Cheias no Algarve - 1 Novembro 2015

jonas_87

Furacão
Registo
11 Mar 2012
Mensagens
16,337
Local
Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
Neste filme a partir dos 35 segundos dá para ver o "cano" que fica por baixo da rotunda onde é suposto passar a ribeira.



Não tinha noção...enfim,adoram entubar/ estreitar as linhas de água depois é o que se vê...
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

Miguel96

Cumulonimbus
Registo
13 Fev 2011
Mensagens
3,128
Local
Espinho, distrito de Aveiro
Agora os agricultores do algarve têm de pedir indemizações pelos estragos na agricultura.

Já não chovia à muito tempo e os agricultures estavam sempre a pedir chuva
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,198
Local
Torres Novas(75m)
Agora os agricultores do algarve têm de pedir indemizações pelos estragos na agricultura.

Já não chovia à muito tempo e os agricultures estavam sempre a pedir chuva

A agricultura depende muito do clima, e é sempre chato quando acontece situações destas, em que existem estragos.
Eu como pequeno agricultor, sei que ás vezes nós trabalhamos muito para alcançar os nossos objetivos, e para quem é agricultor de pequena escala, nao nos resta nada a nao ser, começar tudo do inicio, ou tentar remediar o que conseguir. Por vezes são meses, ou mesmo anos de trabalho árduo, que em poucos minutos fica destruído pela "mãe natureza".
 

huguh

Cumulonimbus
Registo
1 Out 2015
Mensagens
2,620
Local
Godim - Peso da Régua (93m)
Alguém já ouviu as pérolas de um sr que ao que parece é ministro da adm. interna?

Calvão da Silva: o que aconteceu em Albufeira foi "uma força demoníaca ou como dizem os ingleses um act of god"

"Não faz ideia as pessoas que já me disseram "sr ministro ja ativei o seguro". Cada um tem um pequeno pé de meia, em vez de o gastar aqui ou além, paga o seguro"
Jornalista - Então e quem não tem seguro?
"Quem não tem seguro aprende em 1º lugar que é bom reservar sempre um bocadinho para no futuro ter seguro"

Sobre a vítima mortal: "Ele entregou-se a Deus, e Deus reserva-lhe um lugar adequado"
 

Agreste

Super Célula
Registo
29 Out 2007
Mensagens
9,996
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
Agora os agricultores do algarve têm de pedir indemizações pelos estragos na agricultura.

Já não chovia à muito tempo e os agricultures estavam sempre a pedir chuva

o sector dos seguros agricolas é muito discutido... porque as seguradoras não acham rentável sem a participação do Estado e porque os agricultores não consideram vantajoso pois não funciona naquilo que é imprevisto.
 
  • Gosto
Reactions: Pedro1993

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,217
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
Alguém já ouviu as pérolas de um sr que ao que parece é ministro da adm. interna?

Calvão da Silva: o que aconteceu em Albufeira foi "uma força demoníaca ou como dizem os ingleses um act of god"

"Não faz ideia as pessoas que já me disseram "sr ministro ja ativei o seguro". Cada um tem um pequeno pé de meia, em vez de o gastar aqui ou além, paga o seguro"
Jornalista - Então e quem não tem seguro?
"Quem não tem seguro aprende em 1º lugar que é bom reservar sempre um bocadinho para no futuro ter seguro"

Sobre a vítima mortal: "Ele entregou-se a Deus, e Deus reserva-lhe um lugar adequado"


Sem comentários, é cada Besta Quadrada que nos "governa". :disgust:
 
Última edição:

Miguel96

Cumulonimbus
Registo
13 Fev 2011
Mensagens
3,128
Local
Espinho, distrito de Aveiro
Agora os agricultores do algarve têm de pedir indemizações pelos estragos na agricultura.

Já não chovia à muito tempo e os agricultures estavam sempre a pedir chuva
o sector dos seguros agricolas é muito discutido... porque as seguradoras não acham rentável sem a participação do Estado e porque os agricultores não consideram vantajoso pois não funciona naquilo que é imprevisto.

O que mais me intriga é as diferenças entre agricultura e pesca.

Todos deviam ser ajudados da mesma maneira.
 

Pedro1993

Super Célula
Registo
7 Jan 2014
Mensagens
8,198
Local
Torres Novas(75m)
o sector dos seguros agricolas é muito discutido... porque as seguradoras não acham rentável sem a participação do Estado e porque os agricultores não consideram vantajoso pois não funciona naquilo que é imprevisto.

Pois fazer seguros agricolas, é sempre uma coisa, que as seguradoras, nao tem muito interesse, porque sabem que só tem a perder, já para não falar nos valores altíssimos que eles costumam pedir. Eles já sabem que quando á ventos fortes, ou inundações causam sempre elevados prejuízos, nomeadamente na agricultura, que é um dos sectores mais dependentes do tempo.

P.S- e com isto tudo chego ao post 1000
 
Última edição:
  • Gosto
Reactions: StormRic

Agreste

Super Célula
Registo
29 Out 2007
Mensagens
9,996
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
a pesca tem uma das leis mais injustas que eu conheço...

no caso dos naufrágios, um pescador que desapareça (e cujo o corpo não seja encontrado nos dias seguintes) só pode ser declarado como morto 10 anos após a última notícia conhecida dele.

Naufrágio na Barra da Figueira da Foz

Ontem, dia 6 de Outubro, Terça-Feira, por volta das 19,30 horas, mais uma tragédia ocorreu com o naufrágio de uma embarcação de pesca à entrada da Barra da Figueira da Foz em que perderam a vida cinco camaradas nossos a cujos familiares a quem, nesta hora de luto e de dor, a Direcção deste Sindicato apresenta as suas mais sentidas condolências.

A esta tragédia vai estar subjacente a uma outra tragédia, a enfrentar pelos familiares dos nossos cinco camaradas, considerados desaparecidos, se os seus corpos não vierem a ser encontrados.

Esta outra tragédia, está relacionada com o disposto nos artigos 207.º e 208.º, do Código do Registo Civil sobre o assento de óbito que devia produzir os mesmos efeitos que a morte e não produz. Há pois que urgentemente providenciar uma nova redacção a estes dois artigos, para que as suas esposas sejam efectivamente viúvas, e os filhos efectivamente órfãos, o que presentemente não acontece, pelo que devia ser criado um regime especial de declaração de morte presumida em caso de naufrágio de embarcação de pesca, ou em situação semelhante.

No que diz respeito à morte presumida, o Código Civil exige, no seu artigo 114.º, como requisito, que tenham “decorridos dez anos sobre a data das últimas notícias, ou passados cinco anos, se entretanto o ausente houver completado oitenta anos de idade”.

Este Sindicato jamais pode estar de acordo com as injustiças que estes critérios e tempos de espera comportam, para que a morte presumida seja declarada, porque não são adequados, nem sequer justos, em situações de naufrágio de embarcações de pesca.

Há muito que é urgente a tomada de medidas que ponham fim a esta situação trágica porque passam os familiares destes nossos camaradas que morrem no mar, a quem a Lei dá o nome de desaparecidos, mas que os sucessivos governos deste país nada ainda fizeram para pôr termo a estas injustiças.

Por ultimo uma pergunta se nos oferece fazer. Será que o mar é mesmo um lugar aprazível para se desaparecer?

União dos Sindicatos do Algarve/CGTP-IN
 
Última edição:
  • Gosto
Reactions: Pedro1993

Paelagius

Nimbostratus
Registo
27 Set 2013
Mensagens
1,521
Local
Porto
Para onde escorrem os 10 centímetros de água que caíram naqueles campos delimitados por: Alpouvar, Vale de Santa Maria, Pátio e Caliços?

hL9AMj1.jpg


Parece-me, assim à partida, que Albufeira é uma barreira à água que ali se acumulou. A água inundou os campos e teve que correr para algum lado.

De noite, procurava apenas perceber o que teria acontecido. Não fazia intenções de publicar. Trata-se apenas de um rascunho.

kgxR7a8.jpg