Sismos Portugal - 2009

Lightning

Cumulonimbus
Registo
25 Jul 2008
Mensagens
4,114
Local
Corroios
É certo que foi libertada bastante energia o que é bom sinal mas daí a dizer que o pior já passou ou que já não vai voltar a ocorrer tão depressa vai um grande passo. Eu estudei ao pormenor tudo isto e com alguma experiência posso afirmar que ninguém sabe se amanhã não haverá um de magnitude parecida ou 8 ou 3 ou 5. As pessoas têm é de estar devidamente alertadas e preparadas para qualquer eventualidade do género.

Subscrevo por baixo. :thumbsup:
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Em teoria, um sismo "ideal" é aquele que liberta a maior quantidade de energia possível sem causar estragos e este encaixa nisso.

Também não sei que querem que seja dito, dizer que há motivos para preocupações não tem fundamento cientifico pois ninguém sabe o suficiente para afirmar uma coisa ou outra.

E a prevenção dos sismos não se faz de um dia para o outro, tipo, vou agora prevenir-me num instante porque houve um sismo forte. Faz-se ao longo de décadas com politicas ao nível da construção, coordenação, etc,etc.

Estes sismos fortes que não causam estragos são bons para nos alertar para o perigo dos mesmos e que essas politicas não sejam desleixadas.
 

Paulo M.

Cirrus
Registo
18 Abr 2008
Mensagens
4
Local
Tomar
Por algumas pessoas não terem sentido o sismo não quer dizer que as ondas sísmicas naquele local tenham passado com menos intensidade.

A maioria das pessoas na altura em que ocorreu o abalo estavam no interior de edifícios e o comportamento do edifício determina a percepção das pessoas em relação ao mesmo. Quando mais alto for o piso em que estiver, em relação ao solo, maiores vão ser os deslocamentos, a não ser em raras excepções onde os pisos inferiores podem registar deslocamentos superiores aos superiores.

De edifício para edifício, os movimentos registados também são diferentes e dependem em muito da maneira como o edifício foi projectado. Se os elementos estruturais forem de aço, típico em alguns edifícios de escritórios, a estrutura vai "vibrar" durante mais tempo do que num edifício tradicional de betão e consequentemente as pessoas vão sentir o sismo durante mais tempo.

Se o edifício estiver sobre solos mais brandos, estes têm tendência para aplicar as ondas sísmicas e aumentar assim a sua percepção.
 

Geostrofico

Cirrus
Registo
8 Jan 2007
Mensagens
63
Local
Lisboa
Nos ultimos 5 anos houve 3 sismos consideraveis, que foram sentidos por diversas pessoas em todo o território continental Portugues.

Dezembro de 2004
Fevereiro de 2007
Dezembro de 2009

Não me recordo de que tenha havido anteriormente no meu tempo de vida situações indenticas. Houve sismos que foram sentidos no Algarve, mas nao sentidos em todos o pais como estes 3 referidos
 

JoãoPT

Nimbostratus
Registo
4 Nov 2008
Mensagens
1,450
Local
Vidigueira
Eu senti e apanhei um valente susto:shocking: tava deitado na minha cama a ver um filme quando ouvi um pequeno barulho que parecia um camião a passar, e de momento o meu colchão começou a tremitar, logo a seguir começou a abanar tudo de forma considerável...:surprise: já foi bastante forte este sismo...
 

Ana M

Cirrus
Registo
17 Dez 2009
Mensagens
2
Local
Santarém
Boas
Cá por Santarém a coisa não se sentiu muito, pelo menos eu não senti e as pessoas com quem já falei também não sentiram nada

Boa tarde

Eu sou de Santarém e acordei com o sismo.
para além de me aperceber de um som forte, algumas portas tremeram e senti as paredes a oscilar, apenas por breves segundos.
Felizmente, não provocou quaisquer tipo de danos, como rachas.
No meu prédio, a percepção do sismo foi bem sentida. Mas efectivamente no meu local de trabalho, uma grande percentagem não teve noção do que se passou, referindo estar a dormir.
 

Lousano

Cumulonimbus
Registo
12 Out 2008
Mensagens
3,635
Local
Lousã/Casais do Baleal
Hoje, o European-Mediterranean Seismological Centre publicou mais informação sobre o sismo.

Achei curioso o facto do European-Mediterranean Seismological Centre medir onde o sismo foi sentido pelo aumento de tráfego:

anim_148803.gif

A referires apenas tráfego, ainda estive um minuto ás aranhas e ver que tipo de tráfego se tratava.

Mas neste caso parece que essa teroria não se confirma, visto que os Algarvios foram dos últimos a acederem à internet e terá sdo dos locais onde se sentiu mais o sismo.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
A referires apenas tráfego, ainda estive um minuto ás aranhas e ver que tipo de tráfego se tratava.
Mas neste caso parece que essa teroria não se confirma, visto que os Algarvios foram dos últimos a acederem à internet e terá sdo dos locais onde se sentiu mais o sismo.

O rijo não estava a afirmar isso, estava apenas a falar da curiosidade do EMSC gerar automaticamente um produto de "sismo sentido" apenas pelo tráfego de visitas ao site, uma ideia bastante simples e interessante. Ou seja, n requer sequer que as pessoas informem explicitamente, eles pelo tráfego súbito e a origem dele conseguem logo ter uma ideia onde foi sentido.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Por algumas pessoas não terem sentido o sismo não quer dizer que as ondas sísmicas naquele local tenham passado com menos intensidade.

A maioria das pessoas na altura em que ocorreu o abalo estavam no interior de edifícios e o comportamento do edifício determina a percepção das pessoas em relação ao mesmo. Quando mais alto for o piso em que estiver, em relação ao solo, maiores vão ser os deslocamentos, a não ser em raras excepções onde os pisos inferiores podem registar deslocamentos superiores aos superiores.

De edifício para edifício, os movimentos registados também são diferentes e dependem em muito da maneira como o edifício foi projectado. Se os elementos estruturais forem de aço, típico em alguns edifícios de escritórios, a estrutura vai "vibrar" durante mais tempo do que num edifício tradicional de betão e consequentemente as pessoas vão sentir o sismo durante mais tempo.

Se o edifício estiver sobre solos mais brandos, estes têm tendência para aplicar as ondas sísmicas e aumentar assim a sua percepção.


É verdade. É uma coisa que surpreende, mas tem lógica. Em 2007 e agora não senti muito, moro num edifício já com algumas décadas mas andar baixo, mas num anterior sismo penso que epicentro a SW de Cascais, morava perto desta casa mas no último andar novo e em cima de uma colina e na altura senti o prédio a oscilar imenso, e amigos que moravam no vale próximo não sentiram praticamente nada.

É significativa a diferença que pode haver mesmo em locais bastante próximos.
 

Lousano

Cumulonimbus
Registo
12 Out 2008
Mensagens
3,635
Local
Lousã/Casais do Baleal
O rijo não estava a afirmar isso, estava apenas a falar da curiosidade do EMSC gerar automaticamente um produto de "sismo sentido" apenas pelo tráfego de visitas ao site, uma ideia bastante simples e interessante. Ou seja, n requer sequer que as pessoas informem explicitamente, eles pelo tráfego súbito e a origem dele conseguem logo ter uma ideia onde foi sentido.

Eu é que, também, me expliquei mal e era sobre isso que referi.

Por um lado pode existir poucos internautas algarvios a acederem a esse site, por outro esses internautas não acederam ao site logo após o sismo.
 

criz0r

Cumulonimbus
Registo
11 Abr 2008
Mensagens
4,446
Local
Cova da Piedade (28m) / Belver (140m)
Era precisamente isso que ia referir André, também já de uma magnitude considerável 5.4..
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Um pequeno de M2.0 noutra zona, 41km a sul de Tavira.

Magnitude ML 2.0
Region STRAIT OF GIBRALTAR
Cadiz
Date time 2009-12-17 at 15:43:19.0 UTC
Location 36.78 N ; 7.47 W
Depth 1 km
Distances 70 km SW Huelva (pop 144,174 ; local time 16:43 2009-12-17)
41 km S Tavira (pop 13,871 ; local time 15:43 2009-12-17)
39 km SE Luz (pop 3,627 ; local time 15:43 2009-12-17)


tav.gif
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,715
Local
Olhão (24 m)
Sismo: Denúncias de fissuras em Portimão alegadamente devidas ao abalo encaminhadas para a Câmara

Protecção Civil de Portimão está a encaminhar as denúncias de rachas e fissuras em habitações recebidas por cidadãos, alegadamente devidas ao sismo de hoje, para o departamento de Obras da Câmara.

Em declarações à Lusa, responsáveis dos serviços municipais de Protecção Civil de Portimão e de Lagos disseram que "apesar da intensidade do sismo, não se registaram danos pessoais, nem materiais".

Contudo, um dos responsáveis da protecção civil de Portimão, revelou que foram recebidos alguns relatos de pessoas que alegam "ter fissuras e rachas nas paredes das habitações".

Segundo o mesmo responsável, "as denuncias estão a ser encaminhadas para os serviços de obras da autarquia, para que sejam verificadas".

O sismo registado hoje de madrugada, sentido com maior intensidade no Sul do país, provocou algum receio na população de Portimão e Lagos, tendo algumas pessoas saído para a rua apenas com a roupa que tinham no corpo.

O sismo com magnitude 6.0 na escala de Richter, e com o epicentro localizado a cerca de 100 quilómetros a Oeste-Sudoeste do Cabo São Vicente, foi registado à 01:37 desta madrugada, e segundo as autoridades algarvias, não provocou vítimas ou danos materiais.

"Estava deitada e acordei com tudo a abanar. Levantei-me, acordei o meu marido e os meus filhos, descemos as escadas a correr e saímos para a rua em pijama e só de meias nos pés", disse à Lusa Fernanda Rosa, que habita o 13.º andar de um edifício de 20 andares, na Praia da Rocha, em Portimão.

"Nunca tinha sentido nada assim. Fiquei tão assustada que cheguei a temer o pior, quando vi vários móveis a moverem-se e coisas a caírem das prateleiras", observou.

Para Fernanda Rosa, a "grande preocupação" foi sair de casa, o mais depressa possível, com a família. "Não pensei em mais nada. Nem me lembrei do telemóvel que é uma coisa que nunca largo".

Segundo aquela moradora de Portimão, a maioria dos habitantes do prédio "fugiram" para o exterior do edifício, "algumas de pijama e outras em roupa interior", tendo o regresso a casa ocorrido largos minutos depois "mas sempre com receio de um novo abalo".

O sismo provocou também "apreensão" em vários habitantes de Lagos, que recearam que o abalo "pudesse ter consequências maiores" devido à sua intensidade.

José Cabrita, de 68 anos, morador em Lagos, disse à Lusa "não ter memória de uma coisa do género em toda a vida".

"Havia poucos minutos que tinha chegado a casa e preparava-me para deitar. Comecei a ouvir um som, tipo vento forte, seguido de uma espécie de explosão. Depois começou tudo a abanar", observou.

"Comecei a gritar pela minha mulher e fugi para a rua, em camisola interior, de calças de pijama e com um chinelo", recordou José Cabrita.

Aquele habitante de Lagos, acrescentou que "o medo foi tão grande" que só passados largos minutos é que regressou a casa, "apenas para ir buscar roupa e calçado", permanecendo na rua com alguns vizinhos, durante o resto da noite.

Fonte: Barlavento Online/Lusa

Afinal, parece que ainda abriu algumas fissuras em prédios em Portimão.

Um facto que constatei esta tarde, foi de muitas pessoas dizerem que foi 2 sismos ao mesmo tempo, devido ao facto de ter havido 2 abanões com uma pausa de 2 a 3 segundos de intervalo entre dois.
 

METRIC

Cirrus
Registo
17 Dez 2009
Mensagens
1
Local
Portimão
Aqui em Portimão sentiu-se e de que maneira! A cama, a secretária, a estante, as janelas, estava tudo a abanar, mas o pior nem sequer é isso, mas sim, e aqui vou roubar a palavra a alguém que o mencionou anteriormente, o "uivo" do sismo. Foi muito assustador, e devo confessar que me senti paralisada na cama, muita tensa, sem conseguir reagir adequadamente.:hehe: Sem dúvida o sismo mais forte que já senti.