O Temporal da Madeira e sua Predictabilidade

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Previsor 7 Abr 2010 às 00:13.

  1. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    :palmas::palmas::palmas:
    Já não tenho mais nada a dizer aqui neste tópico pois a minha ideia já passou...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    4,255
    Local:
    Oeiras / Portel
    Eu sou da opinião que, tal como se passa em Espanha, as regiões autónomas deveriam ter um instituto de meteorologia próprio, ainda por cima estando a Madeira e os Açores tão distantes do continente e tendo um clima bastante diferente.

    Quando à predictabilidade do dilúvio de 20 de Fevereiro, acho que o IM não podia fazer muito mais. Com modelos divergentes, mas em que quase nenhum deles apontava para algo de muito relevante, não poderia nunca lançar um aviso que não o amarelo. O ECMWF, modelo usado pelo IM, e o melhor modelo global, previa cerca de 30 mm em 6 horas nesse dia. Segundo os critérios, esse valor é o mínimo que justifica o aviso amarelo. Com um radar poder-se-ia mudar para aviso vermelho umas horas antes, mas duvido que fizesse muita diferença. O IM sem radar, só com o satélite e observações "in loco" e com modelos divergentes e não muito gravosos não poderia fazer nada diferente do que fez.

    Convém relembrar o que se disse naquela noite, quando utilizadores deste fórum, munidos de instrumentos não muito piores que os do IM (satélite, modelos e sem radar), disseram:

    Às 23:30, pela imagem de satélite, parecia que ia ser fraquinha:

    O Alex não deve ter visto os modelos, e o Miguel lembrou-lhe que o pior viria ao início da manhã.

    O Alex corrige, e vê-se pela sua mensagem que o GFS andava às aranhas:

    Depois de algumas mensagens normais para um dia de chuva também normal, mas com alguma preocupação devido ao vento, o Knyght congratula-se com a diminuição do vento, apesar de se ter iniciado chuva:

    Depois volta a fortalecer o vento, mas tudo acompanhado de forma muito calma e serena. A primeira mensagem que refere a precipitação é das 10:46, mas com valores nada de relevantes para a Madeira, 43 mm desde a meia noite.

    Alarme só às 11:29. 3 minutos antes fora referido o aviso vermelho do IM.

    É óbvio que o IM tem muitas mais responsabilidades que qualquer membro do fórum, mas nota-se, pela escassez de mensagens e pelo tom calmo de todas elas que ninguém estava à espera do que se passou.

    Eu acho espantoso é que em vez de se criticar o IM porque não previu algo difícil de prever, não se critica algo que era previsível, fora alertado por especialistas, desde geólogos, geógrafos e ambientalistas: as consequências de um mau ordenamento do território, a não execução de obras de correcção torrencial que amenizasse as cheias, etc. Isso sim era previsível, e acima de tudo, poderia ter evitado muitos dos efeitos nefastos do temporal. E espero que agora, depois da casa arrombada, ponham as trancas à porta, porque, quer o IM o preveja ou não, é uma questão de anos para voltar a ocorrer.
     
  3. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Da intervenção efectuada, na palestra de 14 de Abril por um dos Meteorologistas, referindo-se à análise posterior ao acontecimento, saliento:
    - Após um Inverno muito chuvoso, este episódio torna-se catastrófico, embora noutras situações recentes, até tenha chovido mais.
    - O MCS (sistema convectivo da mesoscala) que afectou a Madeira apresentava na sua estrutura, várias áreas de precipitação muito intensa sendo que, algumas delas, não atingiram a Ilha, passaram na sua vizinhança...
    - O Funchal teve o pico máximo de precipitação, antes do registo máximo da precipitação no Pico do Areeiro, o que provocou inundações na cidade, ainda antes da chegada do caudal das ribeiras, proveniente das vertentes montanhosas...dificultando o escoamento das águas.
    - Não existindo informação (registo) radar não se pode concluir que noutros pontos das vertentes montanhosas, não tenham sido atingidos valores muito mais elevados da precipitação...(estamos perante convecção).
    - Não havendo dúvidas sobre o efeito da topografia, o certo é que o Funchal teve um registo elevado de precipitação, podendo-se considerar um registo ao nível do mar...
    - Outro aspecto focado foi o da semelhança com a situação ocorrida dois dias antes (18 de Fevereiro) nas Canárias.
    O Professor Pedro Miranda da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, manifestou a sua discordância em relação à compra do radar...como prioridade...sendo afirmado por outras Pessoas que o plano, para a rede de Radares a implementar no Continente, nos Açores e na Madeira tem mais de 20 anos.
     
  5. Previsor

    Previsor
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    12 Mar 2008
    Mensagens:
    13
    Local:
    Lisboa
    Foram hoje publicadas as conclusões do Colóquio no portal Web da Associação.
    Podem ser consultadas aqui
     
  6. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    Agora vamos deitar mãos a obra a localização do radar está já a ser estuda e há a vontade tanto das entidades regionais como de algumas associações para que assim seja.

    Espero que toda a capacidade intelectual da área possa contribuir para o tal modelo de mesoescala não só para a Ilha da Madeira como também para os companheiros dos Açores desde já que a possibilidade de evacuação caso necessidade seja limitada pelo mar.

    Cumprimentos
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Nos últimos dias li meio na diagonal um livro que me parece bastante adequado para quem se interesse de forma mais profunda sobre o tema Madeira, radar em zonas de montanha, inundações rápidas, previsões, alertas, etc, etc.

    O livro chama-se «Flash Flood Forecasting Over Complex Terrain» e debruça-se sobre o tema das inundações rápidas e de todos os factores que contribuem para elas, tudo centrado num estudo sobre a instalação algo complicada de um radar numa zona com montanhas no sul da Califórnia, abordando assim variados assuntos que se tem falado no fórum em diferentes tópicos, factores meteorológicos, hidrológicos, uso/tipo/saturação de solos, processos hidráulicos e perfis dos cursos de água, funcionamento dos radares, limitações destes em montanha, soluções para os problemas, etc,etc


    O livro pode ser lido online no seguinte link, ou pode mesmo descarregado em PDF (mediante registo):

    http://www.nap.edu/openbook.php?record_id=11128&page=1
     
  8. S.Miguel-Azores

    S.Miguel-Azores
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Ago 2009
    Mensagens:
    716
    Local:
    Ginetes - Zona Oeste de São Miguel. 350-400 m
    Não podia estar mais de acordo! Não se compreende, no século vinte e um, estarem duas regiões Autónomas e um povo ilhéu subjugados a uma macrocefalia de Lisboa.
    É o que dá ter um cordao umbilical na maioridade.

    Açores e Madeira deveriam de ter obrigatoriamente um instituto meteorológico independente, uma vez que a nossa realidade climática é completamente diferente da de Portugal Continental. As pessoas têm que começar a ter consciência da sua realidade e com ela manifestarem-se para fazerem valer os seus direitos de cidadãos. Pena é que ainda continuemos com uma " militância" puramente retórica- mas , mais tarde ou mais cedo, tambem isto mudará!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Não existe nenhum impedimento para que isso aconteça. Quer a Madeira quer os Açores ao contrário de todo o continente são regiões autónomas, governo e orçamento próprio, esses governos regionais se assim desejarem podem criar a qualquer momento um serviço meteorológico, tal como existe na Catalunha, na Galiza, etc (que até detêm ou estão a instalar por exemplo radares próprios). Os Açores até uma companhia aérea detêm, portanto se calhar até podem gastar também dinheiro nisso embora julgue que exista melhor e mais eficaz forma de gastar dinheiro do que criar novos serviços de meteorologia, que no caso dos Açores parece-me que verbas são um bem bastante escasso. Mas é uma questão de sensibilizarem os governos regionais.
     
  10. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal

    Venho ressuscitar este tópico porque acho gravíssimo sempre está cultura de superioridade que o IM tem, é generalizado e gritante as questões de parecerem não querer abrirem-se ao publico e a discussão.

    A parte em negrito é a mais gritante, é aquele tal modelo que na altura do temporal tinha colocado valores de precipitação dentro dos parâmetros do aviso vermelho e que o IM ignorou porque a leitura do ECMFW é bem inferior e que foi defendido que seria o modelo em teste e que não poderia ter sido levado em conta.

    Hoje 6 messes e 7 dias após da tragédia coloco esta noticia aqui sendo defendido que a Madeira está muito bem servida pelo modelo Arome e que já estava operacional no dia 20...

    Gostei apenas neste artigo que existiram mais pontos de medida do estado do tempo e uns novos sistemas de medição de altitude das nuvens.

    Gosto também de um estudo da Meteo-France para aperfeiçoar as leituras dos perfis verticais da região para inserção em modelos de mesoescala, no valor de 200 mil de euros costeados pela UE.

    Não gosto que o processo do radar meteorológico após ter decidido que seria instalado junto ao radar aéreo da NATO, o ministério da ciência e tecnologia voltou a colocar entraves no financiamento do mesmo sendo que a NATO solicitou ao ministério da defesa a colocação de uma parelha de F16 ao serviço da NATO na base do Porto Santo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. ferreira5

    ferreira5
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Mar 2007
    Mensagens:
    1,900
    Local:
    Bragança (alt.665m) Lamego (alt.558m)
    Depois de ler este tópico, só tenho uma coisa a dizer...a força da Natureza continua a ser muito superior à inteligência humana...
     
  12. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Sem sombra de dúvidas! Os antigos sabiam que não deviam construir em qualquer local, e também sabiam que uma ribeira limpa permite o fácil escoamento das águas. Actualmente com tanta engenharia civil, o que se faz é juntar ribeiras (canais), estreita-las, construir próximo destas e abater árvores que delimitam as ribeiras das terras nas suas margens. Depois é assim, não há milagres!

    O prometido radar meteorológico da madeira já está a funcionar ou ainda não passou do papel?? Seria importante que já estivesse a funcionar, poderia alertar a população de futura catástrofe a 1 ou 2h de "distância"!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)

    Sem dúvida uma excelente notícia, 5 novas estações meteorológicas na Madeira.
    As localizações destas novas estações são excelentes, Bica da Cana por ser o local mais chuvoso e frio da Madeira no Inverno, Santana e São Vicente que permite ter uma melhor percepção do tempo no norte da ilha.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,674
    Local:
    Arroja, Odivelas (140m); Várzea da Serra (900m)
    Muito bom!
    Aguardemos então pela actualização na rede de observações do IM.

    Já agora, onde se situa o Sanatório do Monte? É o local onde se atingiu (segundo o IM), o maior valor de temperatura máxima: 39ºC.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    O sanatório no Monte deve rondar o 300/400 metros de altitude, é o antigo hospital de tuberculose criado pelos ingleses sendo agora principalmente lar de idosos.
    [​IMG]
    Freguesia do Monte, por cima do Imaculado Coração de Maria extremidade Nordeste uns 10m acima desse ponto.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página