Telescópios e lentes de cameras

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
Bom, já existe um suporte de espelho de nove pontos e um espelho com 400mm para esse suporte (bem como um secundário plano com a respectiva aranha).
Falta mesmo é a equatorial que vou fazer em ferro para ser bem pesada e, tanto quanto possível, imune a grandes vibrações. Vou começar em Setembro.
Também vou fazer uma estrutura tubular para o telescópio propriamente dito, talvez em contraplacado marítimo e alumínio...
Vai demorar, mas posso ir reportando os avanços para ver se incentivo mais alguém.
gostava de me meter numa dessas mesmo sendo serralheiro/soldador não sei se tenho a paciência para tal,
 
  • Gosto
Reactions: remember

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
Boa noite,

Existe algo até os 100€ que seja algo de jeito para iniciantes?

Enviado do meu Redmi 4X através do Tapatalk
por esse preço o melhor é comprar um bom par de binóculos, foi assim que comecei, pode parecer desmotivador. Mas vai fazer mais e ver mais com uns bons binoculos, tenho uns pentax 10x50 com muitos anos e ainda os uso
 
  • Gosto
Reactions: remember

remember

Cumulonimbus
Registo
14 Jan 2016
Mensagens
2,992
Local
Santa Iria de Azoia - Loures (80 m)
por esse preço o melhor é comprar um bom par de binóculos, foi assim que comecei, pode parecer desmotivador. Mas vai fazer mais e ver mais com uns bons binoculos, tenho uns pentax 10x50 com muitos anos e ainda os uso
Obrigado pela sinceridade, era só por curiosidade, visto que é uma área que sempre me interessou.

Enviado do meu Redmi 4X através do Tapatalk
 

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
Obrigado pela sinceridade, era só por curiosidade, visto que é uma área que sempre me interessou.

Enviado do meu Redmi 4X através do Tapatalk
tenho um newtoniano de 130 mm que custou 250€ dá para muita coisa mas ainda assim é muito limitado, o problema é que muitas vezes se vai a traz de enganos, como ampliação que pode ser obtida com oculares,
 
  • Gosto
Reactions: remember

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
Existem 3 maneiras principais de obter um telescópio: Comprar um telescópio todo feito, comprar um conjunto de ópticas e fazer apenas a parte mecânica, ou fazer tudo (incluindo a parte óptica).
Em qualquer dos casos convêm saber que tipo de telescópio nos interessa (pois há muitos com características diversas), convém obter informações do fornecedor (pois mesmo com fornecedores reconhecidos há muitas surpresas desagradáveis) e saber se não é uma curiosidade passageira e depois o telescópio vai para uma garagem a apanhar teias de aranha.

Se o interesse for genuíno vale bem a pena obter um por qualquer das 3 maneiras. A ultima dá trabalho (não é difícil, apenas trabalhosa), mas a satisfação final e até os conhecimentos que se podem aplicar a outras coisas e que daí advêm são muito interessantes. A segunda maneira livra-nos da parte mais trabalhosa, as ópticas e continua a ficar bastante mais barata. Se o interesse for passageiro, é preferível ir com alguém que tenha um telescópio a uma ou mais sessões de observação (na net há encontros de astrónomos amadores que estão abertos a quem quiser participar) e "matar" a curiosidade dessa maneira de forma gratuita.

Normalmente os telescópios de compra (maioritariamente newtonianos) são de utilização geral (não são carne nem peixe) e tanto dão para o céu profundo como para observação planetária.

Quem viver no campo, com pouca luz, poderá especializar mais o seu telescópio para céu profundo (fotografia de nebulosas extensas ou de aglomerações de estrelas...). Não invalida o seu uso para observação planetária.

Quem viver na cidade pode especializar mais o seu telescópio para observação planetária ( fotografias dos anéis de Saturno, observação pormenorizada da lua...). Observar o céu profundo na cidade torna-se tarefa quase impossível por causa da poluição luminosa, mas esta não afecta a observação planetária. Dizer que um telescópio com muita abertura (grande diâmetro do espelho em relação ao foco) dá para tudo, bastando uma lente barlow e oculares potentes, não é bem verdade, pois a necessidade de colimação (afinação) será sempre mais fácil num telescópio de foco longo o qual permitirá maiores aumentos com oculares menos potentes, o espelho será de execução mais simples, pelo que, mesmo de compra há maiores chances de ser mais perfeito, entre outras coisas. E, em zonas escuras, este telescópio também permite fotos de grande campo acoplando uma máquina fotográfica ao mesmo, servindo o telescópio como guia para fotos de longa pose.
 
  • Gosto
Reactions: remember

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
Não sei se assustei alguém com toda a conversa do post anterior, dado o silencio, mas resume-se em poucas palavras.
No campo compraria um telescópio F/4~F/5 (quer dizer medida do foco com 4~5 vezes o diâmetro do espelho. menos que 4 será um pouco inacessível à maioria das carteiras). Na cidade F/6, F/8, F10....
Quem tiver dinheiro compra um telescópio, quem não tiver constrói-o. Quem tiver paciência e gosto, mesmo tendo dinheiro, Constrói-o.
Se alguém se meter a construí-lo tem imensas pessoas nos foruns (nomeadamente os brasileiros, para quem não souber inglês) com vontade de dar ajuda.

Se as minhas dicas forem úteis para alguém, também podem contar com elas.
 

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
nada disso, conheço bem esses números, e que ao contrário das maquinas fotograficas, um telescopio quer-se com uma focal grande pois permite não só mais ampliação como melhor focagem, quando andei à procura do meu era a ampliação que aparecia sempre primeiro, fui a uma loja antes de comprar e tiraram-me as duvidas e passado pouco tempo comprei na mesma. até me trocaram uma montagem equatorial danificada
 

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
nada disso, conheço bem esses números, e que ao contrário das maquinas fotograficas, um telescopio quer-se com uma focal grande pois permite não só mais ampliação como melhor focagem, quando andei à procura do meu era a ampliação que aparecia sempre primeiro, fui a uma loja antes de comprar e tiraram-me as duvidas e passado pouco tempo comprei na mesma. até me trocaram uma montagem equatorial danificada

A capacidade de aumento, admitindo que os espelhos estão perfeitos, só depende de uma coisa: O diâmetro do espelho principal. Daí falar-se em astronomia na "febre da abertura" em que os amadores estão sempre a tentar obter um telescópio com um espelho de maior diâmetro do que aquele que já possuem.

A distancia focal do telescópio pode ser ampliada com sistemas de lentes de foco negativo chamadas "barlow". A vantagem de um foco longo, para além de podermos usar lentes menos potentes para a mesma ampliação, é que os espelhos são mais fáceis de construir e o telescópio mais fácil de afinar.

Com mais ou menos distância focal, ao utilizarmos um telescópio, a primeira dificuldade é a turbulência atmosférica. Em noites em que a turbulência o permite, é só diâmetro do espelho (com um espelho teoricamente perfeito) que limita a ampliação.
No entanto quanto maior for a abertura do telescópio (distância focal a dividir pelo diâmetro) mais cuidados são necessários com a centragem de todas as ópticas (espelhos e oculares), sendo necessária uma afinação muito cuidada a que se costuma chamar "colimação".

O seu telescópio está muito limitado pelo diâmetro do espelho. Se eventualmente o espelho não for perfeito (desculpe a franqueza ) Pouco mais é que um brinquedo (pode partilhar a marca?).
Seria uma medida boa para, por exemplo, um primeiro telescópio construido por si para ganhar prática. Mas seria apenas um ponto de partida para um telescópio mais a sério.
 

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
é um sky-watcher na altura não tinha rendimentos próprios por isso a escolha foi limitada a capacidade financeira da entidade parental na altura e que agradeço até hoje.
bem sei que não é grande coisa mas tem dado para manter o gosto pela coisa, comecei a trabalhar mas outras coisas foram-se metendo no caminho.
não gosto muito da barlow provavelmente pelo facto de também não serem as melhores, para evitar dores de cabeça comprei um colimador laser. antes de mais vou ter de arranjar um tripé melhor (mais pesado) e montagem
 

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
é um sky-watcher na altura não tinha rendimentos próprios por isso a escolha foi limitada a capacidade financeira da entidade parental na altura e que agradeço até hoje.
bem sei que não é grande coisa mas tem dado para manter o gosto pela coisa, comecei a trabalhar mas outras coisas foram-se metendo no caminho.
não gosto muito da barlow provavelmente pelo facto de também não serem as melhores, para evitar dores de cabeça comprei um colimador laser. antes de mais vou ter de arranjar um tripé melhor (mais pesado) e montagem
Um colimador laser sozinho dá muitos erros. Pode conseguir uma colimação mais fácil e precisa com a junção do colimador com a barlow. A barlow leva um diafragma à frente. Conhece o processo? Têm alguma barlow?
 

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
tenho uma de 2x, do que me lembro nunca vi a colimação usar uma barlow mas tem logica, ja colimei várias vezes e não apresenta aberrações na proxima vou esperimentar
Não basta juntar as duas coisas.
a colimação é mutiiiiito importante para uma imagem de qualidade. E tem que ser ao centésimo de milímetro ou mais, o que só é possível com grande aumento com uma estrela de referência. O processo da ocular diafragmada e do laser é o processo que permite maior aproximação. Amanhã posso tentar explicar passo a passo.
Quanto maior for a abertura maior precisão é necessária.
Já agora, qual é a distância focal do seu espelho primário?
 

jcandeias

Cirrus
Registo
11 Ago 2018
Mensagens
16
Local
Almada
As fotos foram tiradas com o telemóvel só com uma mão, mas dão para ver, embora desfocadas.

Tenha o telescópio já mais ou menos colimado com a colimação habitual.

De um lado, onde se colocam as oculares, fica o laser.
cMzkGVO.jpg



Para o outro, corte uma rodela de cartão com a medida da barlow e no meio, o mais centrada possível faça um orifício circular com 4~5mm de diâmetro. Eventualmente um furador para furar folhas de arquivo poderá servir.
6JFEhfY.jpg


Coloque o conjunto dentro do porta oculares e rode o dispositivo de focagem atá conseguir, pela boca frontal do tubo do telescópio, ver a rodela de cartão.

Acenda o laser.

Cuidado, não olhe para a reflexão, que vem do espelho, directamente.


Parto do pricipio que o seu espelho tem uma pequenina rodela a marcar o centro, como é normal. Senão, teria que achar o centro e marcá-lo.


Quando olhar para o cartão circular fixo na barlow vai ver um circulo correspondente á sombra da rodela que marca o centro do espelho.

Agora basta acionar os parafusoa de colimação do espelho proincipal até centrar esse circulo com o furo da rodela de cartão.



Confuso ou nem por isso?