Seguimento Litoral Centro - Abril 2015

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por Duarte Sousa 1 Abr 2015 às 00:16.

  1. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,009
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Por aqui, o dia segue ameno, com 25.4ºC neste momento, e algumas nuvens dispersas.
    mínima de 10.4ºC
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    guisilva5000 e StormRic gostaram disto.
  2. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Boas tardes

    Vento moderado de oeste e céu quase limpo, apenas alguns cirrus. Bastantes kitesurfers a aproveitar o vento estável.
    TA: 19ºC
    HR: 75%


    Máxima de 19,1ºC à volta das 14:40, mínima de 13,1ºC entre as 6:30 e as 7:00 (dados da Rua da Alemanha); 21,6ºC pelas 13:23 e 16,2ºC pelas 6:45 (dados da Rua da Bélgica).
    Ao comparar as duas estações aqui do bairro sou levado a concluir que uma peca por excesso e a outra talvez ligeiramente por defeito, tendo ainda em conta outras estações na zona. A Rua da Bélgica está a apresentar a máxima bastante correlacionada com o momento da culminação quando o sol está descoberto, mas o aquecimento do ar atmosférico normalmente leva a máxima a só ser atingida uma a duas horas depois; falta-lhe um RS eficiente, possivelmente.

    Há momentos o panorama da região quanto a vento e temperaturas era este:
    [​IMG]

    A região de Lisboa apresenta frequentemente o efeito da brisa marítima que contorna toda a costa desde o Cabo da Roca ao estuário do Tejo. Mais para o interior o vento estabiliza na direcção geral de acordo com a situação sinóptica. Há uma zona intermédia onde coexistem direcções variáveis.
     
  3. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    4,743
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    Amadora a fritar, 22ºC atuais ainda!

    Máxima: 24,1ºC
    Mínima: 13,5ºC
    Céu limpo pela manhã, pela tarde apareceram os cirrus e o céu está esbranquiçado.

    Zona alentejana perto dos 30ºC

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Joaopaulo e StormRic gostaram disto.
  4. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    O céu tem vindo a ficar mais nublado por nuvens altas. Os poucos cirrus do início da tarde cobrem agora 5/8 e já incluem cirrostratus a tornarem-se mais espessos para oeste.

    Curiosamente a anterior máxima já foi destronada, tendo chegado aos 20,2ºC por volta das 18h; desceu agora para 19,3ºC. A outra estação atingiu os 20,4ºC e está neste momento nos 20,1ºC.
    Humidade relativa 74%/71%.

    Vento moderado de oeste. Visibilidade tem melhorado ao longo do dia, a neblina é quase inexistente do lado de terra, vê-se muito bem a Arrábida.

    Temperaturas às 18h:
    [​IMG]
     
    guisilva5000, Geopower e Joaopaulo gostaram disto.
  5. Meteo Trás-os-Montes

    Meteo Trás-os-Montes
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    4,393
    Local:
    Carcavelos /Chaves / Vilardevós - Galiza
    Desconhecia a existência dessas duas estações no nosso bairro, sempre me guiei por Nova Oeiras...
    Excelente... Obrigado pela info vizinho.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  6. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    São bastante recentes, apareceram este mês:

    Rua da Alemanha desde 7 de Abril
    Rua da Bélgica desde 24 de Abril
     
    Meteo Trás-os-Montes gostou disto.
  7. Geopower

    Geopower
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Mar 2013
    Mensagens:
    1,336
    Local:
    Lisboa (Campo Grande); Glória do Ribatejo
    Temperatura actual: 19.7ºC
    Extremos do dia:
    24,4ºC
    15.9ºC

    Dia de céu pouco nublado com algumas nuvens altas e com temperatura muito agradável.
     
    StormRic gostou disto.
  8. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    15,509
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    Boas noites,

    2 fotos tiradas ao final desta tarde.

    Guincho

    [​IMG]


    Cascais

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    :thumbsup: que luz bonita na Cresmina! (que estranho sítio para testar o kite...:huh:)
    O parque de estacionamento de Cascais dá uma boa vista do céu para oeste, também costumo tirar lá fotos :cheers:

    A GoPro é óptima para abarcar o máximo de céu. ;)

    A invasão de cirrus e outras nuvens altas e médias está relacionada com a chuva que vai pelo norte, ainda vai demorar um par de dias a chegar cá abaixo.
     
    jonas_87 gostou disto.
  10. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    15,509
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    O individuo tem andado por lá, já o vi uma serie de vezes, também não entendo o motivo de andar ali a experimentar o parapente.
    A arriba tem pouco mais que 20 metros.
    __________

    15,1ºC
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.
  11. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    É um parapente, tens razão, eu a dizer que era um kite mas realmente tem os fios muito curtos para kite. Deve ser estreante mas desconfio que ainda se magoa mais de uma altura tão pequena, se não apanhar o vento logo de feição.

    Aqui em Carcavelos: 16,4ºC e 84%.
    Céu com nuvens altas finas, Lua lá no alto, não vejo um halo como ontem.

    Já agora, aqui está a história dos últimos dois dias para se ver a evolução enquanto não acontece algo meteorologicamente mais significativo. Nem sequer vi "barquinhos" embora poucas vezes observei.

    Dia 29, 4ªfeira.

    Amanhecer, cumulus muito humilis... talvez mesmo estratocumulus:
    [​IMG]

    O céu do chuvisco efémero pela tarde:
    [​IMG]

    Nuvens desconjuntadas ao fim da tarde:
    [​IMG]

    Cumulus humilis/mediocris a revelar vento fraco à superfície mas mais intenso nos níveis baixos logo acima:
    [​IMG]

    Para sul e sueste, muitos cirrus variados, e Lua:
    [​IMG]

    Não houve cores ao pôr-do-sol:
    [​IMG]

    À noite a Lua tinha um ténue halo 22º e uma coroa:
    [​IMG]

    Ontem dia 30, 5ªfeira:

    Azul resplandecente com o sol alto:
    [​IMG]

    Depois cada vez mais cirrus e cirrostratus até que apareceu, já tarde, o inevitável halo.
    Esta imagem é interessante pois nela se vê que os rastos de avião formavam-se a um nível diferente das nuvens que produziam o halo, projectando sobre elas uma sombra.
    [​IMG]

    O halo resistiu pouco tempo, mesmo assim já foi notável ter aparecido com o sol tão baixo. Note-se como o rasto gerou cirrocumulus/altocumulus:
    [​IMG]

    Para sueste, a entrada do ar húmido a grande altitude propiciou a formação de numerosos contrails:
    [​IMG]

    A barra de altocumulus criada pelo rasto de avião cresceu ainda mais:
    [​IMG]

    Estranha caligrafia no céu. A Lua vai andando...
    [​IMG]

    As últimas cores do poente que se desvaneceram logo a seguir. Cirrus soprados pela forte corrente nos níveis altos, despedida de Abril:
    [​IMG]


    Isto foi esticar o assunto... nota-se um ligeiro "formigueiro" pela expectativa da entrada do Maio que parece prometer ser interessante em termos meteorológicos.
     
  12. AndreaSantos

    AndreaSantos
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Nov 2014
    Mensagens:
    117
    Local:
    Torres Vedras
    Boa tarde. Sei já venho tarde, mas quero deixar-vos aqui uma imagem daquilo que se passou no último domingo de manhã. Esta é a linha de uma shelfcloud a entrar em terra. Espetacular!
    [​IMG]
     
  13. ruival

    ruival
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    5 Ago 2012
    Mensagens:
    8
    Local:
    Lisboa
    Uma duvida, na foto onde se ve o rasto a projectar sombra. O avião desloca-se a uma altitude superior às nuvens correcto ?
    Outra duvida (de maçarico), o rasto é provocado pelo calor que sai do motor, que com a diferença de temperatura se condensa, o que não entendo é como este rasto dá origem a um alto/cirru cúmulo, a humidade que resulta do processo de condensação do calor gerado pelo motor é suficiente para gerar um cúmulo naquele nível da atmosfera ?
     
  14. Garcia

    Garcia
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    5 Jan 2014
    Mensagens:
    416
    Local:
    Santa Bárbara (Lourinhã)
    bem apanhado.. :thumbsup:
    ora visto que levei com isso praticamente em cima, e visto que também estavas relativamente perto, essa foto foi tirada de onde? Santa Cruz? Praia Azul? :)
    é que esse gradeamento de madeira até me parece familiar.. :intrigante:
     
    StormRic gostou disto.
  15. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,638
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    :w00t: Espectacular sem dúvida! Obrigado pela captura e partilha, muito boa a foto!:thumbsup:


    Off-topic:
    Sim, está mais alto, dado que o sol ainda está alto não podia iluminar os dois níveis por baixo, logo o rasto está acima da camada de cirrostratus. Nota-se até que há três níveis de nuvens altas sobre as quais se projecta a sombra, sendo o mais alto o de cirrus uncinus e os outros de cirrostratus.

    O alastramento do rasto implica que há humidade suficiente, 60% pelo menos, naqueles níveis da atmosfera. A temperatura deve ser inferior a cerca de -36ºC. A estas altitudes (normalmente superiores a 8 Km) o vapor de água necessita de um processo para despoletar a condensação e as partículas expelidas pelos reactores actuam neste sentido. Portanto, o primeiro rasto é o próprio vapor de água que é um produto da combustão nos reactores a condensar, assim que no meio do ar àquelas baixas temperaturas arrefece o suficiente. Esta formação pode ser bastante rápida, e também durar pouco tempo se o ar ambiente estiver suficientemente seco (o rasto volta a evaporar-se ao expandir-se). Já o alastramento em nuvem necessita da tal humidade elevada e resulta da condensação do vapor de água da própria atmosfera (o vapor de água expelido pelos reactores nunca seria suficiente para gerar tão grande extensão de nuvens) por acção das partículas funcionando como núcleos de condensação e deposição.

    Neste artigo está a explicação mais completa da qual traduzi em resumo: http://en.wikipedia.org/wiki/Contrail
     
    Thomar e ruival gostaram disto.

Partilhar esta Página