Seguimento Rios e Albufeiras - 2019

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,248
Local
Torres Novas(75m)
Chuva: barragens de Odelouca e Beliche com subida residual de menos de 0,5% de crescimento no seu volume

As barragens de Odeleite e Beliche tiveram um crescimento de volume residual, de escassas décimas, nas últimas horas de chuva, apurou esta sexta-feira o JA junto da empresa Águas do Algarve.

Face aos últimos dados disponíveis, de sexta-feira passada (13 de dezembro), o volume útil (aquele que está em condições físicas de ser utilizado face à altura a que se encontra o túnel de escoamento) da barragem de Odeleite cresceu de 21,52 para 22,02 hectómetros cúbicos, o que representa um crescimento percentual de 0,46%, de 19,78 para 20,24% da capacidade útil total.

Já a contígua barragem de Beliche passou de 7,35 para 7,52 hectómetros cúbicos, o que representa um crescimento de 0,38%, de 17,14% para 17,52%.
A mais beneficiada das três barragens de abastecimento público do Algarve foi Odelouca, que recebeu um pequeno “dilúvio” de 5,1 milhões de metros cúbicos nas últimas horas, o que fez saltar o volume útil de 25,78 para 30,84 hectómetros cúbicos. Em percentagem, o saldo é de 3,96%, de 20,11% para 24,05%
As chuvas dos últimos dois dias, impulsionadas pela depressão Elsa, provocaram um acréscimo de 0,8 milhões de litros no sistema de barragens Odeleite/Beliche, a sotavento da região, e 5,1 milhões na barragem de Odelouca, no barlavento, mas no total a quantidade que choveu nas últimas horas dá para menos de um mês de consumo médio no Algarve (29,5 dias).
Assim, aquelas três barragens, que abastecem toda a região do Algarve, estão muito longe de atingir as suas capacidades totais, reconheceu ao JA fonte da Águas do Algarve.


https://jornaldoalgarve.pt/chuva-ba...xl44OHV4ltCXhVXXH_yr6Lv_zjM5S51vJQe8wrpEmMcl8
 

frederico

Furacão
Registo
9 Jan 2009
Mensagens
10,077
Local
Porto
Chuva: barragens de Odelouca e Beliche com subida residual de menos de 0,5% de crescimento no seu volume

As barragens de Odeleite e Beliche tiveram um crescimento de volume residual, de escassas décimas, nas últimas horas de chuva, apurou esta sexta-feira o JA junto da empresa Águas do Algarve.

Face aos últimos dados disponíveis, de sexta-feira passada (13 de dezembro), o volume útil (aquele que está em condições físicas de ser utilizado face à altura a que se encontra o túnel de escoamento) da barragem de Odeleite cresceu de 21,52 para 22,02 hectómetros cúbicos, o que representa um crescimento percentual de 0,46%, de 19,78 para 20,24% da capacidade útil total.

Já a contígua barragem de Beliche passou de 7,35 para 7,52 hectómetros cúbicos, o que representa um crescimento de 0,38%, de 17,14% para 17,52%.
A mais beneficiada das três barragens de abastecimento público do Algarve foi Odelouca, que recebeu um pequeno “dilúvio” de 5,1 milhões de metros cúbicos nas últimas horas, o que fez saltar o volume útil de 25,78 para 30,84 hectómetros cúbicos. Em percentagem, o saldo é de 3,96%, de 20,11% para 24,05%
As chuvas dos últimos dois dias, impulsionadas pela depressão Elsa, provocaram um acréscimo de 0,8 milhões de litros no sistema de barragens Odeleite/Beliche, a sotavento da região, e 5,1 milhões na barragem de Odelouca, no barlavento, mas no total a quantidade que choveu nas últimas horas dá para menos de um mês de consumo médio no Algarve (29,5 dias).
Assim, aquelas três barragens, que abastecem toda a região do Algarve, estão muito longe de atingir as suas capacidades totais, reconheceu ao JA fonte da Águas do Algarve.


https://jornaldoalgarve.pt/chuva-ba...xl44OHV4ltCXhVXXH_yr6Lv_zjM5S51vJQe8wrpEmMcl8

Se houver o milagre de ir chovendo na média até Maio, ou seja, 250 a 300 mm nas serras, sairão da zona vermelha. Caso contrário, para o ano poderá haver problemas no Verão.

Ver o que aconteceu na Cidade do Cabo, que tem um clima de tipo mediterrânico, após anos de seca:

https://en.wikipedia.org/wiki/Cape_Town_water_crisis
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,774
Local
Azambuja / Rio Maior
Rio Sorraia a sair das margens no concelho Coruche!
Ao final da tarde de hoje estava a assim.

O rio continua pejado de jacintos que estavam a ser arrastados para o mar pela corrente do rio. A lezíria a Sul da Ponte da Coroa já estava parcialmente alagada.
f9ac48ff18e83e6a9b3f217593ac9958.jpg


Enviado do meu POT-LX1 através do Tapatalk
 
Última edição:

"Charneca" Mundial

Cumulonimbus
Registo
28 Nov 2018
Mensagens
4,221
Local
Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
Impressionante as imagens das inundações e dos rios nesta reportagem. :surprise:
Perguntavam há uns tempinhos neste fórum por que raio é que havia tanta água a vir pelo cano abaixo, quando nem sequer choveu assim tanto quanto isso. Pois bem, aqui têm a resposta a essa pergunta:
http://www.crtvg.es/tvg/a-carta/programa-264-4238342?t=15/

E estas são imagens de hoje, em Verín, não muito longe de Chaves. Esta água depois vai para aonde? Vai para Amarante, Barragem de Crestuma-Lever... :eek:
http://www.crtvg.es/tvg/a-carta/verin-anegado-trala-borrasca-4238612/
 

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
Impressionante as imagens das inundações e dos rios nesta reportagem. :surprise:
Perguntavam há uns tempinhos neste fórum por que raio é que havia tanta água a vir pelo cano abaixo, quando nem sequer choveu assim tanto quanto isso. Pois bem, aqui têm a resposta a essa pergunta:
http://www.crtvg.es/tvg/a-carta/programa-264-4238342?t=15/

E estas são imagens de hoje, em Verín, não muito longe de Chaves. Esta água depois vai para aonde? Vai para Amarante, Barragem de Crestuma-Lever... :eek:
http://www.crtvg.es/tvg/a-carta/verin-anegado-trala-borrasca-4238612/
na zona norte os solos já há muito que estavam saturados por isso a água vai toda para os rios