Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. Cinza

    Cinza
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2017
    Mensagens:
    263
    Local:
    Vila do Conde
    [​IMG]

    Foca instala-se no Estuário do Douro (e parece não querer sair)

    O Estuário do Douro abriga um visitante improvável. Uma foca-cinzenta, de nome científico Halichoerus Grypus, terá aparecido na zona há cerca de uma semana, e ainda por lá permanece. A foca deverá pertencer a uma população do Nordeste Atlântico — da zona do Norte de Inglaterra e Irlanda —, de acordo com Nuno Gomes Oliveira, biólogo e fundador do Parque Biológico de Gaia.


    http://pet.publico.pt/2018/06/14/foca-instala-se-no-estuario-do-douro-e-parece-nao-querer-sair/


     
  2. ct1gnd

    ct1gnd
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    7 Jan 2010
    Mensagens:
    384
    Local:
    Gouveia
    [​IMG]
    Hoje tive esta surpresa. Fez o ninho a cerca de 1 metro de casa.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. remember

    remember
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jan 2016
    Mensagens:
    2,306
    Local:
    Póvoa de Santa Iria (12 m)
    Melros?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    ct1gnd gostou disto.
  4. ct1gnd

    ct1gnd
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    7 Jan 2010
    Mensagens:
    384
    Local:
    Gouveia
    Sim. Penso que é a fêmea.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    remember gostou disto.
  5. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    15,024
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    No outro dia deparei me com este insecto, não faço ideia o que seja.

    [​IMG]images upload

    Era realmente grande, a luva como escala.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. bluejay

    bluejay
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Jun 2007
    Mensagens:
    88
    Local:
    Leiria
    Cerambyx cerdo, um dos maiores do nosso país (escaraveho capricórnio).

     
  7. ct1gnd

    ct1gnd
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    7 Jan 2010
    Mensagens:
    384
    Local:
    Gouveia
    Este ano e para meu espanto, estão novamente no ninho com ovinhos.
    É possivel fazerem 2 posturas, ou serão outros a aproveitar-se do ninho?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. dahon

    dahon
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    1 Mar 2009
    Mensagens:
    1,401
    Local:
    Viseu(530m)/Coimbra
    Great white spotted off Spain in decades first: marine group

     
    João Pedro, RStorm e guisilva5000 gostaram disto.
  9. Cinza

    Cinza
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2017
    Mensagens:
    263
    Local:
    Vila do Conde
    Gaivotas em terra, problemas à vista: e soluções, há?

    Instalaram-se nas zonas urbanas e não estão apenas de passagem. Se nada for feito, haverá cada vez mais gaivotas nas cidades. Porque migraram estas aves para as urbes? Os perigos, dilemas e soluções — com um olho em geografias onde o cenário se repete.

    Quando começou a viajar para Portugal, algures no início do milénio, os telhados lusos tinham ainda poucos ninhos de gaivotas. Mas Peter Rock já avisava para o que aí viria — ou não estivesse ele a testemunhá-lo no Reino Unido, onde desde os anos 80 estudava as movimentações destas aves. Em Novembro passado, de visita a Portugal, o cenário encontrado era já “completamente diferente”. E quase vinte anos depois o ornitólogo repete o aviso: “Vocês ainda vão ver muito mais gaivotas a sobrevoar os telhados no vosso país”, diz ao P3 numa entrevista telefónica.

    Ler mais: -> https://www.publico.pt/2018/07/02/p...terra-problemas-a-vista-e-solucoes-ha-1835763
     
    RStorm, João Pedro e Pedro1993 gostaram disto.
  10. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    4,139
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    @belem ou @bluejay , vocês que percebem de bicharada :D, sabem identificar este inseto? Têm estado super ativos ao final da tarde, junto ao mar, num frenesim de acasalamento impressionante! São uns chatos, atacam, e ferram, tudo o que mexe! Têm uma preferência especial pelo meu cabelo... Até pela camisa me entraram aqui há uns dias! :angry::lol:
    São grandes, e quando voam, as asas, acho que são as asas pois são muito rápidos e não dá para ver bem, são cor-de-laranja. É o primeiro ano em que os vejo.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,814
    Local:
    Sintra
    Provavelmente Melolontha melolontha (2 fêmeas adultas) ou pelo menos uma espécie do género Melolontha.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    bluejay, luismeteo3 e João Pedro gostaram disto.
  12. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima
    Descoberta inédita de corais profundos nos mares da Madeira
    HÁ 7 MINUTOS
    Uma equipa de investigadores encontrou pela primeira vez na região uma grande concentração de corais de mar profundo, espécies com grande valor ecológico e importantes indicadores climáticos.


    O Observatório Oceânico da Madeira (OOM) anunciou esta sexta-feira a descoberta de uma planície de corais profundos ao largo da Ribeira Brava, a uma profundidade de dois mil metros, com o auxílio de um robot subaquático.

    “Para a Madeira é com certeza inédito”, afirmou Rui Caldeira, diretor do OOM, adiantando não ser “muito comum ver-se em mar profundo uma concentração tão grande de espécies de corais” como aqueles que foram encontrados em frente à Ribeira Brava, concelho a oeste do Funchal.

    O OOM tem um projeto financiado por fundos do FEDER e parte deste projeto visa ir ao mar para recolher nova informação, depois de uma campanha oceanográfica feita em 2017 que foi focada essencialmente na zona costeira da ilha da Madeira, tendo regressado este ano, durante o mês de julho.

    Em colaboração com o Instituto Hidrográfico e a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental foi possível ter na região o ROV Luso, (do inglês Remotely Operated Vehicle), um veículo de operação remota utilizado no estudo e na exploração do oceano a bordo do navio da Marinha Portuguesa NRP Almirante Gago Coutinho.

    “Foi durante a tarde do dia cinco de julho de 2018 que o ROV Luso fez o seu primeiro mergulho a sul da Ilha da Madeira. Após 1 hora e 30 minutos de descida, o ROV Luso poisou na planície abissal, a cerca de 2.000 metros de profundidade, ao largo da Ribeira Brava”, relatou.

    Depois de este ser movimentado junto ao fundo, “a equipa de investigadores encontrou pela primeira vez na região uma grande concentração de corais de mar profundo, espécies com grande valor ecológico e importantes indicadores climáticos”, disse.

    Ressalvou que não sendo especialista em corais, lhe é permitido, no entanto, afirmar que a descoberta dos corais é “um bom indicador da qualidade ambiental, por um lado, e como têm um esqueleto de carbonato de cálcio têm muitas assinaturas das alterações climáticas, sendo um indicador importante da saúde do ecossistema”.

    Disse ainda que “as fotos recolhidas pelo ROV Luso ao largo da Ribeira Brava revelam a diversidade de formas e de cores destes corais descobertos nestas zonas totalmente desprovidas de luz (afótica), bem como os complexos ecossistemas que estes ostentam em seu redor”, afirmou.

    De acordo com o responsável, o trabalho científico de recolha vai continuar no sentido de se perceber a diversidade do sistema, numa equipa constituída por investigadores portugueses.
    https://observador.pt/2018/07/06/descoberta-inedita-de-corais-profundos-nos-mares-da-madeira/
     
    RStorm, belem, dahon e 4 outras pessoas gostaram disto.
  13. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    4,139
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    São duas fêmeas? :intrigante::lol: Okay... assumo então que não estejam a acasalar como pensei... :D
    Obrigado! :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  14. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,814
    Local:
    Sintra
    Sim, e o ferrar de que falavas, deve ser porque as patas podem dar a leve impressão de picar, pois têm alguns ganchos que permitem a estes escaravelhos agarrarem-se a várias superfícies (estes insectos não têm mandíbulas que lhes permitam morder propriamente).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #1979 belem, 7 Jul 2018 às 11:43
    Última edição: 7 Jul 2018 às 16:07
    João Pedro gostou disto.
  15. RStorm

    RStorm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Dez 2017
    Mensagens:
    1,080
    Local:
    Montijo (18 m)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    guisilva5000, Pedro1993 e luismeteo3 gostaram disto.

Partilhar esta Página