Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,328
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    parece que o acesso fácil a informação não ajudou nada na obtenção de informação
     
  2. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Mesma que a noticia em si seja fake news, o facto dos ursos andarrem "á solta", em meio urbano, também já nos deixa a pensar, pois pelo que vi parece-me que eles estão esfomeados.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  3. bandevelugo

    bandevelugo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    3 Jan 2008
    Mensagens:
    157
    Local:
    Lisboa
    Ó Pedro, desculpe lá mais uma vez, mas os javalis no norte do distrito de Aveiro andam a destruir milharais e batatais, a espatifar muros e plantações, e são em cada vez maior número, até já andam no meio das cidades (ex. São João da Madeira) e na Arrábida é o que se sabe (até já frequentam a Avenida Luísa Todi no centro de Setúbal e as praias da região), será que também se devem às "alterações climáticas"? Ou será o excesso de população, em virtude de serem mais protegidos (isto é, menos caçados), o que leva a terem que se espalhar mais para comer? Claro que todos estão "esfomeados"...

    Obviamente, há um excesso de população de ursos polares, até porque pelo que li noutro site independente (https://thebarentsobserver.com/en/node/4850) o número de ursos nessa parte do Ártico começou a aumentar muito desde que deixaram de ser caçados (1973). E dá muito mais jeito (e menos trabalho) "caçar" em lixeiras e zonas humanizadas, do que andar a abrir buracos no gelo para apanhar focas...
     
  4. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima
    Em Ribeira de Fráguas a luta é inglória: “Vai tudo à vida”


    Pequenos produtores não desistem de tentar salvar as colmeias, mas dizem que se não houver uma intervenção mais forte no ataque à vespa asiática, as abelhas não vão resistir.

    Patrícia Carvalho e Nelson Garrido (fotografia)
    10 de Fevereiro de 2019, 12:40

    Aos 72 anos, Augusto Martins Silva tem ocupado o tempo livre deixado pela reforma de um modo que, há pouco tempo, não lhe passaria pela cabeça. Todos os dias, cerca de uma hora antes do almoço e outra hora ao início da tarde, senta-se num banco improvisado feito com dois tijolos, em frente a algumas das suas colmeias. Numa mão segura um camaroeiro, na outra, um pedaço liso de madeira. Fica ali, à espera que as vespas velutinas (vulgo, asiáticas) que hão-de chegar para rondar as colmeias e se alimentar das suas abelhas, fiquem ao alcance da rede. Prende-as e mata-as com uma paulada. “Todos os dias mato 20, 30, 40. E isto já há meses”, diz o apicultor de Telhadela, local da freguesia de Ribeira de Fráguas, em Albergaria-a-Velha.
    ... https://www.publico.pt/2019/02/10/s...as-luta-ingloria-vai-vida-1858313#gs.kyQFhjPz
     
    Pedro1993 gostou disto.
  5. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Eu conheço bem o problema dos javalis, principalmente na zona da Arrábida, claro, que a população de javalis tem aumentado, por todo o nosso país, aqui na minha localidade, sei de casos em que eles passam literalmente ao lado de casas que estão um pouco mais isoladas, e até brigam com os cães.
    Outro problema é que os caçadores também se sentem pouco atraídos pela caça ao javali, não sei se derivado ás doenças que eles tem.
    Voltando ao tema dos ursos polares, e se podem ser caçados, aí a ordem tem de vir dos governantes, e da autoridades penso eu, pois visto ser uma espécie protegida.
    Claro, isso dos ursos serem atraídos pelas lixeiras, é tal como nós podemos ver por cá as cegonhas em busca de alimento nos nosso aterros, pois existe uma grande disponibilidade de alimento, mesmo que ambas as espécies estejam fora do seu habitat natural.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem, bandevelugo e luismeteo3 gostaram disto.
  6. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    A vespa asiática, deveria ter sido logo atacada em força no inicio, antes de tomar estas grandes proporções, e de se ter espalhado por mais de metade do nosso território, agora a situação já está fora de controlo, e requer um grande investimento na sua luta diária, e com mão de obra de muito apicultores, e da protecção civil.
    Mas claro que não podemos baixar os braços, sem dar luta primeiro, isto até porque a vida humana precisa da abelha em tudo, e o mel é um bem valorizado, que contribui muito para a nossa economia, gerando também centenas de empregos, em torno do secto do mel.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem e luismeteo3 gostaram disto.
  7. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    15,025
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    Esta manhã no Pisão(Alcabideche, Cascais) vi uma raposa morta, fiquei meio perplexo. A estrada de terra batida não terá movimento nenhum.
    Fica a foto, uma pena.:(
    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Bom se a estrada tem pouco movimento, ou alguém a poderá ter atropelado, ou então poderia ter sido atingida a tiro, dá-me a sensação de ser uma jovem raposa, que infelizmente não sobreviveu.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem, Ricardo Carvalho e luismeteo3 gostaram disto.
  9. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,344
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Primeiras imagens de uma pantera negra desde 1909


    EuroNews PT
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Cinza, RStorm, belem e 6 outras pessoas gostaram disto.
  10. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,344
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    RStorm, guisilva5000 e luismeteo3 gostaram disto.
  11. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Por aqui as joaninhas fazem a festa nas favas, pois o que não falta é pulgão para elas se alimentarem, e parece até que vou ter mais descendencia brevemente.
    Estas favas alimentam as árvores de fruto, e irão dar-me semente para guadar e voltar a semear no próximo ano, e alimentam ainda um grande nicho de biodiversidade, como os abelhões, abelhas e joaninhas.
    Quando estas favas acabaram a floração ainda tenho outra zona de faval com mais 150 m2.

    [​IMG]

    Outra belíssima planta espontanea que está agora em plena floração, e que os insectos auxiliares adoram (fedia graciliflora).

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #2591 Pedro1993, 17 Fev 2019 às 21:11
    Última edição: 17 Fev 2019 às 22:36
  12. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,846
    Local:
    Porto
    As tilias que estavam junto ao cemiterio de Paranhos foram destruidas. Vivi ali perto muitos anos. Tinham copas excelentes, boas dimensoes, bem proporcionadas e estavam de boa saude. Ha uns dois ou tres anos levaram umas podas estupidas que estragaram as copas. Agora, foram mesmo destruidas. Como se explica isto? Por que motivo as arvores das nossas cidades e vilas estao a ser destruidas desde ha 4 ou 5 anos? Da proxima vez que for ao Porto vou escrever uma carta aberta a junta de freguesia, autarquia e meios de comunicacao social sobre este assunto, depois de tirar umas fotos.
     
    bandevelugo, MSantos e luismeteo3 gostaram disto.
  13. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,143
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Pois também ainda não entendi bem esse tipo de podas assassínas que todos os dias assolam as árvores nos nossos jardins públicos, pelo nossa país fora, deve ser uma moda, que infelizmente veio para ficar.
    A mim parece-me que a intenção é mesma, realizar esse tipo de podas, num ano, e no ano seguinte simplesmente abater essas mesmas árvores, porque depois a justificação que é dada sempre, é que estava em mau estado sanitário, pois claro que está, qual é a árvore que resiste a cortes totalmente espostos, alguns com mais 40 ou 50 cm de diametro.
    O nosso arvoredo público está entregue ao "diabo", e depois queixam-se que não existe uma sombra, para se protegerem em dias de muito calor, e é assim que as nossas cidades se tornam cada vez mais em ilhas de calor.
    As tílias é uma boa árvore, plantei agora no mes passado duas, bem perto de casa, de modo a ter uma redução da temperatura em dias de calor, poupando assim na referigeração.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    jonas_87 e luismeteo3 gostaram disto.
  14. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima
  15. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,589
    Local:
    Sto. Estêvão (Benavente) Monte da Barca (Coruche)
    Podas assassinas são demasiado frequentes em Portugal, a maioria com o patrocínio das autarquias, ou seja usam o dinheiro dos contribuintes para destruir patrimônio arbóreo anualmente... :mad:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Thomar e Pedro1993 gostaram disto.

Partilhar esta Página