Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Março 2012

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,164
Local
Oeiras / VN Poiares
Muito pouco provável que chova ainda este mês !!

Próxima sexta, principais modelos de acordo:

ECMWF:

europemsl132.gif


GFS

gfs-2-132_efb5.png


Não é grande coisa, mas pode dar para "lavar a vista". E dizer que é muito pouco provável que volte a chover este mês, quando estamos a 20 dias do seu fim é no mínimo muito ousado.
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
5,996
Local
Loures
Boas pessoal.

Eu raramente apareço por cá porque acho que não tenho conhecimentos suficientes para postar aqui, mas vou ver se acerto.

O anticiclone que está nas ilhas britânicas irá enfraquecer e deslocar-se para a Europa Central e mais tarde Oriental, o que abre o caminho para as frentes chegarem até nós. Um outro anticiclone com deslocação América do Norte-Europa irá trazer-nos uma ou duas frentes, como que empurrando-as, isto mais ou menos a +150h. Depois da passagem dessa(s) frente(s), ficaremos sob influência desse anticiclone, o que nos irá trazer tempo semelhante ao que estamos neste momento a viver.

Certo?

Isto segundo o GFS...
 

miguel

Furacão
Registo
4 Fev 2006
Mensagens
13,487
Local
Setúbal
Certo é o aparecimento de uma pequenina cut off entre 14 e 16 que iria provocar aguaceiros e trovoadas em especial no Centro e Sul, depois disso poderá passar um cavado a norte com alguma precipitação no Norte e Centro e descida bastante forte de temperatura mas isso não está garantido ainda!de qualquer das formas a tendência é para que depois desta mini animação volte a nos cair o AA em cima.
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,647
Local
Olhão (24 m)
O Foreca que segue o ECM já coloca alguma precipitação residual no Algarve na 6ªfeira.
 

Aurélio

Cumulonimbus
Registo
23 Nov 2006
Mensagens
4,335
Local
Faro
Quando disse que era pouco provável chover este mês estava falando sempre ( e quer queiramos ou não temos sempre essa tendência de falar relativamente a onde moramos) foi com base nas previsões do ECM 0h através do site do próprio ECMWF onde não se vê aquelas micro depressões com nucleo frio em altitude.
Nesta run das 12h olhando ao meteociel já se prevê essa depressão a chegar na Quinta feira salvo erro.
....

Mas volto a frisar mudança de padrão não acredito !!

LINK DIRECTO DO ECM PARA VER A PRECIPITAÇÃO DO ECM POR FAVOR NÃO CONSIGO ENCONTRAR A PRECIPITAÇÃO NO SITE DO ECMWF !!
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
5,996
Local
Loures
Na run das 12Z, o GFS volta a apostar bem na precipitação. Aumenta a área da cut-off, o que aproxima-a do continente, mas (penso eu) que o cavado não desce tanto como na run das 06Z.

Precipitação a partir de 15 de Março, "19:00 locale" (+102h) até 19 de Março, "01:00 locale" (+180h).


---

LINK DIRECTO DO ECM PARA VER A PRECIPITAÇÃO DO ECM POR FAVOR NÃO CONSIGO ENCONTRAR A PRECIPITAÇÃO NO SITE DO ECMWF !!

Também gostava :)
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Os modelos parecem porreiros para o final desta semana e o fim de semana...:)

Dias 15,16 e 17 colocam a aproximação de uma shortwave, que segundo o ECMWF interage com uma cut-off bem expressa aos 500hpa a sudoeste do Algarve.
Teriamos fluxo de E/SE nos niveis medios e baixos e SW em altura, condições razoaveis para a ocorrencia de trovoadas dada a entrada de ar mais humido e a prevalencia de forte aquecimento diurno.

Já para dias 18,19 e 20 teriamos a passagem da shortwave a N, trazendo um regime de instabilidade mais generalizado, e depois a entrada de ar frio nos niveis medios e baixos mas sempre com um fluxo de W/WNW em todo o perfil vertical, o que geralmente favorece a instabilidade.

A nivel de temperaturas, mantem-se o "calor" até 5f/6f, depois teremos uma descida de temperatura para valores proximos ou até um pouco abaixo do normal.

É de notar que este cenário pode ser ainda adiado ou modificado, pois os ensembles não estão compativeis a 100%, mas duvido que os modelos tirem completamente este padrão já que tem vindo a ser consistente.

Tambem, a partir de meados da proxima semana há uma tendencia para que o tempo volte a estabilizar...portanto, a instabilidade não será á partida duradoura.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Os modelos parecem porreiros para o final desta semana e o fim de semana...:)

Dias 15,16 e 17 colocam a aproximação de uma shortwave, que segundo o ECMWF interage com uma cut-off bem expressa aos 500hpa a sudoeste do Algarve.
Teriamos fluxo de E/SE nos niveis medios e baixos e SW em altura, condições razoaveis para a ocorrencia de trovoadas dada a entrada de ar mais humido e a prevalencia de forte aquecimento diurno.

Já para dias 18,19 e 20 teriamos a passagem da shortwave a N, trazendo um regime de instabilidade mais generalizado, e depois a entrada de ar frio nos niveis medios e baixos mas sempre com um fluxo de W/WNW em todo o perfil vertical, o que geralmente favorece a instabilidade.

A nivel de temperaturas, mantem-se o "calor" até 5f/6f, depois teremos uma descida de temperatura para valores proximos ou até um pouco abaixo do normal.

É de notar que este cenário pode ser ainda adiado ou modificado, pois os ensembles não estão compativeis a 100%, mas duvido que os modelos tirem completamente este padrão já que tem vindo a ser consistente.

Tambem, a partir de meados da proxima semana há uma tendencia para que o tempo volte a estabilizar...portanto, a instabilidade não será á partida duradoura.

Só um pequeno ajuste ao post, no longo prazo á partida teremos uma estabilização, mas com a circulação em altura a rodar para o quadrante W, e menos bloqueada.....portanto, talvez haja espaço para haver mais outros eventos convectivos como este proximo ao longo do resto do mes.

Na minha opinião até ao fim deste mês entraremos um padrão diferente, com mais instabilidade....com sorte ainda poderá haver alguma entrada mais fresca e humida, mas só lá para o inicio de Abril..
 

Aurélio

Cumulonimbus
Registo
23 Nov 2006
Mensagens
4,335
Local
Faro
Bom dia olhando aos modelos parece que existe tendencia de aqui no sul, termos polvora seca, dado que nem o ECM nem o GFS aparentam dar chuva que se veja, e sendo o CAPE/LI razoável para o ocorrência de trovoadas.
Depois para o fim de semana inverte-se a situação e será o Norte a ter mais chances de ver chuva.
Depois disso temos movimentos previstos de deslocamento do AA para leste ficando posicionado algures na Europa Central, devendo estender a sua influência até á PI.
Existe uma certa tendência para a formação de um cavado no Atlântico Central com maior implicância na zona dos Açores.

Em resumo aparentemente neste final do m~es temos uma situação de maior mobilidade do Atlântico o que não implica forçosamente que venha a implicar chuva aqui no Continente !!

Os modelos sazonais nomeadamente o CFS persiste para que no final de mês e na 1ª metade de Abril tenhamos uam forte instabilidade nomeadamente no Centro e Sul !!

Daria jeito se alguma vez acertarem este ano !!

Basicamente é como ver as cartas do ECM32 só para terem uma ideia, mas posso dizer que está relacionado com esse suposto cavado que se formaria no Atlântico !!
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Boas:)

Tanto o GFS como o ECMWF manteem o cenário de ontem, primeiro com a aproximação de uma cut-off que pode começar a gerar alguma instabilidade na região SW do Pais, associada a CAPE/LI bastante favoraveis (1000; -4).

Na 5f a cut-off estará mais proxima, empurrando o ar mais seco nos niveis medios para leste, e favorecendo a convecção em toda a região sul e interior centro a partir do inicio da tarde.

Na 6f a cut off deslocar-se-há para leste ao interagir com um cavado em movimento rapido para leste que vai passar a norte e incluir uma area de ciclogenese.

Entre 6f e Domingo os modelos colocam condições dinamicas favoraveis a convecção mais pressistente, intensa e organizada....destaca-se uma forte advecção nos niveis baixos de ar quente e humido, e o shear bastante importante favorecida pela aproximação do jet aos 500/300hpa.

Principalmente na 6f e Sab, pela tarde, poderão ocorrer trovoadas e aguaceiros por vezes fortes e acompanhados de granizo, com rajadas de vento por vezes fortes, convecção que se apresetará sob forma de segmentos convectivos lineares segundo o actual tipo de sinóptica que é previsto.

Para o Domingo vai entrar algum ar frio mas a manutenção do fluxo de W/NW á superficie vai manter a entrada de ar maritimo, incentivando a instabilidade nas regiões litorais....provavelmente sob forma de aguaceiros esporadicos, talvez acompanhados de granizo e trovoada no litoral norte e centro.
 

trovoadas

Cumulonimbus
Registo
3 Out 2009
Mensagens
2,368
Local
loule-caldeirao
Pois eu estou a ver um cenário bom para o Norte e Centro com a possibilidade de uma boa rega! No sul a precipitação prevista é muito residual. Até lá ou muita coisa altera, ou então o sul passará ao lado desta história toda.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
O GFS12z mantem uma sinoptica muito interessante, com ambiente muito instavel a começar já 4f com a aproximação da cut-off, e até sabado com a passagem da cut-off e aproximação do cavado.

Na minha opinião a actividade convectiva com potencial a ser mais intensa será na 5f e 6f na metade sul, e 6f/sab na metade norte do pais, já no Domingo o modelo coloca a passagem de algumas linhas de instabilidade de fraca expressão vertical devido á proximidade a uma faixa subsidente..mas que em todo o caso deverão deixar alguma chuva especialmente no litoral a norte do cabo espichel.

5f, 6f e até ao meio da tarde de Sabado a região sul e interior centro será afectada directamente pela cut-off e depois pelo bordo divergente do cavado, a convecção será mais intensa e generalizada durante o fim da manhã e a tarde.

No sabado o padrão dinamico é muito favoravel a actividade explosiva e sob forma de segmentos lineares que deverão formar-se no centro e litoral SW pela manhã evoluindo para a região norte e NE, mantendo forte actividade até ao inicio da noite...talvez seja a fase mais interessante de todo o evento.