Seguimento Açores e Madeira - Maio 2015

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,427
Local
Açores
A sul-sudoeste dos Açores está uma depressão com expressão em altitude:

vlPDx3s.jpg


Começa nos 700 hPa até aos 300 hPa:

7rHjUma.gif


MrTOadb.gif


8ei9zZ3.gif


Bom dia,

Alguem aqui sabera explicar me porque razao e que nestes dias de capacete, como os de hoje, tao caracteristicos de Sao Miguel, a maioria de nos sente uma maior tendencia para a apatia e dores de cabeca, e ate mais dificuldades em respirar, mesmo em ar livre? Tera alguma coisa a ver com a pressao atmosferica ou com as quantidades de oxigenio presente na atmosfera, que nao circulara tao livremente na atmosfera, devido ao efeito da "estufa"formada pelo teto de nuvens? Nao sei se serei eu que apenas sinto estes sintomas nestes dias, mas mesmo asssim, gostaria de ter uma resposta , na perspectiva de um meteorologista profissional. Obrigada.

A meu ver é mesmo da humidade tendencialmente elevada. E as nuvens baixas exacerbam a sensação desconfortável. O tempo tem uma ação muito direta na saúde. Um artigo interessante:

http://www.superinteressante.pt/ind...7:as-dores-do-tempo&catid=3:artigos&Itemid=77

A pressão atmosférica elevada também afeta. Ficamos um bocadinho mais 'pesados':

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=797246&tm=8&layout=121&visual=49

E ainda:

http://www.ehow.com.br/sintomas-dor-muscular-nas-juntas-calor-umidade-sobre_70959/
 


Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,427
Local
Açores
Na presente situação penso que não se aplica, estavam 19ºC com 64%, é absolutamente inóquo.

Ao lado:

xi2Dclp.png


Além de que, a meu ver, todas as pessoas têm sensibilidades diferentes às condições atmosféricas. Por acaso em PDL a brisa leve está a fazer o dia confortável. Há dias piores, muito piores.
 
Registo
8 Set 2014
Mensagens
33
Local
ponta delgada
:hehe: muito longe de eu ser profissional ou sequer de ser "meteorologista" mas penso que terá a ver com:

1ª hipótese: a radiação difusa emitida pelas nuvens e que atinge mesmo as zonas que com céu descoberto estariam à sombra. Daí "mesmo em ar livre" existir essa sensação.
2ª): tratando-se de nuvens baixas sobres os cimos, serão nuvens estratocumulus relativamente finas que não bloqueiam a radiação UV. Hoje este índice é 9, muito alto.
http://www.ipma.pt/pt/ambiente/uv/locais/index.jsp
Na imagem de satélite são efectivamente nuvens baixas:
Yx0Tqdt.jpg

3ª): a subida rápida da pressão nas últimas 24 horas:
ZUXXfFr.jpg

8ykgOq3.jpg

4ª): vento fraco e corrente descendente anticiclónica que concentra alguma poluição, ozono, (?) à superfície.

Talvez a conjugação destes quatro factores e também pela data em que estamos o sol já atingir uma altura elevada.
 

lserpa

Cumulonimbus
Registo
29 Dez 2013
Mensagens
3,751
Local
Horta, Matriz, (90m)
Boa tarde, neste momento 18:30, sigo com céu encoberto, 19,5c e a descer, vento calmo 0,0 km/h, 71% de humidade, cai alguns pingos, são estratocumulos encurralados pela montanha do Pico e a Caldeira (faial) que se amontoam e precipitam de forma ligeira, e agora que o aquecimento solar já não proporciona o seu desenvolvimento, estão a entrar em fase de dissipação. QNH 1027

22e9f4eefd3d21d8e3d6672676818906.jpg
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,427
Local
Açores
A depressão em altitude afinal causou chuva e nevoeiro nas Velas:

N0rvPG8.jpg


Até ao final do mês parece que vai ser anticiclone. Isso apesar da NAO tender para negativa:

xGlEPql.gif


Durante muitos dias o anticiclone estará estacionado a Norte/nordeste estendendo-se em crista para os Açores. O final de Maio poderá ser menos quente que o habitual:

lZ85ulr.png


3foxKoh.png


O início do verão aparenta ser igual à média de Março deste ano:

mJ1mv31.png


zY8uJPS.png
 

lserpa

Cumulonimbus
Registo
29 Dez 2013
Mensagens
3,751
Local
Horta, Matriz, (90m)
A depressão em altitude afinal causou chuva e nevoeiro nas Velas:

N0rvPG8.jpg
Creio que a causa desta precipitação não tenha sido originada pela depressão em altitude, tal como o nome indica, (altitude) as próprias imagens de satélite mostram apenas nebulosidade estratiforme e de baixo nível, a qual é normal em circulações anticiclonicas, tal como hoje.
Essa mesma nebulosidade provocou aguaceiros nas ilhas do Faial, Pico e São Jorge.
Dado presente das alturas dos tetos, por exemplo o METAR da Horta:
METAR for LPHR:
2015/05/14 20:30
LPHR 142030Z 12011KT 9999 BKN006 BKN011 17/16 Q1029
Pode-se concluir que os mesmos são de baixo nível.

Só mesmo o METAR das Lajes faz referencia a nuvens de nível médio.
METAR for LPLA:
2015/05/14 21:00
LPLA 142100Z /////KT 9999 FEW014 BKN023 17/14 Q1030

Esta pelo menos é a leitura que eu acho que se passou.

Edit: após ver melhor o compósito que publicaste e verificar as cartas a 500hpa a tua linha de ideias também é plausível.
Vou ver a animação de satélite e ver qual foi o comportamento dos stratocumulos.

Edit 2: Curioso, a animação de satélite dá mesmo a ideia de circulação ciclónica à superfície! O que é estranho! Visto que estamos a ser claramente influenciados pelo AA, a camada á superfície parece que está a ser realmente influenciada pelos dois sistemas!
 
Última edição:

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,427
Local
Açores
Edit 2: Curioso, a animação de satélite dá mesmo a ideia de circulação ciclónica à superfície! O que é estranho! Visto que estamos a ser claramente influenciados pelo AA, a camada á superfície parece que está a ser realmente influenciada pelos dois sistemas!

Bom, vou tentar desconstruir isto. Penso que cometi alguns erros anteriormente. A análise refere-se às 24UTC. Começando pelas camadas baixas. A 925 hPa há um vento de leste a trazer ar fresco:

SNUt6VP.gif


2tva3SK.gif


A 850 hPa um vento também de leste traz ar quente e seco. Forma-se então uma inversão, nada propícia a convecção:

BFuCY8w.png

Q8VAqBu.gif

xf2tzCH.gif


4tV69rE.gif


A 700 hPA, existe uma bolsa de ar frio e maioritariamente seco deixada pela frente fria que passou por cá há 2 dias:

UwU41mu.gif


GEurtAc.gif


O ar quente e seco a 850 hPa sobe e condensa aquando do contacto com o ar frio acima. A pouca humidade impede a formação de grandes formações nebulosas.

É o fluxo vindo de sul, nomeadamente o 'ramo' oeste que, penso eu, colabora na criação da fraca rotação da depressão. O fluxo a este 'apanha' os ventos anticiclónicos:

esyIKcP.gif


Não tenho a certeza mas penso que é o fluxo a 700 hPa que permite a existência da depressão abaixo porque constitui o ponto divergente para os ventos convergentes, e descendentes, acima:

M4Ayevh.gif


oD2tUMR.gif
 
Última edição:

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
17,740
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
cai alguns pingos, são estratocumulos encurralados pela montanha do Pico e a Caldeira (faial) que se amontoam e precipitam de forma ligeira,

A depressão em altitude afinal causou chuva e nevoeiro nas Velas:

Registo de 1,6mm de chuva fraca no Pico, São Caetano a 700m de altitude, entre as 15:10 e as 16:10; voltou a chuviscar cerca das 23h com acumulação de 0,5mm.
No próprio aeródromo (IPMA), costa norte, também houve chuvisco com acumulação de 0,1mm das 16h às 17h. A estação IPMA em São Jorge nada registou quanto a precipitação, apenas um máximo de humidade de 84%; agora à noite rondava os 94%.
 
  • Gosto
Reactions: Wessel1985 e lserpa

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,427
Local
Açores
Ou seja, e corrigindo o meu erro, algo que não explicitei anteriormente:

Creio que a causa desta precipitação não tenha sido originada pela depressão em altitude, tal como o nome indica, (altitude) as próprias imagens de satélite mostram apenas nebulosidade estratiforme e de baixo nível, a qual é normal em circulações anticiclonicas, tal como hoje.

Correto, vi mal os mapas. É um núcleo depressionário entre os 1,5 kms e 3 kms. Tendo em conta o ar fresco e seco a 700 metros é normal que surjam nuvens criadas pelo calor oceânico. O choque das massas de ar ocorre no intervalo anteriormente mencionado (1,5-3kms).

Nota: Post corrigido. Alturas estavam erradas.
 
Última edição: