

    Refira-se que em 1999 a maioria das pessoas nem sabia bem o que era um Tsunami ou os seus efeitos, enquanto umas pessoas abandonavam as praias outras até se deslocaram para lá de propósito para ver a onda :)

    Se fosse depois do tsunami no Índico em 2004 o comportamento teria sido outro, se calhar até com muito caos.

    O acontecimento que acabou por virar tema de anedotas durante meses até acabou por ser útil, foi um exercício espontâneo de grande escala aonde se aprendeu alguma coisa com a confusão geral.

    Um bom sistema de alerta nunca vai salvar todas as vidas mas pode salvar muitas.

     
    #25 weatherbox, 30 Mar 2017 às 10:09
    Última edição: 30 Mar 2017 às 10:19
  11. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    9,173
    Local:
    Foros Charneca (Benavente) / Mte. Barca (Coruche)
    O Japão não ficaria transformado num país de 3º Mundo por causa de um sismo + tsunami, eles são o país do mundo melhor preparado para uma ocorrência destas, estão habituados a sismicidade forte e até a tsunamis. Em 2011 tiveram um sismo 9.1, seguido de um poderoso tsunami e como país organizado que são, conseguiram diminuir a probabilidade de danos e vitimas dentro do possível. O numero de vitimas ainda que bastante elevado (mais de 15 mil mortos) não se compara ao sismo e tsunami no Indico que causou mais 230 mil mortos.

    Já por cá a história seria bem diferente da do Japão, seria mais parecido com o que aconteceu no Indico. :unsure: Entre Marrocos, Portugal e Sul de Espanha (colocando o epicentro no banco de Gorringe) e independente da altura do ano seria sempre uma catástrofe, então se fosse numa tarde de Verão, com as praias cheias de gente nem quero imaginar... :(
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #26 MSantos, 30 Mar 2017 às 11:00
    Última edição: 31 Mar 2017 às 10:21
  12. criz0r

    criz0r
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Abr 2008
    Mensagens:
    4,360
    Local:
    C.Piedade/Belver/Porto
    Lembro-me perfeitamente desse dia, foi notícia de ultima hora em todos os Jornais, de facto pelas imagens televisivas aparentava ser um enorme Tsunami que se aproximava da Costa.

    Não passou obviamente de uma mera ilusão de óptica, mas o potencial para estes eventos no nosso País é muito alto, principalmente na região do Algarve.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 e Wessel1985 gostaram disto.
  13. criz0r

    criz0r
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Abr 2008
    Mensagens:
    4,360
    Local:
    C.Piedade/Belver/Porto
    Deves-te ter equivocado @Orion , se há País que após uma catástrofe seja ela de que tipo for consegue rapidamente recuperar e seguir o seu rumo normal é precisamente o Japão.
    Não te esqueças que estão situados no anel de fogo do Pacífico, as probabilidades de sismos e tsunamis naquela região são manifestamente muito altas, sismos para eles actualmente são "Peaners" :p
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,091
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Publiquei propositadamente o artigo: https://ig.ft.com/sites/japan-tsunami/

    O sismo de Fukushima - na região de Tohoku - não atingiu as principais zonas industriais do país (e as mais ricas). Esta falha irá, atingindo diretamente as regiões de Chubu, Kanto e Kansai.

    [​IMG]

    O Japão é o país mais endividado do mundo mantendo-se à tona devido a interesses específicos (por exemplo geopolíticos). Mas uma coisa é destruição numa província pobre e outra é quando as fábricas param e outras subsidiárias não têm outro remédio se não fazer o mesmo.

    O custo de Fukushima já dobrou para os 200 mil milhões de dólares, o que não é assim tanto (foi em província pobre). Como o trabalho deve durar mais umas décadas, é bem provável que chegue ao biliões.

    Em parte o povo de lá não tem culpa. O país não é muito grande e é muito montanhoso. Como tal as pessoas são 'empurradas' para a costa. E maioria delas vive na costa leste.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #29 Orion, 30 Mar 2017 às 14:01
    Última edição: 30 Mar 2017 às 14:21
    luismeteo3 gostou disto.
  15. criz0r

    criz0r
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Abr 2008
    Mensagens:
    4,360
    Local:
    C.Piedade/Belver/Porto
    Não concordo de todo com a tua opinião, tens um bom exemplo disso no grande Sismo de Kobe de 1995 em que a cidade ficou destruída quase na sua totalidade e a recuperação foi notável e impressionante. Estamos a falar já na altura de uma grande metrópole. No Pós Sismo de 2011, a grande maioria das Fábricas da região começaram a operar praticamente 1 mês depois da catástrofe que ocorreu. Tens um exemplo em baixo.

    http://veja.abril.com.br/economia/toyota-retoma-producao-em-18-fabricas-japonesas/

    Em relação à divida pública, é normal que tanto o Japão como os Estados Unidos etc sejam dos mais endividados do mundo, o facto de Portugal ser o 5º é que me preocupa, o problema está precisamente ai, se com a magnitude do nosso País já somos o 5º então numa situação de Catástrofe ultrapassamos a escala. É tudo uma questão de perspectiva.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Wessel1985 e luismeteo3 gostaram disto.

Partilhar esta Página