Aquecimento Global

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
15,442
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)

Irlanda do Norte deve perder 1 milhão de ovelhas e gado bovino para cumprir metas climáticas​



Tudo vale para cumprir as metas climáticas, mesmo sacrificando animais, os próximos anos/décadas vão destruir muita coisa em prol das ditas metas climáticas, só com um único objectivo salvar o homem e nada mais...


Deveria ser óbvio que o declínio geral e global das espécies de mamíferos está relacionado com o crescimento das espécies manipuladas para consumo humano (pecuária), por uma elementar questão de espaço e de recursos usados. Estas espécies de consumo são na verdade pouquíssimas e são mais um dos produtos desnaturados, algo que nunca existiu na Natureza antes de os humanos começarem a sua intervenção generalizada nos sistemas biológicos globais.

E8uo4sT.png


qhYb8ar.png
 

hurricane

Nimbostratus
Registo
11 Nov 2007
Mensagens
1,908
Local
Bruxelas, Bélgica

Deveria ser óbvio que o declínio geral e global das espécies de mamíferos está relacionado com o crescimento das espécies manipuladas para consumo humano (pecuária), por uma elementar questão de espaço e de recursos usados. Estas espécies de consumo são na verdade pouquíssimas e são mais um dos produtos desnaturados, algo que nunca existiu na Natureza antes de os humanos começarem a sua intervenção generalizada nos sistemas biológicos globais.

E8uo4sT.png


qhYb8ar.png

É triste isto. Eu proprio sinto-me culpado pelo facto de ser humano. Mas tambem nao vejo grandes solucoes :/
 

João Pedro

Super Célula
Registo
14 Jun 2009
Mensagens
5,347
Local
Porto, Campo Alegre (50 m) | Samora Correia (10 m)
É triste isto. Eu proprio sinto-me culpado pelo facto de ser humano. Mas tambem nao vejo grandes solucoes :/
Deixar de comer/reduzir bastante o consumo de carne de vaca parece-me um bom princípio, desde que não se aumente o consumo de outras carnes "mais poluentes"...

Mas é claro que o principal problema é a espécie humana, que continua a crescer de uma forma completamente descontrolada e ninguém parece estar com muita vontade de "meter o dedo nessa ferida"...
 

nbairro

Cirrus
Registo
18 Out 2017
Mensagens
7
Local
TN
Deixar de comer/reduzir bastante o consumo de carne de vaca parece-me um bom princípio, desde que não se aumente o consumo de outras carnes "mais poluentes"...

Mas é claro que o principal problema é a espécie humana, que continua a crescer de uma forma completamente descontrolada e ninguém parece estar com muita vontade de "meter o dedo nessa ferida"...

Guerra nuclear pode dar uma ajuda imensa na redução de população humana... just saying.
 
  • Gosto
Reactions: joselamego

Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,304
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
Boa tarde.

Os níveis de poluição tiveram uma redução apreciável no grande confinamento inicial covid-19.
O gado bovino-ovino-caprino era o mesmo pré-confinamento.
Como ficamos? Afinal o problema reside mesmo onde?

Outro dado curioso: o total de gado bovino era substancialmente maior em 1800 do que na actualidade na América do Norte. A extinção em massa (quase concretizada até início do séc XX) trouxe o bisonte para uns 4 milhões de exemplares - após medidas de protecção de meras centenas restantes, bem diferente dos cerca de 30 milhões de há 200 anos. Se juntarmos o gado bovino actual não chegam perto desses valores de outrora.

Em relação à Antártida o gelo marítimo está em acentuada redução, embora a recuperação no inverno seja notável.
Já a calota polar apresenta, segundo alguns estudos, um aumento da precipitação e consequentemente do gelo acumulado no planalto central. Ao que parece também a velocidade de deslocamento do gelo aumentou - será precipitada pelo degelo no rebordo do continente austral?

Na minha simplória visão do tema, a redução do consumo de carne só será boa para o planeta se por via dessa opção milhares de milhões morrerem de fome...não se me afigura sensato correr esse risco, muito por conta de opções ideológicas absurdas que políticos e activistas vão forçando, muitas das vezes assentes em falsos pressupostos.
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,037
Local
Açores
Boa tarde.

Os níveis de poluição tiveram uma redução apreciável no grande confinamento inicial covid-19.
O gado bovino-ovino-caprino era o mesmo pré-confinamento.
Como ficamos? Afinal o problema reside mesmo onde?

Outro dado curioso: o total de gado bovino era substancialmente maior em 1800 do que na actualidade na América do Norte. A extinção em massa (quase concretizada até início do séc XX) trouxe o bisonte para uns 4 milhões de exemplares - após medidas de protecção de meras centenas restantes, bem diferente dos cerca de 30 milhões de há 200 anos. Se juntarmos o gado bovino actual não chegam perto desses valores de outrora.

Em relação à Antártida o gelo marítimo está em acentuada redução, embora a recuperação no inverno seja notável.
Já a calota polar apresenta, segundo alguns estudos, um aumento da precipitação e consequentemente do gelo acumulado no planalto central. Ao que parece também a velocidade de deslocamento do gelo aumentou - será precipitada pelo degelo no rebordo do continente austral?

Na minha simplória visão do tema, a redução do consumo de carne só será boa para o planeta se por via dessa opção milhares de milhões morrerem de fome...não se me afigura sensato correr esse risco, muito por conta de opções ideológicas absurdas que políticos e activistas vão forçando, muitas das vezes assentes em falsos pressupostos.

Carne é alimento de 'rico'. Sempre foi e continua a ser (porque há muito mais mundo que o 'ocidente').

A massificação do gado interessa porque ocorre globalmente. Quando cortas a Amazónia, ou qualquer outra floresta, para a criação de gado, o assunto assume outros contornos.

O gado industrial está sujeito a condições muito diferentes dos animais selvagens. Secas e doenças têm um impacto muito menor. Os animais também estão muito mais protegidos da sua própria poluição e são ativamente modificados para serem muito maiores do que eram há algumas décadas.

Contextualização da medida e respetivo impacto no regime alimentar pessoal são 2 coisas muito diferentes.

Obviamente que o gado seria apenas mais uma medida.

Pura coincidência -> https://www.reuters.com/lifestyle/s...-burps-major-methane-source-space-2022-04-30/
 
Última edição:

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
15,442
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Interessante artigo sobre o cientista e sobre o deserto do Sahara:

 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
15,442
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Outro dado curioso: o total de gado bovino era substancialmente maior em 1800 do que na actualidade na América do Norte. A extinção em massa (quase concretizada até início do séc XX) trouxe o bisonte para uns 4 milhões de exemplares - após medidas de protecção de meras centenas restantes, bem diferente dos cerca de 30 milhões de há 200 anos. Se juntarmos o gado bovino actual não chegam perto desses valores de outrora.


uv9yvMU.jpg




V4RwKVp.jpg
 
Última edição: