Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Maio 2012

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por stormy 1 Mai 2012 às 00:00.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    [​IMG]

    A presença de complexos núcleos de baixas pressões, estendendo-se desde o Arquipélago dos Açores até à Península Ibérica serão responsáveis por um agravamento do estado do tempo, a partir de hoje nos Açores e de amanhã à tarde em Portugal Continental.
    Assim, os Açores irão manter-se durante vários dias com uma situação de tempo instável, com céu muito nublado e períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, com vento moderado a forte do quadrante sul.
    Para Portugal Continental espera-se um aumento da nebulosidade a partir da tarde, com possibilidade de ocorrência de precipitação para a noite; a precipitação estender-se-á do litoral para o interior ao longo da noite de Domingo para Segunda-feira, podendo tornar-se forte nas regiões do norte e centro do território de Portugal Continental.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. beachboy30

    beachboy30
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Mai 2008
    Mensagens:
    405
    Local:
    Aroeira
    Boas noites :).

    Constato que o forum anda muito calado... Será das previsões que aí vêm a partir de 4ª feira? :)

    Bom, os modelos continuam bastante concordantes quanto a isso: geopotenciais bem elevados na P.I. e temperaturas a subir no continente para valores superiores a 30ºC. A questão é saber se se irá estabelecer uma corrente de leste no continente ou não. Alguns modelos apontam para isso, outros nem tanto (por exemplo, a run operacional das 12h do ECMWF aponta para uma corrente não tanto de NE/E, mas mais de N para o fim de semana, o que resultaria possivelmente em temperaturas não tão altas, especialmente no litoral oeste). No entanto, os ensembles vão mais para a corrente de leste, pelo que o litoral oeste teria temperaturas mais elevadas...

    É uma questão de se verem as cenas dos próximos capítulos... Eu aposto mais na corrente de leste :). Certa é a chegada do calor, restará saber até quando... Ficar-se-à pelo fim de semana?
     
  3. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    4,814
    Local:
    Oeiras / Portel
    E parece que vem aí o calor. Após dois dias de alguma instabilidade, principalmente a norte e centro, a partir de quarta feira é tempo de tirar de novo as roupas de verão do armário (já de lá não saíam desde março).

    Todos os modelos concordam que uma depressão na zona dos Açores impulsionará a subida da dorsal sobre a Península Ibérica, com a entrada de isos a 850 hpa bastante altas, no sul possivelmente superiores a 20ºC.

    Média dos ensembles do ECMWF:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O fluxo à superfície será continental, podendo as temperaturas subir bem acima dos 30ºC em todo o país.

    A duração deste evento é ainda uma incógnita, a run operacional do ECMWF acaba com tudo logo no sábado, com uma entrada fresca de norte, mas essa opção parece claramente um outlier face à média dos ensembles.

    Run operacional:

    [​IMG]

    Média dos ensembles:

    [​IMG]

    Quanto ao GFS está bastante estável na opção calor, basta ver o diagrama de ensembles para o Alentejo central:

    [​IMG]

    A minha aposta é para que tenhamos um evento de calor bastante pouco usual para a época do ano, a durar até segunda ou terça da semana que vem, atingindo-se as temperaturas mais extremas no fim de semana.
     
  4. ELJICUATRO

    ELJICUATRO
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    24 Jan 2009
    Mensagens:
    634
    Local:
    BRAGA SUL (Baixo Minho)
    Boa noite beachboy30,

    De facto a run operacional 12Z do EMCWF aponta para um corrente de Norte na zona do Minho o que não favorece tanto as temperaturas elevadas mas realmente se for e como dizem os ensembles uma corrente de Leste/NE então as cidades como Porto e Braga podem ter temperaturas a rondaram 25-26ºC na boa.... Sabemos por experiência que Lestada nessas 2 cidades no verão traduz-se simplesmente por temperaturas diurnas superiores à 30ºC e por noites tropicais mas ainda falta calor acumulado no interior da Espanha para tal acontecer.....

    Cmps.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Boas tardes:)

    Resumo dos proximos dias com base no GFS12z de hoje, e ECMWF00z de hoje tambem.

    Terça Feira

    Céu muito nublado, tornando-se pouco nublado no centro e sul.
    No norte esperam-se periodos de chuva, por vezes moderada, até ao final da manhã, passando a regime de aguaceiros fracos á tarde, que se podem extender a trás-os-montes.
    Temperaturas em subida, nomeadamente as minimas, com as maximas a subir de modo mais notório a sul de Sintra-Estrela.
    Vento fraco de SW.

    Quarta Feira

    Céu em geral pouco nublado, com periodos de maior nebulosidade no norte, e possibilidade de chuviscos pela madrugada no Geres/Minho.
    Subida acentuada da temperatura maxima, tempo quente e abafado.
    Possibilidade de aguaceiros durante a tarde no interior norte e centro, localmente acompanhados de trovoada.
    Vento fraco variavel, rodando para oeste á tarde.

    Quinta Feira

    Céu limpo, subida da temperatura, mais acentuada no norte, com tempo quente e abafado e noites a tornarem-se notóriamente quentes, especialmente na zona centro e sul.
    Vento fraco de E ou SE, rodando para W ou SW durante a tarde no litoral.
    Possibilidade de trovoada nas areas montanhosas do interior norte durante a tarde.

    Sexta Feira a Domingo

    Tempo quente, com céu em geral limpo e ventos fracos do quadrante leste, mais intensos de ESE no Algarve e brisas maritimas fracas durante o fim da tarde no litoral oeste.
    Possibilidade de trovoada nas areas montanhosas do Interior norte e centro durante a tarde.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Boas tardes !

    A Pluma tropical que continuará a influenciar o estado do tempo nos proximos dias:

    http://tropic.ssec.wisc.edu/real-time/mimic-tpw/natl/main.html




    Toda a massa de ar tropical vai lentamente disseminar-se pelo SW da Europa, misturando-se com uma outra massa de ar tropical continental proveniente do norte de Africa.

    Os proximos dias serão assim bastante quentes, no caso de Pt continental só a região norte terá dias com mais alguma nebulosidade a moderar as temperaturas...
    E devido ao forte aquecimento são possiveis trovoadas dispersas e pouco frequentes nos sistemas montanhosos do interior norte e centro, meseta norte de Espanha e sobre a França, sendo que neste ultimo caso podem ser localmente severos.


    EDIT

    Parece que já temos newsletter do IM :)

    http://www.meteo.pt/pt/media/notici.../media/noticias/textos/tempo_quente_maio.html
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. meteorologist

    meteorologist
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Out 2008
    Mensagens:
    15
    Local:
    Aveiro
    Boa tarde forum,

    Já estou com calor só de ver os mapas :calor:.

    A corrente de NE que se deverá estabelecer fruto da aproximação de um anticiclone, também irá ajudar a que as temperaturas não sejam tão elevadas nas regiões do litoral norte. Eu diria que poderá haver condições favoráveis à formação de nevoeiro junto à costa. A NW da península é que deverá haver bastante actividade, fruto da interacção entre a pluma quente tropical com o ar fresco trazido pela corrente de NE (as nossas simulações assim o indicam).

    Entretanto os ensembles do AO e da NAO parecem indicar uma mudança no padrão atmosférico, revelando anomalias positivas.

    Cumps
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Boas..:)

    Análise de longo prazo ( 14Mai a 18Mai), ECMWF00z/GFS12z.

    A configuração que parece querer aparecer para inicios e meados da proxima semana conta com uma dorsal bipartida no Atlantico ( que aliás é o padrão que espero a nivel sazonal para o Verão), com uma cut-off a S/SE dos Açores e uma baixa pressão cavada a SE ou E da Gronelandia, proximo ou a sul da Islandia.

    Não acredito, pelo menos até ao outro fim de semana, que ocorra uma entrada fria de N/NW pois sobre o Atlantico nordeste prevalece uma bolsa de ar polar maritimo estavel incompativel com grandes desenvolvimentos extratropicais, que depois arrastem grandes correntes polares.

    Passamos portanto há hipótese que proponho, que é a que vamos ter um bom desenvolvimento ciclónico no Atlantico norte, alimentado por uma pluma de ar quente que sai da América...com o passar do tempo teremos a formação de um vasto campo depressionário que se vai unir á Cut-off perto dos Açores:

    [​IMG]





    Com isto espero que se mantenha o tempo quente para a época até meados da semana, depois a tendencia é que o cavado se vá aproximando do continente, e a PI fique sobre uma cicrulação ciclónica mais instavel.

    Tenho bastante confiança neste cenário apesar de não estar ainda bem visivel nos modelos devido a um padrão que eu tenho observado no Atlantico em situações similares ( que eu chamo dipolo térmico Atlantico), em que o Atlantico por vezes assiste a um aquecimento de uma das suas margens enquanto a outra arrefece, e vice verso.

    Neste caso, há muita energia a ser empurrada para o SW Europeu, e pelo Atlantico central e nordeste, enquanto no Canadá/Gronelandia/Islandia a entrada de ar frio se vai acentuando.
    Ao fim de algum tempo a tendencia é que se vão criando fortes baixas pressões no Atalntico norte, que vão lançando cavados para sudeste, que por sua vez encontram um ambiente bom para o seu aprofundamento, e assim vão progredindo para leste acabando por abarcar toda a Europa e mesmo a PI.



    Resumindo:

    Acredito num inicio de semana quente, seguindo-se uma descida gradual da temperatura a aprtir do dia 14, e um periodo de crescente instabilidade á medida que as perturbações vão crescendo no Atlantico e aproximando-se do continente Europeu.
    Lá mais para o fim da semana as temperaturas terão descido para valores normais para a época, e poderemos ter um regime instavel com uma circulação de W nos niveis altos, e muita actividade extratropical na faixa compreendida entre a Islandia e a Grã Bretenha/França, que então poderá arrastar ar mais frio directamente sobre a PI.


    Não se esqueçam que isto é apenas uma intrepetação, falivel, do padrão/tendencia a longo prazo..
    :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. beachboy30

    beachboy30
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Mai 2008
    Mensagens:
    405
    Local:
    Aroeira
    A grande incógnita neste momento é a nebolusidade alta prevista... Ela poderá ser responsável por menos aquecimento diurno no continente... Resta saber que partes do país irá afetar mais... Se mais o norte ou o sul...
     
  10. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,975
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    Já viram os valores de Cape/LI para sexta e sábado ??
    A sorte é que a humidade vai ser baixa.. :lmao:

    Vendas Novas


    Sexta-feira :


    Cape [ 1503 ]

    LI [ -6.4 ]


    Sábado :


    Cape [ 2068 ]

    LI [ -6.7 ]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    As temperaturas parece que irão começar a descer mais cedo que o previsto, os modelos têm vindo a tirar calor.

    [​IMG]
     
  12. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    4,814
    Local:
    Oeiras / Portel
    Ainda há muita dispersão no ensemble do GFS a partir do fim de semana, mas creio que o estado do tempo nos próximos dias não fugirá muito disto (e nisto GFS, ECMWF e GEM estão mais ou menos de acordo):

    - tempo quente para a época, mas também nada de extraordinário, cerca de 30ºC no litoral e interior norte e centro, ou até menos (no norte), e perto dos 35ºC no interior sul, desde quinta feira até sábado ou domingo; é possível que já ocorra alguma nortada no sábado, e até na sexta, embora fraca;

    - uma depressão polar vinda da Terra Nova atinge grande cavamento (provavelmente ciclogénese explosiva) entre a Islândia e o Reino unido, desgastando o anticiclone que entretanto se formara no Atlântico;

    [​IMG]

    [​IMG]

    - essa depressão instalar-se-ia no Reino Unido, e ficaria bloqueada pela ascenção de uma dorsal na Europa de Leste; tal bloqueio permitiria a entrada de ar frio na Península Ibérica, devido à instalação de um fluxo anticiclónico de norte; assim as temperaturas começariam a descer no litoral e no interior norte ligeiramente no domingo e acentuadamente na segunda feira; no sul do país a descida dar-se-ia da mesma forma, um dia depois;

    [​IMG]

    [​IMG]

    - após a normalização das temperaturas (na terça-feira já deverão estar normais em todo o país) há dois cenários em aberto; ou a depressão se mantém bloqueada no Reino Unido e mantém-se um fluxo anticiclónico de norte, mantendo as temperaturas normais ou até ligeiramente abaixo da média; ou a depressão segue para leste, e a dorsal tenderá a subir de novo sobre a península, pela acção da depressão que já está a afectar os Açores, e que por lá se deverá manter durante pelo menos uma semana.

    PS: Apesar de haver muito CAPE em perspectiva, não me parece que haja grande possibilidade para termos algum evento convectivo no sul do país. A humidade estará bastante reduzida, nos momentos mais quentes. A haver alguma coisa é no interior norte e centro, mas ainda falta muito tempo.
     
  13. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga

    Sim, o CAPE tem valores elevadíssimos, não é muito comum vermos por cá CAPE a chegar aos 2300j/kg mesmo quando o modelo sonha um pouco, vá, talvez apareça uma ou duas vezes por ano.

    De qualquer forma isso só por si não garante muita coisa, como referes, a humidade é pouca, embora hoje tenha melhorado ligeiramente e o GFS até já modela células com precipitação que não tinha ontem, no interior norte e centro.

    O ECMWF não modela precipitação, mas este modelo costuma subestimar precipitação, trovoadas "secas", quando a humidade é pouca.

    Outro pormenor é que quer um quer outro modelo tem bastante nuvens altas o que nunca é bom, e parece também não haver grandes "forcings", mas para isso é melhor esperar que faltem menos de 72 horas em que temos acesso a outro tipo de produtos de modelos.

    De qualquer forma é o tipo de coisa que pode variar imenso de saída para saída, e para já não vale a pena grandes entusiasmos. De qualquer forma ficam aí as cartas, sempre são interessantes de ver e guardar.


    CAPE & LI / Humidade 700hPa / Precipitação
    (nas cartas de humidade, não esquecer que certas manchas são elas próprias já uma modelação de células)
    [​IMG]
     
  14. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Quanto á hipótese de trovoadas no fim de semana, parece-me complicadissimo ter ideia do que se vai passar...será mesmo uma questão de nowcasting.

    A favor temos uma baixa atmosfera muito energética, com valores de temperatura superiores a 30ºC, dewpoints na ordem dos 16-18ºC que culminam depois em parametros termodinamicos, como o CAPE, LI, TT index ou Theta-e muito elevados.
    Este panorama pode muito bem compensar o ar relativamente seco e afalta de frio nos niveis mais altos.

    Contra, e como referiu o Vince, temos a falta de forçamento dinamico.

    Na minha opinião, no interior norte e centro há hipoteses devido á orografia e mesmo ao efeito que a brisa maritima poderá ter na iniciação.
    Neste caso, a brisa maritima será fraca estará carregada por uma massa de ar de origem subtropical, com dewpoints a rondar ou superar os 15ºC e temperaturas de 18-22ºC, o que não me parece que possa ter um efeito muito nefasto no que toca á convecção , sendo mesmo possivel a frente de brisa actuar como disparo em conjunto com a topografia.

    Em situações de brisa mais forte é que se corre o risco do ar maritimo invadir o interior, estabilizando os parametros termodinamicos...mas neste caso a brisa é fraca, transporta ar á partida razoavelmente humido e quente, e aquecerá mais ainda logo que se desloque sobre terra, adquirindo rapidamente as mesmas caracteristicas que o ar continental ( pelo menos é o que a carta de theta-e do GFS mostra).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Quanto ás trovoadas a partir do fim da semana, as probabilidades aumentaram, como o GFS00z e o GFS06z a colocarem uma area de forçamento razoavelmente bem defenida a afectar directamente o norte.

    Dados os parametros termodinamicos nos niveis baixos excepcionais, não será preciso muito forçamento para induzir a convecção.

    Em altura, á parte do forçamento, temos alguns factores como uma dry layer nos niveis médios ( ainda que não muito intensa visto não ser composta por ar sahariano) e algum shear, que podem em conjunto com a situaçãoi favoravel á superficie ajudar na construcção de sistemas convectivos intensos e com granizo associado.

    É de referir que tanto a dry layer como a falta de ar frio entre os 650 e os 850hpa são no caso presente elementos importantes, pois por um lado criam um efeito de panela de pressão ( permitem a selecção das correntes ascendentes mais fortes, sendo só essas as que originam as trovoadas) e por outro são favoraveis ao arrefecimento evaporativo dos downdrafts, auxiliando na manutenção e formação de granizo e rajadas de vento localmente fortes.

    Bem...para já não vale a pena explorar muito devido á distancia temporal...mas confio que poderemos ter alguns desenvolvimentos convectivos por vezes intensos e nomeadamente nas regiões montanhosas do interior norte e centro ( a norte do distrito de Portalegre):thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página