Seguimento Ásia - 2008

Tópico em 'África, Ásia e Oceânia' iniciado por Minho 4 Jan 2008 às 17:30.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Chenddu (CHINA) - Une menace d'inondation a forcé à l'évacuation urgente de 20 000 personnes habitant

    Une menace d'inondation a forcé à l'évacuation urgente de 20 000 personnes habitant en aval de trois lacs formés suite au séisme et détectés jeudi par une reconnaissance d'hélicoptère dans la ville sinsitrée de Dujiangyan, de la province du Sichuan (sud-ouest). Les départements hydrologique et météorologique du Sichuan ont émis une alerte d'inondation vendredi, prévoyant que la crue de l'été devrait être la plus grande de la décennie et se produire au début de juillet, soit plus tôt que les années précédentes, à cause de l'influence de précipitations anormales en mai. Les précipitations dans le Sichuan entre mai et juin étaient de 30% à 70% plus importantes que celles de la même période de l'année dernière, a dit la Station météorologique de Chine.
    L'inondation menace plus de 10 millions de Chinois dans les zones sinsitrées par le séisme, la plupart d'entre eux habitant dans des tentes et maisons temporaires, presque 40 jours après le séisme de 8,0 degrés. Selon les derniers chiffres du centre de contrôle des inondations, le séisme a formé 34 lacs, endommagé 1 803 réservoirs et 495 sections de digues endommagées dans le Sichuan. La province a mobilisé une patrouille 24 heures sur 24 dans les lieux à grand risque de désastres géologiques et d'inondation, avec l'intention d'émettre des alertes le plus tôt possible pour minimiser les victimes et les pertes .

    Xinhuanet

    Índia: chuvas da monção fazem 11 mortos e 20 mil desalojados

    Pelo menos onze pessoas morreram nos últimos dias e 20 mil ficaram sem casa devido às inundações que afectam a região oriental indiana de Orissa, informou hoje uma fonte oficial. As inundações, causadas pelas chuvas da monção, afectaram um milhão e meio de pessoas em 1.600 povoados da região, segundo a mesma fonte, citada pela agência oficial indiana IANS.
    «As inundações estão a regredir nas áreas atingidas e agora já podemos levar apoio às vítimas e deslocados, muitos dos quais já começaram a regressar às suas aldeias para reconstruir as casas», disse o chefe da Comissão de Socorros de Orissa, Hemanta Kumar Das. O Governo regional de Orissa informou que foram instalados 368 campos para ajuda e fornecimento de alimentos aos deslocados.
    As chuvas da monção causam todos os anos dezenas de mortes na Índia, especialmente nas regiões mais pobres, onde a falta de recursos faz com que as inundações danifiquem povoados menos apetrechados para enfrentar as catástrofes naturais.

    Diário Digital / Lusa
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    ALUVIÕES NO NEPAL: 60 MIL DESABRIGADOS E COLHEITAS ARRASADAS

    O Nepal está de joelhos, em virtude das chuvas torrenciais das últimas semanas. Os desaparecidos são muitos e a economia do país corre o risco de sofrer um colapso, pela perda quase que total das colheitas. As autoridades declararam estado de emergência humanitária, em razão do excessivo número de desabrigados no leste do país, flagelado por chuvas torrenciais que provocaram o transbordamento do rio Koshi.
    Prosseguem as operações de socorro nas áreas mais atingidas pelas inundações - Shreepur, Laudani, Haripur e Kusaha - que contam cerca de 60 mil desalojados: pessoas que perderam suas casas e todos os seus bens, submersos pelas águas. Nos distritos de Sunsari e Sarlahi, inteiras plantações foram completamente arrasadas, com a perda da principal fonte de sustento da população local.
    Por enquanto, não há vítimas fatais a lamentar, mas em muitos núcleos familiares, há pessoas desaparecidas, cujo paradeiro é incerto. Entre esses desaparecidos estão numerosas crianças, que perderam contato com seus pais e parentes. As autoridades também estão preocupadas com as numerosas carcaças de animais mortos nas enchentes, que poderiam se tornar fontes de infecções e epidemias, agravando ainda mais, uma situação já catastrófica.

    Rádio Vaticano

    Índia: Dois milhões de evacuados

    As piores inundações dos últimos 50 anos no estado indiano de Bihar já causaram a morte a pelo menos 85 pessoas e obrigaram à evacuação de cerca de dois milhões de pessoas. As pessoas começaram a abandonar as suas casas depois do rio Kosi ter começado a transbordar. As vítimas procuram locais mais elevados que ainda não foram atingidos pelas inundações.
    As tarefas de ajuda e salvamento continuam a ser dificultadas pela intensidade das chuvas, pelas fortes correntes e pelo nível da água que ainda não começou a baixar.

    Correio da Manhã
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Inundações deixam 500 mil isolados no leste da Índia

    Centenas de milhares de pessoas continuam isoladas pelas inundações, sem acesso a alimentos nem água potável, no estado de Orissa, no leste da Índia,, onde pelo menos 29 pessoas já morreram em conseqüência dos fortes temporais, informou hoje uma fonte oficial. As autoridades calculam que há três milhões de desabrigados e entre eles 570 mil pessoas estão isoladas devido ao aumento do nível do rio Mahanadi e de seus afluentes, informou a agência de notícias indiana "Ians". Os sobreviventes se refugiaram em edifícios altos, escolas e abrigos contra furacões, depois de suas casas e pertences terem sido destruídos pelas águas nos últimos quatro dias.
    "Ainda não recebemos ajuda", disse Raghunath Sahu, uma das vítimas, em declarações à "Ians". "Vivíamos com a comida que conseguimos guardar, mas agora ela acabou. Se a ajuda não chegar, teremos problemas", acrescentou. "Pelo menos 570 mil pessoas estão isoladas depois que 40 novos diques cederam em várias partes da região", disse o funcionário G.V. Venugopala Sarma. Ele explicou que as equipes de ajuda estão tendo problemas para chegar a muitas das regiões afetadas devido a correntezas fortes. "Só podemos ajudar por ar e estamos tentando chegar a eles. O Governo regional está distribuindo pacotes de ajuda com três helicópteros", acrescentou.
    O Governo de Orissa informou sobre a evacuação de 300 mil pessoas nos últimos quatro dias e disse que ainda continua transportando desabrigados para áreas mais seguras perante os novos avanços das águas. As autoridades regionais solicitaram que a Marinha se una aos corpos de segurança que estão efetuando trabalhos de resgate, segundo uma fonte oficial, citada pela agência "PTI". O ministro do Interior indiano, Shivraj Patil, viajará amanhã a Orissa para visitar as regiões mais afetadas pelas inundações.
    O rio Mahanadi transbordou após dias de fortes chuvas e afetou 17 dos 30 distritos de Orissa. O problema se agravou porque as autoridades tiveram que abrir comportas da represa de Hirakud para evitar que transbordasse, o que causou inundações nos distritos litorâneos de Cuttack, Puri, Jagatsinghpur e Kendrapada.
    Já no estado de Uttar Pradesh, no norte do país, as fortes chuvas dos últimos dias e o transbordamento de rios alagaram novas áreas que afetaram 200 mil pessoas em vários distritos da região. "Mais de 30 municípios com uma população total de 200 mil foram afetados pelo rio Gahgra, que atingiu um nível acima do perigo", assegurou à "Ians" R. Prasad, juiz do distrito de Bahraich, um dos mais atingidos. As tarefas de evacuação já se iniciaram nas localidades onde a situação é mais grave.
    Nos distritos de Agra e Mathura, em Uttar Pradesh, por onde corre o Yamuna, foi ativado o alerta máximo e começaram evacuações em regiões baixas, já que o nível do rio está acima do perigo, da mesma forma que na vizinha Nova Délhi.

    G1
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Tibete atingido pela pior tempestade de neve da história

    Seis pessoas morreram e mais de 1700 estão incomunicáveis no Tibete, na sequência do que os meteorologistas consideram «a pior tempestade de neve» no território desde o início de registos oficiais, informa a agência oficial chinesa «Xinhua». As vítimas fatais eram moradores dos distritos de Lhunze, Cuona e Comai, e morreram congelados ou soterrados por edifícios que desabaram com o peso da neve.
    Responsáveis da área de Shannan, a mais atingida pela neve, informaram que cinco dos seus distritos têm as estradas e comunicações bloqueadas e que polícias e soldados chineses estão a trabalhar para retirar a neve destas infra-estruturas. O mau tempo também obrigou ao encerramento do aeroporto de Qamdo, o mais alto do mundo, uma vez que fica a 4.334 metros.
    Segundo o observatório meteorológico no Tibete, a tempestade, que começou no domingo passado e durou até terça-feira, é a pior na região registada pelos especialistas e chega a ter, em algumas áreas do distrito de Cuona, 64 centímetros de espessura. Os termómetros caíram para os 25 graus abaixo de zero.

    Portugal Diário
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Valente tempestade, :surprise::surprise::surprise: o que é os senhores do aquecimento dirão acerca de tal??
     
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Há uma relação entre a dimensão desta tempestade e um ciclone tropical no Indico, o Ciclone nº 4, referido no tópico do Indico há dias atrás, ciclone esse que adquiriu posteriormente o nome de Rashmi. Foram os remanescentes desse ciclone que forneceram muita humidade a esta tempestade de neve.

    [​IMG]
     
  7. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Iémen: Inundações deixam cerca de 180 mortos e desaparecidos

    Cerca de 180 pessoas morreram ou estão desaparecidas depois de chuvas torrenciais provocarem graves inundações no Iémen, deixando mais de 10.000 desabrigados, disseram hoje as Nações Unidas. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), que já estava no país trabalhando com refugiados e desabrigados que fugiram da Somália para o Iémen através do golfo de Aden, disse que já está a auxiliar iemenitas afectados pelo desastre.
    Cerca de 2.000 residências, linhas de energia, estradas e linhas telefónicas foram destruídas e ou danificadas. O fornecimento de água também foi prejudicado, afirmou a Secretaria para a Coordenação de Assuntos Humanitários. A vizinha Arábia Saudita prometeu ajudar as vítimas da inundação com 100 milhões de dólares, afirmou hoje o presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, segundo os media locais.
    O Iémen é um dos países mais pobres do mundo e o seu governo está a lutando contra uma rebelião no norte, contra agitações no sul e contra uma insurreição da Al Qaeda, enquanto um número crescente de refugiados somalis aumenta a necessidade de recursos do país.
    Situado no sul da península arábica, o Iémen tem uma predisposição para inundações durante a época das chuvas das monções.

    Diário Digital
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Chasing Thunder

    Chasing Thunder
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    13 Mai 2008
    Mensagens:
    4,285
    Local:
    Couço
    Tropical storm hits Vietnam, casualties feared

    A tropical storm hit central Vietnam on Monday, threatening severe floods, landslides and substantial damage to coffee output from the world's second-largest producer of the crop.

    Tropical Storm Noul, with winds of 88 kph (55 mph), made landfall around the beach resort of Nha Trang late on Monday and weakened to a tropical depression, state radio said.

    Noul is expected to cross the coffee-growing province of Lam Dong during the peak of the harvest in the Central Highlands. Torrential rains could halt the harvest and prevent farmers from drying beans outdoors, causing delays and lowering quality.

    "There will be heavy rains that will cause flooding and landslides over the next two days," Bui Minh Tang, director of the national weather forecaster, told the Voice of Vietnam.

    Heavy rains were still expected in the densely populated Mekong Delta, which normally avoids the worst of the storms that roll in from the South China Sea.

    All offshore oil production from Vietnam, Southeast Asia's third-largest producer of crude oil, remained operational, a Petrovietnam official said.

    However, state television said Vietsovpetro, a Russian joint venture, would temporarily shut operation on four oil rigs and evacuate workers.

    Deputy Prime Minister Nguyen Sinh Hung had ordered the immediate recall of all fishing boats in the area and said children should not go to school as preparations were made for mass evacuations across a 400 km (250 mile) swathe of coastline.

    More than 74,000 people needed evacuation while more than 133,000 fishermen were urged to take shelter, the government said.

    In neighboring Cambodia, Prime Minister Hun Sen canceled a scheduled trip on Tuesday to the coastal province of Kampot, abutting Vietnam, because of the storm.

    Vietnamese government reports said more than 17,000 fishing boats were operating near the Spratlys in the path of the storm.

    The Mekong Delta, where the latest rice crop has been harvested, is rarely hit by storms. Typhoon Linda caught the region unawares in November 1997, killing at least 464 people.

    The government never revised an initial tally that listed more than 3,200 people as missing.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. Diogo.lis.vpa

    Diogo.lis.vpa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Dez 2007
    Mensagens:
    279
    Local:
    Vale de Figueira
  10. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Re: Vaga de frio na coreia do Norte

    Tambem devemos ter a nossa dose, ela há-de chegar, temos que esperar ;) tá tudo uma miscelândia, o aquecimento e o arrefecimento estão há porrada.
     

Partilhar esta Página