Micro-Clima tropical em Portugal?

Tópico em 'Climatologia' iniciado por Cluster 2 Jan 2013 às 04:35.

  1. irpsit

    irpsit
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Inverness, Escocia
    Cluster,

    Podes-me dizer, que espécie é o coqueiro anão que cresce na Madeira e que trouxeste para Lisboa? Está a dar-se bem por aí?
    Será Cocos nucifera var Nana?

    Duas espécies que eu tenho interesse, que dão cocos comestíveis, e poderão dar-se bem nas zonas costeiras de Portugal são:
    - Jubaea chilensis
    - Parajubaea torallyi
    (ambas toleram um pouco de frio e geadas fracas, ao contrário do coqueiro convencional)

    Um abraço,
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. irpsit

    irpsit
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Inverness, Escocia
    E onde já viram a crescer mangas e papaias, além de Lisboa e Sintra? Algum local mais a norte ou mais a interior?

    Eu estou a pensar comprar um terreno no litoral português e queria crescer frutos tropicais. Se calhar até experimentarei crescer um coqueiro em estufa ou junto a um prédio, talvez com ajuda de manta térmica no inverno, possa sobreviver. Quanto tempo demoram a frutificar?

    E tâmaras (date palms), a árvore frutifica em Portugal?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. Art-J

    Art-J
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Fev 2012
    Mensagens:
    134
    Local:
    Funchal
    Há zonas do litoral Português (as mais quentes no Inverno) onde um mangueiro, papaieira ou bananeira até podem "sobreviver" o Inverno se tiverem abrigados e se houver sorte nas temperaturas. Mas não frutificam bem e logo a qualidade é de fugir. A exposição solar e temperaturas no inverno simplesmente não são suficientes.

    Até as árvores de clima subtropical da América do Sul e Central como a anona e a abacate, que são plantados no sul de Espanha e aparecem nas prateleiras dos supermercados nacionais não têm o mínimo de qualidade e a única razão pela qual se vende é devido ao facto do consumidor nunca ter provado uma abacate ou anona devidamente frutificada.

    Como exemplo, as temperaturas médias de inverno no Funchal são uns 5-6ºC superiores às do litoral Algarvio e mesmo assim há frutos como o mango e a papaia que são produzidos quase exclusivamente em locais ainda mais quentes que o Funchal.

    Quanto às tâmaras não deve haver grande problema, as variedades que existem em Marrocos devem adaptar-se bem a Portugal já que a nível de temperaturas é parecido, excepto a exposição solar no Inverno que devido à latitude é maior em Marrocos que em Portugal continental.
     
  4. Cluster

    Cluster
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    23 Set 2012
    Mensagens:
    417
    Local:
    Lisboa
    Boa tarde Irpsit, não tenho nenhum coqueiro em Lisboa e duvido que alguma espécie cresça no continente pelo menos de maneira sustentável por longos anos:(. Digo isto porque até em San Diego Califórnia com temperaturas médias mais altas que a ilha de Santa Maria (nos meses mais frios) os coqueiros que lá crescem contam-se pelos dedos de uma mão e acabam sempre por morrer mais tarde ou mais cedo, talvez não nos primeiros 5 anos com muita sorte mas acabam sempre por desaparecer sem intervenção directa humana para os aquecer nos dias mais rigorosos. Acho que era um projecto interessante mas ninguém na Europa consegue crescer coqueiros de forma natural(que eu tenha visto), quando muito em jardins privados com algum tipo de protecção para os dias mais frios. Estou a falar de tentativas como em Creta ou Chipre onde já vi muitas tentativas falhadas.

    O problema do coqueiro não é só as geadas e até é possivel que algumas espécies aguentem um pouco de geadas se forem muito breves, o problema é que eles precisam de temperaturas máximas muito elevadas também. Era engraçado alguém tentar no melhor mico-clima do continente e até temos fama de sermos a parte continental da Europa com os Invernos mais quentes. Nesse sentido Lisboa tem registos de temperaturas mínimas mais altas que Faro, por outro lado as temperaturas máximas são mais baixas.

    Finalmente essas espécies que referiste não são coqueiros e parecem se muito diferentes se reparares. Coqueiros são sempre cocos nucifera, existem muitas variedades de coqueiros e todos eles fenomenais, mas esses que referiste não o são. As duas espécies que referiste podem-se adaptar ao continente facilmente, conseguem tolerar muito bem o nosso frio.

    Quanto às mangas já vi aqui no forum alguém a ter algum sucesso com as suas plantações no continente, é uma questão de alguém te responder melhor que eu que sítios são mais propícios :)

    edit: parece que o Art já respondeu:)
     
    #139 Cluster, 29 Nov 2014 às 17:45
    Última edição: 29 Nov 2014 às 17:58
  5. irpsit

    irpsit
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    2,194
    Local:
    Inverness, Escocia
    Obrigado pelas vossas respostas.

    Eu penso que além dos exemplos óbvios da Madeira e dos Açores, em Portugal continental, creio que será o litoral do Algarve e talvez Lisboa que terão o clima com mínimas mais altas e quase ausência de geadas(obviamente não se pode dizer que isso seja um microclima tropical, mas poderá possibilitar o crescimento de algumas dessas espécies).

    E além do Algarve e Lisboa? Que outros microclimas com pouca geadas existem? Algures no litoral Alentejano? Sintra? Mais a norte ao longo da beira litoral? E no interior centro e sul, que zonas / microclimas terão geadas mais suaves?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,904
    Local:
    Sintra
    Eu em Lisboa (Santa Maria de Belém), consegui obter bananas muito boas.
    As bananeiras que maior parte das pessoas vêm em Lisboa, dão bananas que precisam de ser cozinhadas para se poderem comer, por isso é que muita gente diz que as bananas que crescem na região não dão para comer.
    É um erro que dá azo a muita confusão.
    As bananeiras que eu tinha em casa eram estas: http://geia-deusaterra.blogspot.pt/2010/04/musas.html

    Esta variedade dá bananas que não precisam de ser cozinhadas. Também em Belém, consegui obter 2 frutificações por ano de um maracujeiro que se tornou gigante.

    Também obti abacates de um abacateiro grande (os abacateiros são algo frequentes localmente).

    No mesmo bairro vi uma papaeira enorme (com um tronco impressionante) a dar papaias. Mangueiras a dar mangas era ligeiramente mais comum. Algumas davam mangas bonitas, mas levavam algum tempo a dar.
    Anoneiras também cresciam e também as vi frutificar.

    Frutos da costela de adão eram comuns.

    Tamareiras crescem e frutificam cá.

    [​IMG]

    Nesta foto as 3 palmeiras mais altas são tamareiras e já as vi frutificar algumas vezes.


    Contudo ainda temos que contar com vários aspetos: Existem diferentes microclimas na região, e nem todas as partes são amenas o suficiente para estas espécies crescerem e frutificarem. Anos com meteorologias diferentes dão origem a resultados diferentes. Se em zonas bem tropicais há por vezes maus anos agrícolas, não esperem que fora dos trópicos, seja melhor. Nem todos os solos são adequados para o crescimento de frutos tropicais em P. continental. A variedade das cultivares, por vezes, pode fazer toda a diferença, pois há variedades que toleram melhor as nossas condições que outras.

    Por curiosidade, a Estremadura é uma região que permitiu a sobrevivência local de um tipo de floresta subtropical, que com as sucessivas glaciações, foi perdendo o numero de espécies e reduzindo de área, até apenas subsistir em vales abrigados, relativamente perto do mar. Alguns cientistas indicaram apenas esta zona, como a única (Europa continental) onde o loureiro terá sobrevivido à ultima grande Idade do Gelo. Hoje em dia, esta floresta localmente, está quase extinta e apenas quase sempre, de forma degradada. Na Arrábida, parte desta floresta terciária também sobreviveu, mas igualmente de forma restrita, ainda que sobretudo devido à estrutura dos solos, fortemente calcáreos e pouco propícios à retenção de água e humidade nas camadas superiores.
    Fora destas zonas também existem resquícios deste tipo de floresta subtropical, mas são também cada vez mais raros.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #141 belem, 16 Dez 2014 às 15:36
    Última edição: 16 Dez 2014 às 20:55
    Cluster gostou disto.
  7. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,490
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    o fruto deve é ser mirrado, já vi na zona da Andaluzia e com fruto e estavam bons
     
    Cluster gostou disto.
  8. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,904
    Local:
    Sintra
    No Algarve, existem até explorações agricolas que produzem mangas (na região de Silves, por exemplo) de forma comercial (algo que nunca pensei possivel na Europa continental). Algumas árvores jovens davam mangas tão grandes (vi eu), que tinham que pôr suportes de madeira à volta das árvores para o peso dos frutos não partir os ramos.

    Mas além de mangas, o Algarve produz uma infinidade de outros frutos tropicais.

    Eu acho que a maior parte desta fruta, é consumida localmente.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Cluster gostou disto.
  9. Art-J

    Art-J
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Fev 2012
    Mensagens:
    134
    Local:
    Funchal
    O caso do Algarve é parecido ao do sul de Espanha. Existe plantação de alguns frutos subtropicais e tropicais mas a frutificação não é a adequada.
    Na Madeira por exemplo as bananeiras são plantadas regra geral até à quota de 200 a 300mt de altitude no máximo e não é que não produzam bananas acima dessa quota, mas não frutificam bem durante todo o ano e a qualidade sofre muito.
    No caso da papaieiras, até nas zonas mais quentes da ilha a qualidade no período de dezembro a abril não é boa. Razão pela qual muitos produtores metem as papaieiras dentro de estufas.
    Os mangos também não são plantados a quotas altas porque a qualidade fica a perder muito. Nas prateleiras dos supermercados portugueses aparecem mangos. Eu garanto que aquilo não são mangos: são o fruto do mango colhido extremamente verde para poder ser transportado durante semanas até à Europa sem apodrecer. A "frutificação" que ocorre nessas circunstâncias nada tem a haver com o produto verdadeiro.

    Da região de Lisboa nunca provei nada, mas já provei anonas, abacates e mangos produzidos localmente no Algarve e embora seja opinião pessoal, eram frutos que na Madeira seriam deitados fora (normalmente para animais de consumo doméstico como galinhas e porcos) porque "não vingaram" :p
     
    trovoadas gostou disto.
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,904
    Local:
    Sintra
    A frutificação até nem pode ser a mais adequada/regular se compararmos com a da Madeira, por exemplo (aliás a minha participação nem foi nesse sentido), mas a verdade é que as plantas chegam a produzir frutos, dadas certas circunstâncias. Se me perguntarem se repetiria as minhas experiências, diria que sim, sem pensar duas vezes. As alegrias foram imensas em comparação com os obstáculos. No meu quintal até tinha cana de açucar, que também sempre cresceu (e se reproduziu) sem qualquer problema, apenas com a diferença que no inverno o desenvolvimento era mais lento. Nunca tive despesas de maior.
    Agora se calhar não terei é a mesma liberdade (ainda que com muito mais espaço), na escolha das espécies, pois minha zona de ação atual, fica perto de Óbidos.

    Eu até mudei um bocado, pois já nem sou tanto destas inovações e agora sou antes mais amigo do tradicional, que penso que importa preservar (desde que seja lucrativo), mas não vejo grande problema em ter estas plantas a produzir para usufruto caseiro ou apenas por piada.

    Contudo compreendo perfeitamente, quem pretenda optar comercialmente por uma novidade e produzir algo diferente.

    PS: Curiosamente, no Algarve até existe a opção de inscrever o nosso pomar, como produção de frutos tropicais e existem também inclusivamente os apoios comunitários devidos para a produção vários tipos de frutos tropicais (no Algarve).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #145 belem, 17 Dez 2014 às 22:23
    Última edição: 17 Dez 2014 às 22:34
  11. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,490
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    na Andaluzia existiram muitas plantações de açúcar mas não tiveram força contra o importado de países que recebem subsídios da UE para produzir barato
     
  12. Art-J

    Art-J
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Fev 2012
    Mensagens:
    134
    Local:
    Funchal
    Dei com isto agora por acaso. É um relatório anual do IPMA (2014), neste caso relativamente à estação do Lugar de Baixo na Ponta do Sol (40mt altitude).

    2014 foi um ano típico na ilha relativamente aos normais climatológicos e é engraçado ver que a média anual para esta estação foi de 20,8 ºC.
    O incrível é que esta temperatura média anual é praticamente idêntica às médias anuais de Gran Canaria, Caracas (Venezuela) e Brasília.
    [​IMG]
     
    StormRic, stormy, belem e 2 outras pessoas gostaram disto.
  13. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,904
    Local:
    Sintra
    Eu lembro-me que havia um mapa do IM, com a distribuição das temperaturas médias anuais (1960-1990) para a Ilha da Madeira (tentei recuperá-lo através dos tópicos de discussão aqui do forum, mas o image shack apagou as imagens, porque deixei de o usar), e haviam alguns locais, mais quentes que a Ponta do Sol. Este mapa, eventualmente, também foi feito a partir de cálculos, mas parece-me bem conseguido e realista. As zonas mais quentes, da Ilha principal, andavam entre 20 e 21 graus, de média anual, para este periodo de tempo (1960-1990). Funchal sei que subiu cerca de 1 grau de média anual desde então. Não sei se o mesmo se tem passado nas zonas mais quentes da Ilha. Penso que para obter respostas concretas, só mesmo com medições nos locais mais apropriados. Mas parece-me que a zona da Fajã dos Padres, é um dos locais mais quentes da ilha principal.

    PS: Se alguém tiver acesso ao mapa de que falo, agradeço que o coloque aqui neste tópico.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #148 belem, 8 Abr 2015 às 14:26
    Última edição: 8 Abr 2015 às 15:28
    StormRic, CptRena e Thomar gostaram disto.
  14. Cluster

    Cluster
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    23 Set 2012
    Mensagens:
    417
    Local:
    Lisboa
    Só vi agora as novidades, realmente é impressionante Art e nem foi um ano "excepcional" nesse sentido.

    Belem, quem me dera ver esse mapa:(. Isto vale o que vale, mas quando tive na ultima vez na Madeira, neste Fevereiro, o carro marcava mais (0.5 graus ou mais) em várias zonas da Madalena (zonas costeiras) do que na estrada costeira correspondente no Lugar de Baixo. Este fenómeno sucedeu-se várias vezes. Estas minhas observações ocorreram naqueles dias em que a ilha foi afectada pela frente fria (Funchal com máximas de 17 apenas) e lembro-me do carro chegar sempre aos 20+ na Madalena nesses mesmos dias. Coincidência ou não aqui fica o meu relato. As pessoas da ilha acham que a Madalena do Mar tem as melhores bananas da ilha.

    Já agora tenho que vos informar que quando lá estive reparei que podaram o coqueiro anão incluindo a inflorescência:( comparem com o post #128:
    [​IMG]

    Portanto sim, isto é a mais provável razão de não vermos cocos maduros na ilha, aliado ao facto de eles estarem todos com alguns sinais de seca (os coqueiros estão habituados a precipitações mais semelhantes ao norte da ilha, para eles a costa sul não é o desejável neste sentido) e alguns deles parecem ter pouca terra.

    Aproveito para mostrar umas fotos de uns coqueiros privados no Paul do Mar (zona sudoeste):
    [​IMG]

    [​IMG]

    Também estes estão podados, de qualquer maneira têm muito bom aspecto e estão bastante saudáveis o que é óptimo sendo Fevereiro o mês mais frio. Se os donos quiserem ponho a minha mão no fogo que estes exemplares podem dar cocos maduros, nota-se que são regados:)
     
    StormRic, belem, ALBIMETEO e 1 outra pessoa gostaram disto.
  15. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,904
    Local:
    Sintra
    Interessante o teu testemunho, Cluster.

    Pelo menos a Madalena do Mar, deverá ser um dos locais mais quentes da Ilha.


    Em relação aos coqueiros, também convém haver espaço para as raízes se desenvolverem:


    [​IMG]

    Coqueiro (C. nucifera) na marina do Funchal.

    As plantas dificilmente conseguirão um crescimento ótimo nestas condições.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    StormRic gostou disto.

Partilhar esta Página