Aquecimento Global

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,473
Local
Alcochete/Lisboa
Ainda em relação a estes factos da relação das manchas solares, calha mesmo a propósito o que estava a ver no youtube, e só para se ver o perigo que é acreditar cegamente no que nos é "vendido", vou recordar algo que já foi falado há anos aqui neste fórum, aquele documentário do Channel 4 sobre o "embuste" do aquecimento global.

Eu próprio estive há pouco a ver isso, e de facto, eu próprio me senti "tentado" a dar razão a quem o fez..
Agora estou a ver o autor desse documentário a ser "bombardeado" em entrevista, com argumentos que rapidamente me fazem sentir "tolo" em caír num documentário no mínimo engenhoso..
Também já isto existe em históricos no fórum, espero não estar a descontextualizar demais, se sim peço desculpa..

http://www.desmogblog.com/video-abc-australias-tony-jones-dissects-debunks-martin-durkin

Queria apenas relembrar que as maiores mentiras podem parecer totalmente verdade, o que importa é a forma convincente e engenhosa como se as apregoa... ;)
Tanto faz para qual dos lados seja.... pró ou contra AG..

Mas ao rever este "frente-a-frente" entre "factos" referidos no documentário, e a forma atrapalhada como o autor se mostra ao ser confrontado com erros, omissões, e comentários de mais cientistas, não me deixa de fazer lembrar um pouco certos argumentos que por vezes aqui vejo.. :p
 

cova beira

Nimbostratus
Registo
29 Dez 2008
Mensagens
587
Local
Tortozendo
Ainda em relação a estes factos da relação das manchas solares, calha mesmo a propósito o que estava a ver no youtube, e só para se ver o perigo que é acreditar cegamente no que nos é "vendido", vou recordar algo que já foi falado há anos aqui neste fórum, aquele documentário do Channel 4 sobre o "embuste" do aquecimento global.

Eu próprio estive há pouco a ver isso, e de facto, eu próprio me senti "tentado" a dar razão a quem o fez..
Agora estou a ver o autor desse documentário a ser "bombardeado" em entrevista, com argumentos que rapidamente me fazem sentir "tolo" em caír num documentário no mínimo engenhoso..
Também já isto existe em históricos no fórum, espero não estar a descontextualizar demais, se sim peço desculpa..

http://www.desmogblog.com/video-abc-australias-tony-jones-dissects-debunks-martin-durkin

Queria apenas relembrar que as maiores mentiras podem parecer totalmente verdade, o que importa é a forma convincente e engenhosa como se as apregoa... ;)
Tanto faz para qual dos lados seja.... pró ou contra AG..

Mas ao rever este "frente-a-frente" entre "factos" referidos no documentário, e a forma atrapalhada como o autor se mostra ao ser confrontado com erros, omissões, e comentários de mais cientistas, não me deixa de fazer lembrar um pouco certos argumentos que por vezes aqui vejo.. :p





nao estou aperceber onde queres chegar


nunca disse que o co2 nao tem influencia no aquecimento global

mas também nao sou nenhum tolo que acha que o há 200 anos o rio tamisa estava todo o inverno congelado e agora nao porque meia duzia de comboios no sec. 19 a queimar carvão em 50 anos fizeram subir a temperatura o suficiente para isso nao acontecer


aquilo que interessa neste momento é saber quais os outros factores que teriam força para mudar tão radicalmente o clima porque se a actividade solar é uma mera coicidencia não vejo porque é que o co2 nao seja uma mera coicidencia também. com algumas certezas os cientistas apontam a activdade solar como a responsável pela pequena era glaciar


se calhar ate no periodo medieval o responsavél pelos glaciares estarem recuados e os vikings terem ido viver para a greenland foi o demasiado co2 que eles expiravam


:thumbsup:
 

José M. Sousa

Cumulus
Registo
16 Mai 2008
Mensagens
258
Local
Lisboa
nao estou aperceber onde queres chegar


nunca disse que o co2 nao tem influencia no aquecimento global

mas também nao sou nenhum tolo que acha que o há 200 anos o rio tamisa estava todo o inverno congelado e agora nao porque meia duzia de comboios no sec. 19 a queimar carvão em 50 anos fizeram subir a temperatura o suficiente para isso nao acontecer


aquilo que interessa neste momento é saber quais os outros factores que teriam força para mudar tão radicalmente o clima porque se a actividade solar é uma mera coicidencia não vejo porque é que o co2 nao seja uma mera coicidencia também. com algumas certezas os cientistas apontam a activdade solar como a responsável pela pequena era glaciar


se calhar ate no periodo medieval o responsavél pelos glaciares estarem recuados e os vikings terem ido viver para a greenland foi o demasiado co2 que eles expiravam


:thumbsup:

Recomendo este artigo para se ter uma ideia das quantidades de CO2 libertadas (ou potenciais) para a atmosfera:

http://www.monbiot.com/archives/2009/08/31/not-even-wrong/

Há muitos fenómenos que motivam o aquecimento/arrefecimento cíclico na Terra. Um deles é o forçamento orbital da Terra associados aos ciclos de Milankovitch. Estas coisas já estão mais que analisadas e poderadas. O aquecimento anormal actual nada tem a ver com estes ciclos ou com a actividade solar.

Alguns fenómenos de arrefecimento na Idade Média podem ter estado relacionados, por exemplo, com grandes erupções vulcânicas:

http://futureatrisk.blogspot.com/2008_02_01_archive.html
http://futureatrisk.blogspot.com/2008/01/prof-delgado-domingos-desvaloriza.html
 

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,473
Local
Alcochete/Lisboa
nao estou aperceber onde queres chegar
se a actividade solar é uma mera coicidencia

É exactamente aí que quero chegar! :)

Eu acho que os "negacionistas do negacionismo do AG" (como eu) não defendem que a actividade solar é uma coincidência nas variações da temperatura da Terra!! Nem negam que a "pequena idade do gelo" está relacionada com mínimos de actividade solar!! Nem negam que os Ciclos de Milankovitch são à escala temporal das Glaciações o principal motivo!! Pelo menos eu nunca disse isso, e acho que os que defendem o mesmo que eu também obviamente não!

Isso era um autêntico disparate! Obviamente o Sol é o PRIMEIRO motivo de influência no Clima da Terra. Sem ele nem haveria Clima! :p
Se eu fosse negar a influência dos ciclos das órbitas, declinação, actividade solar, etc, estaria a perder toda a credibilidade!

A questão não está aí!
Óbvio que todos esses elementos são fundamentais, e mais, provavelmente acima das questões de CO2 e influência do Homem! Nem eu quero negar isso, e se os negacionistas do AG pensarem que estou a refilar por achar isso então estou-me a explicar mal ou estão a entender muito mal a mensagem...

Só mais uma vez, e eu não quero bater mais na mesma tecla, queria deixar claro que pese embora tudo o que disse atrás, continuo a achar ÓBVIO que com mais ou menos importância existe "mão humana" pelo menos em parte do aquecimento do último século, à nossa escala temporal de variação climática.. Só acho isso totalmente inegável.. E acho demasiado frustrante ou incompreensível o porquê de se continuar a insistir em negacionismo perante factos concretos, com argumentos por vezes absurdos! Isto mais uma vez, independentemente de tudo o resto que se refere à variabilidade natural, cíclica e até a cenários futuros...

Mas não há necessidade de me voltar a repetir... Só quero que quem me vê aqui a comentar entenda e fique pelo menos esclarecido do porquê de refilar e reagir energicamente a certos argumentos como aquele das "ervas à volta das estações".. Isso sim me tira do sério!!
Apenas isso..
;)
 

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,473
Local
Alcochete/Lisboa
"O aquecimento anormal actual nada tem a ver com estes ciclos ou com a actividade solar."

gostava que me explicasses porque

Vá, eu não quero continuar à volta em círculos a discutir e dizer a mesma coisa.. Ok? ;)

Eu não disse o que escreveste no teu último post, nem de perto!!
Portanto, no post anterior expliquei-me para nada!! :confused:

Nunca disse que um período mais quente não esteja em boa parte relacionado com actividade solar, provavelmente está!
O que disse foi que o aquecimento "anormal", essa parte "anormal" ou "extra" e que foge completamente à correlação que se tenta mostrar ser única entre temperatura e ciclos solares, está claramente relacionada com concentração de gases de estufa, e também disso já neste tópico foram colocados gráficos e artigos sem conta! Que os ciclos solares não chegam de facto para explicar TODO o aquecimento, e que boa parte desse aquecimento provado neste último século tem outra parte extremamente importante, e essa é a tal do motivo de aqui tanta discussão..

Não há necessidade de me repetir mais..
;)
 

José M. Sousa

Cumulus
Registo
16 Mai 2008
Mensagens
258
Local
Lisboa
Vá, eu não quero continuar à volta em círculos a discutir e dizer a mesma coisa.. Ok? ;)



Que os ciclos solares não chegam de facto para explicar TODO o aquecimento, e que boa parte desse aquecimento provado neste último século tem outra parte extremamente importante, e essa é a tal do motivo de aqui tanta discussão..

Não há necessidade de me repetir mais..
;)

Na realidade explicam muito pouco. Talvez o Cova da Beira fique esclarecido com este artigo:

http://www.scientificamerican.com/a...light-can-control-climate&sc=CAT_ENV_20090901

«for the latter half of the 20th century, the sun's output remained relatively constant as global temperatures rose—ruling out our star itself as the direct source of global warming.»
e http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=no-sunshine-for-global-wa
 

cova beira

Nimbostratus
Registo
29 Dez 2008
Mensagens
587
Local
Tortozendo
Na realidade explicam muito pouco. Talvez o Cova da Beira fique esclarecido com este artigo:

http://www.scientificamerican.com/a...light-can-control-climate&sc=CAT_ENV_20090901

«for the latter half of the 20th century, the sun's output remained relatively constant as global temperatures rose—ruling out our star itself as the direct source of global warming.»
e http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=no-sunshine-for-global-wa

Right now, the sun is stuck in a period of extremely low sunspot activity, not unlike the "Maunder Minimum" that may have been responsible for the Little Ice Age that cooled Europe in the late 17th century as well as the fall of imperial dynasties in China.



nao estou totalmente convencido, ninguem espera um minimo como o de maunder mas tambem nao é preciso um minimo como esse para se reflectir num arrefecimento global penso que isto é logico
 

José M. Sousa

Cumulus
Registo
16 Mai 2008
Mensagens
258
Local
Lisboa
Right now, the sun is stuck in a period of extremely low sunspot activity, not unlike the "Maunder Minimum" that may have been responsible for the Little Ice Age that cooled Europe in the late 17th century as well as the fall of imperial dynasties in China.



nao estou totalmente convencido, ninguem espera um minimo como o de maunder mas tambem nao é preciso um minimo como esse para se reflectir num arrefecimento global penso que isto é logico

http://www.scientificamerican.com/podcast/episode.cfm?id=solar-forecasts-and-climate-change-09-05-22

«Solar Forecasts and Climate Change
What is the link between solar activity and global warming? David Biello reports

Ultimately, global warming can be blamed on the sun. It's the sun's light that bathes the Earth and then gets sent back towards space as heat. But some of that heat gets blocked by those pesky carbon dioxide molecules building up in the atmosphere—inexorably warming our planet.

So the sun's output has a lot to do with what we can expect climate-wise. After all, a decrease in solar output known as the Maunder Minimum helped freeze Europe for a few centuries.

For the last few years, the sun has been in a relatively quiet phase: there have been few sunspots, which are the markers of a powerful sun. Last year the number of sunspots dropped to a level not seen since the beginning of the 20th century.

So much for climate change contrarians attempts to blame the sun for global warming.

But now new sunspots are moving into view, and a new solar cycle seems to have dawned this past December, which NOAA and other experts expect to be one of the weaker cycles since the 1750s.

This small weakening of the sun, however, has been outpaced by the rapid increase in CO2 levels from all our fossil fuel burning and tree-cutting. A weaker sun might slow human-induced climate change slightly but when the sun eventually recovers force, global warming would heat up with even more of a vengeance.
—David Biello»

Eu sei que isto soa assustador, mas de nada serve meter a cabeça debaixo da areia, é preciso sim mobilização para evitar o pior...

mais: http://climateprogress.org/2009/06/...orry-deniers-solar-cycle-24-poised-to-rev-up/
 

José M. Sousa

Cumulus
Registo
16 Mai 2008
Mensagens
258
Local
Lisboa
Já agora, convido-vos para o Climate Action Day a 24 de Outubro, a organizar com o 350.org (Ver Portugal http://www.350.org/action-list)

http://www.350.org/invitation

Divulguem este "banner" - não sei como colocá-lo aqui :(

<!-- Start 350.org.org banner --> <a href="http://www.350.org/" _fcksavedurl="http://www.350.org/" target="_blank"><img src="http://www.350.org/sites/all/files/350-banner-480x60.gif" _fcksavedurl="http://www.350.org/sites/all/files/350-banner-480x60.gif" alt="Join me at www.350.org" width="480" height="60" border="0" /></a> <br />
<!-- End 350.org banner -->

ver www.futureatrisk.blogspot.com
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,760
Local
Estremoz (401 metros)
Ban Ki-moon alerta que mundo segue para o abismo com aquecimento global

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, manifestou espanto nesta quinta-feira em Genebra com a aceleração do aquecimento global e alertou que o mundo caminha para o abismo. "Temos o pé afundado no acelerador e caminhamos para o abismo", declarou Ban na conferência sobre o clima que está reunida em Genebra desde o início da semana.
O secretário-geral da ONU, que acaba de voltar do Ártico, onde constatou os danos da mudança climática, advertiu que o que é feito agora terá consequências mais tarde, como afirmam os cientistas. "Os cientistas foram acusados durante muitos anos de ser alarmistas. Mas os verdadeiros alarmistas são os que dizem que não podemos bancar uma ação climática porque isto desaceleraria o crescimento econômico", declarou Ban. "Eles estão errados. A mudança climática pode desencadear um desastre em massa", alertou. "O que farão quando as tempestades empurrarem o mar para o interior dos continentes? Para onde irão?", perguntou.
Ban depositou todas as suas esperanças em um encontro internacional de alto nível que será realizado no dia 22 de setembro em Nova York por iniciativa das Nações Unidas, mas lamentou a lentidão e o caráter limitado das negociações para a Cúpula de Copenhague de dezembro. Patrocindada pela ONU, a cúpula de Copenhague tentará chegar a um acordo internacional para substituir o Protocolo de Kyoto sobre a redução das emissões de gases do efeito estufa, considerados os principais responsáveis pelo aquecimento global. "Temos apenas 15 dias de negociações (em Nova York) antes de Copenhague. Não podemos nos contentar com progressos limitados. Precisamos de progressos rápidos", disse.
"Em Nova York, espero negociações sinceras e construtivas. Espero que pontes sejam lançadas. Espero resultados importantes", disse Ban diante dos representantes e dos ministros de cerca de 150 países participantes da Conferência de Genebra. "A resposta está em um crescimento (econômico) verde, um crescimento sustentável", insistiu o chefe da ONU.
Considerou que "falta uma política que imponha um preço ao dióxido de carbono. Uma política que envie um forte sinal do mercado às iniciativas pioneiras para um futuro com um nível baixo de dióxido de carbono". "Precisamos de um programa de investimentos públicos para a energia renovável. Precisamos de transferências de tecnologia para uma eficácia energética", reiterou.
O Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC) "estima que os investimentos para que nossos objetivos sejam alcançados em matéria de emissões (de gases do efeito estufa) não representariam mais de 2% do PIB mundial anual até 2030", lembrou o secretário-geral da ONU. Este investimento representaria "menos poluição, uma saúde pública melhor, uma melhoria da segurança alimentar, menos riscos de emigrações em massa e de instabilidade política, mais empregos na economia verde", concluiu.

Copyright © 2009 AFP
 

Veterano

Cumulonimbus
Registo
2 Fev 2009
Mensagens
4,026
Local
Porto-Aviz-2,5 km do mar (46 m)/Matosinhos
Ban Ki-moon alerta que mundo segue para o abismo com aquecimento global

Considerou que "falta uma política que imponha um preço ao dióxido de carbono. Uma política que envie um forte sinal do mercado às iniciativas pioneiras para um futuro com um nível baixo de dióxido de carbono". "Precisamos de um programa de investimentos públicos para a energia renovável. Precisamos de transferências de tecnologia para uma eficácia energética", reiterou.

Penso que também impôe-se que funcione o princípio do "poluidor-pagador", ou seja, para se atingir o ambiente, é obrigatório o pagamento de uma coima, que poderá reverter para o financiamento de medidas de equilíbrio ambiental.:)

A mudança de tecnologia é morosa, o mercado tem relutância em investimentos elevados e de alto risco, só mesmo o sector público terá condições para investir e desenvolver essa transferência.

Sem acções governamentais concertadas, e ainda por cima em época de crise económica, não estou a ver os privados a preocuparem-se com este problema, mas antes numa lógica de "salve-se quem puder"...:(
 

martinus

Cumulus
Registo
22 Dez 2006
Mensagens
438
Local
Portugal
Eu já vi este filme:

Ainda aqui há uns dois ou três anos as agências intergovernamentais mais encartadas (ONU, EU, OCDE, Conselho da Europa, etc etc) diziam que a Europa estava numa crise demográfica, a diminuição da população ia acelerar, e por volta de 2050 a França teria menos 15 milhões de pessoas, a Alemanha menos... O Reino Unido, etc etc.

Neste momento a população da França e do Reino Unido já estão com crescimento natural (acho que o mesmo acontece em Portugal e outros países) e a coisa está a ir de tal maneira que, por este caminho, não tarda se estará a falar em explosão demográfica. E eu disse crescimento natural, nem conta com a imigração, senão então...

Com o CO2 e as temperaturas... quem estiver cá, verá!

PS: Aqui é para o Reino Unido, mudando o nome do país vê-se para France, Portugal, Spain, etc.
Vejam a aceleração do Reino-Unido, parece os foguetes da NASA quando iam para a lua.
http://www22.wolframalpha.com/input/?i=population+united+kingdom

A notícia: http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/8224520.stm