Dúvidas

rjgeo

Cirrus
Registo
13 Mar 2008
Mensagens
4
Local
Penafiel
Boa tarde, desculpem a minha ignorância mas a minha estação regista um dado que é o "wind run". Alguém explico o que significa? e para que serve? Obrigado
 

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Boa tarde, desculpem a minha ignorância mas a minha estação regista um dado que é o "wind run". Alguém explico o que significa? e para que serve? Obrigado

É só por no google e pimbas :p

http://en.wikipedia.org/wiki/Wind_run

Wind run is a meteorological term used to categorize or determine the total distance (or amount) of the traveled wind over a period of time. The readings are collected using an anemometer (usually part of a weather station).

Wind run can help to determine the rate of evaporation of moisture over a particular area. It may also be useful in determining the height of waves that might be encountered on large bodies of water. Longer wind runs generate higher waves on open water. It can also be used to help in the placement of wind turbines.

Os anemómetros clássicos só medem esse parâmetro, depois a velocidade média é obtida dividindo a "distância percorrida" pelo intervalo de tempo desde a última medição.

Portanto basicamente o Wind Run é o numero de quilómetros que foram contabilizados pelo anemómetro.
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Raios negativos

A maior parte dos raios resultam da movimentação inicial das cargas negativas presentes nas nuvens. Quando o ar não mais consegue isolá-las, elas tendem a ir em direção ao solo, atraídas pelas cargas positivas. Geralmente a carga positiva existente na base da nuvem não é suficiente para neutralizar toda a carga negativa, que vai se acumulando e formando uma espécie de canal de ar ionizado. Então, esse canal sai da nuvem e começa a se dirigir ao solo, descendo por meio de etapas, que geralmente são segmentos de cerca de cinquenta metros, sendo que cada uma dessas etapas produz uma pequena quantidade de luz. Desses segmentos podem surgir ramificações que também vão "procurando" uma conexão com a terra. Esses segmentos que vão surgindo podem ser detectados somente por câmeras de alta velocidade. Cada segmento quando vai em direção ao solo possui uma velocidade de mais de 120 000 km/h. Todo esse processo leva em média 50 milissegundos.


Raios positivos

Alguns raios se originam da parte superior das nuvens de tempestades, onde se encontram quantidades gigantescas de cargas positivas. Por isso , as cargas que se movem em direção ao solo são positivas enquanto as cargas atraídas na terra são negativas. Esse tipo de raio é conhecido como "positivo" porque ocorre a transferência de cargas positivas do topo da nuvem para o solo.

Apesar da ocorrência ser muito mais rara (menos de 5% de todos os raios da Terra), os raios positivos são muito mais perigosos por diversos motivos. Uma vez que eles se originam nas partes mais altas da nuvem, a barreira de ar que eles têm que atravessar é muito maior e, portanto, sua energia também é muito maior. O campo elétrico de um raio como esse é muito mais forte do que o de um raio negativo. A duração do raio é maior e a quantidade de cargas transferidas é dez vezes maior do que a de um raio negativo, atingindo mais de 300 000 ampères e mais de um bilhão de volts. Esses raios podem acontecer logo abaixo da nuvem da tempestade, mas a maioria cai afastada da tempestade original, chegando a mais de 16 km de distância da nuvem. Além disso, os raios positivos são responsáveis pela maior parte dos danos à rede elétrica e dos incêndios florestais.


Retirado da Wikipédia. Pesquisar nunca fez mal a ninguém, o Google é nosso amigo;)



Há algo que ainda não assimilei muito bem. Afinal, todos os raios são atraídos para a superfície terrestre? Segundo a seguinte informação da área educativa do IPMA parece ser isso o que ocorre: ''Se o raio ocorre entre a nuvem carregada negativamente e a superfície terrestre carregada positivamente a polaridade é negativa; no caso inverso a polaridade é positiva.''
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
5,994
Local
Loures
Há algo que ainda não assimilei muito bem. Afinal, todos os raios são atraídos para a superfície terrestre? Segundo a seguinte informação da área educativa do IPMA parece ser isso o que ocorre: ''Se o raio ocorre entre a nuvem carregada negativamente e a superfície terrestre carregada positivamente a polaridade é negativa; no caso inverso a polaridade é positiva.''

Nem todos os raios são nuvem-terra ou terra-nuvem.

Diria que a maior parte dos raios são raios nuvem-nuvem, isto é, os raios partem de uma zona da nuvem e acabam noutra zona dessa mesma nuvem, ou de outra que esteja próxima.

Penso que há ainda raios nuvem-ar.
 

RuiF

Cirrus
Registo
18 Mar 2013
Mensagens
1
Local
Figueira da Foz
Olá,

Este é o meu primeiro post no fórum e peço desculpa por entrar logo com uma questão, mas tenho passado os últimos dias mergulhado na internet e ainda não consegui encontrar uma resposta satisfatória.

Estou envolvido num projecto de agricultura e para a sua execução estamos à procura de um histórico meteorológico +- da última década, a partir do qual possamos planificar o resto do projecto. Além do omnipresente google, também já contactei alguns sites de meteorologia (assim como o IPMA), mas até agora o mais próximo que encontrei foi uma estação no Wunderground e alguns dados "banais" - ou seja, sem o grau de profissionalismo que esperava encontrar.

Parece-me que este tipo de dados é rotineiramente utilizado na agricultura, mas estou espantado por não encontrar esta informação disponível (quer de forma gratuita quer de forma paga) em lado nenhum. Será que estou completamente ao lado das keywords a utilizar? Alguém me consegue dar algumas indicações de forma a focar melhor a minha pesquisa, ou eventualmente direccionar para instituições/empresas que possuam este tipo de dados?

Muito obrigado,

Rui
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Andei a procurar a definição de refletividade, mas não entendi muito bem, alguém me sabe explicar mais detalhadamente? :huh:
 

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Andei a procurar a definição de refletividade, mas não entendi muito bem, alguém me sabe explicar mais detalhadamente? :huh:

Basicamente é uma medida da intensidade dos ecos (reflexos) da radiação (microondas) emitida pelos radares doppler e que é proporcional à intensidade de precipitação.
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Muito obrigado pelas suas respostas CptRena!:thumbsup: Tenho agora uma nova questão, entre muitas outras:D. Todas as manchas de precipitação do radar do IPMA são células? Como posso reconhecer as células no radar, e saber quais é que têm atividade elétrica? Talvez seja algo fora do meu alcance, mas gostava de aprender.
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
5,994
Local
Loures
Muito obrigado pelas suas respostas CptRena!:thumbsup: Tenho agora uma nova questão, entre muitas outras:D. Todas as manchas de precipitação do radar do IPMA são células? Como posso reconhecer as células no radar, e saber quais é que têm atividade elétrica? Talvez seja algo fora do meu alcance, mas gostava de aprender.

Normalmente fazem-se 3 observações: radar, para saber a taxa de precipitação e/ou refletividade; satélite, para saber mais ou menos o formato das nuvens, temperatura (mais ou menos frio) dos topos das nuvens; detector de descargas eléctricas (em tempo real), para saber se se aproximam trovoadas, para saber onde elas andam e para saber se a célula x contém ou nao actividade eléctrica.

Compilando estas 3 observações torna-se mais fácil de prever o tempo nos próximos 10/20 ou até 30 minutos, e saber, realmente, quais as células que contêm trovoada.


Nem toda a precipitação que aparece no radar está relacionada com precipitação de origem convectiva, pois costuma também ocorrer precipitação não associada a células.

Penso que alguém poderá completar a resposta com alguns aspectos que de momento não me recordo ou que desconheço, mas deixo aqui o meu ponto de vista, espero ter ajudado :)
 

SpiderVV

Staff
Registo
26 Ago 2010
Mensagens
8,288
Local
Portalegre (400m)
Tem também a ver com a assinatura que têm no radar, certos sistemas convectivos têm "assinaturas" próprias na imagem, que são detectadas pelos meteorologistas para depois lançarem avisos e previsões. Mas isso é na hora, é muito difícil prever que tipo de trovoadas irá acontecer mesmo horas antes.
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Tem também a ver com a assinatura que têm no radar, certos sistemas convectivos têm "assinaturas" próprias na imagem, que são detectadas pelos meteorologistas para depois lançarem avisos e previsões. Mas isso é na hora, é muito difícil prever que tipo de trovoadas irá acontecer mesmo horas antes.

Então as células convectivas, apresentam formas diferentes no radar, correto? Acho que há aqui um ponto que não esclareci, as células trazem sempre associadas trovoadas (convectividade), ou seja todas as células são convectivas? Numa definição o CptRena falou-me em ciclos convectivos, o que não percebi muito bem. Peço desculpa pelas minhas moléstias, não quero abusar da vossa boa vontade, todavia existem assuntos que gostaria de entender melhor. Na internet existe muita informação, mas um pouco complicada, para o meu calibre...
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Então as células convectivas, apresentam formas diferentes no radar, correto? Acho que há aqui um ponto que não esclareci, as células trazem sempre associadas trovoadas (convectividade), ou seja todas as células são convectivas? Numa definição o CptRena falou-me em ciclos convectivos, o que não percebi muito bem. Peço desculpa pelas minhas moléstias, não quero abusar da vossa boa vontade, todavia existem assuntos que gostaria de entender melhor. Na internet existe muita informação, mas um pouco complicada, para o meu calibre...

Convecção é tudo o que são aquelas tipicas nuvens de trovoada, que crescem desde proximo do nivel do solo até muito alto, muitas vezes parecem couves flor e depois evoluem até formar aquelas bigornas.

Agora, dependendo da dinamica da atmosfera...ventos, etc, essas estruturas convectivas (= células) podem comportar-se de diferentes maneiras, e gerar situações diferentes.

É possivel prever ou ter uma ideia do tipo de convecção que vamos ter, olhando nos modelos, mas como disse o Spider, só mais em cima do acontecimento, usando o radar, é que se podem detectar determinadas células com comportamento mais agressivo, capazes de gerar situações mais complicadas.
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Convecção é tudo o que são aquelas tipicas nuvens de trovoada, que crescem desde proximo do nivel do solo até muito alto, muitas vezes parecem couves flor e depois evoluem até formar aquelas bigornas.

Agora, dependendo da dinamica da atmosfera...ventos, etc, essas estruturas convectivas (= células) podem comportar-se de diferentes maneiras, e gerar situações diferentes.

É possivel prever ou ter uma ideia do tipo de convecção que vamos ter, olhando nos modelos, mas como disse o Spider, só mais em cima do acontecimento, usando o radar, é que se podem detectar determinadas células com comportamento mais agressivo, capazes de gerar situações mais complicadas.

Ok, mas todas as células são convectivas?
 

Mr. Neves

Cumulonimbus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
3,860
Local
Tondela-290m
Ok, entendido!Muito Obrigado por todas explicações e pela vossa atenção para comigo! :thumbsup: