Aquecimento Global

Tópico em 'Climatologia' iniciado por Minho 23 Set 2007 às 19:38.

  1. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Sim Rog tens toda a razão eu estava a falar de grosso modo ;) a diferença só é notada no dia 21 de Julho :huh: (não tenho a certeza) 21 de Dezembro.
     
  2. fsl

    fsl
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    6 Ago 2007
    Mensagens:
    707
    Local:
    Oeiras

    É só uma questao de pormenor : os azimutes indicados estao trocados, isto é, o primeiro deve ser 120º, o segundo 240º, o terceiro 65º e o quarto 295º.
    Quanto aos pontos cardeais, tudo bem. Nao havia correspondencia entre aqueles e os azimutes.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,283
    Local:
    Sintra/Carcavelos/Óbidos
    Em relação ao oeste e leste da região mediterrânica também se registou outra situação oposta, nomeadamente desde Outubro de 2007 até agora: chuva e frio na Grécia , sol e tempo morno na Península Ibérica. Mas há quem diga que a chuva finalmente aí vem. E ainda bem que já faz muita falta.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,454
    Local:
    Montijo/Lisboa
    pois, realmente nao entendi.. entao a percentagem de dias que o sol nasce a E e se poe a W no ano deve ser minima, entao a posiçao varia brutalmente ao longo do ano, dai nao ter mesmo entendido o que querias dizer :D
     
  5. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Tens razão, desatenção da minha parte, obrigado.:thumbsup:

    No Inverno setentrional o sol nasce mais perto de SE (120º) e põe-se perto de SW (240º)
    No Verão o sol nasce mais para NE (65º) e põe-se a NW (295º)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Three Of Five

    Three Of Five
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Nov 2007
    Mensagens:
    4
    Viva

    O que eu queria dizer com a questão da alteração do eixo da terra não era o movimento de precessão, pois faz parte dos movimentos cíclicos, ( já os antigos egípcios conheciam o movimento de precessão dos equinócios), mas sim a alterações não periódicas.

    O movimento de precessão (http://www.crystalinks.com/precession.html), é o que sucede a um pião em rotação, em que o seu eixo descreve um círculo muito mais lentamente do que a velocidade de rotação e dura actualmente 25765 anos.

    O período de rotação actual da terra resulta da velocidade do disco original de onde se formaram os planetas do sistema solar e de mais alguns impactos de objectos/corpos celestes. Qualquer alteração desses períodos num curto espaco de tempo será necessáriamente catastrófico. Como sabem a rotação da terra está a abrandar com o tempo, cerca de 2,2 sec por cada 100 000 anos, e esta é a escala temporal de alterações não catastróficas.
     
  7. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Terra mais quente

    Peritos em Alterações Climáticas alertam para catástrofes naturais

    A Terra está a caminhar em direcção a uma era mais quente. A conclusão consta de um relatório do Grupo Intergovernamental de peritos em Alterações Climáticas da ONU.

    O grupo, que recebeu o Nobel da Paz, alerta para as piores catástrofes naturais.

    No documento, apresentado hoje em Valência, é feito ainda um aviso para as inevitáveis consequências que estas alterações terão no Homem.

    O secretário-geral da ONU, que esteve presente nesta conferência, disse esperar que o documento sirva de base para se alcançar um novo acordo contra o aquecimento global.

    No próximo mês, em Bali, na Indonésia, irá discutir-se o sucessor do protocolo de Quioto.

    http://sic.sapo.pt/online/noticias/vida/20071117+Terra+mais+quente.htm

    Claro claro e os pinguins vão virar churrasco e os ursos polares leitão da bairrada :lol: por amor de Deus nunca mais metem os dados correctos nos modelos para dar só roxo...:cold::cold:
     
  8. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    No outro ia na rua a pensar no concerto do Live Earth e pensei eles lá de certeza que venderam bebidas gaseficadas será que sabem que o gás que as compem é o CO2. Sendo assim estão a aquecer o planeta ao abrir a bebida pois libertam CO2 para a atmosfera...:lmao::lmao::lmao:

    [​IMG]

    Tudo quanto é bolha nas bebidas é CO2 :p

    Peço desculpa a publicidade mas é a bebida mais universal.
     
  9. CMSAFF

    CMSAFF
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    10 Nov 2007
    Mensagens:
    86
    Local:
    Lisboa (Olivais) e sempre que posso em Tavira.
    Tens a noção que quando respiras libertas CO2? Libertação de CO2 é normalissímo, o mal é as quantidades que libertamos para fornecer energia (queimar combustíveis fosseís, como em centrais termoeléctricas, como para os automoveís andarem, fábricas, etc)
     
  10. mvbueno

    mvbueno
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    2 Nov 2007
    Mensagens:
    44
    Local:
    Maringá - PR - Brasil
    Porém alguns pesquisadores ainda dizem que não são as altas concentrações de CO2 que causam o aquecimento global, mas sim que a alta temperatura da Terra, causada pelo aumento de intensidade dos raios solares, é que aumentam a concentração de CO2.

    Parece uma fábula!

    :lmao:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. CMSAFF

    CMSAFF
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    10 Nov 2007
    Mensagens:
    86
    Local:
    Lisboa (Olivais) e sempre que posso em Tavira.
    O mal disto tudo é que para além da porcaria que já fizemos desde o início da Revolução Industrial, países que até agora eram absolutamente atrasados, lá comecaram a despertar e a poluir que nem gente grande, isto agravado de serem países com uma população absolutamente enorme (China e Índia são os melhores exemplos) e não parecem estar minimamente preocupados com as emissões de CO2.

    Ao mesmo tempo têm-se descoberto reservas de petróleo para além do espectável há uns anos atrás (e ainda faltam explorar zonas como a Gronelândia e a Antártica), ou seja, ainda temos mais umas boas décadas a poluir com o consumo deste combustível.
     
  12. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Não te preocupes que essas areas ninguem lhes vai tocar se tal acontecer é só temporario...

    A civilização morderna não dura mais 150 anos não tarda adeus recursos olá guerra atomica e pronto The End.

    Até seria giro conseguir contralar o clima nem que fosse de forma negativa menos poluição o planeta arrefecia mais poluição aquecia seria um espetáculo.
     
  13. CMSAFF

    CMSAFF
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    10 Nov 2007
    Mensagens:
    86
    Local:
    Lisboa (Olivais) e sempre que posso em Tavira.
    150 anos a este nível será um desastre que põe em causa a biologia actual do planeta.

    Quanto à civilização não chegar tão longe, é uma possibilidade com alguma probabilidade visto que qualquer ditador ranhoso de um qualquer país merdoso do terceiro mundo, se aplicar os fundos necessários consegue obter uma bomba atómica ( a Coreia do Norte é um bom exemplo ou o Paquistão), ou seja, no tempo da guerra fria a probabilidade de guerra nuclear era de facto muito menor que hoje, pois temos uma proliferação de armas nucleares que nas próximas decádas irão estar disponiveís em bastantes países envolvidos em conflitos regionais aumentando assim exponencialmente as probabilidades de guerra nuclear.
     
  14. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Eu disse 150 anos para ser simpático mas acho que 20 chegam :confused: a não ser que haja uma invasão de Et's e nos mudem as mentalidades como quem muda um canal de televisão :p:p

    Mas penso que o frio não vai dar tempo para que haja conflitos, agora tudo depende do humor dos polos...mas isso é outra história que o tempo nos contará.

    Mas se entrarmos no mundo das armas á muita coisa desde da Anti-Matéria que é uma arma do tamanho de um clip até ás armas quimicas e biologicas tá tudo pronto a ser estreado só estão á espera que o petroleo acabe.
     
  15. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Domingo, 30 de Junho de 1974. O Estado de São Paulo, um dos mais importantes jornais brasileiros e do continente, dedicava matéria de página inteira ao resfriamento do planeta Terra que vinha sendo observado desde a metade da década de 40.

    http://www.metsul.com/secoes/visualiza.php?cod_subsecao=33&cod_texto=513

    Quando o mundo arrefece um bocadinho já está ai a era glaciar á porta quando aquece é derretimento eminente...:lmao::lmao:

    [​IMG]

    [​IMG]

    A primeira capa é de 1945 a do meio é de 1977 e ultima 2006 como se pode constatar as capas acompanham o gráfico em pleno :lmao:

    "A variabilidade natural do clima ao longo dos últimos cem anos pode ser muito bem compreendida pelo noticiário, por exemplo, da revista norte-americana Time (...). Em sessenta anos, a revista publicou três matérias de capa sobre o comportamento do clima do planeta. Na sua edição de 10 de setembro de 1945, logo após o término da Segunda Guerra Mundial, a capa da Time mostrava um desenho do planeta suando e esbaforido com a manchete logo abaixo: "O mundo está fervendo". O planeta havia enfrentando nos dez anos anteriores intensos episódios de El Niño como, por exemplo, o de 1941 que resultou na grande enchente de Porto Alegre. Três décadas mais tarde, na sua edição de 31 de janeiro de 1977, a mesma Time noticiava o frio intenso que catigava o mundo e os Estados Unidos com a manchete "O Grande Congelamento". Novamente, três décadas mais tarde, em 3 de abril de 2006, a revista dizia aos seus leitores "Fiquem preocupados, muito preocupados" com o aquecimento global que era o tema especial da edição.
    Observem o intervalo entre as reportagens de 1945, 1977 e 2006. São, em média, trinta anos. Justamente os ciclos da Oscilação Decadal do Pacífico (link) costumam durar de vinte a trinta anos. Em fases quentes da PDO no século 20 o planeta passou por um processo de aquecimento enquanto na fases frias resfriou-se. Nos últimos trinta anos, quando começou a surgir o temor em torno do aquecimento global, a fase da PDO esteve positiva e ainda com dois eventos de Super El Niño em 1982/1983 e 1997/1998. A frequência e intensidade de eventos de La Niña, que tendem a resfriar o planeta, foram muito menores nas últimas três décadas em razão do período quente da PDO que tem como característica favorecer justamente mais ocorrências de El Niño e manifestações mais intensas do fenômeno. (...)".

    http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/02/quando-o-estado-anuncou-nova-era.html

    [​IMG]

    3 de Dezembro de 1973
     

Partilhar esta Página