Aquecimento Global

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Tens a noção que quando respiras libertas CO2? Libertação de CO2 é normalissímo, o mal é as quantidades que libertamos para fornecer energia (queimar combustíveis fosseís, como em centrais termoeléctricas, como para os automoveís andarem, fábricas, etc)

Mas eu já tinha falado nisso qualquer dia impoem-se o imposto do CO2 por respirares....tudo liberta CO2 até as pedras e os peixes.

E o CO2?

O CO2 é um gás fundamental para a existência de vida na Terra. De facto, é a principal matéria-prima da vida. É do conhecimento geral que as plantas absorvem CO2 e produzem oxigénio. O CO2 é a única fonte de Carbono para a matéria viva. Toda a matéria viva é composta de Carbono, Hidrogénio e Oxigénio. E todo o carbono existente na bioesfera tem a sua origem no CO2.

Um índice elevado de CO2 na atmosfera favorece o desenvolvimento das áreas verdes. Numa Terra afectada pelo desflorestamento, um nível elevado de CO2 é o melhor que podemos fazer para o combater.

E a Terra tem um gigantesco regulador da quantidade de CO2 na atmosfera: o oceano. O CO2 é altamente solúvel em água (daí ser usado nas bebidas gaseificadas), o que significa que um aumento de CO2 na atmosfera faz com que mais CO2 seja absorvido pelo oceano. O que é bom, porque o CO2 servirá então para o desenvolvimento do fitoplancton, o maior responsável pela produção de oxigénio na terra e a base de toda a cadeia alimentar nos mares.

Aqui fica a origem do texto um site bastante bom :thumbsup::thumbsup:

http://verdadeoculta.webepronto.com/viewpage.php?page_id=55#top
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Temperaturas elevadas ameaçam Tibete

O aquecimento global está a causar cada vez mais desastres naturais no Tibete, considerado um barómetro do clima mundical e onde as temperaturas estão a aumentar mais depressa do que no resto da China, alertou hoje a imprensa oficial chinesa

«Desastres naturais, como seca, deslizamentos de terra, tempestades de neve e incêndios agora são mais frequentes e com resultados mais calamitosos,» disse o director do Departamento Regional de Meteorologia do Tibete, Song Shanyun, citado pele agência noticiosa estatal chinesa Nova China.

«O número de vítimas e os prejuízos materiais são cada vez maiores», acrescentou Song. Uma estudo do departamento revelou que a temperatura no Tibete tem vindo a aumentar 0,3 graus centígrados em cada dez anos, dez vezes mais rápido que a média chinesa de 0,4 graus por cada século, com consequências visíveis.

«O clima cada vez mais quente provocou mais desastres meteorológicos do que antes, no Tibete. Problemas como avalanches, diminuição dos glaciares, secagem de pastos e desertificação, ameaçando o ecossistema natural na região», afirmou Song Shanyun.

A região do Planalto Qinghai-Tibet, o «tecto do mundo», que é considerado um barómetro do clima mundial, registou vários sinais do aquecimento global.

Os cientistas já preveniram que, a manter-se a tendência, o Monte Evereste, a mais alta montanha no mundo, que separa o Tibete do Nepal, poderá ver reduzida a altitude de 8844,43 metros, ao perder a sua coberta de neve e gelo.

«O aumento de temperatura no Tibete só é uma miniatura da tendência do aquecimento global», comentou o engenheiro principal do departamento meteorológico da região, Zhang Hezhen, também citado pela Nova China.

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=67744

Esta gente devia ter juízo incendios eles lá mal tem vegetação :huhlmao::huhlmao:

Aqui fica um meteograma de uma zona por lá...-15ºC o aquecimento global precisa-se de esforçar muito ainda para que possa estoirar com neve lá do topo...mas se tem duvidas que lá não faz frio é melhor procurar ao alpinista João Garcia que ficou quase sem nariz e dedos.

 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Buenos Aires registra menor mínima em Novembro desde o ano de 1917

Buenos Aires enfrentou o inverno mais frio em meio século e nesta quinta-feira registrou a menor temperatura para o mês de novembro dos últimos noventa anos. Conforme o Servicio Meteorológico Nacional, a mínima na capital argentina foi de 2,5ºC às seis da manhã. Desde o início das observações meteorológicas há mais de um século, apenas em duas ocasiões anteriores o frio foi mais intenso em novembro na cidade de Buenos Aires. Os termômetros indicaram 1,6ºC em 1914 e 2,4ºC em 1917. "O excepcional é que a capital argentina registrou temperatura quase idêntica aos recordes do começo do século passado, apesar de toda a urbanização das últimas décadas que tornou a cidade mais quente", observou o meteorologista Luiz Fernando Nachtigall da Metsul Meteorologia. Na Província de Buenos Aires, os termômetros chegaram a indicar 3ºC abaixo de zero. O Aeroporto Internacional de Ezeiza, localizado na área metropolitana da capital argentina, registrou uma mínima de 1,8ºC.

Tudo isto foi devido a uma massa de ar polar que atravessou o continente sul americano.

O Hemisfério sul já não vê calor a sério á pelo menos 16 anos..:intrigante:

De acordo com medições de satélites, o Hemisfério Sul não apresenta qualquer tendência de aquecimento já lá vão 16 anos. De facto, desde Janeiro de 1990 até Setembro de 2006.
A temperatura subiu e desceu, mas no fim deste período de 16 anos, tem praticamente o mesmo valor que tinha no princípio. Tudo se passou na baixa troposfera até 3000 metros de altitude.
O dióxido de carbono – natural e antropogénico – reparte-se uniformemente pela atmosfera do planeta. Por isso, é de estranhar que a temperatura no HS não reaja a esse aumento como seria de esperar de acordo com as indicações dos modelos climáticos.

Temp.m%3Fd.%20troposfera%20HS.jpg


http://vortex.nsstc.uah.edu/data/msu/t2lt/uahncdc.lt
 

adiabático

Cumulus
Registo
19 Nov 2007
Mensagens
316
Local
Lumiar
Buenos Aires registra menor mínima em Novembro desde o ano de 1917

(...)
O dióxido de carbono – natural e antropogénico – reparte-se uniformemente pela atmosfera do planeta. Por isso, é de estranhar que a temperatura no HS não reaja a esse aumento como seria de esperar de acordo com as indicações dos modelos climáticos.
QUOTE]

Ou eu muito me engano ou o efeito de estufa requer, em primeiro lugar, que a radiação solar seja recebida pela superfície da terra e reemitida como radiação infravermelha que, essa sim, é bloqueada pelos gases atmosféricos. Será verosímil admitir que o facto de o Hemisfério Sul ser maioritariamente coberto por oceanos faz alguma diferença? Penso que sobre os oceanos a maior parte da energia da radiação solar é absorvida pela massa de água, transformada em vapôr de água ou simplesmente reflectida, sensivelmente no mesmo comprimento de onda. E uma das grandes massas continentais do HS, o continente antárctico, por estar coberto de neve ou gelo, partilha essa característica de uma grande albedo, até porque recebe a maior parte da radiação com um ângulo de incidência muito reduzido. Outro factor que pode ter relevância pode ser a nebulosidade: a água na atmosfera não é só opaca aos infravermelhos; na forma condensada, funciona como barreira à própria radiação visível, que assim nunca chega a atingir a superfície. Quem sabe se o aquecimento, globalmente falando, não se traduz num aumento de nebulosidade e este, por algum motivo, se faz sentir sobretudo no HS (pelo menos sabemos que o transporte de água condensada tem que ser através de massas de ar, pelo que a distribuição da nebulosidade não tem que ser - nem é - homogénea na atmosfera); seria outra fonte de diferenciamento, esta correlacionável com os restantes fenómenos decorrentes do aumento da [CO2] na atmosfera.

Especialistas, what say you? Estou a dizer muita bacorada?

Abraços
 

Nina

Cirrus
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
1
Local
açores
Como diz o Senhor Al Gore (pessoalmente acho-o um Homem cheio de coragem por tentar mudar uma mentalidade retrogada como a dos americanos, e nao só) recomendo sinceramente que vejam o seu documentario "Uma Verdade Incoveniente", para que quem tem a ideia de que o aquecimento global está relacionado apenas com causas naturais mude de prespectiva e ABRA OS OLHOS.
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,032
Local
Terra
Re: O arrefecimento global...está a começar

Como diz o Senhor Al Gore (pessoalmente acho-o um Homem cheio de coragem por tentar mudar uma mentalidade retrogada como a dos americanos, e nao só) recomendo sinceramente que vejam o seu documentario "Uma Verdade Incoveniente", para que quem tem a ideia de que o aquecimento global está relacionado apenas com causas naturais mude de prespectiva e ABRA OS OLHOS.


Antes de mais bem-vinda à discussão nina e bem-vinda ao clube dos defensores do Aquecimento Global. :D O tio Al-Gore é um bocadinho superficial/comercial (tipo família pipoca) mas que nos states funciona bem e se isso servir para cortar caminho em relação ao aquecimento global melhor ainda. O Al-Gore não é um oportunista mas sim uma oportunidade fantástica!!! :)
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Buenos Aires registra menor mínima em Novembro desde o ano de 1917

(...)
O dióxido de carbono – natural e antropogénico – reparte-se uniformemente pela atmosfera do planeta. Por isso, é de estranhar que a temperatura no HS não reaja a esse aumento como seria de esperar de acordo com as indicações dos modelos climáticos.
QUOTE]

Ou eu muito me engano ou o efeito de estufa requer, em primeiro lugar, que a radiação solar seja recebida pela superfície da terra e reemitida como radiação infravermelha que, essa sim, é bloqueada pelos gases atmosféricos. Será verosímil admitir que o facto de o Hemisfério Sul ser maioritariamente coberto por oceanos faz alguma diferença? Penso que sobre os oceanos a maior parte da energia da radiação solar é absorvida pela massa de água, transformada em vapôr de água ou simplesmente reflectida, sensivelmente no mesmo comprimento de onda. E uma das grandes massas continentais do HS, o continente antárctico, por estar coberto de neve ou gelo, partilha essa característica de uma grande albedo, até porque recebe a maior parte da radiação com um ângulo de incidência muito reduzido. Outro factor que pode ter relevância pode ser a nebulosidade: a água na atmosfera não é só opaca aos infravermelhos; na forma condensada, funciona como barreira à própria radiação visível, que assim nunca chega a atingir a superfície. Quem sabe se o aquecimento, globalmente falando, não se traduz num aumento de nebulosidade e este, por algum motivo, se faz sentir sobretudo no HS (pelo menos sabemos que o transporte de água condensada tem que ser através de massas de ar, pelo que a distribuição da nebulosidade não tem que ser - nem é - homogénea na atmosfera); seria outra fonte de diferenciamento, esta correlacionável com os restantes fenómenos decorrentes do aumento da [CO2] na atmosfera.

Especialistas, what say you? Estou a dizer muita bacorada?

Abraços

Sim tudo o que disseste está correcto o Hemisfério Sul não arrefece e aquece tão depressa pois não possui tanta terra como o hemisferio norte eles possuem mais oceano é por isso que eles tem climas praticamente regulares e tambem estão mais afastados do polo sul eles estão quase todos na vizinhança dos tropicos (isto de maneiro MUITO geral).

O hemisferio norte como está mais colado ao polo norte pode ter anos de amplitudes e clima variaveis a cada ano que passa podem ser mais frios ou mais quentes tudo depende da rotação dos ventos no polo norte e das corrente maritimas e muito mais mas isso é outra historia ;)

Aqui ficam uns bideos da NASA http://data.giss.nasa.gov/gistemp/animations/

O giro nisto tudo é que desde á 10 anos toda a gente percebe de clima até o talhante...entrevista-se toda a gente menos os climatologistas.
 

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,473
Local
Alcochete/Lisboa

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Esta é para ti mário... :p:p:p

http://www.meteo.pt/pt/media/noticias/Greenhouse_Bulletin_2006_WMO

Tá um frio que não se aguenta!!! :lol::lol:

Pois Agreste mas isso é normal se o planeta sofreu um aquecimento de 1974 a 1998 é normal que o CO2 aumente devido aos oceanos é por isso que tem chovido cada vez mais no mundo e de forma por vezes muito concentrada...qaundo o planeta começar a arrefecer é que o CO2 (se não acontecer nada de anormal) começara a descer e chuva a diminuir...é tudo uma questão de click dos polos :cool: as coisas estão-se a compor.

precipitation_-Hadley_centre.gif
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Um artigo do Metsul

It's all about money

Não existe problema em se ganhar dinheiro trabalhando e legitimamente. Em se tratando de mudanças climáticas, o problema está em se acreditar na idéia repetida ad nauseam de que aquecimento global é ruim para a economia. O aquecimento global, ao contrário, se transformou em um grande negócio. Al Gore, por exemplo, terminou o ano 2000 como vice-presidente norte-americano e um milhão de dólares em sua conta bancária. Hoje, como consultor privado, possui um patrimônio estimado em cem milhões de dólares que está prestes a aumentar e consideravelmente. O homem de Uma Verdade Incoveniente já é consultor da Google, membro do conselho de administração da Apple e o mais novo sócio da Kleiner Perkins Caufield & Byers, uma empresa de capital do Vale do Silício na Califórnia que fez uma fortuna de bilhões de dólares investindo em empresas como Netscape, Amazon e a Google.


nyse2.JPG


Al Gore prometeu entregar seu "salário" para a organização que preside chamada Alliance for Climate Protection, mas o anúncio é mera dissimulação. O sistema de remuneração de "management fee" levará Gore a embolsar dezenas de milhões de dólares nesta nova atividade, sendo impossível estimar que valor receberá devido ao segredo que cerca as finanças da KP. "Uma jogada brilhante de Al Gore", descreveu Jack Tankersley do Meritage Private Equity Fund. Segundo Tankersley, a personalidade que o ex-vice-presidente norte-americano hoje possui ajudará a driblar entraves regulatórios e legais para os negócios financiados pela Kleiner Perkins Caufield & Byers. "Se alguém quiser abrir uma planta de biocombustíveis no Brasil, Gore tem toodos os contatos políticos para fazer acontecer", comentou. A maioria das pessoas que conhece Gore descreve ele como uma pessoa sincera quanto ao aquecimento global, mas o fato é que o auto-denominado ex-presidente eleito dos Estados Unidos não abriu mão de andar de avião nem tampouco de consumir uma enorme quantidade de energia em sua casa, apesar da frase final do seu filme questionar o público se não era hora de mudar o estilo de vida. Como o meteorologista Luiz Fernando Nachtigall me descreveu, Gore incendiou o circo e agora abriu a loja de extintores de incêndio.

Engana-se quem acredita também que o aquecimento global é hoje um grande negócio apenas para o mercado de energia limpa, apesar de todos desejarem uma mudança da matriz energética global em favor de tecnologias mais amigáveis ao meio-ambiente. Quem torceria pela abertura de poluidoras plantas de carvão na China exceto os próprios donos das usinas ? Prova de que aquecimento global tornou-se uma oportunidade de fazer dinheiro é que as maiores empresas de finanças de Wall Street (acima) se debruçaram sobre o tema para orientar os seus clientes sobre como faturar neste novo ambiente de negócios. Edward Kerschner, do Citigroup, passou nove meses pesquisanso para elaborar um relatório de 120 páginas inttulado "Climatic Consequences" que descreve 74 companhias e 18 países bem posicionados para lucrar. Já a UBS liberou um documento de 97 páginas chamado de "Climate Change: Beyond Whether." A Lehman Bros, a partir do trabalho dos seus analistas em Londres e Tóquio, publicou um documento de 143 páginas chamado de "The Business of Climate Change" destinado aos investidores. Outro potencial beneficiário da especulação financeira acerca das mudanças climáticas é a Chicago Mercantile Exchange (CME), a bolsa de mercados futuros que já trabalha com produtos relacionados ao clima. Somente no ano passado, a CME negociou 800 mil contratos estimados em 21 bilhões de dólares relacionados ao tempo. Dois anos antes a movimentação era de apenas 2 bilhões. As opções e futuros permitem a empresas de energia, infra-estrutura e seguradoras a garantirem hedge em potenciais perdas relacionadas às condições atmosféricas. A Bolsa Mercantil de Chicago, inclusive, lançou "contratos de furacão" a fim de permitir que o mercado possa estimar o risco destas tempestades. Também o setor imobiliário tem profundo interesse econômico nos temores do aquecimento global. David Lereah, economista-chefe da National Association of Realtors dos Estados Unidos, comenta em seu livro "All Real Estate Is Local" que é uma forte tendência a aversão a locais próximos do mar e sujeitos a tempo muito severo. "Tem muita gente deixando a Flórida e buscando a segurança de áreas montanhosasa", diz.

[youtube]OREHrtVClTc[/youtube]

Se as corretoras estão orientando os seus clientes, as corporações estão lucrando. Quarenta e seis das maiores corporações do planeta divulgaram na semana passada o seu "mapa do caminho" para reduzir o impacto do aquecimento global. A iniciativa chama-se Combat Climate Change (3C), iniciativa que reúne empresas da América do Norte, Euorpa, Ásia e África. Estas grandes empresas têm demonstrado interesse especial pelo chamado mercado de créditos de carbono. Nomes respeitados do mercado financeiro como o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga se envolveram no negócio. Algumas instituições financeiras também já começaram a trabalhar com créditos de carbono. O mercado é movimentado essencialmente por empresas com passado poluidor e fundos de investimento. É o que prevê o defendido Protocolo de Kyoto. Estas empresas precisam comprar créditos de carbono para compensar as emissões de poluentes que elas já fizeram, ainda fazem e estão por fazer. Em outras palavras, pago para poluir. Grandes bancos brasileiros já lançaram fundos de investimento sob a bandeira verde e inesvtiram pesado em publicidade sobre mudanças do clima. Finalmente, imprensa e mercado publicitário têm muito ainda a ganhar com os temores em torno do aquecimento global devido ao interesse que desperta no público e a causa inegavelmente simpática de que é possível frear o aquecimento global e salvar o planeta. A mais nova campanha global, aliás com filmes belíssimos e um texto extraordinário bem escrito, é da petrolífera Chevron. Em sua peça Untapped Energy (vídeo acima), a empresa afirma que o tema é o principal desta geração e que o grupo está buscando oferecer novas alternativas no mercado porque 'todos vivemos no mesmo planeta'. O novo emprego de Gore, assim, é apenas a ponta de um grande iceberg de dinheiro que não derrete. It's all about money.
(c) Alexandre Amaral de Aguiar/Metsul
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Uiiiiiiiiii olha onde foram tocar :lmao::lmao:

(...) A iniciativa chama-se Combat Climate Change (3C), iniciativa que reúne empresas da América do Norte, Euorpa, Ásia e África. Estas grandes empresas têm demonstrado interesse especial pelo chamado mercado de créditos de carbono.(...)

Este é medida mais apalhaçada de todas aquelas que existem contra o aquecimento paga-se para poluir o que é isto meus amigos :lmao::lmao: anda tudo aterrorizado que a temperatura suba mais de 5ºC até 2100 e afinal podesse poluir e mandar tudo e mais alguma coisa para atmosfera pagando uns €€€€€€ que palhaçada :disgust::disgust: o mundo tá na ruina os governos fazem o que querem viva a carneirada.