Tempestade Tropical NADINE (Atlântico 2012 #AL14)

Tópico em 'Tempo Tropical' iniciado por MSantos 12 Set 2012 às 09:03.

  1. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    Sei que só estive no Funchal, mas creio que estão a exagerar...

    Hoje deu algumas chuvas com alguns períodos de 10 à 15 minutos mais intensos que não têm trazido acumulação de relevantes.

    Tempo com entrada de sul/sudoeste é sempre com instabilidade variável.

    Quanto ao Nadine ainda não sabemos quando nós vai atingir...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Hazores

    Hazores
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Out 2008
    Mensagens:
    1,425
    Local:
    AGH,terceira,açores
    Boa noite,

    pela zona oeste da ilha terceira o vento começou a soprar com maior intensidade...
     
  3. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,840
    Local:
    Foros Charneca (Benavente) / Mte. Barca (Coruche)
    A NADINE é agora uma tempestade subtropical:

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    De momento o aspecto da Nadine é, outra vez, desolador, com o shear de novo a agredir o sector NW.

    Entretanto passa-se que os modelos dinamicos mostram todos recuperação a partir de daqui a 24h:
    http://www.wunderground.com/tropical/tracking/at201214_model_intensity.html

    Não entendo como a Nadine vai ganhar forças...não é impossivel, mas requere que:

    - A circulação se mantenha razoavelmente intensa.
    - As aguas por onde o ciclone se move aqueçam pelo menos para a casa dos 25-26ºC.
    -Haja um mecanismo, como a intrusão de ar frio em altura ou um rapido melhorar do outflow, que incentive a actividade convectiva.


    Para já a Nadine está por um fio...depois de ontem ter recuperado bastante, hoje degenreou de tal modo que caso não restitua alguma actividade nas proximas 12 a 24h, penso que estará morta de vez.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,040
    Local:
    Madeira - Funchal
    Em relação a Madeira as últimas previsões são de uma separação do cordão umbilical e viragem de tempo a norte.
    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,546
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    A Nadine não desiste... alguns borbotões de convecção em torno do centro e viajando em ambiente muito mais favorável.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    O NHC esta madrugada declarou a Nadine como sistema pós-tropical e emitiu para já o último aviso oficial, mas admitindo que o sistema se possa vir a regenerar, que se acontecer os avisos serão retomados, situação que vários modelos indicam, aparentemente devido ao facto de apesar de não ser tropical continuar a ser uma vigorosa depressão, à temperatura da água e à formação de um anticiclone em altura sobre a zona que favoreceria a regeneração. Entretanto ela até já gerou mais alguma convecção.

    Quanto ao futuro, continua a haver dispersão dos modelos e ensembles entre ir para oeste ou para leste, pelo que vamos ter que continuar a acompanhar o sistema, o assunto ainda não acabou para já.

    Amanha teremos no continente uma frente gerada por um cavado e depressão que durante dias foi intermitentemente modelada uma possível interação mais explosiva para ontem com Nadine perto dos Açores, situação que acabou por não ocorrer.

    Julgo que este acompanhamento que se fez da Nadine até aqui foi muito didáctico para todos, certamente muita gente aprendeu mais sobre modelos, sobre a cautela que devemos ter e da necessidade de ser olhar sempre para um conjunto diversificado de informação deste tipo e avaliar os diversos cenários possíveis.
     
  8. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Ainda sobre o assunto dos voos não tripulados da NASA para fins cientificos, o plano de voo da 2ª missão ao Nadine e os locais em que lançaram sondas quando o Nadine estava próximo dos Açores.


    [​IMG]

    http://noaahrd.wordpress.com/


    Tal como todos os dias são lançadas sondagens meteorológicas com balão em todo o mundo (em Portugal são lançadas todos os dias em Lisboa, Madeira e Açores às 12z) que medem toda a atmosfera de baixo para cima, temperatura, humidade e vento, dados que depois são assimilados nos modelos numéricos globais constituindo um dos principais pilares da previsão meteorológica actual. Uma das limitações actuais é que as sondagens nos Oceanos são poucas, estamos limitados às ilhas, daí a necessidade de fazer "amostragens" a ciclones tropicais, em que não só se medem parâmetros no próprio ciclone tropical, mas na sinóptica da região envolvente, que intensidade tem um cavado, um anticiclone, etc, que poderão influenciar o trajecto de um sistema por exemplo, pois os modelos nos Oceanos estão bastante dependentes de estimativas por satélite, observações de superfície de navios, ou de dados de aviões a voar em altitude de cruzeiro, etc.

    Neste caso é ao contrário da tradicional sonda meteorológica de balão, as sondas são lançadas de grande altitude para recolher as amostras de toda a vertical da atmosfera de cima (sensivelmente desde os 60/100hpa) até à superfície. Isto não é grande novidade, os hurricanes hunters da NOAA e USAF fazem isto há anos e os dados que recolhem são preciosos nas previsões, a diferença é que com os UAV (aviões não tripulados) podem voar mais longe e mais tempo, e já agora, sem colocar em risco ninguém.




    Para quem tiver curiosidade, estes voos processam-se a grande altitude entre os 55 e 65 mil pés (17-20 mil metros) e são controlados pelo tráfego aéreo como qualquer outro voo, a única diferença é que os controladores de tráfego aéreo quando falam com o piloto, estão a falar com o piloto que não está fisicamente no avião, está sentado algures numas instalações de voo remoto nos EUA. Nesta região estes voos tem sido controlados pelo tráfego aéreo da FIR Oceânica de Santa Maria, o centro responsável por esta região do Atlântico.


    Apesar do Nadine já ser pós-tropical, aparentemente está a decorrer um 3º voo ao Nadine. Talvez o objectivo seja mesmo estudar ciclones em ambientes mais hostis.


    000
    NOUS42 KNHC 201448
    REPRPD
    WEATHER RECONNAISSANCE FLIGHTS
    CARCAH, NATIONAL HURRICANE CENTER, MIAMI, FL.
    1045 AM EDT THU 20 SEPTEMBER 2012
    SUBJECT: TROPICAL CYCLONE PLAN OF THE DAY (TCPOD)
    VALID 21/1100Z TO 22/1100Z SEPTEMBER 2012
    TCPOD NUMBER.....12-124

    I. ATLANTIC REQUIREMENTS
    1. NEGATIVE RECONNAISSANCE REQUIREMENTS.
    2. OUTLOOK FOR SUCCEEDING DAY: POSSIBLE GOLDEN HAWK FLIGHT
    FROM 22/1500Z TO 23/1600Z WITH NADINE AS PRIMARY TARGET.
     
    #294 Vince, 22 Set 2012 às 13:28
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:01
    lserpa gostou disto.
  9. Luso Meteo

    Luso Meteo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Set 2012
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Felgueiras, Porto (500 mts)
    Boas! Sou novo ca no site e sou apaixonado por este tipo de fenomenos.
    Parece que os «Nuestros hermanos» lançaram um alerta amarelo devido à Nadine nas Canarias. O AEMET diz que há 40% possibilidades de voltar a ser furacao.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. Luso Meteo

    Luso Meteo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Set 2012
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Felgueiras, Porto (500 mts)
  11. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
  12. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Não há nenhum alerta da AEMET, esses 40% são do NHC e não se referem às Canárias.
    O que se passa é que Nadine deixou se ser considerado um ciclone tropical, mas mantém-se o seguimento pelo NHC apenas como perturbação, e aí há a habitual escala probabilística de cores e percentagem que o NHC usa para a possibilidade se formar um ciclone tropical nas 48 horas seguintes (que neste caso seria uma reformação). Para já parece consensual entre modelos que ficará a divagar naquela região longe de ilhas durante 3 ou 4 dias não incomodando ninguém.

    [​IMG]
     
  13. Luso Meteo

    Luso Meteo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Set 2012
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Felgueiras, Porto (500 mts)
    Obrigado por me esclarecer. No entanto creio que há mesmo um alerta emitido pelo AEMET.

    http://www.laopinion.es/sociedad/20...ias-alerta-lluvias/436140.html?utm_source=rss

    Mas quanto á Madeira ainda existe possibilidades de ser afetada?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sim, mas não tem a ver com a Nadine, deve ter a ver com a instabilidade na zona, bastante CAPE e humidade, o jornal é que relaciona erradamente ambas as coisas.

    Já agora, um comunicado de hoje da AEMET


    Relativamente à Madeira, daqui a 3/4 dias os modelos divergem, mas parece ser uma possibilidade cada vez mais remota, nos ensembles vêm-se cada vez menos membros a trazer a Nadine de volta às nossas águas. De qualquer forma, vamos dando uma olhadela.
     

Partilhar esta Página